História Dont Forget Me - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Backstreet Boys
Personagens AJ MacLean, Brian Littrell, Howie D, Kevin Richardson, Nick Carter, Personagens Originais
Tags Bsb
Exibições 15
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Suspense

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem do capítulo

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Dont Forget Me - Capítulo 6 - Capítulo 6

Confusa, a jovem passa as mãos pelo cabelo. Sem querer voltar a dormir, ela se senta na cama. Sentindo um frio, mesmo o quarto estando quente, Lisa envolve-se em seus próprios braços. Lembrando do latino e lamentando o ocorrido na cozinha, lágrimas surgem em sua face. Quanto mais ela não as deixa prosseguir, rolando no rosto, mais as “gotas” d’água insistem.

            Arrastando-se literalmente, a jovem sai do quarto, indo para o escritório. Empurrando a porta devagar, ela olha para o ambiente. Cruzando os braços, não sente nada familiar.

            Sentando na cadeira, abre a gaveta e retira um netbook. Torcendo para que não precisasse de senha, Lisa liga o aparelho. Começa a olhar os arquivos existentes. Por acaso no meio de músicas e arranjos, encontra fotos suas com o latino e uma de perfil, sozinha. Acaba dando um sorriso pelo canto da boca e tem uma idéia.

            Abrindo o navegador, vai até os “favoritos”. Analisando os sites, um chama sua atenção. Ela, sem pestanejar, clica. O site de bate papos de fanáticos por livros de suspense, começa a “piscar” na sua frente. Aperta em “entrar”. Era preciso colocar um nome. Á-ga-tha. Seus olhos brilham, Lisa respira fundo. A janela é aberta. A jovem passa os olhos pelos nomes dos participantes.

 

            - Hummm... gostei desse... – sorrindo, ela clica no nome - ... Mr. Mistery...

 

 

ÀGATHA: olá...

MR. MISTERY: como vai? 

ÀGATHA: confusa com algumas loucuras que andam acontecendo em minha vida... 

MR. MISTERY: hummm... é bom... algumas loucuras... na vida!!

ÀGATHA: porque esse nome?

MR. MISTERY: você terá que descobrir

ÀGATHA: você tem... redes sociais?... Facebook? Instagram? WhatsApp?

MR. MISTERY: nossa!!... Já vai pedir minha mão em casamento?

ÀGATHA: kkkkkkk...

ÀGATHA: me desculpa!!.. Estou atropelando tudo!!

MR. MISTERY: você é... apressada...

ÀGATHA: acho... que sim... ainda estou me conhecendo!

MR. MISTERY: acabou de “nascer”, Ágatha?

ÀGATHA: digamos que... quase isso!  

MR. MISTERY: interessante!

MR. MISTERY: você escolheu esse nome por causa da Ágatha Christie?

ÀGATHA: é tão obvio? 

MR. MISTERY: esqueceu que estamos conversando á partir de um chat de fanáticos por livros de suspense?

ÀGATHA: estou com amnésia, não com Alzheimer...  

MR. MISTERY: agora você foi grossa!!!

ÀGATHA: você se ofende tão fácil assim?

ÀGATHA: desculpa!!

MR. MISTERY: estou brincando!!!... você não tem censo de humor?

ÀGATHA: no momento... não

MR. MISTERY: podemos conversar mais depois? Tenho, infelizmente, um compromisso neste exato momento...

ÀGATHA: já vai? Te espantei?

MR. MISTERY: eu sei... sou irresistível!!... mas... tenho mesmo que ir...

ÀGATHA: pode ser... de madrugada ?... Entre 1h e 3h?

MR. MISTERY: combinado

 

            Mr. Mistery sai da sala virtual. Lisa, sem querer conversar com mais ninguém, também sai e desliga o netbook. No mesmo instante a porta do escritório é empurrada. Vitória aparece.

 

            - Vejo que estava ocupada!!!... – com um sorriso malicioso, a amiga fala, caminhando na direção da jovem

            - Vick... que susto você me deu!!!... – com o coração batendo acelerado, Lisa coloca a mão no coração

            - ... não me escutou te chamando pela casa toda?... – Vitória cruza os braços. Encarando lisa, espera resposta

            - Não!!... – sem graça, Lisa coloca o netbook de volta a gaveta

            - Tudo bem... porque eu estou feliz... o Nick vai me pedir em namoro hoje... e eu espero que seja inesquecível... – empolgada, Vitória revela

            - Parabéns!!... – Lisa se levanta - ... vamos comer?... – com a mão, aponta para a porta

            - E você e o Howie?... Se acertaram?... – curiosa, Vitória questiona

            - ... você conhece algum Yan?... Quer dizer... eu conheço algum Yan?... – não prestando atenção a pergunta da amiga, Lisa faz outra pergunta - ... você me conhece, certo?... você é minha melhor amiga... – parando a outra jovem no meio do caminho, ela a encara

            - Sim!... mas... o único Yan que conheço... foi seu ex-noivo... – com um olhar de curiosidade, Vitória responde

            - ... ex-noivo?... – pensativa, Lisa não dá mais nenhum passo

            - ... vem... ou a comida chinesa vai esfriar...  – Vitória puxa Lisa pelo braço

            - Você trouxe comida?... – Lisa sai de seus pensamentos

            - Claro!!.. Pelo que vi... você não tinha condições de cozinhar... – Vitória entrando na cozinha, afirma

            - Já disse que te amo?... – Lisa abre um sorriso e senta-se

            - Hoje ... acho que não!!... – Vitória brinca

 

            As duas começam a degustar a comida. Vitória volta a comentar sobre o pedido de namoro do Nick, que ainda iria acontecer. Lisa acaba rindo sem querer. Por um breve momento, esquece de todas as confusões daquele dia.

            As horas avançam e apenas Vitória fala. Logo após o lanche, a jovem decide ir para casa, para se arrumar. À noite se aproximava. Lisa, depois de se despedir da amiga, corre para o escritório mais uma vez.

 

            - ... preciso... – passando a mão de leve em seus livros na estante, a jovem é interrompida por um barulho de celular - ... deve ser... o meu... -  e reflete, procurando de onde vinha o barulho

 

            Caminhando até a mesa, abre uma outra gaveta. O aparelho continuava com o barulho. Lisa esticando o braço, toca no celular. Arrastando o dedo devagar de uma ponta a outra, o destrava.

 

            - Sim?... – Lisa fala

            - Oi! Amor!... O que aconteceu?... Você não me deu notícias!!... – a voz masculina do outro lado comenta

            - Quem é??... – franzindo a testa, a jovem questiona

            - Já me esqueceu?... Quem poderia ser?... Sou eu... o Yan... – a voz é identificada

            - ... me diz... como eu apareço no seu escritório... sendo que somos ex?... – intrigada, Lisa pergunta

            - Nossa!!... – Yan faz uma pequena pausa e respira profundamente - ... você esqueceu que voltamos?...

            - ... estou com o Howie... agora... – a moça afirma

            - Não!!... Você terminou com ele... – o moço se irrita - ... você disse... que ele só pensava na carreira... e que você não queria mais isso... você não queria viver pela metade... – tentando manter a calma aparente, Yan explica

            - Isso... pode ser verdade... – Lisa fala baixo, em dúvida - ... olha... posso falar com você depois?... Preciso descansar... – e muda o assunto

            - ... Tudo bem!!... Estou indo para Los Angeles... – o jovem avisa, desligando

 

            Não conseguindo “processar” as últimas informações, Lisa se senta na cadeira em frente à mesa e coloca o aparelho celular de volta à gaveta. Olhando para a mesa, passa a mão suavemente por um livro e balança a cabeça, negativamente.

            Em outra parte da cidade, o jovem Nick Carter estaciona o seu veículo na frente de uma residência. Ele buzina duas vezes e espera. As luzes da casa são imediatamente apagadas. Vitória, em um tubinho preto, logo aparece.

 

            - Oi. Minha gata!!.. – o loiro sorrir, destravando a porta para a jovem entrar

            - Oi! Gostoso!!... – assim que entra no veículo, Vitória avança para cima do moço, que a beija calorosamente.  

 

            O cantor faz o gesto e a moça coloca o cinto. Girando o volante, ele coloca o carro em movimento. Nick começa a dá voltas em alguns quarteirões, como se procurasse algo. Do nada, o jovem estaciona e sorrir pelo canto da boca, olhando para o lado.

 

            - Uma boate?... Você me trouxe para uma boate?... – incrédula, Vitória começa a reclamar - ... pensei que íamos jantar à luz de velas... Ou... em algum restaurante chique... e depois... bom... uma cama quentinha... ou uma banheira... abraços e beijos... – e ela não pára de falar -... aí você me trás pra uma boate... – e cruza os braços, “emburrada”.

            - Vick... calma... só vim te mostrar meu novo investimento... – bem humorado, o loiro revela

            - Quer dizer que... – a jovem olha novamente para o estabelecimento; agora, não mais chateada

            - Comprei!! – Nick balança a cabeça, positivamente


Notas Finais


Aguardem o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...