História Don't Cry, Little Bunny - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Longfic, Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 125
Palavras 1.755
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieee

Lemon

To com vergonha

Desculpa tá uma merda

Mas espero que gostem

Capítulo 15 - Chapter 14 - Delivered to You


Fanfic / Fanfiction Don't Cry, Little Bunny - Capítulo 15 - Chapter 14 - Delivered to You


Chegamos em casa e Taehyung me pediu para que eu fosse para o quarto, que logo iria se juntar a mim, apenas assentir e ele me deu um leve selar e sorriu.

Me sentia ansioso, não a ponto de surtar, mas o bastante para qualquer um perceber. Entrei no quarto e me sentei na beirada da cama e respirei fundo, logo a porta se abriu e me levantei rapidamente, Taehyung sorriu ladino.


- Relaxa, Babe... – Ele se aproximou de mim e distribuiu beijos em meu rosto. – Está ansioso, hum? – Perguntou e eu apenas assentir um pouco envergonhado, ele riu de leve e me beijou.

Seu beijo era afoito e eu retribuía na mesma intensidade. Ele me empurrou levemente na cama quando o ar foi necessário, nossos olhares estavam fixo e eu pude notar os olhos castanhos de Taehyung se tornarem mais escuros.

Deitei na cama e ele se posicionou por cima de mim, passou o polegar pelo meu lábio inferior e sorriu doce.


-Irei tirar sua ansiedade, Coelhinho. – Disse e começou a distribuir leves selares em meu rosto. Meu coração batia acelerado e minha respiração começava a ficar falhar ao sentir seus lábios meu pescoço e clavícula.

Suas mãos entraram por baixo da minha camiseta e eu fiquei arrepiado com seus dedos gélidos, ele me arranhava e depois acariciava.

Sentia meu membro pulsar e isso me incomodava, acabava por soltar alguns gemidos.

Ele se endireitou e tirou sua regata, logo em seguida fiz o mesmo e ele mordeu seu lábio admirando meu corpo.


-Seu corpo é literalmente de um Deus, Jeon. – Sorriu e voltou a beijar meu pescoço e descer seus beijos até a minha barriga, ele olhou para mim quando eu estremeci.

-Posso? – Perguntou ao colocar suas mãos em minha bermuda.

-Sim... – Respondi-o baixo e ele voltou sua atenção para o botão. Sentir fisgada em meu membro quando sua mão passou por ali ao tirar minha bermuda, não resistir em gemer e isso me deixou terrivelmente envergonhado.

Depois de tirar, passou suas mãos em minhas coxas e sorriu ao ver que eu estava totalmente arrepiado.

Sua atenção foi voltada para meu membro, mas nada fez, apenas se levantou e tirou o resto de sua roupa e ficando apenas de box.

Voltou para cima de mim e sentou em cima do meu membro, mordi o lábio para não gemer.


-Não se faça de insensível, apenas gemi para seu TaeTae. – Disse e rebolou lentamente, não resistir em gemer. – Assim...você gosta? – Sussurrou rouco em meu ouvindo.

-Tae...por favor. – Estava louco sentindo aquele atrito.

Ele saiu de cima de mim e tirou minha box, me fazendo suspirar de alivio e fechar os olhos, mas logo os abrir ao sentir seus dedos gélidos ao redor do meu membro.

Ele sorriu ladino ao fazer os movimentos, apertou levemente minha glande o que acabou resultando em um pouco de pré gozo saindo da minha fenda. Gemi dolorosamente com o seu ato, era torturantemente gostoso.


-Você é uma grande caixinha de surpresas, Babe. – Disse dando ênfase no grande quando e olhou para mim, eu estava corado e ele gostou – Você deve ser tão apetitoso... – Disse e logo abocanhou meu membro, acabei soltando um gemido surpreso.

Apertava os lençóis da cama enquanto gemia baixo ao sentir ele engolir meu membro por inteiro e depois tira-lo da sua boca, fazendo um barulho molhado e excitante.

Eu me segurava ao máximo para não colocar minhas mãos em seus cabelos e guiar seus movimentos, principalmente quando minha glande encostava em sua garganta e ele gemia, era uma vibração maravilhosa.

Estava trêmulo e podia sentir meu ápice chegar, mas não chegou. Taehyung tirou meu membro da sua boca e passou sua língua entre os lábios. Eu poderia morder aquele a língua de tanto que ela me provocava.


-Ainda não, Babe... – Se curvou e sussurrou. – Não sabe o quanto quero que você me foda, Coelhinho...mas sou eu quem vai te foder aqui. – Sorriu ladino e abaixou sua box, revelando seu membro ereto e expelindo pré gozo.

Involuntariamente lambi meus lábios ao ver ele passar sua destra lentamente pelo seu membro e suspirar.


- Você me deixa tão duro, Coelhinho... – Gemeu sôfrego enquanto olhava pra mim e continuava seus movimentos. Aquilo era demais pra mim, invertir nossas posições e ataquei seus lábios afoitamente enquanto passava minhas mãos pela sua cintura. Eu gemia com o atrito dos nossos membros e ele sorria em meio ao beijo, logo me afastei por falta de ar.

-Sinto lhe forma, mas quem ditas as posições aqui sou eu. – Disse e ficou por cima de mim novamente, acabei me assustando com a sua força. – Agora deixe eu te descobrir mais um pouco, Babe. – Ficou entre minhas pernas e dobrou meus joelhos, a vergonha se apoderou de mim novamente e eu só quis me encolher.

-Hyung... – O chamei baixo e ele olhou para mim. Acabei me encolhendo com o seu olhar.

- Não se sinta assim, você é tão lindo...apenas fique relaxado, eu quero te ver. – Disse doce e acariciou minha coxa, engoli em seco e me ajeitei na cama, ficando completamente exposto para ele.

Sentir suas mãos acariciando minhas coxas e soltou um suspiro.


-Tão rosinha. – ele rodeou seu indicador na minha entrada e eu me contrair. – Terei que te preparar muito bem, a última coisa que quero fazer é te machucar. – Sorriu carinhoso e se levantou, pegou algo que ele tinha trazido consigo e voltou para cama. Quando vi bem, era lubrificante e um pacotinho quadrado que deduzi ser a camisinha. Engoli em seco e franzi o cenho preocupado.

- Vou passar esse gel em você, tudo bem? É geladinho, mas é só para facilitar as coisas, certo? – Assentir recitante e ele se aproximou e selou nossos lábios levemente. – Apenas relaxe, pode incomodar um pouco, mas passa. – Explicou e acariciou minha bochecha.

Pegou o recipiente, colocou o gel na ponta dos seus três dedos e passou em mim, era realmente gelado. Logo, sentir ele rodear o indicador novamente e força-lo para dentro de mim, eu não deveria me contrair, mas era completamente involuntário.

Taehyung pediu para eu me acalmar, enquanto fazia carinho em meu rosto e coxa, aos poucos eu fui relaxando.

Logo, já estava sentindo falta dos seus dedos me estimulando, mas eu já estava preparado para ele.

Ele se posicionou e me beijou enquanto me invadia, era um pouco incomodo e começava a doer cada vez que ele se aprofundava mais, mas ele estava sendo tão carinhoso que a dor quase passava despercebida.

Quando ele já estava dentro de mim, ficamos nos olhando até eu me acostumar.


- Estou te dando trabalho. – Falei e escondi meu rosto em seu pescoço, ele riu de leve e afagou meus cabelos. – Me desculpe se eu estou sendo horrível. – O olhei ele sorrio pequeno.

- Você é incrível, eu te amo tanto. – Eu fui pego de surpresa pela sua declaração, mas logo sorri e acariciei seu rosto.

-Eu também te amo... – Disse e gemi levemente por me mexer, indicando que ele podia começar. E assim o fez.

Seus movimentos eram lentos e fundos, era completamente delirante, doloroso e bom.

Logo, ele entrava e saia rapidamente e tudo parecia novo, eu sentia um prazer absurdo, não conseguia controlar minha respiração. Suas costas, com toda certeza já se encontravam vermelhas com os meus arranhões, assim como minhas coxas com os seus tapas.

Céus, aquilo era maravilhoso, ele era maravilhoso.

O som dos nossos corpos se chocando era delicioso, o som dos seus gemidos era delicioso. Taehyung conseguiu chegar em um nível de sensualidade extrema, olhos semicerrados, boca avermelhada e semi aberta, cabelo caindo em seus olhos e a tonalidade da sua pele estava avermelhada devido ao suor. Era lindo e excitante.

Ele saiu de mim e sentou do meu lado, bateu em suas coxas indicando para que eu me sentasse ali e assim fiz.

Ele voltou a colocar seu membro em mim e segurou em meus quadris.


-Rebole em mim, Coelhinho. – Sua voz estava mais rouca e eu gemi com isso logo me mexendo. Ele ditava meus movimentos com suas mãos e em poucos minutos eu quicava em seu membro.

Ele tocava meu ponto de prazer várias vezes me fazendo revirar os olhos e gemer alto, já não tinha mais controle de nada, apenas queria que o Kim fosse mais fundo em mim.


-Tão apertado, meu Coelinho...tão gostoso. – Disse e apertou minhas nádegas. – Eu podia morde-lo e suga-lo até não sobrar nada. – Me puxou pela nuca e mordeu meu pescoço, gemi de dor, mas suas estocadas eram tão fortes que logo gemia de prazer. Passou a língua onde havia mordido e se afastou.

Desceu suas mãos até meu membro e começou os movimentos. Merda, eu me sentia fora de mim de tanto prazer.


-T-Tae...awn...isso é tão... – Não conseguir completar por sentir meu interior apertar seu membro.

-Apenas venha para mim, Coelhinho. – Aumentou seus movimentos em meu membro. – Goze na minha mão, Babe...eu quero sentir seu leitinho. – Aquilo foi o bastante para meu ápice chegar em jatos fortes, nos sujando.

Lentamente ele foi parando seus movimentos e levando sua mão até sua boca e lambendo algumas partes dela devagar.


-Tão docinho. – Sorriu ladino e saiu de mim, me deitou e entrelaçou minhas pernas na sua cintura. – Olha para mim, Coelhinho. – Levantou meu rosto e começou a estocar.

Nossos olhos estavam fixo um no outro, nossos respirações e gemidos sicronizados. Quando já estava chegando ao seu limite, seus olhos começaram a ficar claros e mais claros até chegar em tom azul. Eu só havia visto aqueles olhos quando ele intimidou Kang.

Por mais que fosse assustador, era lindo e não dei atenção a esse sentimento até que sentir algo em suas costas, algo macio como se fosse penas.


- Você pertence apenas a mim, Jeon. – Sua voz soou rouca e tinha um tom forte, ele chegou ao se ápice e seus olhos começaram a escurecer e voltar ao tom normal.

Caiu em meus braços e eu o abracei, não sentindo mais a sensação de penas ali. Talvez fosse alguma reação do climax que me fez sentir isso.

- Eu te amo. – Levantou a cabeça e me olhou, quem o visse o acharia a pessoa mais adorável e inocente apenas pelos seus olhos pequenos e brilhantes, com um leve bico em seus lábios.

- Eu também te amo TaeTae...obrigado por ter sido tão especial pra mim. – Sorri e ele retribuiu beijando meus lábios e voltando a deitar em meu peito.

Teríamos que nos levantar e tomar banho, mas o cansaço era mais forte que nossa obrigação e acabamos caindo no sono.


Notas Finais


To com muito vergonha, nunca fiz um lemon mais ousado

Desculpem mesmo tá muito merda

Comentem o que acharam, mesmo sendo merda e desculpem os erros

Até amanhã ❤

Bjs da Sary ♥

Ps: Acabei esquecendo de postar a foto dos colares, então aqui o Link para vcs terem uma noção

https://sc02.alicdn.com/kf/HTB1OM5eKFXXXXa8XFXXq6xXFXXXm/Lucky-Fairy-Round-Magic-Locket-Glow-In.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...