História (DON'T) Love - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Drama, Jikook, Lemon, Romance
Visualizações 42
Palavras 1.779
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura
~Leiam as notas finais~

Capítulo 28 - Cadeia


 

 - Acabou o castigo.

 

 - Seu tolo...

 

 

Jungkook me vira de costas pra ele, me abraça e acabamos dormindo de conchinha....

 

 

*JUNGKOOK ON*

 

 

 Acordei de manhã com meu celular tocando, peguei ele e sai do quarto o mais rápido possível para não acordar Jimin.

Por incrível que pareça quem estava me ligando era meu Appa...

 

 

 - Jungkook....

 

 - Appa?

 

 - Onde... Onde você está?

 

 - Não vou dizer, isso não é de sua conta!

 

 - Jungkook... por favor...

 

 - Por que você esta falando desse jeito? o que aconteceu?

 

 - Jungkook... eu... eu estou ferido...

 

 - Como assim está ferido? Onde você está?

 

 - Em casa Jungkook... Eu fui no seu quarto para fechar a janela, coloquei a cabeça pra fora da janela para ver o carro, e ela desabou no meu pescoço, eu estou sangrando Jungkook... me ajude!

 

 - Eu estou indo Appa!!!

 

 

Desliguei o telefone correndo, voltei pro quarto do jimin e deixei um bilhete avisando minha saída, dei um beijo em sua testa e fui para minha casa.

Chegando lá, a porta da frente estava trancada, arrombei ela com um chute, e subi para o meu quarto.

Deixei meu celular em cima da mesa, para caso eu precisasse carregar meu appa até o sofá.

Quando entrei no meu quarto, meu appa não estava na janela, ele não estava no quarto, de repente, escuto o barulho da porta se fechando com força, e em seguida sendo trancada.

 

 

 - O QUE? - Eu batia na porta desesperadamente - APPA ABRA A PORTA!

 

 - Você nunca mais vai sair desse quarto garoto, você vai morrer de fome e sede, e nunca mais verá aquele moreno idiota, como ele se chamava? Ah é! "Park Jimin" - Ele diz o nome de Jimin debochando.

 

 - Não por favor!

 

 

Eu entrei em desespero, comecei a chorar e gritar por causa do pânico. Tentei abrir a janela mas ela estava emperrada, não consegui arrombar a porta, e eu não estava com a poha do celular!

 

 

Largar o celular, que ideia idiota Jungkook!

 

 

Abri meu guarda-roupa, me lembrei que nele eu tinha guardado o troféu que ganhei em uma corrida da Universidade.

Segurei o Troféu com força, e o atirei em direção da janela, até que vejo os estilhaços do vidro no chão.

 

 

 - JUNGKOOOOOK! - Meu Appa gritava.

 

 

Consegui ouvir seus passos pesados em direção ao meu quarto. Não pensei duas vezes e me joguei pela janela, acabei torcendo o tornozelo, e me cortei com alguns cacos de vidros, nada muito grave.

Sai correndo pela rua, na direção da casa de Jimin.

 

 

DROGA! Deixei a merda do celular na mesa...

 

 

Fui andando até a casa de Jimin que era muito longe da minha, quando cheguei lá, bati na porta, e em seguida Jimin a abriu coçando os olhos, como se tivesse acabado de acordar.

Seu cabelo estava bagunçado, suas bochechas estavam coradas, e seu olho estava mais fechado do que de costume por conta do sono.

 

 

 - Kookie, o que aconteceu?

 

 - Eu te explico tudo Minnie, mas preciso sentar, eu torci o tornozelo.

 

 

Jimin apoiou meu braço atras de seu pescoço me levando até o sofá, eu ia começar a contar a historia quando o pai de Jimin abriu a porta e entrou na sala.

 

 

 - Oh Meu deus, O que houve?

 

 - Appa Sente-se, Jungkook vai explicar agora! 

 

 - Alguém te agrediu Jungkook? 

 

 - Não sei dizer se isso foi agressão senhor...

 

 - Conte logo pra gente Kookie! - Jimin dizia impaciente enquanto segurava minha mão.

 

 

Eu contei a história parte por parte, contei da ligação, das agressões que meu pai fazia, dele ter me trancado e expliquei o porquê de eu estar machucado.

 

 

 - Jungkook, isso da Cadeia! - O pai de Jimin dizia com a boca aberta - Eu sou advogado, se quiser posso te defender!

 

 - Eu agradeço senhor, qualquer ajuda é bem vinda, eu não quero ficar longe do meu Chim Chim...

 

 

Jimin sorriu para mim, segurando minha mão mais forte do que antes.

 

 

 - Eu nunca vou ficar longe de você Kookie... Nunca!

 

 - Obrigado Minnie... - Jimin me abraçou.

 

 - Bom meninos, vou levar esse caso até a polícia, por enquanto eu serei seu advogado Jungkook, levaremos seu pai a cadeia.

 

 - Quanto tempo ele ficará preso?

 

 - Eu não tenho certeza Jungkook, seu pai fez muito mal a você, pode ser muito tempo.

 

 - Só quero que ele não me machuque mais...

 

 - Eu é meu Appa não vamos permitir que ele te machuque mais Kookie.

 

 

Assenti com a cabeça, o pai de Jimin sai da sala e foi ao seu escritório, provavelmente para organizar a história que eu lhe contei, pra levá-la a polícia.

O pai de Jimin é um ótimo advogado, um dos melhores de Seul. 

Se meu pai for preso, com a permissão dos pais de Jimin, eu vou vender a casa e vir morar aqui com eles.

 

 

*PARK CHAYONG ON*

 

 

Estou tentando absorver toda a história do Jungkoook, com dez ano ele já era agredido pelo pai por gostar de Homens, aos 16 anos começou a fingir sua preferência de sexualidade, fingindo gostar de garotas e saindo com elas contra a vontade dele.

Agora com 20 anos, Jungkook voltou a assumir pro pai que sente atração por homens, namorando com meu filho. Hoje o pai dele o enganou dizendo que estava ferido, para levar Jungkook de volta a sua casa e tranca-li no próprio quarto. 

Jungkook quebrou a janela com um troféu que ganhou na corrida da universidade, pulou a janela caindo do 2º andar, torcendo o tornozelo e ficando com alguns cortes no corpo por causa dos cacos de vidro.

É uma história longa, aqui em Seul, a polícia não permite agressão infantil, mesmo com o Jungkook sendo maior de Idade, o pai dele tem mais de 40 anos, e será julgado pela polícia.

Levarei isso hoje mesmo para a polícia de Seul, e começarei o procedimento hoje.

 

 

*PARK CHAYONG OFF*

 

 

 

 

 

...

 

 

 

 

 

*JIMIN ON*

 

 

 - Vem Kookie, você precisa tomar um banho.

 

 - Minnie, vai arder muito... - Ele fez biquinho.

 

 - Anw que fofo - Segurei sua mão - Vem, eu tomo banho com você.

 

 Jungkook sorriu e foi para o banheiro, e eu fui logo atras 

 

 

Depois do Banho, coloquei uma calça jeans preta e uma camiseta branca, Jungkook estava vestido igual a mim, deus músculos estavam a mostra na camiseta assim como os meus.

 

 

 - Por que estamos nos arrumando Minnie?

 

 - Kookie, meu Appa vai levar seu caso a polícia hoje, você é eu temos que ir pra lá juntos, você tem que contar tudo pra polícia.

 

 - Ok, mas e se meu pai...

 

 - Kookie - Eu abraço e sussurro é seu ouvido - Nada vai acontecer com você, eu vou estar com você sempre.

 

 - Eu te amo Minnie

 

 - Também te amo Kookie.

 

 

Selamos nossos lábios em um beijo calmo, Jungkook estava com a boca quente assim como sua respiração, paramos o beijo e fomos em direção as escadas, meu Appa já estava esperando no carro, entramos e fomos à delegacia.

 

 

 - Eu deixei uma mensagem pra sua mãe Jimin, ela vai chegar em qualquer momento.

 

 - Okay Appa.

 

 

Olhei para Jungkook, ele estava com uma expressão de preocupação em seu rosto, segurei sua mão firme e apoiei minha cabeça em seu ombro.

 

 

 - Senhor Park Chayong, pode entrar. - Um policial o chamava.

 

 

*PARK CHAYONG ON*

 

 

 - Aqui está a papelada com a historia completa delegado.

 

 - Senhor Chayong, Jungkook é seu parente?

 

 - Ele é o namorado do meu filho senhor.

 

 - Ah certo. E quando você descobriu sobre a agressão que o garoto sofria?

 

 - Hoje senhor, ele chegou em casa todo cortado, e contou a história para mim e para meu filho, que também me contou que o pai de Jungkook foi na minha casa e os ameaçou.

 

 - Preciso falar com o Jungkook a sós por favor senhor Chayong, chame-o para mim.

 

 - Certo.

 

 

*JUNGKOOK ON*

 

 

A porta da sala do delegado se abriu, e o pai do jimin saiu da mesma me fazendo um sinal com a mão para entrar na sala.

Olhei para Jimin e ele sorriu para mim, levantei e fui em direção a sala entrando na mesma.

 

 

 - Senhor Jeon Jungkook?

 

 - Sim senhor Delegado.

 

 - Meu nome é Kim Chengy e sou o delegado da polícia de Seul, eu irei julgar a sua história. Comece me contando ela inteira por favor.

 

 

Eu contei tudo, desde o dia em que comecei a gostar de garotos até hoje, o delegado me enchia de perguntas, fiquei meia hora na sala, até que ele chama o Jimin.

 

 

*JIMIN ON*

 

 

 - Senhor Park Jimin, é filho do senhor Park Chayong Certo?

 

 - Sim senhor delegado.

 

 - Me conte o que você sabe sobre a história de Jungkook por favor.

 

 

 

 

...

 

 

 

Depois de contar a história, eu e Jungkook saímos da sala do delegado, que chamou meu appa novamente.

Dez minutos depois meu appa voltou da sala...

 

 

 - Jungkook, Jimin, nós conseguimos! Seu pai será preso hoje, o delegado já mandou os policiais atras deles.

 

 - Ah graças a Deus! 

 

 - Obrigado por ajudar o Kookie Appa 

 

 - Esse é apenas o meu trabalho filho.

 

 

 

...

 

 

 

*JEON TCHANGU ON*

 

 

Eu estava na sala assistindo ao jornal, quando escuto baterem na porta com força, provavelmente seria o idiota do meu filho chegando em casa a essa hora da noite.

 

Abri a porta e dei de cara com um policial 

 

 - Senhor Jeon Tchangu, o senhor esta preso por agredir o seu filho! - Ele me virou de costas e me algemou 

 

 - Mas eu...

 

 - Você tem o direito de permanecer calado!

 

 

Ele me colocou na viatura e me levou direto para a delegacia, no corredor vi Jungkook e seu namoradinho de merda ao lado dele, o encarei com raiva e segui em frente, os policiais me colocaram em uma cela junto com outro... Homem?

 

 - E aí Gaton... Você malha?

 

 - ME TIREM DAQUI!

 

 

...

 

 

*JUNGKOOK ON*

 

 

Eu, Jimin e o senhor Park voltamos para a casa, no caminho, eu agradeci o senhor Park por tudo, agora eu estou seguro e não preciso mais temer o meu pai, graças ao senhor Park e ao Jimin...

O Jimin me protegeu todo esse tempo, eu o amo e não tenho nenhuma duvida sobre isso!

 

 

Eu te amo meu Chim Chim, Eu realmente te amo!

 

 

 

 

...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A noite as luzes se apagam

as árvores começam a chorar

sombras dominam, fazem medo

agonizam, sussurram ao passar

monstros se libertam, e querem sair por ai

mas não deves temer, por que depois de uma

horrível noite, sempre vem um lindo e belo amanhecer...


Notas Finais


FINALMENTE O PAI DO KOOK FOI PRESO
Aí eu não gostava dele.
Eu demorei muito Otávio postar? :)
Espero q não...

Bom
O capítulo da minha segunda fic (My Eternal Nightmare)
Vou postar amanhã ok?
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...