História Don't Lie To Me - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Hermione Granger, Ronald Weasley
Tags Álcool, Amizade, Amor, Festas, Harry Potter, Hermione, Romance, Rony, Sexo
Exibições 45
Palavras 1.272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Magia
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu decidi colocar uma imagem de capa nesse capítulo, prometo vocês vão entender o que ela significa.

Capítulo 9 - Surpresa inesperada


Fanfic / Fanfiction Don't Lie To Me - Capítulo 9 - Surpresa inesperada

O sinal bateu. Já fazia duas semanas que Hermione tinha conhecido Cedrico. Ele nunca mais contatou ela e ela não tinha contatado ele, mas não importava mais, ela já o tinha esquecido. Pegou sua mala para ir embora, encontrou Harry e Luna no corredor. Ele usava um suéter vermelho e ela uma camiseta branca com uma saia quadriculada e botas estilosas.

- O que vocês vão fazer no fim de semana? - Ela perguntou colocando seu óculos escuro.

- Não sei, não tenho nenhum plano. - Respondeu Hermione.

- Um amigo vai pra minha casa, a gente vai se divertir bastante... E com amigo eu digo ficante, entendem? - Disse Harry rindo.

- Mentiroso, você disse que tava encalhado. - Riu Hermione.

Hermione e Harry tinham se entrosado mais rapidamente, ela gostava do jeito dele.

- Tá é mentira.

- A gente podia sair então, fiquei sabendo de uma festa em um prédio abandonado, é bem legal.- Disse Luna.

Os três saíram pela porta da escola e sentiram um sol tímido no corpo. O dia não estava quente, mas estava ensolarado o que é raro em Bristol. 

- Sol! - Gritou Luna pulando. - Finalmente vou poder tomar um bronzeado.

Ela abraçou os dois animada.

- Vamos pegar um bronzeador e ficar no sol até ficarmos parecendo três pimentões.

Eles riram enquanto continuavam caminhando para a rua. Luna acendeu um cigarro e Harry tentou apagar mas ela saiu correndo. Hermione ia atrás dos dois sorrindo quando alguém tocou em seu ombro.

- Hermione?

Ela esperava que fosse qualquer pessoa, menos a pessoa que ela encontrou quando virou a cabeça.

- Cedrico? - Ela perguntou espantada.

Ele usava uma camiseta de banda e calças jeans.

- Eu não acredito que realmente consegui te encontrar. - Ele disse rindo e arqueando as sobrancelhas.

- Como assim? 

- Lembra que você escreveu seu número no meu braço? Acontece que a caneta era péssima, o número borrou e eu não consegui mais ler. 

- Aconteceu a mesma coisa comigo. - Ela riu incrédula.

- Hermione você não vem? - Gritou Luna do outro lado da rua.

Então ela viu com quem Hermione estava e gritou:

- Deixa pra lá, aproveita, a gente se vê depois!

Os dois ficaram se encarando enquanto um monte de alunos passava por eles. O sol banhava seu rosto e ela se impressionava com o quão bonito ele era. Seu cabelo era castanho claro liso e brilhava no sol, suas sobrancelhas eram grossas e bonitas, seu rosto era todo muito bonito.

- Como você me achou?

- Eu comecei a perguntar pra todo mundo que estava na balada aquele dia se eles te conheciam, eu tive que perguntar pra um monte de gente, até que uma garota me disse que provavelmente você frequentava essa escola. Eu decidi vir aqui dar uma olhada no movimento de saída... e te encontrei.

Ele parecia meio tímido de ter que contar isso e ele não parecia o tipo de garoto que fosse tímido.

- Então você me achou Sherlock Holmes. - Ela disse sem conseguir conter sua animação. - E agora o que você quer fazer?

- Ahn... Eu conheço um lugar bem legal para ir, quer?

- Claro, se você não me sequestrar.

Cedrico então a guiou pela rua, os dois foram juntos até um ponto de ônibus. Cedrico a levou até o lugar que ele achava legal. Era um prédio meio abandonado, eles foram por uma escada dos fundos que Cedrico tinha uma chave para abrir por algum motivo e chegaram em uma cobertura no vigésimo andar. Ela não estava tão acabada como o resto do prédio, era pequena e os dois se sentaram no chão observando a rua embaixo deles. Da cobertura eles podiam observar uma boa parte da cidade.

- Legal né? - Ele perguntou se apoiando na beirada do prédio.

- Uau, eu nem sabia que esse lugar existia. Agora você vai me contar como tem uma chave para subir até aqui.

- Droga, sabia que você ia perguntar isso. Meu pai é dono de uma empresa de imóveis, eles compraram esse prédio e vão derrubar junto com outros terrenos em volta para construir um shopping. Eu roubei a chave dele. Mas não gosto muito de falar sobre isso.

- Isso é muito legal, por que você não gosta de falar sobre?

- É que as pessoas pensam que eu estou me gabando por ter um pai rico.

- Eu não acho que você tá se gabando.

Cedrico olhou para ela e deu um sorrisinho.

- Obrigado.

- E você se dá bem com seu pai?

- Não muito. Eu sou mais apegado à minha mãe, meu pai se importa mais com dinheiro do que com pessoas. 

Bem quando ele disse isso um homem começou a gritar na rua.

- Cedrico! Eu sabia que você tinha pegado a porcaria da chave, eu falei que eu não tinha outra cópia! Desce já aqui! - O homem usava um paletó.

- Droga, é meu pai, rápido vamos embora.

Ele estendeu a mão para ela e os dois foram correndo de volta para as escadas. Eles foram andando rápidos pelos patamares da escada até que ouviram um grito ecoar:

- Cedrico!

- Ele tá subindo a escada! Temos que procurar alguma porta que abra e entrar.

Os dois foram descendo e empurrando as portas dos andares, mas todas estavam trancadas. Quando a voz dele estava chegando perto dos dois Hermione puxou uma maçaneta e a porta abriu. Cedrico empurrou ela para dentro rapidamente e os dois fecharam a porta ficando agachados no chão.

Estavam em um lugar escuro com cheiro de gesso e o coração de Hermione estava acelerado, mas ela estava se divertindo. Depois que ouviram o pai dele passar reto pela porta os dois abriram e saíram correndo.

Foram correndo e gargalhando até chegarem na rua. Passaram o dia juntos vagando pela cidade. Quando eram umas cinco da tarde foram até a ponte Pênsil de Clifton e sentaram-se em um banquinho.

O dia estava acabando e o sol estava começando a se pôr. Os dois observavam o céu alaranjado de mãos dadas.

- Eu fiquei muito feliz quando te reencontrei, sabia? Pensei que nunca mais te veria e isso me deixaria muito chateado. - Ele disse.

- Eu pensei que você não quisesse mais me ver. - Disse Hermione.

- Muito pelo contrário. - Ele riu. 

- Eu também fiquei feliz de te ver de novo e... espero que a gente possa se ver outras vezes.

- Eu também espero.

Os dois ficaram em silêncio olhando para o céu.

- Ei, abre a mão. - Ele pediu.

Ela abriu e ele colocou algo gelado em sua palma. Era um anel de metal brilhante bonito.

- Cedrico não precisa...

- É só algo simbólico, eu queria te dar. Eu fiz uma promessa para mim mesmo que eu te daria se te visse de novo.

- É muito bonito. - Ela disse rindo.

Ela colocou o anel no indicador. 

- Eu também fiz uma promessa para mim mesma que eu te daria algo se te visse de novo.

- O que?

Ela colocou a mão em seu rosto e o puxou para perto beijando sua boca. Ele passou os braços pelas suas costas, que nem da primeira vez. Sem ninguém para atrapalhar o beijo foi melhor que o primeiro, eles puderam ficar juntos por mais tempo. O beijo de Cedrico era enérgico e transmitia todo sentimento que ele tinha por ela. 

Hermione se sentiu nos céus. Pensou que provavelmente deveria estar apaixonada, mas não tinha problema porque sabia que não seria magoada dessa vez. 

 


Notas Finais


O que acharam desse cap?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...