História Don't Leave Me (Ereri) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Tags Ereri Riren
Exibições 117
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Este cap é pequeno pois é uma espécie de teste. Se ouver uma boa repercussão, irei escrever caps maiores e com mais detalhes, espero que curtam

Capítulo 1 - Lost


Ele se detestava, sim, Levi se detestava, naquele momento, mais do que nunca! Ele estava enraivecido, furioso consigo mesmo. Sentia-se culpado e irritado. Ele estava nervoso, ele não conseguia controlar todas as lágrimas que rolavam perante seu flácido rosto. Todas aquelas lágrimas se misturavam com a chuva, que se encontravam no rosto de Eren.

Levi nunca se sentiu tão culpado. Ele se odiava naquele momento e sabia que nunca poderia se perdoar. Ele se odiava por ainda ter um coração pulsante, se odiava por ainda ter um pulmão que respirava e se odiava por ter um cérebro que funcionasse direito, o alertando sobre o que é ou não perigoso.

Ele estava tão triste... Ele possuía órgãos que ainda funcionavam, ao contrário de Eren. Quando se lembrava de seu coração, lembrava que Eren o possuía, quando lembrava que tinha um pulmão, lembrava que Eren tirava todo o seu fôlego e quando se lembrava de seu cérebro... Lembrava que Eren frequentemente o fazia perder os sentidos.

Ele queria-o de volta, berrava e gritava que o queria de volta, mas ele sabia que era inútil. Eren estava morto, pálido e gelado.

Levi queria poder tocar seus lábios e sentir a maciez que eles possuíam, gostaria que ele ainda estivesse quente, queria que suas mãos deslizassem sobre sua cintura, e escorregar seus dedos pelos finos fios de cabelo negro, ele apenas gostaria que Eren não estivesse morrendo a sua frente, e se sentindo tão inútil, ao ponto de não poder fazer nada.

Ele sentia tanto a sua falta... Ele se detestava por quase nunca ter admitido que fosse apaixonado pelo Jaeger. Ele se odiava, pois queria passar mais tempo com ele. Eren era novo! Possuía um bom físico e psicológico, e senso de justiça, mas naquele momento... Ele era a carcaça de um ser maravilhoso que Levi tanto amou.

Levi o abraçava com todas as forças que podia na esperança de não deixa-lo ir, mas ele já havia sentido aquela sensação uma vez.

Aquela sensação de perda e angustia não era nova, mas naquele momento, se tornava mais forte e ausente. Ele não abandonaria Eren. Jamais.

Ele observou o momento em que os olhos verdes do rapaz se fecharam completamente, deixando em seu rosto uma expressão vazia, porém de paz, ele descansava perante lágrimas e sangue. Levi se sentiu irado, ele havia o perdido e ele não podia fazer absolutamente nada. Naquele momento, fechou seus gélidos olhos e desejou apenas uma coisa: A morte. Levi não queria ficar sozinho ali, não queria se sentir mais solitário, aquela solidão já havia o assombrado por milhares de dias e anos, ele não queria mais ter a sensação de perda novamente, queria poder se libertar daquilo, e ficar com Eren. Ele queria a morte mais do que tudo, e aquela era uma decisão que já predominava todos os seus pensamentos na qual envolviam sua sanidade. Ele escolhia a morte para poder ficar com Eren. Para pode estar ao lado de Eren, mesmo que ele nunca mais o visse, Levi queria, de uma vez por todas, sair daquele inferno onde crescera. Ele estava cansado! Estava exausto de si mesmo e das pessoas, apenas queria um pouco de paz.

Levi sabia que, mesmo que fosse O Soldado Mais Forte da Humanidade, suas fraquezas ainda seriam depositadas em Eren. Eren sempre fora sua única fraqueza.

Naquele momento de tristeza, ele sabia que havia perdido a coisa mais importante de sua vida, e que não haveria volta. Ele queria sair dali, e ao menos, tentar ser livre em um mundo novo. Ele ainda sim saberia que aquela não seria a escolha que Eren faria, ele escolheria lutar, mas Levi... Levi já havia lutado demais em vida.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...