História Dont Forget Me - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Backstreet Boys
Personagens AJ MacLean, Brian Littrell, Howie D, Kevin Richardson, Nick Carter, Personagens Originais
Tags Bsb
Exibições 9
Palavras 1.340
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Dont Forget Me - Capítulo 5 - Capítulo 5

A porta é aberta. Nick e Vitória entram. Vendo a amiga inconsciente, a jovem corre, passando na frente do loiro, se aproximando o mais rápido que consegue. Ela olha para o latino, esperando alguma explicação. Howie por sua vez, olha para o Nick.

 

            - O que aconteceu?... – Vitória finalmente pergunta

            - ... ela... desmaiou... – Howie reflete

            - Voltamos... porque a Vick esqueceu as chaves do carro da Lisa... – Nick diz

            - Não é melhor levá-la para um hospital? – vendo o latino parado, segurando o braço da amiga, Vitória questiona

 

            O latino abre a boca para responder, sua voz não sai. Ele olha para a jovem ainda desfalecida na cadeira. Uma lágrima surge em sua face. Lisa move a cabeça. Rapidamente Howie enxuga a lágrima e sorrir.

 

            - ... acho... que ela está acordando... – o latino passa a mão na face de Lisa

 

            A jovem abre os olhos devagar. Primeiro vê um vulto, que aos poucos vai tomando forma. Howie sorrir para ela. Sentindo uma mão no seu ombro, Lisa vira suavemente o rosto.

 

            - ... quer ir para um hospital?... – Vitória pergunta

            - Estou bem!!! Obrigada!!... – colocando a mão na testa, Lisa agradece

            - ... podem ir... eu levo ela para casa... – Howie se oferece

            - Tudo bem, Lisa?... – sem prestar atenção ao latino, Vitória encara a amiga

            - Tudo bem!!! – tentando acalmar a amiga, Lisa faz sinal de positivo com a mão - ... como o Howie falou... ele me deixa em casa... – e acaba concordando com a afirmação do homem

            - ... certo!!... – Nick, entrando na conversa, esfrega as mãos, como se estivesse com frio - ... vamos Vick...

            - Lisa... depois deixo o seu carro... lá... – Vitória, de mãos dadas com o loiro, comenta

            - Sem problemas!!!... – Lisa responde

 

            Os dois ficam sozinhos mais uma vez. Pensativa, Lisa olha para o chão. Howie pega na mão da jovem e alisa, bem devagar. Se aproximando um pouco mais do rosto dela, ele beija o seu rosto. A moça sente a respiração do homem e fecha os olhos.

 

            - Vamos esquecer essa... conversa!!!... – o latino sugere

            - ... me leva... pra casa!!!... – abrindo os olhos de uma só vez, Lisa implora

            - Ok!!!... – Howie se levanta e a ajuda

 

            Os dois passam pela porta. Caminham lentamente até chegarem à saída. Howie segura firme na mão da jovem e aponta para o outro lado. O casal atravessa a rua. Sendo educado, o homem abre a porta do veículo. Lisa entra.

            Dando a volta pela frente, o latino se senta no banco e coloca o cinto. Colocando a chave na ignição, logo o carro começa a movimentar-se. A jovem permanece em silêncio durante todo o trajeto.

            Procurando os atalhos, o homem estaciona na frente da casa da jovem, em meia hora. Lisa sai e se encostando no carro, observa a residência. Colocando as mãos nos bolsos da calça, o latino aparece do lado dela.

 

            - Não quer entrar?... – Howie pergunta curioso

            - ... vem... precisamos... conversar... – decidida, Lisa pega no braço do homem, o puxando

 

            Sorrindo pelo canto da boca, Howie em silêncio a obedece. O casal entra na residência. Agora, sendo Lisa a segurar firme na mão do latino, o faz passa pela sala. Eles chegam à cozinha. A jovem aponta para uma das cadeiras. O homem se senta.

 

            - ... preciso de um café... – abrindo todos os armários, a jovem confessa

            - Você... não quer se sentar?... Faço para você!!... – o latino afirma, se levantando

            - ... acho... que vou aceitar... – tensa, Lisa coloca a mão na testa

            - Está sentindo algo?... – Howie a acha estranha

            - ... só... um pouco tonta... – a jovem se senta

            - Vou te preparar um lanche... – mostrando conhecer como ninguém aquela cozinha, o homem sai pegando os utensílios e ingredientes

            - Howie... você não merece passar por isso... – sem saber o que falar, Lisa solta

            - ... isso? O que?... – Howie dando de ombros, não entende

            - ... eu... estou com uma espécie de amnésia... não sei quem sou... não sei... o que faço... não sei de você... – tentando ser sincera, a jovem abre o “jogo” sem medo da reação do cantor

            - Prazer!!!... – se aproximando da jovem, o latino, depois de limpar a mão no pano de prato, estica o braço, mostrando a mão para ser apertada e sorrir - ... meu nome é Howie Dorough, faço parte de uma banda... e ...

            - ... não estou brincando... – séria, Lisa o interrompe

            - Nem eu!!!... – puxando uma cadeira e se sentando, o latino afirma, a encarando - ... a expressão dos seus olhos, é a mesma... da primeira vez que te vi... e me apaixonei...

            - O que quer dizer?... – a moça demonstra estar confusa

            - ... não me importo com a sua falta de memória... você continua sendo... a minha Lisa!!!... – se aproximando ainda mais, Howie a faz se levantar e a beija

            - Preciso de um tempo... – afastando o cantor, Lisa comenta

            - Ok!!... – com expressão fechada, o latino solta o pano de prato na mesa e sai do ambiente. A jovem se senta, percebendo a besteira que acabava de fazer. Fica em silêncio.

 

            Em um Book Coffee, do outro lado da cidade, Nick se senta de frente para Vitória. O loiro pega na mão da jovem, que sorrir, animada. Uma atendente aparece e mostra os cardápios. O moço faz sinal com o dedo e pede dois Milk shakes.

 

            - Nick.... – Vitória tenta iniciar uma conversa

            - ... Vick... agora eu falo... – Nick sorrindo, leva a mão da jovem até seus lábios e beija devagar, a fazendo arrepiar

            - ... vai me pedir em namoro? – sem conseguir se conter, a jovem pergunta

            - Nunca consigo fazer surpresas para você, não é?... – rindo, o cantor diz

            - Não!!!... – a moça confirma e também rir

            - ... me rendo!!!... – Nick levanta os braços - ... vamos selar nosso namoro... hoje à noite... – e revela

            - Jura?... – animada, Vitória bate palmas de leve

            - ... te pego as 19h... – balançando a cabeça, ele afirma

 

            Esquecendo-se de que estava em local público, Vitória levanta e “salta” no colo do loiro. Os dois se beijam calorosamente. O clima acaba sendo interrompido pela atendente, que pigarreia. Em pé com os pedidos em uma bandeja, ela olha para o casal.

 

            - Desculpa!!.. – com um sorriso sem graça, Vitória volta para o seu lugar

            - ... dois Milk Shakes... – a atendente coloca os copos na mesa e sai

            - ... minha louquinha... – Nick rir

            - Desculpa!!!... – dando de ombros, a jovem se desculpa mais uma vez

            - ... eu gosto de suas loucuras!!... – mordendo o lábio inferior, o loiro pisca o olho - ... te amo!!!... – e se declara

            - ... e eu... sou louca por você!!!... – Vitória fala

 

            Em sua residência, Lisa, depois de um tempo sentada na cozinha, se encaminha para o seu quarto. Sentando-se na cama, respira fundo, balançando a cabeça negativamente.  

 

            - ... tenho que dá um jeito na minha vida!!!... – falando alto, conclui - ... tenho que encontrar o Yan...  e resolver toda essa confusão...  – fechando os olhos, se deita. Mesmo com um calor insuportável, sente frio. Encolhendo-se, envolve as pernas. - ... o Howie não parece estar mentindo... mas... o Yan também não – tenta lembrar das últimas horas.

 

            Logo as imagens se transformam em uma densa névoa. O silêncio se instala. Segundos depois, vozes começam a surgir, com ecos. Uma voz ela consegue reconhecer, o Howie.

            Lisa levanta assustada. Olha para todos os lados. Estava sozinha no quarto. Com a respiração ofegante, volta a deitar o corpo no colchão. Permanece de olhos abertos. Não escuta nada. Em um curto espaço de tempo, adormece novamente.

            Sentindo um arrepio na coluna, a jovem sente um bafo quente ao pé do ouvido e escuta um sussurro: “Lisa, eu te amo!!!Volta pra mim! Eu preciso de você!! Sem você, eu não vivo!!” . Sentindo um toque no braço, Lisa salta da cama.

 

            - ... o que foi isso?... – sem saber o que pensar, ela volta a olhar ao redor. Não existia ninguém, além dela, no quarto                                    

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...