História Don't Let Me Die Here - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ashley Benson, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ashley Benson, Zayn Malik
Tags Ashley Benson, One Direction, Romance, Zayn
Exibições 112
Palavras 1.946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem!! <3

Capítulo 38 - Four And Not Five...


Fanfic / Fanfiction Don't Let Me Die Here - Capítulo 38 - Four And Not Five...

POV'S CLAIRE 

Ah, o domingo... Um dia tão tedioso no ponto de vista de uns, um dia tão cheio no ponto de vista de outros... Hoje o domingo seria incrível. 

Eu pretendia passar o dia todo com minha família, iria me redimir de tudo o que fiz. Hoje a péssima filha iria embora, uma filha atenciosa e cuidadosa me substituiria.

Zayn havia me convidado para ir em sua casa a noite e conhecer melhor sua família. Eu estava muito nervosa, mas aceitei, é claro.

Levantei de minha cama e tratei de tomar um banho, sequei meus cabelos e fiz uma maquiagem leve e coloquei um vestidinho florido e sandália nos pés.

Fui ao quarto de Scarlett e ela estava se trocando. Iríamos ao sítio que meu pai tinha e comeríamos churrasco que o mesmo faria. 

– Bom dia! - Ela disse e sorriu.
– Bom dia, preparada para passar o dia todo com sua irmã maravilhosa aqui? - Eu perguntei debochando.
– Sinceramente... Não! Você é insuportável! - Disse e riu.
– Ha ha ha. Me ame menos! 
– É impossível! 
– Vamos descer tomar café?
– Vamos, espere eu calçar meus sapatos! - Ela foi até o seu closet e os calçou.

Descemos para a cozinha e meus pais estavam tomando café.

– Bom dia! - Eles disseram juntos.
– Bom dia. - Eu e Scar respondemos.
– Hoje o dia vai ser ótimo. - Mamãe afirmou.
– Vai mesmo! - Sorri.
– Há tempos não passamos um dia todos reunidos...! - Papai disse.
– Sempre tinha um namorado para atrapalhar. - Minha mãe ergueu a sobrancelha e eu a ignorei.

Estava comendo um waffle com calda de caramelo por cima e leite com achocolatado. Meus pais tomavam café com pão e Scar o mesmo que eu.

– Ajudem-nos a colocar as coisas no carro.
– Tudo bem.

Não era muita coisa, as compras de supermercado e a nossa bolsa com coisas de piscina. Logo após estávamos a caminho, ele ficava fora da cidade então demoraria um pouquinho.

Não levei meu celular, justamente para não ficar mexendo e me entrosar com a família. Quando chegamos a primeira coisa que mamãe, Scar e eu fizemos foi nos trocar, colocamos roupa de banho e passamos bronzeador.

Nós deitamos sobre as cadeiras e ficamos tomando sol enquanto conversávamos.

– Como anda Zayn? - Scar perguntou.
– Com o pé! - Respondi óbvia, rindo em seguida. - Ele está bem... E Niall?
– Está ótimo. Ele quer comprar uma aliança de compromisso, acho desnecessário, mas...
– Também acho desnecessário. Não há necessidade de oficializar um relacionamento adolescente. - Mamãe disse.
– Mãe, o dia não ia ser legal? Colabore. - Proferi.
– Tudo bem, faça como quiser, Scarlett.

[...]

Papai anunciou que o almoço estava pronto. Ajudamos a arrumar a mesa e comemos enquanto conversávamos e riamos.

Voltamos para a área de piscina, mas dessa vez meu pai estava conosco e óbvio, empurrou todas nós pulando logo em seguida.

Esses sim tinham o dom de me fazer esquecer meus problemas e quando não, me ajudar a soluciona-los. Eram as pessoas que me amariam incondicionalmente mesmo se eu fizesse algo terrível.

– Mamãe, Papai, Scarlett. Eu quero pedir desculpas.
– Por que minha filha? - Meu pai peguntou.
– Por não ser presente, ignora-los, não lhes dar satisfação quando saio e fico dias fora. Perdão de verdade, por ser uma péssima filha e péssima irmã.
– Não diga isso! Você é uma filha excelente! Todos tem seus defeitos nós te amamos mesmo com cada um deles! - Mamãe disse.
– Ei, sua louca! Você é a melhor irmã do mundo! 

Nós demos um abraço molhado, não só da água da piscina, mas de lágrimas. A tarde havia sido assim, cheia de amor, água, risadas e principalmente, cheia de família. 

Voltamos para casa e todos tomaram um banho, fomos para a sala e nos aconchegamos no sofá. Colocamos um filme: Para Sempre Alice. Ao final estávamos todos cobertos sobre lágrimas.

– Eu nunca mais assisto filme com vocês! - Scar enxugou seu rosto.
– Nem eu! - Mamãe e eu dissemos juntas.
– Vocês são muito mulherzinhas! - Meu pai debochou.
– Vai dizer que não achou um filme emocionante? - Perguntei.
– Achei, muito bonito. Mas não há porquê chorar, não é conosco.
– Tenha humanidade, pense no próximo! - Disse indignada.
– Tudo bem, só não acho que há motivos para chorar por causa de um filme!! – Tudo bem, tudo bem - Mamãe disse – Foi uma tarde INCRÍVEL, tiramos folga no hospital para passar com as melhores filhas do mundo - Nos abraçou e rimos. 

Já era 18:56, iria para a casa de Zayn às 20:00. Já tinha tomado banho no sítio, então apenas sequei meu cabelo e vesti um macaquinho preto, seguido de colar e gargantilha e um sueter preto com branco. Saltos nude e passei uma leve maquiagem com direito à um batom vinho. 
Desci as escadas e meus pais ainda estavam no sofá. 

– Eu vou na casa de Zayn! 
– Juízo, hein.. 
– Eu? Não esquecam que Scar está em casa - Rimos.
– Não estou não! Já estou saindo - Scarlett parou na ponta da escada colocando seus brincos 
– Que medo de deixar os dois sozinhos... - Gargalhamos.
– Dois é bom, três é demais!! - Ela disse e saímos.

Peguei o carro de minha mãe e Scar veio comigo.

– Casa de Niall? 
– Isso
– Vão sair jantar? 
– Vamos!
– Onde?
– Gordon Ramsay!
– Eu amo lá!!! - Ela virou os olhos. - Estou nervosa.
– Relaxa, eles já te conhecem!
– Parcialmente...
– Mas eles não vão te atacar verbalmente.
– Ah, então fisicamente vão? - Gargalhamos. - Divirta-se!

Parei com o carro na porta da casa dele e fui em direção ao meu jantar, seus pais levariam a comida, ainda bem.. Eu havia pego uma garrafa de vinho. O porteiro já me conhecia, então me deixou subir, apertei a campainha e esperei.

– Nossa! - Ele disse e eu sorri 
– Oi.. - O selei e entrei – Eu trouxe isso - Estiquei a garrafa em sua direção que a pegou. 
– Obrigada! 

Ele veio até mim e me beijou profundamente. 

– Olá, Pequena Claire! - Rimos – Você está linda.
– Você está bonitinho.. - Passei meus braços em seu pescoço e.. 
– Campainha! 
– É... Campainha! 
– Fica tranquila, minha mãe já gosta de você, Safaa então.. - Rimos 

A porta foi aberta e entraram Trisha, Yaser, Safaa e duas garotas que deveriam ser suas irmãs, Waliyha e Doniya. 

– Claire.. - Trisha deu o prato para Zayn e me abraçou. 
– Que bom que veio! - Yaser me cumprimentou, logo em seguida as garotas e para terminar Safaa! 
– Claaaaire - A pequenina correu até meus braços. 
– Ela é demais pra você, Zayn! - Waliyha proferiu e gargalhamos, com exceção de Zayn que fechou a cara.

Me sentei ao lado de Zayn apenas. Antes de servirem os pratos, ficamos conversando!

– Então, Claire.. Você trabalha com Zayn, é isso? - Seu pai me perguntou
– Sou estagiária de contabilidade. 
– Você gosta disso? - Questionou
– Claro né pai!! Se ela estuda isso.. - Doniya disse e rimos 
– Mamãe! - Safaa ficou em pé sobre a cadeira.
– Oi, querida.. 
– O tato e a Claire são amigos que se beijam, eu quelo um! 
– Não... Você não quer. - Zayn e Yaser disseram juntos e rimos 
– Vamos nos servir! - Trisha começou 

Durante a refeição, Safaa sempre dizia algo que nos faziam rir. Conversamos sobre as nossas vidas e sobre muitas outras coisas. Sua família era muito boa e agradável, seus pais eram alegres, tinham uma relação legal com Zayn e suas irmãs.. Era muito bonito de se ver todos juntos! 

– Filho, nós já vamos.. Amanhã todos acordamos cedo! 
– Tudo bem, mãe.
– Deixo a Safaa na empresa...
– Você vai estar lá? - Abraçou minhas pernas 
– Vou sim! 

Todos foram embora. Ajudei ele a tirar a mesa e dar uma ordem em tudo, quando acabamos nos sentamos no sofá! 

– O que achou deles? 
– Eles são bem legais.. Vocês parecem ter uma boa relação juntos! 
– Depende de quando - Rimos 
– Mas.. E você.. Acha que eu fui uma boa namorada? 
– Você sempre é! - Disse e me deitou, me beijando.

A porta foi aberta e Waliyha entrou, fazendo com que Zayn saísse rapidamente de cima de mim. 

– Ah, oi. A mãe esqueceu seu casaco aqui, está MUITO frio lá fora! 
– Não tem problema. - Ele disse dando à ela e depois ela percebeu que eu estava deitada lá.
– Me desculpa.. Atrapalhar! 
– Você não atrapalhou nada!! - Sorri e levantei.
– Tatuagem legal.. Tchau. - Acenou
– Obrigada!! Tchau. - Acenei 

Ele acompanhou ela até a porta e logo em seguida voltou a se sentar ao meu lado. 

– Está cuidando bem da tatuagem? - Olhei para ele óbvia e ele deu risada. – Que bom.. - Rimos 
– Me dá um daqueles remédios para dor de cabeça? Eu tomei refrigerente e depois vinho, não me fez bem.. 
– Claro! 

Foi até a cozinha e voltou com um copo d'agua e o remédio em mãos.

– Obrigada - Peguei 
– Tudo que quiser, pode pegar! 
– A casa é sua! 
– Você também é! - Virei os olhos e me levantei. – Onde vai? 
– Pôr uma música.

Peguei meu celular e o coloqueo em modo aleatório. Começou a tocar The Scientist, fui até ele, peguei suas mãos e o puxei. 

– Vai, vamos dançar! 
– Eu não sei dançar.. - Rimos 
– Está apenas nós dois aqui. 
– Por isso mesmo. Você vai poder rir de mim o quanto quiser, não tem ninguém vendo! 
– Cala a boca.. Eu amo dançar! 

Coloquei suas mãos em minha cintura e dançamos um pouco ao som da música, mas logo a lenta acabou, e It's My Life, começou a tocar, invadindo o local, fazendo com que eu o soltasse e nós começamos a pular, não tinha um objetivo, era apenas dançar sem saber como, nem por que.. Somente por uma diversão. 

– Você é claramente louca! - Gritou e ri
– Eu adoro isso.. 
– Também gosto, mas nunca mais me leve para dar pão aos patos.. - Ele disse desligando a música.
– Não prometo nada! 

Ficamos um tempo jogando conversa fora. Eu precisava ir para a minha casa, amanhã era faculdade, trabalho...

– Zayn, eu vou indo! 
– Já?! - Ri - Vou até lá em baixo com você.
– Não precisa.. Não vou me perder dentro do elevador
– Mas eu quero!! 
– Vamos então - Virei os olhos. 

Ele foi comigo até a rua. 

– Você está bem, para dirigir? 
– Sim! 
– Claire...
– É sério. 
– Vou te levar, ok? Não me sinto bem ao ver você dirigindo assim.
– Zayn, foi só uma dor de cabeça. Eu já estou melhor.
– Não importa. - Ele tirou as chaves de minha mão e nos conduziu até o carro de minha mãe.

Sim, Waliyha tinha razão, está MUITO FRIO! Ele ligou o rádio baixinho estava tocando Photograph, o que era ótimo, já que deixava o ambiente mais calmo. 

Estávamos calados, ele havia colocado a mão em minha coxa e assim tínhamos ficado. Eu quebrei o silêncio:

– Zayn?
– Hm?
– Como vai embora?
– Eu chamo um uber! Ele chega em pouco tempo. Fique tranquila!
– Okay.

Quando chegamos ele fez questão de colocar o carro na garagem e chamar o motorista. Fiquei sentada com ele na frente de casa esperando, ficamos nos beijando e fazendo coisas melosas até que o mesmo chegou. 

– Boa noite, Pequena Claire.
– Boa noite, Sr. Persistênnncia! - Nos beijamos.

Entrei em casa e levei Cody até meu quarto, ele começou a dormir em meu tapete.. Estava quase dormindo e recebi uma mensagem. 

De: Anônimo
Para: Claire 

O que achou da família 2.0? 

De: Claire 
Para: Anônimo

Legais, com certeza são melhores do que você! 

De: Anônimo
Para: Claire 

Não teria tanta certeza, até hoje me fico me perguntando... Por que preferiram 4 e não 5? O que isso mudaria para uma rica família? 

Certo!. Eu não entendi... E claro, não ia pensar nisso agora. Me virei e dormi escutando os pequenos roncos de meu cachorro!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...