História Don't Let Me Die Here - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Rosalya, Violette
Tags Alexy, Castiel, Lysandre, Rosalya
Exibições 230
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Fanfic de amor doce no ar BRASIL!
Beijinhos de luz!
Nos vemos nas notas finais... <33

Capítulo 1 - Sorry, Angel!


Fanfic / Fanfiction Don't Let Me Die Here - Capítulo 1 - Sorry, Angel!

Acordar em pleno verão não poderia ser pior, mas Rosalya sempre arrumaria uma maneira de se superar. Ela acordou pulando em minha cama e amarrotando todo o lençol.

- Vamos acordar flor? – disse ela com uma alegria que realmente eu não teria em um ínicio de dia.

- Finge que eu morri! Rosalya Monre é só mais uma babaca tentando fazer contato com os mortos. – disse enquanto me cobria ainda mais com o edredom.

- A Rosa aqui tem muita coisa para fazer, Angel! Levanta e vem tomar café! AGORAAA!! – disse ela indo em direção a saída de meu quarto.

- Que merda! – disse me encaminhando ao banheiro.

Tomei um banho breve e me vesti. Coloquei um moletom com um tom claro de cinza, uma calça jeans clara com um destroyed no joelho. Um tênis da  Adidas acompanhava como sapato. Desci as escadas e vi uma mesa farta cheia de frutas e sucos deliciosos. Rosalya, Lysandre e Alexy estavam sentados e pareciam conversar sobre um assunto muito interessante.

- Oi minha Angel! – disse Alexy vindo me cumprimentar com um abraço de urso que Lexy sempre dava a me ver. Ele é um amor. Tem cabelos loiros meio azulado e olhos azuis, um humor dos céus!

- Oi Lexy! – disse enquanto pegava um sanduíche natural.

- Dormiu bem? – perguntou Lys. Ele tem um estilo meio vitoriano de se vestir e um belo par de olhos heterocromáticos.

- Na medida do possível! Estaria melhor se ainda estivesse dormindo. – falei com a voz meio sonolenta.

- Pena que se dormir não poderá ir ver Castiel! Você vem né? – ele quase se ajoelhou para me convencer.

- Estou mandando mensagens para Cast há tanto tempo e ele não me responde! Maldito! – disse enquanto tentava mais uma vez contatá- lo.

- Nem tente! O ruivo tá ocupado demais com Debrah. – murmurou Alexy.

- Ainda não superei essa coisa de Castiel ter perdoado ela. Foi uma vadia com ele e mesmo assim a ama. – enraivou Rosalya. Ela assim como nós, não concorda com certas atitudes dele.

- Tem louco para tudo nesse mundo! Ele tá descontrolado. – Reclamei enchendo um copo com suco.

- E para isso existimos nós! Vamos desiludir Castiel e mostrar para ele o quão idiota ele está sendo. – contou Lysandre com certeza.

- Boa sorte! Eu já abandonei este caso. – falou Rosa bebericando o café.

- Eu não desisti dessa cabeça dura AINDA! Vamos Lys? – disse enquanto pegava minha bolsa para que fossemos atrás do ruivo. Castiel é meu melhor amigo, não o deixaria se crucificar depois que Debrah o deixasse.

- Vamos Angel! Assim que se fala. – disse ele com um sorriso vitorioso no rosto.

Fomos em direção ao condomínio de Castiel. Chegando lá, me deparei com uma cena que meus olhos desejavam não ter presenciado. Eu só queria me esconder ou sei lá, ficar invisível.

----=----

P.O.V Lysandre ON

Quando abrimos a porta do apartamento de Castiel, que estranhamente estava destrancada, dei de cara com uma cena inescrupulosa. Debrah estava seminua em cima do ruivo e ele a beijava louca e ferozmente. Ela arranhava toda a extensão de suas costas descobertas enquanto ele acariciava a coxa de tal. Não pude deixar de olhar para Angel que o encarava com decepção e angústia. Eu senti que ela estava desconfortável com a situação e muito envergonhada.

- Oi! – sussurrou ela quase que inaudivelmente após um alto pigarro. Eles se viraram para a porta e nos viram. Debrah saiu do colo de Castiel e pegou suas roupas, as vestindo ali mesmo. Já o ruivo estava indiferente a nossa presença. Era como se ele estivesse acostumado a pessoas vendo sua relação amorosa com a namorada.

- Oi Angel! Oi Lys! – animou-se ele, dando a um abraço apertado. E quanto a mim, uma batidinha nas costas serviu.

- Nós não queríamos atrapalhar nada, cara! – disse enquanto ele nos convidava para entrar.

- Não posso dizer que não atrapalharam, mas tudo bem, perdoados! – ironizou ele.

P.O.V Lysandre OFF

----=----

Meu estômago se embrulhou de imediato com aquela cena. Debrah e Castiel estavam ali, a poucos passos de mim, transando. Ele passava suas mãos ágeis por ela que o beijava  insanamente enquanto o desejo estava sendo transmitido no ar. Não gostava de Debrah! Eu e todos dividíamos esse sentimento sobre ela, mas ele a amava e isso é o que importa. Temos que nos acostumar com a presença indesejável da vadia.

- Viemos ver como você está! – Lysandre resolveu mudar de assunto enquanto eu me aconchegava na poltrona, não iria sentar mesmo naquele sofá em que Cast e Debrah estavam antes.

- Pelo visto muito bem! – disse um tanto irônica.

- Debrah tem pegada! Beija muito bem! – assumiu Castiel, sem o mínimo de vergonha na cara.

- Não precisamos saber dos detalhes sórdidos! – exclamei já nervosa.

- Que foi meu anjo? Não gostou do que presenciou? Normal. – falou Castiel. Minha reação foi jogar um travesseiro em seu rosto. Babaca!

- Quer saber? Você é um idiota sem noção! Não sei por que vim te ver! Eu vou embora, Lys! – disse furiosa. Castiel conseguia deixar qualquer um nervoso com poucas palavras.

Estava quase atravessando a portaria do condomínio quando senti uma mão me segurar e impedir que fosse embora. Era Castiel.

- Desculpa Angel! Sou um babaca! – gritou ele.

- Ainda bem que assume! Quer saber? Vai lá e me deixa ir embora! Você não tem jeito, mesmo que tentem te ajudar, sempre será assim! – cuspi aquelas palavras, libertando toda a fúria que sentia por Castiel naquele momento. Ele era meu melhor amigo, mas convenhamos, ele precisa ouvir verdades, às vezes.

- Angel! Desculpa-me, cara. Você tem razão! – ele parou um pouco – Sempre esteve do meu lado, nunca desistiu de mim e eu ainda fui um completo maldito! – confessou ele.

Apenas assenti. Não consegui falar muita coisa, Castiel não era de falar que estava errado.

- Eu só tinha que te contar uma coisa, Angel! Sobe e a gente conversa? – pediu ele e no fundo não deveria aceitar, mesmo assim, fui com ele.

- Dez minutos! Nada mais que isso! – falei enquanto subíamos as escadas.

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Foi isso! Espero que tenham gostado! Obrigado por ler até aqui! ^-^
Plante uma planta e um beijo da Panda! <33
Tentarei postar o segundo capítulo segunda, ok?
Roupa da Angel --> http://www.polyvore.com/twilight_streets/set?id=209028969
Aproveita e me segue lá no Polyvore!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...