História (Dont) Stay With Me - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Akatsuki, Baekhyun, Drama, Kris, Revelaçoes, Romance, Tragedia
Exibições 47
Palavras 1.993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oioioioi~
Acho que nem adianta dar desculpa cof faculdade cof dessa vez.
Podem me xingar! </3

Boa leitura ♥

Capítulo 20 - Welcome Back


Fanfic / Fanfiction (Dont) Stay With Me - Capítulo 20 - Welcome Back

2 anos depois…

Yang Mi terminava de se arrumar após tomar um banho. Kris havia mandado uma mensagem pedindo para encontrá-lo no restaurante que eles costumavam frequentar regularmente. Estava pronta para sair e desligar a TV, quando uma notícia lhe chamou atenção.

“EXO estará vindo em breve com um comeback duplo. As novas músicas, Monster e Lucky One estão sendo muito aguardadas pelos fãs desde que saíram as fotos teaser dos rapazes. Ainda não se sabe o que esperar, mas segundo os meninos, é um novo som mais maduro e um tanto obscuro. em alguns dias, eles irão fazer transmissões ao vivo pelo aplicativo V LIVE, onde os fãs poderão acompanhar e interagir com os mesmos. Fiquem alertas! A qualquer momento, podem sair também teasers dos MVs!”  

Ela sorriu com a manchete e desligou a TV, em seguida. Ficou feliz por saber que estavam indo bem mesmo após a saída de Kris, Luhan e, ainda, Tao no último ano. Ela não sabia muito bem sobre ele, mas ainda mantinha contato com Luhan e Kris, obviamente.

YiFan fora uma surpresa.

Fora contratada para trabalhar como assistente de Xu Jinglei, que por coincidência era uma das atrizes do primeiro filme em que Kris atuara e, além disso, a diretora do mesmo que fora produzido em memória de sua avó.

Jinglei foi ótima durante o período em que trabalhara com ela no filme. Na época, era algo apenas profissional, mas que aos poucos foi se transformando em amizade e agora Yang Mi a via como uma irmã mais velha.

Não estavam trabalhando mais juntas, entretanto. Há dois meses, seu contrato com Jinglei terminara e Yang Mi planejava voltar para a coreia em breve, depois se receber uma nova proposta de trabalho após 2 anos na China.

Aparentemente, fizera alguma reputação em sua vida profissional depois de ter trabalhado para a SM Entertainment e Xu Jinglei. Pouco antes de seu contrato com Jinglei acabar, Yang Mi recebera um email que pedindo para que ela gerenciasse um grupo Rookie chamado Twice, que havia debutado há alguns meses atrás.

Assim como quando trabalhara com o EXO, Yang Mi não conhecia bem o grupo, muito menos as meninas, que ela sabia que eram em nove. Sentiu-se ansiosa e feliz por ter oportunidade de trabalhar com um novo grupo, que embora fosse mais cansativo, era mais divertido. Ela sabia muito bem disso depois de trabalhar com o EXO, mas talvez fosse algo mais tranquilo visto que só ia lidar com mulheres dessa vez.

Yang Mi respondeu o email comunicando sobre o tempo que precisava para finalizar seu contrato e se estivessem dispostos a aguardar, ela aceitaria a proposta prontamente.

Agora era hora de retornar, e o jantar ao qual marcara com Kris era uma espécie de despedida.

Yang Mi acreditava que era o destino os colocando juntos mais uma vez, quando ela foi morar na China. Foi muita coincidência ela ter trabalhado no mesmo ambiente que Kris.

Entretanto, nada além de amizade aconteceu. Eles continuaram como amigos durante aquele tempo e saíram algumas vezes juntos também, quando encontravam tempo para isso. Yang Mi iria sentir falta dele quando fosse embora, mas ficaria feliz de fazer uma surpresa a Chanyeol e Kai quando retornasse ao país deles.

Ainda mantinha contato com os dois, principalmente com Kai, mas ainda sim conversavam de vez em quando através do kakaotalk.

Tanto que quando viu a notícia do comeback na TV não foi uma surpresa para ela, já que os dois tinham comentado e Kai até enviara algumas fotos alguns dias antes de serem divulgadas.

Muitas coisas aconteceram nos últimos dois anos, boas e ruins, mas que agora eram passado. E Yang Mi aprendera, de certa forma, que era mais interessante viver o presente, ainda que seu passado — não com Kris, mas com Baekhyun — a atormentasse toda vez que via algo dele.

Chanyeol comentou algumas semanas antes, quando conversavam, que Byun estava trabalhando em um drama de época chamado Moon Lovers. Disse que Byun estava recebendo muitos elogios por sua atuação e que se ela visse, provavelmente iria gostar também.

Yang Mi ficou feliz por ele. Aparentemente, ele estava tendo sucesso com seu trabalho e vivendo bem também. Ainda que houvesse momentos ruins em sua carreira logo após a partida de Kris para a China e, consequentemente, a dela também.

“Você sabe que aquilo não era real, não é?”, Chanyeol comentara logo que veio a tona a notícia do término do relacionamento em que Baekhyun aparentemente se encontrara por mais de um ano. Ele dissera aquilo logo que surgiu a notícia também, mas Yang Mi apenas respondera que aquilo não era mais algo de sua conta.

De qualquer forma, agora era passado e ela não guardava ressentimentos de Baekhyun ou mais alguém.

Queria fazer uma surpresa aos seus dois rapazes, mas como não tinha ideia da agenda deles e preferia evitar ir ao dormitório ou a empresa, achou melhor avisá-los que estava voltando. Quando por fim estivesse com as malas feitas, mandaria uma foto para os dois.

Estava chegando no restaurante que marcara com Kris quando seu celular apitou outra vez com uma mensagem dele.

“Atrasada como sempre”, ele havia escrito e colocado um emoji olhando com cara feia.

Ela riu ao ver aquilo, pensando em como aquele emoji combinava com ele.

Entrou no ambiente e logo o avistou, na mesa que sempre costumavam usar.

 

— Você já avisou a eles? — Kris perguntou, enquanto tomava um gole de sua bebida.

— Ainda não. Vou mandar uma foto quando minhas malas estiverem prontas. Eu queria fazer uma surpresa, mas não daria certo de qualquer forma. Você sabe… agenda e tal.

— Ou então porque você ‘tá querendo evitar dar de cara com um certo Byun Baekhyun — sugeriu ele.

— Yifan — ela o olhou séria — Já conversamos sobre isso. Eu não tenho mais nada com Baekhyun.

— E daí? Você ainda se importa com ele, e sente medo de que ele ainda guarde ressentimentos de você. E tudo por minha culpa.

— Não foi sua culpa. Baekhyun tinha ciúmes de qualquer um que chegasse perto de mim, até mesmo o Kai.

— Certo, mas você não tem nenhuma história em seu passado com o Kai. Sabe, Mi-ah… Eu acho que acredito do mesmo que você. Parece coisa do destino nós termos nos encontrado outra vez, mesmo que nós dois saibamos que não temos futuro juntos para nada mais além que amizade. Mas eu ás vezes me pergunto, se essa não é uma forma de nos manter unidos por causa de Sophie…

— Eu sei o que você quer dizer — ela respondeu, tentando não ficar emotiva — Eu costumava pensar que depois dela ter partido, nós não estaríamos mais ligados. Mas acho que mesmo assim, nós continuamos. Mesmo que Sophie não tenha nascido com vida, ela viveu dentro de mim durante aqueles meses. Acho que a parte de quando engravidei, nós ficamos ligados para sempre, Yifan.

Embora tentasse se controlar, Yang Mi não pôde evitar que algumas lágrimas escorressem na menção de sua filha.

Kris colocou sua mão em cima da dela, como forma de apoio e Yang Mi sorriu agradecida enquanto secava o rosto.

— Vou sentir sua falta quando for embora — ele disse, finalmente.

— Eu também irei sentir a sua, Kris. Mas você sabe, a gente sempre tem kakao e skype — brincou ela, fazendo-o rir.

A noite correu tranquila após aquele breve momento emotivo dos dois.

Eles se despediram ali mesmo naquele restaurante e, mais uma vez, cada um tomou seu caminho.

***

“O QUE ISSO SIGNIFICAAAAAA?????”, Chanyeol respondeu um minuto após Yang Mi enviar a foto de suas malas prontas.

“Não consegue adivinhar?”, ela enviou de volta.

O celular apitou novamente com uma mensagem de Kai.

“Sem chance. É verdade mesmo?”, ele perguntara.

Yang Mi riu com a reação dos dois.

“Eu estou voltando, tenho que ir para o aeroporto agora. Vocês sabem onde fica meu apartamento. Venham me visitar, se puderem.”, enviou por último, antes de sair do local que fora sua casa pelos últimos dois anos.

Há noite, Yang Mi já estava em seu pequeno apartamento em Seoul, mais uma vez. As malas já desfeitas após um longo banho tomado e havia pedido com antecedência para que limpassem o local para quando chegasse.

Havia descansado por um tempo até resolver sair à noite por Seoul, procurando um lugar para jantar, comprar comida para se reabastecer em casa e passear um pouco enquanto fazia isso.

Era impossível negar que sentira falta da cidade, talvez até mais do que sentia do Canadá. A Coreia do Sul a fazia sentir-se em casa e ela estava mais que satisfeita por isso, ainda que estivesse devendo uma visita ao casal de amigos em Toronto.

Jin Ah e Jonathan haviam se casado alguns meses depois que ela se mudara para a China. Foi no casamento deles que Yang Mi os vira pela última vez pessoalmente.

Talvez no próximo natal fosse visitá-los.

 

Depois de muito bem alimentada, Yang Mi foi ao supermercado que costumava ir antes de ir para a China. Tinha sorte que o mercado ficava perto de casa, senão o arrependimento que apareceu seria maior.

Isso a fez lembrar de que precisava comprar um carro, o mais breve possível. Ainda que não fosse usá-lo tanto quando começasse a trabalhar, era bom sempre ter um em casa para quando precisasse fazer compras, por exemplo.

Colocou algumas sacolas no chão para poder digitar a senha da porta.

Entrou no apartamento e passou direto para a cozinha para começar logo a guardar as compras. E foi em um momento em que se virou, em busca da geladeira, que deu de cara com Park Chanyeol e Kim Jongin a encarando da porta, sorridentes.

— Omo! —  ela pulou, de susto.

— Noona! Foi ele, eu juro. Não tenho nada a ver com isso — Kai disse, rápido.

— O quê? Como vocês entraram aqui?! O que vocês são, dois trombadinhas? Yah, Park Chanyeol!

— Ay! — ele fez uma careta para a súbita explosão dela — Não tenho culpa se você nunca mudou a senha —  ele justificou, mas ela continuou o encarando —  Ne, ne, ne. Tudo bem, foi errado. Mas queríamos fazer uma surpresa. Trouxemos até bolo! Jongin-ah, cadê o bolo?

— Aqui! — Kai mostrou uma pequena caixa que escondia atrás de si.

Colocou-a em cima da mesa da cozinha e depois caminhou até Yang Mi, para abraçá-la forte.

— Senti sua falta, Mi-ah! Bem-vinda de volta — ele murmurou contra o pescoço dela.

— Yah, Kim Jongin! Não ouse me fazer chorar, entendeu?

— Nossa, você voltou mais sensível que antes pelo visto — Chanyeol comentou — Ande, Jongin, saia do meio. Agora é minha vez — ele disse, empurrando o mais novo para o lado e tomando Yang Mi em seus braços, tirando-a do chão e girando com ela — Bogoshipeosseoyeo!  

— Ah! Assim você vai me fazer estourar, Chan-ah! — ela disse rindo e ele a pôs no chão — Também senti falta de vocês — acrescentou, abraçando os dois ao mesmo tempo.

 

— Twice? — Chanyeol perguntou, com descrença, depois de engolir um pedaço do bolo que tinham trazido — Heol! Você está realmente requisitada, hein? Bem, boa sorte com elas. Ainda que eu gostaria que você voltasse a ser a nossa manager.

Nado — Kai concordou, com uma voz fofa.

— Heol, vocês realmente sentiram minha falta — ela apontou para Kai, com o garfo — Kim Jongin está fazendo aegyo gratuitamente. Filme isso, Chan-ah — ela disse, fazendo-os rir.

Fez-se um momento de silêncio, confortável e tranquilo.

— Você sabe que não fomos os únicos a sentir sua falta, não é? — Chanyeol perguntou, sério — Os outros membros também sentiram… até ele.

Yang Mi desviou o olhar, sem saber o que responder.

— Noona…— Kai tentou falar, mas foi interrompido.

— Não, Jongin. Eu não quero falar disso. Não quero falar dele. Fico feliz que todos vocês estejam indo bem, fico feliz por ele também. Mas é só isso e acabou.

— Tudo bem. Como quiser — Chanyeol disse.

— Certo, mas me digam. Quando vai ser o V LIVE de vocês? Vou baixar o aplicativo para assistir.

— Ah, eu ainda não sei o que fazer no meu! — Kai disse, jogando-se para trás.


Notas Finais


O que será que vai acontecer no próximo capítulo? Comentem o que vcs acham! Será que o Baek vai dar as caras? HAHAHAH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...