História Dont cry no more - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~Sophia_Isa

Postado
Categorias Naruto
Tags Kakasaku
Exibições 39
Palavras 1.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom, próximo capítulo postado. Desculpem os erros e boa leitura.

Capítulo 9 - Revelations...


Fanfic / Fanfiction Dont cry no more - Capítulo 9 - Revelations...

Com seu abraço aconchegante, sinto que nossa amizade não é mais amizade. - Bom depois da noite que tiveram só você pensa em amizade. - Penso arduamente. Ainda no banho, me pergunto se é certo. E a resposta vem de Kakashi.

- Sakura, gostaria de lhe dizer que o que se passou anteriormente, significou muito para mim, eu sei que sou seu sensei e que isso não deveria de maneira alguma estar acontecendo, mas... – Noto que perdeu as palavras, e sente-se incomodado com meu silêncio.

- A mim também foi muito significativo, e estava a pensar se realmente é correto o que estamos fazendo. Acho que Shizune não vai aceitar muito a ideia.

- Bom, minha menina, se é correto ou não, somente o tempo poderá explicar. E somente ele poderá agir com definição em nossas vidas. E sobre Shizune, o que iremos fazer será por nós, por nossos sentimentos, e estou disposto a enfrentar qualquer coisa para ficar com você. E quando digo qualquer coisa, me refiro a Shizune como algo um tanto pequeno. - Perco o chão ao ouvir suas encantadoras palavras, me exalto, e sem perceber sorrio enquanto o abraço.

- O que está acontecendo? – Penso alto.

- Não sei você mas, eu estou apaixonado! – Fala apertando mais seus braços. 

A água corrente desce por minha pele, estamos nus, abraçados e incrivelmente emocionados. Afasto-me e saio repentinamente, envolvo-me em uma toalha que encontrei no chão e saio, vou para o quarto sento-me na beira da cama envolta em lágrimas questiono.

- Por que é tão difícil?

- Porque deve ser difícil! – Escuto uma voz calma vir em minha direção. – Eu avisei que não seria fácil pequena, mas infelizmente não posso escolher por você. – Kakashi indaga ao sair do banheiro. – Se pudesse estaríamos casados, morando em Miami, conhecendo cada canto da ilustre cidade. – Tocando minha face sussurra – E todo fim de tarde iriamos sentar para ver o por do sol, e eu, incansavelmente iria dizer o quão especial você é para mim. Mas como não vivemos em sonhos.  Vamos, temos algo importante a fazer.

- Como assim?

- Você não está preocupada com Shizune? Vamos conversar! – Meu semblante muda totalmente.

- Você está louco?

- Pode-se dizer que sim, mas o pouco de sanidade que resta diz que devemos ir conversar com ela. - Estende a mão para mim.

- Tudo bem, mas sabe que não será fácil! – Falo enquanto seguro sua mão. Os corredores do edifício tornam-se curtos para seu sorriso, descemos as escadas e encontramos o porteiro. Kakashi o cumprimenta enquanto abre a porta. O dia está ensolarado, seguimos andando pelas ruas que parecem infinitas. Passamos onde tudo começou.

- Lembra-se desta rua? – Pergunto a ele com um tom irônico.

- Como poderia esquecer! – Fala fitando meus olhos. Seguimos em direção à casa de Shizune. Frente ao portão paramos um instante e nos dirigimos até a porta central.

- Senhorita Haruno! – Diz o motorista. – Que prazer em revê-la.

- Igualmente – Respondo com um gentil sorriso. Kakashi é ignorado, por ordens de Shizune. A qual está sentada na sala de estar.

- Kakashi! Vamos! – Exclamo enquanto seguro firme em sua mão.

- Vamos! – Fala com a mesma tranquilidade. Como consegue, meus nervos estão à flor da pele.

- Quem é vivo sempre aparece. Sabia que uma hora ou outra voltaria. Só não esperava que você a acompanhasse Kakashi. – Shizune fala com um tom abusivo.

- Diferente de você, eu a acolhi quando precisava. – Kakashi retruca.

- Basta! – Exclamo furiosa.

- Pode ir, ela já está segura. – Indaga Shizune.

- Não vim acompanha-la, estou aqui para falar com você. – Kakashi fala calmo e abrasivo.

- Falar? Direto ao assunto! Tenho muito que fazer.

- Primeiramente, o que aconteceu no passado deve permanecer no mesmo. Eu e Sakura, bom, a gente está dando inicio a um relacionamento. Sei que não vai ser fácil pra você aceitar, mas para nós nada irá mudar.

- Você me enoja Kakashi. – Shizune entoa ironicamente. – Vamos conversar a sós.

- Não, por quê? – Exijo uma explicação.

- Sakura deixe! – Pede Kakashi. Dirigindo-se com Shizune para outro cômodo. Subo para meu quarto, certamente ouvirei quando voltarem. Depois de longos trinta minutos, Kakashi sai da sala.

- Sakura eu... Sinto muito! – Exclama Kakashi aproximando-se cada vez mais.

- O que? Como assim?

- Foi para seu bem. – Fala puxando meu rosto para o seu. Beija minha testa. – Afaste-se de mim.

- Não eu não vou fazer isso! Prometeu enfrentar qualquer coisa.

- Isso é diferente. – Vejo uma lágrima escorrer em seu rosto. – Por que é tão difícil? – Fala enquanto vira de costas para mim.

- Você vai mesmo desistir? – Começo a chorar incontrolavelmente.

- Não chore, por favor, não por mim! – Me abraça, um longo e apertado abraço. Vira de costas e sai em direção à porta. Vejo minha primeira paixão deixar-me sem poder fazer nada. Vou para meu quarto, bato a porta e agacho-me contra ela. – Isso não pode estar acontecendo! – As lágrimas são contidas no momento em que ouço gritos vindos da sala.

- Você não tem direito de fazer isso!

- Sou tutora legal dela Kakashi, você não pode fazer nada, além do mais, fico perguntando, como você consegue pensar em outro alguém senão Rin, você matou seu melhor amigo para ficar com ela. – Abro rapidamente a porta e deparo-me com Kakashi ajoelhado, chorando. Em instantes desço as escadas, abraço-o contendo suas lágrimas.

- Você é um monstro. – Falo para Shizune.

- Acredite Sakura é para seu bem.

- Sakura eu prometi a você, não irei desistir. – Ergue-se e afasta-se em direção a saída.

*P.o.v: Kakashi

Eu tentei, mas Shizune é irreversível, toca em fatos de minha vida que são dolorosos, não suportaria, mas quando me lembro do sorriso estampado no rosto de minha pequena, ganho forças para lutar. Jamais vou desistir da minha menina.

- Kakashi, está tudo bem? – Uma voz tremula e segura exclama a mim.

- Olá Rin, está sim. – Disfarço um sorriso.

- Quem bom você não foi á escola, estava preocupada!

- Um leve resfriado. – Decidi manter segredo que Sakura esteve em minha casa. – Mas já estou melhor.

 - Tem visto Sakura? Também não foi à escola. – Droga!

- Não, tenho que ir. Até mais Rin. – Falo enquanto aproximo-me do prédio. Entro rapidamente em meu apartamento. Esta organizado, a moça que o limpa deve ter vindo. Olho para a cama. Repentinas lembranças da noite passam por minha mente. – Ah Sakura, o que está acontecendo? – Tomo um café pensando em tudo o que aconteceu, e em como Sakura deve estar. Naquela casa enorme, com tantas pessoas em seu redor, tenho a certeza de que adoraria estar sozinha.

*P.o.v: Sakura

Deito-me em minha cama, as lágrimas são constantes, lembro-me de quando cheguei, Shizune mencionou que eu deveria ser forte, e serei. Escuto um leve toque na porta, Shizune entra com delicadeza.

- Sakura? Está bem?

- Não, não estou. – Falo bruscamente.

- Eu sei que pensa que sou horrível e asquerosa, então vim lhe explicar o porquê de minha rigidez com Kakashi. – Descido dar a ela a oportunidade de se explicar.

- Tudo bem, explique-se.


Notas Finais


Esperamos que gostem, e preparem-se, há muitas surpresas pela frente. Beijos, Nick e Sophi.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...