História Don't forget me. YoonKook - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Namjin, The Vow, Vhope, Yonkook
Exibições 136
Palavras 2.846
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Suspense, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Spoilers, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gente! Vocês estão vendo a Fotinha do capítulo? Pois é 🌚 Acho que muita gente sabe do que se trata. Tretas? Ainda não. Ainda... AINDA!
Gente, esse capítulo é tão amorzinho 💖 💖

Capítulo 14 - Capítulo 12 Encontro e desencontro.


Fanfic / Fanfiction Don't forget me. YoonKook - Capítulo 14 - Capítulo 12 Encontro e desencontro.

Eu estava nervoso demais. O tempo estava frio, mesmo assim eu conseguia sentir minhas mãos suando.
Jin e Namjoon estavam preparando algo rápido para todos, já que Namjoon iria levar os dois para a faculdade. Hoseok infelizmente foi obrigado a visitar sua mãe, parecia que alguns parentes iriam chegar a qualquer momento. Já, Taehyung estava do meu lado, mordendo suas unhas, me olhando a cada segundo.

—Escuta aqui, Tae! Quem está nervoso sou eu, então para de roer suas unhas, está me deixando aflito — Eu apenas troquei o peso entre as pernas.

Eu não conseguia me sentar.

—Eu também estou nervoso. Meu mini swag vai ter o seu primeiro encontro de verdade. Eu estou nervoso... e se ele não aceitar, Yoongi? — Me olhou tão sério, que eu quase senti minha pressão baixar.

—Para de ser idiota, Kim Taehyung Escuta, Yoongi. Ele vai aceitar na hora, com direito a um belo sorriso — Namjoon, literalmente puxou a orelha de Tae, o sentando na mesa, alegando que todos estava atrasados.

—Vai lá chamar ele, Yoongi. Ele anda dormindo muito. Isso é ótimo, Joniie, as olheiras estão desaparecendo — Jin secou suas mãos e logo tentou sussurrar no ouvido de Namjoon.

Apenas fingi que não tinha escutado nada e subi para o quarto. Abri a porta com cuidado e logo avistei seu corpo todo coberto e seus olhinhos piscando rapidamente.

Ele havia acabado de acordar.

—Bom dia. Dormiu bem? — Me aproximei, sentando na beirada da cama.

Observei seu rosto e logo ri internamente ao ver seus lábios inchado e vermelhinhos. Aproveitei e reparei que realmente, ele tinha manchas claras embaixo dos seus olhos, indicando noites mal dormidas.

Jungkook assentiu de leve, coçando seus olhos e dando um leve bocejo. Seus braços se esticaram preguiçosamente. Agarrei seu pulso de leve e puxei para cima, fazendo seu corpo sentar.
Mesmo sentado, ele deu um jeito de se aproximar, e se aninhou em mim, esfregando sua cabeça na direção do meu maxilar.

—Parece um gatinho — Beijei desajeitadamente sua têmpora.

Logo após mais um bocejo, Jungkook saiu da cama rapidamente, segurou minha mão e me obrigou a se levantar também. Fiquei confuso quando ele me levou até o seu quarto. Mas depois eu balancei a cabeça negativamente, dando um sorriso ao ver Jungkook, indo até o seu banheiro e ir escovar seus dentes.

Fiquei encostado na porta, observando ele secar a região da sua boca e logo abrir o pequeno armário, tirando de lá um pote de gel. Ele tentava a todo custo abaixar seus fios rebeldes.

—Min Suga — Me chamou, fazendo um olhar manhoso —' Ta ficando pior.

Sai da porta e fui em direção ao seu pequeno corpo. Coloquei um pouco de gel na ponta dos meus dedos, fui modelando seus fios, com uma certa atenção.

—Pronto —Lavei meus dedos —Deixei no mínimo ajeitado.

Jungkook se olhou no espelho, dando um sorriso.

—Ficou bom. Obrigado — Observei seus pés ficarem na pontinha e senti seus lábios colarem aos meus.

Segurei sua cintura e aproveitei o momento.

—Jeon Jungkook, posso te fazer uma pergunta? — Assentiu, voltando a sua altura —Eu queria saber se, você aceitaria sair comigo? Hoje. Só nós dois.

Seus olhos começaram a brilhar intensamente, seus lábios se curvaram para cima. Observei seu rosto ganhar uma coloração avermelhada e logo seu nariz franziu.

—Tipo... um encontro? — Falou baixinho, parecendo não criar expectativas.

—Não é tipo... é exatamente um encontro — Respirei fundo, controlando meu nervosismo —Então... aceita?

—Claro que sim, Min Suga — Jungkook me abraçou, eu conseguia sentir seu sorriso sobre a minha pele e automaticamente, eu sorri junto.

Saímos do cômodo e ele acabou pegando impulso, subindo nas minhas costas. Precisei descer a escada com muito cuidado e avistei Namjoon. Seu rosto estava vermelho de raiva.

—O que Taehyung, fez dessa vez? — Senti seu hálito fresco passar pelo meu pescoço.

—Acho que nada, olha o Jin, ele também está de cabeça baixa. Ele não é o mais velho? — Sussurrei no mesmo tom e paramos no fim da escada, sem nenhum dos três perceberem.

—Olha! Nós já estamos com quase meia hora de atraso, é melhor irmos. Agora! Senão, sem sobremesa pra você e sem doramas para o Taehyung. Sem reclamar — Sua voz era calma, porém firme.

—Ele pode até ser o mais velho, mas também é bem criança. Mais que eu se deixar — Saiu das minhas costas e se posicionou ao meu lado.

Senti seus dedos se entrelaçarem aos meus, ele foi na frente e eu o segui. Apenas pensando aonde eu iria leva-lo.

—Bom dia, gente — Jungkook falou como se não soubesse de nada.

—Bom dia e nós precisamos ir. Tchau, casal — Taehyung, que estava com a cabeça baixa segurou Jin e Namjoon, puxando os dois para fora.

—Ok, então — Deu risada —Vamos beber café até nossos corpos recusarem? — Separou nossas mãos, pegando a cafeteira.

Apenas concordei se eu bebesse uma xícara de chá.

Após o café da manhã, nós apenas subimos para o quarto do Jungkook e ficamos, de certo modo, vegetando.
Suas mãos me entregaram o livro já pela metade e sua feição ranzinza indicava o que eu já sabia. Tentei me defender, eu apenas tinha largado o livro no sofá e esqueci de guardar.

—Se eu tiver que, guardar ele denovo, eu juro, eu te bato com força — Semicerrou os olhos, desviando seu olhar.

—Eu já pedi desculpa. Anda, Jeon, desculpa o Min Suga, aqui — Abracei sua cintura de lado e dei risada quando suas mãos tentaram me afastar.

—Você é irritante — Resmungou.

—Se eu  realmente fosse irritante, você não teria aceitado sair comigo — Me gabei ainda abraçado ao seu corpo.

—E se for por pena? — Fez uma cara de surpresa.

—Se esse fosse o real motivo, você não resistiria aos encantos do Min Yoongi, aqui! — Me gabei novamente.

Jungkook Balançou sua cabeça, murmurando um "Tsc" "Tsc", logo em seguida virando seu rosto.

—Você é um idiota — Foi intercalando cada palavra com um Selinho, me fazendo revirar os olhos.

Puxei sua cintura e encostei nossas testas.

—Você que é — Soprei as palavras.

Me separei dele, indo até a cama. Fiquei encostado com metade do corpo na cabeceira e abri o livro. Senti uma movimentação ao meu lado.

—Escuta aqui — Cutucou meu ombro —Você não estipulou um horário definido para o nosso encontro.

—Eu quase pensei nisso.

—Como quase? Min Suga, de que signo você é? — Arqueou sua sobrancelha.

—Virgem. Por que? — Foi a minha vez de arquear a sobrancelha.

—Bom. As pessoas de virgem normalmente são perfeccionistas e críticos ao extremo. Sua cor é o amarelo. Elemento, terra. Espera... — Bateu no meu braço — Por isso que você me deu crisântemos! — Ficou apertando sua digital em meu braço, observando encantado a forma que a vermelhidão aparecia e desaparecia rapidamente na minha pele.

—Com quem você aprendeu isso? Eu apenas te dei crisântemos, na esperança de você gostar — Marquei a página e puxei seu corpo.

Deixei sua cabeça se deitar em meu peito e sua perna entrelaçar a minha cintura.

—Eu realmente gostei. Bom... eu estava pesquisando no Notebook sobre signos bons de namorar, afinal eu poderia sim colocar a culpa nos signos.

—Qual é o seu? — Fiquei passando de leve, quase imperceptível, meus dedos em sua pele.

—Eu também sou de Virgem — Suspirou —Isso é ruim?

—De modo algum. Vamos analisar! Se nós dois temos o mesmo signo, então quer dizer que ambos somos perfeccionistas e bem críticos. Então, nós somos bem aplicados, com tudo. Nós só não podemos apontar nenhum problema que seja grave. Se nos concentrarmos bem no quesito, saúde mental, o nosso relacionamento será o melhor de todos — Tentei não confudir as coisas e começei a divagar.

—O TaeTae também te ensinou sobre signos? — Perguntou encantado.

—Taehyung? Já devia saber — Praguejei —E não, eu apenas gosto de pegar palavras complicadas e acrescentar em qualquer frase simples. Faz uma grande diferença sabia? O pouco que eu sei de signos é. Nada — Fiz uma leve careta.

—Nada? Você sabe muito bem das coisas. Já pensou em ser um escritor ou... sei lá, algo que envolva a escrita  — Observei seus olhos se fecharem.

—Na verdade, já. Mas eu acho que, a música sempre foi o meu alicerce para tudo. E sobre o horário do encontro, será no final tarde. Aonde você gostaria de ir?  — Fitei o teto e suspirei pesado.

—Sabe? Eu sempre quis visitar o parque de noite, me deitar naquela grama fofinha e fitar as estrelas. A sensação deve ser maravilhosa. E se estiver frio, melhor ainda  — O apertei mais contra mim.

—Você faria isso? Quer dizer, meio que realizar um sonho, estando comigo?  — Perguntei sentindo o tom de insegurança se alastrar sobre o meu corpo.

—Claro que sim. Eu adoraria observar as estrelas junto de você. Você é uma pessoa incrível. Mesmo tendo esse jeitinho marrento de ser  — Olhei indignado.

—Marrento? Eu não sou assim, Jeon Jungkook  — Deitei seu corpo e levei meus dedos até sua cintura.

Observei seu grande sorriso ao sentir meus dedos fazendo cócegas em sua cintura. Ele se debatia de leve e tentava me empurrar.

—Para com isso  — Exclamou.

—Então fala. Min Suga, a melhor pessoa que eu já conheci  — O ameacei.

—Min Yoongi, a melhor pessoa que eu já conheci. Pronto, me solta  — Continuou rindo.

— Ok  — Me rendi  —Eu estava esperando o Suga, e não o Yoongi, mais tudo bem  — Fiquei por cima do seu corpo e fiz um biquinho.

—Você é um bobo, Min Suga  — Pressionou seus dedos na minha nuca, me puxando para baixo, selando nossos lábios.

—Por você, eu viro até o meu maior medo  — Sussurrei contra sua boca e aprofundei o beijo, sentindo nossas línguas se entrlelaçarem de leve, criando um contato gostoso e relaxante.

✴✴✴

Podemos sim dizer que orgulhosamente, passamos a tarde toda no quarto, apenas ouvindo música e conversando sobre assuntos aleatórios -Como são feito ursos de pelucia?- Discutimos sobre nossos maiores medo e fobias. Contei a primeira vez que eu vi um palhaço pela Televisão, acho que nunca fiquei tão assustado. Descobri que Jungkook possuía um medo enorme de trovões e tempestades, isso de um modo me deixou com vontade de apertar suas bochechas. Também descobri que ele é alérgico a pernilongos e pode desenhar muito bem.

Quando o meu celular despertou as cinco horas, eu pedi que Jungkook fosse se aprontar.
Depois de muito pensar, eu tomaria muito cuidado, hoje nada pode dar errado. Resolvi tomar um banho mais rápido. Não me opus e fiquei ensaiando cada palavra e cada gesto, enquanto a água escorria sobre o meu corpo.

Depois de entrar no meu quarto, vasculhei meu armário, e depois de quase bater na minha própria cara, eu ouço a porta se abrir atrás de mim.

—Suga, está tudo bem? Eu ouvi umas reclamações vindo daqui  — Jungkook entrou no quarto vestindo apenas uma calça, deixando seu peitoral exposto.

Eu podia sentir seu olhar sobre mim, eu vestia apenas uma cueca e um roupão que estava preso até a metade.

—Eu não sei o que vestir?  — Ele se aproximou. Seus lábios temendo de leve  —Não ria. E por que ainda não está trocado?  — Desviei meu olhar.

—Eu vim pedir uma camiseta emprestada e, Uou  — Seu dedo roçou na região da minha clavícula  —Você é realmente muito branco, Min Suga. Parece um papel. Olha a diferença!  — Encostou nossos braços, mostrando a diferença de cor. E ele era apenas um pouco mais bronzeado que eu.

—Bobo  — Arranquei uma blusa do 'All Time Low' e entreguei para ele  —Agora me ajuda! Por favor  — Fiz denovo um biquinho.

Ele assentiu e já vestido, pediu para eu me afastar. Logo, rapidamente ele me entrega uma calça jeans clara com alguns rasgos, uma blusa branca, uma jaqueta fina, que provavelmente eu iria pendurar na cintura, e um par de All-Star que tinha alguns desenhos aleatórios, que eu mesmo tinha feito.

Assenti e sem vergonha alguma, tirei meu roupão e começei a me trocar. Senti sua bochecha ficar vermelha e ele logo desviou seu olhar.

—Não precisa ficar com vergonha  — Terminei de amarrar o cadarço, e peguei um frasco de perfume que estava quase acabando  —Fecha os olhos  — Logo que ele fechou, eu espirrei o perfume por todo seu corpo e depois para o meu.

depois de finalmente pronto, eu Entrelaçei nossos braços e descemos a escadas. Verifiquei se tudo estava trancado e sem nenhum risco de incêndio. Peguei minhas chaves e torci para o carro pegar.

E graças a Deus, ele pegou. Por um momento eu quis gritar de emoção, porém me contive. Coloquei o cinto de segurança e me encostei no banco, sentindo meu coração acelerar.

—Amo... Suga!  — Limpou a garganta  —Você está nervoso?  — Assenti brevemente  —Não precisa, quem deveria estar nervoso sou eu. Apenas seja você mesmo, não precisa poupar nada. Ok?  — Apertou minha coxa, como um sinal de confiança.

—Eu... eu nunca tive um encontro de verdade, eu só não sei o que fazer  — Virei a rua, parando perto de uma conveniência.

—Eu ainda não consego acreditar que você, Min Yoongi, nunca teve um relacionamento. Nem mesmo um de infância, ou de brincadeira?  — Jungkook apertouo botão de destravar o cinto, fazendo o 'click'.

—Eu nunca liguei muito, eu achava que relacionamento era uma perda de tempo. Eu nunca vi a necessidade de se prender a alguém  — Retirei meu cinto  —Até agora. Você não sabe o quanto eu estou nervoso, só de pensar na possibilidade de te chatear com alguma coisa mínima  — Sai do carro, esperando o mesmo sair também.

Fomos lado a lado até o estabelecimento. Entrando lá eu fui pegando algumas coisas que estavam no meu orçamento e perguntei se Jungkook queria alguma coisa?
Ele apenas negou, mas eu podia sentir seu olhar em um pote cheio de doces sortidos.

—Pode pegar  — No momento em que eu disse tais palavras, foi como se eu e visse uma criança.

Seus olhos iluminados e seus dedinhos escolhendo com calma uma embalagem vermelha com bolinhas brancas.

Fomos até o caixa e paguei a moça, que olhava Jungkook encantada. Puxei discretamente sua cintura e apertei com uma certa força, fazendo o mesmo rir juntamente com uma careta. Entreguei as notas com um olhar mortal e rapidamente sai da conveniência.

—O que foi isso?  — Jungkook perguntou já com o doce em sua boca.

—Nada  — Disse um pouco emburrado.

—Então me dá um sorriso  — Fiz um sorriso meio falso  —Eu sabia! Olha, não precisa ter ciumes  — Deu risada, fazendo meu sorriso falso se transformar em um bico.

—Eu não estou com ciumes  — Mordi o interior da minha bochecha e voltei a dirigir, observando o céu escurecer.

—Nyah! Yoongi-ah, seu bobo  — Sua mão ligou o rádio, mudando diversas vezes, com dificuldades de achar uma rádio que preste.

Encostei meu carro devagar por conta da pouca luz que iluminava o parque vazio.
Saímos do carro e fomos até um lugar afastado, cheio de árvores e um pequeno lago, lá também estava um banco de madeira envernizada. Alguns vagalumes passavam pelo local, deixando tudo mais bonito.

—Aqui é perfeito, não é? — Jungkook me perguntou com seus olhos levemente arregalados.

Me sentei na grama fofinha, encostando minhas coisas no tronco da árvore. Assenti fazendo um som qualquer e fechei meus olhos, sentindo a brisa fria beijar meu rosto.
Ouvi pequenos passos e um corpo se instalou no meio das minhas pernas, me fazendo abrir um dos olhos.

Seu rosto era algo realmente magnífico. Iluminado apenas pela luz da lua. Eu apenas me peguei admirando cada detalhe seu. Seu olhar encontrou o meu, me fazendo sorrir envergonhado. Quando ele abriu a boca, na tentativa de dizer algo, uma borboleta azul Pousou em seu nariz e seus olhos ficaram vesgos.

Como tão adorável? Pensei ao ver colocar a borboletana palma da sua mão. A principio achei que ela sairia voando, mas não. Ela ficou quieta em sua mão e seu olhar estava admirado.

—Ela não é linda? — Concordei de leve, pegando meu celular. Liguei a lanterna e deslizei meu dedo na tela, colocando para gravar. Surpreendentemente nenhum dos dois se assustaram pelo fato da luz forte estarem em seus corpos.

Depois de uma rajada de vento passar a borboleta parece que se assustou, pois ela voou para longe.
Desliguei a lanterna e parei a gravação ao ver seu olhar decepcionado.

—Não fica assim, você sabe como ela é um animal delicado — Puxei seu corpo, até sentir ele encostado a mim.

—Eu sei

Ele disse apenas isso, antes de se deitar na minha coxa e olhar para o céu. Começei a mexer em seus cabelos, sentindo a maciez passar entre meus dedos.

—Olha, esse não deve ser um encontro perfeito. Eu realmente sinto muito, nós ficamos a tarde inteira só no tédio e agora, estamos apenas aqui — Funguei um pouco por causa do frio.

—Amor — Congelei ao ouvir essas quatro palavrinhas saírem dos seus lábios —Não é porque algo está simples, que não será perfeito. Eu prefiro mil vezes, estar aqui, do que em um restaurante ou um parque de diversões — Levantou seu dedo mindinho —Prometa que nunca mais irá dizer isso. Ok? — Ainda surpreso, eu apenas Entrelaçei nossos mindinhos, ouvindo um 'Pink Promisse' logo depois.

—Jeon Jungkook? É você! — Ouvi uma voz diferente interromper o silêncio da noite.


Notas Finais


Olha, eu não sei como agradecer a cada um que favorita a história. Estamos em um número gtande +100, eu nunca achei que iria passar de 30 ou menos.
Como agradecer! Não tem como. É incrível. 💖💖💖💖
Ps: Precisei dividir o capítulo, assim não fica tão grande.
Ps2: Farei o máximo para não deixar nenhum erro no capítulo. Espero que tenham gostado, desculpa qualquer erro ou repetição. Bjinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...