História Don't Let Me Down - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Dra. Helen Cho, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Buchanan "Bucky" Barnes, Natasha Romanoff, Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers
Tags Avengers, Bucky, Natasha Romanoff, Romanogers, Steve Rogers
Exibições 65
Palavras 2.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 15 - Cap 15


Alguns dias se passaram e Natasha parecia estar mais distante de Steve e ele percebia isso e ficava triste por ela não perceber que ele não faria mal algum a ela, Natasha estava na sala e Steve senta ao lado dela no sofá

S: Nat

N: Sim?

Ela fala sem tirar os olhos da tv

S: Vamos dar uma volta no parque hoje pela tarde?

Natasha olha para Steve

N: Você não tinha que trabalhar?

S: Eu tirei o dia de folga, então vamos?

N: Pode ser

S: Então se arrume

N: Vamos agora?

S: Sim, por que não?

N: Tudo bem, vou me arrumar

Natasha sai da sala e vai para o quarto ela coloca uma roupa confortável e depois volta para a sala

N: Vamos?

S: Sim

Os dois saem do apartamento e vão para o carro, Steve dirige até um parque ali perto mas muito bonito, eles dão uma volta e comem alguma coisa, um pouco mais tarde eles sentam em um banco

S: Então Nat, eu quero que saiba de uma coisa

N: Pode falar

S: Eu nunca, vou te fazer mal algum ta bom?

Ela sorri docemente

N: Por que está me falando isso?

S: Eu só quero que saiba disso, e embora você tenha perdido um filho meu...

Ela abaixa a cabeça e desvia o olhar

S: Eu realmente quero continuar tentando, ta bom?

Ela balança a cabeça positivamente e vê um cara vendendo sorvete 

N: Ste?

S: Sim?

N: Compra um sorvete para mim?

S: Tudo bem... do que você quer

N: Não sei, o que tiver lá

Steve sorri e vai na direção do sorveteiro, uma moça com um carrinho de bebê senta ao lado de Natasha, que no mesmo instante que sentou a atenção de Natasha se voltou para a criança no carrinho, a mulher pegou o bebê no colo, o bebê olhava para Natasha também e estendeu seus bracinhos na direção dela

- Parece que ela gostou de você

A mãe da  criança falou com uma voz doce, e Natasha sorri fazendo o bebê sorrir também

- Quer segurar ela?

N: Eu? E-eu não tenho jeito com bebês

- Tudo bem eu também não tinha

A mulher passa a criança para as mãos de Natasha que pega ela meio sem jeito mas consegue segurar confortavelmente, a criança prestava atenção em Natasha

N: Ela é muito bonita, qual o nome dela?

- Maria Antônia 

N: Você é muito linda, Maria Antônia

A criança sorri para Natasha que sorri de volta, Steve chega bem na hora e vê ela segurando a criança e percebe que ela seria uma boa mãe

N: Olha Ste, ela não é bonita?

S: Sim, ela é linda, aqui está seu sorvete

Natasha passa o bebê de volta para o colo da mãe e se levanta 

N: Obrigada

Ela pega o sorvete da mão de Steve e se vira para a mulher

N: Tchau, tchau Maria Antônia

A bebê sorri para ela de novo, eles dão mais uma volta no parque então os dois decidem voltar para casa, Natasha novamente voltou a ficar calada o tempo todo, no apartamento ela também estava quieta demais na hora da janta ela não quis comer nada no dia seguinte no café da manhã também não quis comer e no almoço e na janta, elas estava piorando sua boca estava branca e sua pele pálida Steve não sabia mais o que fazer quando ela pegou no sono Steve se levanta e vai para sala e liga para Wanda

W: Alô?

Wanda atende o telefone com uma voz de sono

S: Wanda é o Steve, a gente precisa conversar 

W: Tem que ser agora?

S: É urgente me encontra na frente do hotel aqui do final da rua

W: Mas já são duas horas da manhã

S: Anda logo!

Steve desliga o telefone e coloca uma roupa qualquer, alguns minutos depois ele estava chegando no local marcado por ele, Steve vê Wanda que bocejava de costas para onde ele vinha, ela estava com um pijama rosa de estampa de flores uma pantufa de bichinho e um casaco por cima, ele coloca a mão no ombro dela e ela se vira bruscamente com as mãos erguidas 

W: Eu não tenho dinheiro!

S: Calma sou eu

W: Que susto!

Wanda se encosta na parede e coloca a mão no coração, Steve se apoia na parede também

W: O que a de tão importante para você me tirar da cama as duas da manhã?

S: É a Natasha...

W: O que tem ela?

S: Eu não sei mais o que fazer... ela está se fechando demais, ela mal fala dentro de casa e agora, ela está até parando de comer

W: O que?

S: Eu quero poder ajudar ela mas eu não sei como

W: Tá bom... ela está parando de comer desde quando?

S: Bom ontem nós fomos ao parque eu pensei que seria bom a gente poder conversar um pouco, achei que faria bem a ela mas ela me pediu para comprar um sorvete para ela e quando eu volto ela estava segurando um bebê, ela parecia feliz mas quando nós voltamos para casa ela voltou a ficar triste e não come mais desde então, eu realmente estou preocupado com ela

W: Tudo bem... você já conversou com ela...

S: Já mas sempre ela muda de assunto

W: Tive uma ideia

S: Fala

W: Amanhã faça um café da manhã e leva para ela, e se tranca no quarto com ela quando ela acordar você obriga ela a comer e conversa com ela e sempre que ela tentar mudar de assunto chame a atenção dela de volta para o que você estava falando, não tem como ela fugir

S: Isso é meio agressivo, mas acho que é o único jeito

W: Minha avó, ela fez um bolo e deixou lá em casa amanhã antes de eu ir para a empresa em deixo lá para você Natasha sempre gostou do bolo da minha avó

S: Obrigado Wanda de verdade

W: Capaz, amigos são para isso 

S: Quer que eu te acompanhe até em casa?

W: Não eu sei me virar sozinha

S: Eu vi bem quando cheguei aqui

Steve fala rindo e Wanda revira os olhos

W: Bom eu tenho que ir

S: Até amanhã

W: Até

Eles se abraçam e seguem caminhos opostos, Steve volta para o quarto e se deita ao lado de Natasha que dormia profundamente ele acaricia o rosto dela e pega no sono, no dia seguinte ele acorda bem cedo e vai executar o plano de Wanda, ele prepara o café da manhã e cinco minutos depois Wanda toca a campainha, ele atende

W: Aqui está o bolo

S: Obrigado, espero que de certo

W: Eu também, boa sorte

S: Obrigado

Wanda entrega o bolo e Steve fecha a porta ele coloca o bolo na bandeja e leva para o quarto e coloca em cima da cama ele tranca a porta com a chave e não demora muito Natasha acorda

S: Bom dia

Natasha força um sorriso

S: Trouxe café da manhã para você

N: Não estou com fome, obrigada

Natasha se levanta para sair do quarto mas Steve fica na frente da porta

S: Natasha, você precisa se alimentar

N: Eu não estou com fome, licença

Steve sai da frente da porta e Natasha tenta abrir mas estava trancada ela se vira para Steve

N: Abri essa porta

S: Não até você me dizer o que está acontecendo 

N: Não está acontecendo nada, abre a porta

S: Natasha

N: Steve, eu não sou mais criança 

S: Mas está agindo como uma, Natasha o que está acontecendo? Você mal fala comigo, você mal olha para mim

Steve se aproxima dela e ela vai para trás 

S: É disso que eu estou falando, parece que você está com medo de mim, Natasha eu já falei mil vezes e vou repetir quantas vezes for preciso, eu nunca vou te machucar, eu não sou igual a ele, eu não sou o Bucky

Ela deixa uma lagrima cair mas limpa na hora

S: fala alguma coisa, por favor 

Ele tenta se aproximar mais uma vez dela mas ela recua de novo

N: Eu sei...

Ela limpa a garganta

N: Eu sei que você não é ele, mas é dificil esquecer...

S: Esquecer ele?

Ele se aproxima mais dela e ela vai para o outro lado do quarto e Steve se vira para ela

N: Não, esquecer o que ele me fez 

Ela respira fundo

N: É difícil sabe... cada coisa que eu vivi junto a ele é difícil esquecer cada palavra dita...

Outra lagrima escorre pelo rosto dela e ela limpa novamente 

S: Mas você não está sozinha, você tem a Wanda, você tem a mim

Ele dá um passo a frente mas ela não se mexe dessa vez

S: Você não precisa guardar isso para si, eu estou aqui com você, você pode confiar em mim

Outra lagrima escorre pelo rosto dela mas dessa vez ela estava imóvel, ela morde o lábio tentando se controlar, mas outra lagrima escorre e outra e outra, ela limpa 

N: Eu sei, eu sei... mas é difícil para mim perder o costume, ele nunca me perguntou como eu estava como eu me sentia

S: Eu não sou assim

N: Eu sei, mas isso me machuca, machucou quando ele me fez perder meu primeiro filho e agora... agora isso de novo

Mais algumas lagrimas escorrem pelo rosto dela, isso partia o coração de Steve mas ela precisava colocar tudo para fora 

S: Não foi culpa sua, foi espontâneo, você não teve culpa nenhuma

N: Mas machuca, eu quero ter filhos mas nunca consigo, eu queria esquecer tudo e poder recomeçar, ele me fez tanto mal... que eu já desejei estar morta, eu não queria me separar dele porque eu me veria sozinha, eu não gosto de ficar sozinha e eu comecei a achar que ninguém nunca iria me querer, que se eu deixasse ele eu ia ficar sozinha para o resto da minha vida, por isso eu aguentei ele, e guando acontecia todas aquelas coisas que ele fazia comigo eu sempre o perdoava porque ele dizia que ia mudar eu tinha esperança disso, ele dizia que precisava de mim eu... eu por um instante me sentia importante pois eu achava que ele realmente precisava de mim, eu fui fraca...

S: Você não é fraca, você nunca foi fraca, você é forte por ter aguentado tudo aquilo. Eu posso te ajudar a superar isso, eu também quero ter filhos, uma família, e eu sinto que você é pessoa certa para mim 

Natasha começou a chorar de verdade, ela limpa um pouco das lagrimas, ele dá mais um passo a frente

S: Mas você precisa me deixar te ajudar, ficar sem comer não vai adiantar em nada, só vai te fazer mal

Ele da mais um passo a frente, ela não se movia

S: Eu não vou te machucar, nunca vou fazer isso

Algumas lagrimas escorriam pelo rosto dela, ele dá um passo a frente 

S: Eu prometo para você

Ele estica o braço na direção dela e estica o dedo minguinho

N: Não me decepcione 

S: Nunca faria isso

 Ela meio que sorri e faz a mesma coisa que ele e assim eles fecham uma promessa, então ele puxa ela para perto e a abraça, ela chora compulsivamente

N: Me desculpa... por... ter agido... dessa maneira... com você

Steve passava a mão pelo cabelo dela

S: Você não precisa pedir desculpa por isso, está tudo bem

Ele afasta ela um pouco de perto e limpa um pouco as lagrimas dela mas ela continuava a chorar

S: Você precisa comer alguma coisa está desde ontem sem comer nada

Steve e Natasha sentam ele estava com um braço por cima dos ombros dela, ela continuava a chorar, Natasha pega um pedaço de bolo e come

N: Esse bolo... tá muito bom

S: É o bolo da avó dá Wanda

N: A Wanda é uma boa amiga né?

S: Ela é sim

Natasha morde outra vez o belo

N: Como eu amo o bolo daquela velha

Natasha começa a chorar de novo

S: Não deve ser tão bom assim

Natasha pega um pedaço e coloca na boca de Steve

N: Nunca mais repita isso, agora mastiga

Ela tinha parado de chora mas o rosto ainda estava molhado, Steve mastiga o pedaço que foi colocado em sua boca

S: Meu Deus isso é muito bom

Steve ia pegar um pedaço mas Natasha pega o prato  e se levanta

N: Não, Wanda deu pra mim

S: Você vai fazer isso comigo

Steve faz beicinho, e Natasha sorri

N: Sim, mas você pode ficar com essa migalha

Ela tira um pedacinho do bolo e coloca o prato em cima do criado mudo, ela estica o braço na direção de Steve mas ele a puxa fazendo ela se deitar no colo dele

S: Como é bom ter você de volta

Ela sorri e Steve beija ela

 


Notas Finais


Ta ai mais um cap não esqueçam de comentar <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...