História Don't live in the past (Imagine Jungkook BTS) - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Ação, Drama, Imagine, Mistério, Revelaçoes
Exibições 649
Palavras 2.440
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Então, esse agora é realmente o último cap e concluímos de vez essa fic. :')
Ai que dor no coração colocar "sim, essa história está concluída"
Mas quem sabe não vem uma segunda temporada depois não é?!
Meu imenso obrigado por vocês conseguirem alcançar a minha expectativa de concluir a fic com mais de 300 favs, tô realmente muito feliz! 💞💞
Novamente gostaria de agradecer a todas que deixaram um comentário na fic e favoritaram ou até mesmo só acompanharam, muito obrigada, você moram no meu ❤
Ps: eu queria ter destacado mais comentários do cap anterior, mas não pude por causa de spoilers, então me desculpem :(

Capítulo 30 - Epilogue


Fanfic / Fanfiction Don't live in the past (Imagine Jungkook BTS) - Capítulo 30 - Epilogue

​1 ano e 6 meses depois

​- Anda Kookie, temos que ir. - Falei apressada arrumando a canga na minha cintura.

- Pra que essa pressa toda ____? - Ele revirou os olhos passando o protetor em sua pele branquinha.

- Talvez porque todo mundo já esteja na praia, menos a gente, porque você necessita passar um litro de protetor antes.

- Estou pronto. - Ergueu seus braços vitorioso com um sorriso mega fofo, que fez seus olhos desaparecerem.

- Aigoo, tão fofo! - Gritei apertando as suas bochechas e o surpreendendo.

- Aish! Não me chama de fofo. - Resmungou fingindo estar irritado, tirando minhas mãos de seu rosto e fazendo bico. - Mas agora já era, você vai pagar. - Sorriu malicioso.

- O que você tem em mente? - Sorri nervosa recuando um passo.

Ele nem precisou responder a minha pergunta, porque em questão de segundos seus lábios avançaram no meu pescoço trabalhando da forma exata para me levar á loucura, soltei um baixo gemido levando minhas mãos á sua nuca e apertando a região. Ele foi subindo os seus beijos até chegarem na minha boca, que ele devorou com voracidade, iniciando um beijo selvagem e coberto de desejo, no qual eu correspondi na mesma intensidade. Suas mãos chegaram na barra da canga que eu tinha demorado tanto para arrumar e logo ele fez questão de tirá-la de mim, sem descolar os nossos lábios. Em seguida ele se posicionou em mim, atritando nossas partes íntimas, gemi com o contato e ele parou o beijo para encarar o meu rosto corado, no mesmo instante senti o volume surgir de sua bermuda e arregalei meus olhos, fazendo Jungkook sorrir de canto com o meu constrangimento. Suas mãos passeavam por todas as minhas curvas, até pararem na parte interna da minha coxa e lá apertar com força, me fazendo soltar outro gemido para ele. Kookie logo soltou o laço do meu biquíni me deixando exposta, tampei meus seios com os braços e desviei o olhar dele.

- Pra que essa vergonha? - Jungkook murmurou no meu ouvido e mordeu o lóbulo da minha orelha, senti minha pele arrepiar e ele dar um sorrisinho satisfeito. - Você é toda linda.

Ele tirou os meus braços da frente  e sorriu de leve, sua mão massageava o meu seio esquerdo enquanto a sua boca trabalhava no direito. Joguei minha cabeça pra trás sentindo o enorme prazer que Kookie me proporcionava e gemendo conforme a sua língua se mexia no meu mamilo.

- J-Jungkook. - Gemi.

- Já está gemendo o meu nome? - Sorriu malicioso e mordeu o lábio inferior. - Assim que eu gosto.

Seus lábios voltaram a se concentrar no meu, enquanto suas mãos faziam questão de tirar o único pano que ainda me cobria, me deixando completamente nua. Ele parou o beijo novamente para me observar e deixou escapar um sorriso de canto.

- Tão linda... - Ele murmurou e senti meu rosto queimar como nunca.

Me beijou novamente e me surpreendi ao sentir o seu dedo indicador adentrar no meu interior, fazendo eu soltar um gemido alto entre o beijo e ele sorrir. Jungkook mexia seu dedo dentro de mim com maestria e eu me contorcia com todo aquele prazer.

- Jungkook? ______? - Escutamos uma voz chamar e Kookie tapou a minha boca impedindo meus gemidos de saírem.

Ele saiu de cima de mim e jogou o meu biquíni em minha direção, indicando para que eu colocasse novamente e depressa.

- Já estamos quase prontos! - Jungkook gritou para a voz. - Mas que droga. - Resmungou baixo. - Mais tarde eu vou querer continuar a brincadeira. - Sussurrou e mordeu o meu lábio inferior com um sorriso, provavelmente imaginando nossa próxima cena.

Uma vez que minha roupa já estava no lugar esperei Jungkook jogar água fria em seu membro que estava bem acordado e então ele entrelaçou os nossos dedos com um sorriso de canto, logo começamos uma caminhada até a praia, que era perto da casa deles.

Fiquei um tempo observando aquele teu corpo de tirar o fôlego imaginando o quão bom deveria ser arranhar ele todo, quando me perdi em pensamentos. Desde que tudo se resolveu, Jungkook tem melhorado a cada dia mais da sua sede por sangue, já fazia 7 meses que ele não matava literalmente ninguém e isso me deixava extremamente feliz, no fim os meninos tinham razão... Eu era a cura que ele tanto precisava.

- _____ sua boba, por que tá rindo pro nada? - Ele perguntou rindo da minha cara e me trazendo de volta para o planeta Terra.

- É só que... Eu sou louca por você. - Mesmo com tanto tempo ao lado dele eu ainda corava em admitir tais coisas.

Ele sorriu abobado e selou nossos lábios, sem demorar, aprofundou o nosso beijo e iniciou uma guerra suave entre as nossas línguas, que se encaixavam perfeitamente uma na outra, aumentando um pouco mais o ritmo depois, nos separando apenas quando o ar faltou.

- Parem de se pegar e venham aqui! - Escutei a voz intensa do Namjoon, que se encontrava do outro lado do asfalto, já na região da praia.

Eu e Jungkook rimos antes de atravessar o asfalto correndo.

- Vocês demoraram demais. - Yoongi resmungou voltando a se endireitar na cadeira de praia, que estava inclinada.

- Ah Suga! Não dorme agora que eu cheguei. - Fiz bico e recebi um olhar irônico do mais velho, como se a minha chegada não fosse alterar nada no sono dele e realmente não ia.

- Eu acabei de comer, é inevitável. - Voltou a descansar seus olhos se deitando ainda mais na cadeira.

- Aish, vem pra praia pra dormir. - Continuei resmungando.

- ______! - Ouvi a voz do Tae e do Hope em uníssono e olhei na direção deles.

Os dois correram em minha direção e me abraçaram de forma tão bruta que fomos todos ao chão, eles estavam molhados, claramente tinham acabado de sair do mar.

- Aigoo, agora tô suja! - Reclamei rindo e batendo a areia do meu corpo em vão, porque a mesma já estava colada em meu corpo devido a umidade.

- Para de ser fresca. - Hoseok me repreendeu. - Por que demoraram?

Parei de me limpar no mesmo instante e arregalei meus olhos corando logo em seguida, escutei uma risadinha vindo de Jungkook e quase o enterrei na areia naquele exato momento.

- A madame estava passando protetor. - Provoquei olhando Kookie de canto que logo parou com as suas risadinhas debochadas e me olhou cerrado.

- Posso nem ficar quieto que ela já me avacalha. - Resmungou.

- Quieto... Aham, tá. - Falei irônica.

- Vamos nadar! - Jimin apareceu nos chamando, Laura vindo logo atrás.

- Cansei de segurar vela. - Taehyung respondeu.

- É só você pegar o Hoseok. - Laura provocou e recebeu o olhar irritado de ambos.

- Engraçadinha. - Hobi entrou no assunto.

- Vamos _____! - Laura chamou.

- Já pegou sol? - Perguntei arqueando a sobrancelha, finalmente me livrando do resto de areia que estava grudada em meu corpo.

- Ixi, não. - Lembrou e foi em direção á sua cadeira de praia, inclinando-a.

- Amor, passa bronzeador em mim? - Pedi manhosa.

- Já conversamos sobre isso. - Ele falou se lembrando da última vez em que fomos á praia e eu acabei dormindo na canga, me queimando toda e resmungando durante longos dias no seu ouvido.

- Não vai acontecer de novo. - Pisquei diversas vezes tentando convencer o maknae.

- Ok. - Bufou vencido e pegou o produto da minha mão.

Suas mãos exploravam todo o meu corpo, espalhando o óleo por toda a região tocada.

- Não vou me segurar por mais tempo, teu corpo me chama. - Mordeu o lábio inferior me observando dos pés á cabeça, logo senti meu rosto ruborizar.

Ocupei a cadeira do lado da Laura e descansei sentindo a queimação do sol.

Tae e Hope conseguiram convencer Namjoon a entrar na água e ficaram se provocando por um tempo, mas logo já estavam de volta á areia. O olhar travesso do Hoseok entregou que eles tinham planejado alguma coisa, observei quieta, quando eles se aproximaram silenciosamente do Yoongi adormecido tentando ao máximo controlar as risadas que escapavam como murmúrios. Os três ergueram a cadeira sem movimentos bruscos e correram em direção á água, o menino acordou assustado e começou a gritar uma vez que percebeu o que estava prestes a acontecer, mas quando ele caiu em si já era tarde demais, porque segundos depois ele já tinha sido jogado para dentro do mar.

- EU VOU MATAR VOCÊS! - Berrou chamando a atenção de todos da praia.

Os meninos correram por direções contrárias enquanto Suga decidia perseguir o J-Hope que começou a gritar em desespero. O mais velho o alcançou e levou os dois ao chão, logo em seguida começou a enterrar Hoseok na areia.

- Aigoo, vou demorar um século pra tirar essa areia do cabelo! - Hobi resmungou sacudindo os fios com os dedos e Yoongi sorriu satisfeito.

Eu e Laura tivemos um ataque de risos e Hope cerrou os olhos em nossa direção.

- Amorzinhooo... - Jimin se aproximou da gente, fazendo aegyo.

- Lá vem. - Laura revirou os olhos sorrindo.

- Vem na água comigo. - Pediu manhoso.

- Eu estou pegando sol agora e além do mais eu estava contigo agora a pouco. - Laura insistiu.

- Se você não quer vir por bem, vou te obrigar a vir por mau. - Sorriu sacana e puxou Laura, a colocando em seu ombro.

- Não! Jimin! Me põe no chão! - Gritou socando o seu peitoral e o mais velho só riu.

- Só falta você pequena. - Jungkook apareceu atrás de mim passando seus braços pelo meu pescoço e depositando um selar no meu maxilar.

- Eu tenho escolha? - Arqueei uma sobrancelha em sua direção.

- Não. - Sorriu fofo.

- Imaginei. - Sorri de volta e me levantei, indo em direção ao mar junto com o resto do pessoal.

- Lá vem a fresca! - Taehyung gritou usando suas mãos como megafone.

Corri na direção do menino de sorriso retangular e me joguei em cima dele o afogando. Ele buscou por ar desesperado e me encarou perplexo.

- Eu, fresca? Imagina. - Provoquei.

- Você vai se arrepender por ter afogado Kim Taehyung. - Ele me ameaçou.

Em seguida acenou para Nam, Hoseok e Yoongi, que me cercaram. Fiz uma cara de "fodeu" e todos começaram a jogar jatos de água em disparada na minha pessoa, me deixando sem saída. Mergulhei e nadei para fora da rodinha que tinha se formado á minha volta.

- 3 contra 1 é sacanagem! - Protestei.

- Fresca! - Tae deu língua e eu revirei os olhos.

Rimos e passamos mais um tempo na praia, comemos e só no pôr do sol resolvemos ir embora, tinha sido um dia e tanto.

- Amanhã eu vou ficar igual um camarão. - Hoseok resmungou no caminho.

- É por isso que fico meia hora passando protetor, vocês me chamam de madame, mas pelo menos eu não vou sofrer amanhã. - Jungkook se gabou.

- Eu também tomei um banho de protetor. - Yoongi se manifestou. - Mas também... Não tenho nem escolha.

- Sabe o que isso significa? - Kookie olhou sacana para Suga.

- Sei. - Devolveu o olhar sacana.

- Não... - Tae se amedrontou entendendo o que eles fariam.

- O quê? - Hope perguntou inocente.

- Depois eu que sou a lerda. - Provoquei.

- Os dois são. - Nam acrescentou.

****

Acordei com um grito de dor e logo corri em direção ao som, sentindo a tontura por ter me levantado rápido demais.

- O que aconteceu? - Perguntei preocupada ao entrar no quarto do Hoseok.

Ele estava tentando esfregar as suas costas com uma cara sofrida de dor, enquanto Jungkook e Yoongi me olhavam como aqueles cachorrinhos que sabem que fizeram merda. Torci o lábio.

- Vocês fizeram... - Comecei, mas fui interrompida.

- TAPA NO CAMARÃO! - Gritaram satisfeitos com o nome que deram á agressão e ergueram os braços acima da cabeça.

Não falei nada, apenas me virei e voltei para o meu quarto e do Jungkook, - meus pais já estavam acostumados por eu passar algumas noites lá, era a minha segunda casa - me joguei na cama de casal macia e amaldiçoei cada um deles por terem me tirado da cama preocupada por causa daquilo, não era fácil aturar essas pestes atentadas.

- Não volta a dormir. - Ouvi a voz doce do Jungkook em meu ouvido.

Ele estava apoiando as suas mãos no colchão e seus lábios macios beijavam cada canto do meu rosto.

- Já melhorou o meu humor. - Sorri fitando aqueles olhos escuros que estavam a cada dia mais calmos. - A alguns segundos atrás eu queria desfigurar esse seu rostinho lindo.

- Qual foi?! Quer virar a psicopata agora? - Brincou e eu revirei os olhos.

- Talvez... E você seria a minha primeira vitima. - Mordi meu lábio inferior.

Encaixei minhas pernas em sua cintura e o puxei para mim, senti seus lábios doces tocarem os meus e se afastarem logo sem seguida.

- Psicopata não ganha beijo. - Fez bico.

- Chato. - Me afastei fingindo estar brava. - Mas tudo bem, vamos ver quem sofre mais com isso.

Ele se sentou ao meu lado na cama e segurou a minha mão fazendo um carinho leve com o polegar.

- Maxon vem nos visitar amanhã. - Sorriu de canto.

- Que legal! Já estava com saudade dele. - Me empolguei.

- É, eu também.

Fizemos silêncio por um minutos.

- _____...? - Ele me chamou receoso.

- Oi. - Respondi.

- Se eu não tivesse conseguido parar de matar as pessoas... Você desistiria de mim? - Seus olhos brilhavam, parte por curiosidade e parte por medo.

- Claro que não. - Afirmei. - Eu já te amava antes de você mudar e te amaria de qualquer jeito. - Falei sincera.

- Eu te amo tanto. - Ele sorriu e selou nossos lábios, mas eu afastei no mesmo segundo, recebendo um olhar curioso do mesmo.

- Você falou que eu não vou mais ganhar beijo, lembra?! - Arqueei uma sobrancelha divertida.

- Ahhh. - Ele se jogou na cama frustrado. - Isso não tá valendo mais.

Ele me puxou contra si me fazendo cair na cama em cima dele com brutalidade e rimos ali mesmo.

- Então tá. - Selei nossos lábios. - Mas eu ganhei. - Sorri durante o beijo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...