História Don't Let me Go - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Tags Swan Queen, Swanqueen
Exibições 49
Palavras 831
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gotem, ignorem os erros

Capítulo 1 - Prólogo


Point of view- Emma Swan

Por que agora? ,Por que não foi de imediato?, está tudo lindo mas, eu não vou me casar. Não vou casar com esse cara, não que eu não queira casar...Eu quero mas não com ele

Nunca vi essa igreja tão iluminada na minha vida, meus amigos estão ali Mery e David no altar como meus padrinhos, eles não devem ser padrinhos DESSE  casamento. Meu vestido era lindo, o único problema de ter um vestido de mangas longas é que você sente calor.

Killian me olhava com um lindo sorriso, queria tanto dizer a ele que eu lembrei de tudo, lembrei de quando sofri aquela merda de acidente, de quando eu era feliz trabalhando em um maldito restaurante com um chefe que parecia uma fera e um avental fedido que ninguém aguentava usar, lembrei de Regina que deveria estar na casa que era nossa,a casa que abandonei a três anos quando conheci Killian. De repente me despertei dos devaneios com uma voz tremula chamando meu nome.

–Emma Swan, aceita Killian Jones como seu esposo? – O padre assim como todos me olhavam aguardando uma resposta, eu estava com medo de fazer mal a ele, por mais que eu não o ame não quero que ele sofra. Eu precisava dizer a ele que não queria me prender a ele.

–Padre...eu posso falar com o noivo por um momento? –disse com a voz fraca vendo um susto se formar no rosto de Killian–Por  favor?

–A sacristia está aberta ,voltem logo.

Killian me acompanhou, eu não sabia por onde começar,pretendia ser breve ser machca-lo. Entrei na sacristia  vendo ele fechar a porta atrás de mim

–O que foi Emma?, o que você quer falar comigo?

Uma lágrima teimosa caiu, queria que ela voltasse mas não podia

Me perdoe Killian –estava sofrendo o impacto da nova Emma, aquela que era frágil e que sempre queria alguém para ter o consolo –Eu não posso casar com você .

–O que?

–Eu recuperei a memoria Killian , aquela Emma que você conheceu...ela não existe mais, Eu sinto muito.

Ele me olhou com uma cara brincalhona , pensou que eu estivesse fazendo algum tipo de brincadeira. Ele viu minha expressão seria e logo uma lágrima caiu rapidamente se transformando em um rio.

Emma, por favor , não faz isso– meu coração doía ao ver sua expressão , nunca quis causar dor a ninguém principalmente para aqueles que me ajudaram como ele.

–Killian... você foi muito importante pra mim –disse segurando suas mãos – mas eu não posso me prender a alguém que não amo, você merece alguém que te ame assim como aquela Emma amou ou talvez, até mais. Eu nunca quis te fazer sofrer eu sei que vai doer, eu também estou me sentindo culpada.–o tom da minha voz foi diminuindo cada vez mais, suas lágrimas ainda estavam caindo porém, eram poucas–  Por mais que hoje esse momento não aconteça agora, ele irá se repetir .Eu só quero te pedir que você não se prenda a isso porque se fizer, nunca encontrará outro alguém.

–Eu pensei que tivesse encontrado alguém.

–Você está chegando perto, é só ter paciência. Eu espero que você me perdoe por isso.

–Eu te perdoo, por isso. –ele disse com um sorriso muito sincero, seus olhos não estavam mais coberto pelas lágrimas que por um momento haviam tomado conta sobre o seu rosto.

–Você é muito forte Killian Jones. –assim como eu ele sorriu, eu sabia que ele era compreensivo mas com essa atitude,ele se superou.  

–Bom, agora...vamos– ele ofereceu-me seu braço para que eu segurasse, e assim o fiz.

–Sim, vamos antes que arrombem a porta.

Todos na igreja pensavam que nos nunca sairíamos de lá, quando chegamos ao altar Killian pediu desculpas ao padre por ter tomado o tempo dele dizendo que não iriamos mais casar, Mary e David nos olharam confusos,  só eles conseguiram ouvir o que Killian havia dito. Mary foi até mim perguntando o que estava acontecendo, não podia contar naquele momento mas logo ela e David saberiam.

–Preciso da chave da minha casa, está com você não está?

–Sim, mas...

–Preciso da chave do carro também, perguntas somente depois de fazer o que eu preciso.

–Emma...

–Mary, por favor.

Ela me entregou as chaves ainda curiosa, e ficaria assim até eu fazer o que devia ser feito, na verdade, o que eu tinha que ter feito a três anos atrás.

Killian se virou para mim com um sorriso, eu pude ver que eu não havia perdido um amigo que ganhei a três anos atrás. Ele segurou meu rosto com as duas mãos e beijou minha testa.

–Vá agora antes que seja tarde.

–Obrigada.

Eu sorri agradecendo por tudo, eu saberia que não o veria tão cedo, queria que tudo se acalmasse para ver como ele seguiria sua vida.

Desci as escadas do altar com todos me olhando finalmente compreendendo o que se passava. Agora eu precisava somente de uma coisa, Precisava de Regina.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...