História Don't Stop Believin - Interativa - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~Gaby_Amorinha

Postado
Categorias Glee
Personagens Personagens Originais, Sam Evans, Shelby Corcoran, Will Schuester
Tags Capfer, Clobin, Coral, Deannor, Glee, Harker, Interativa, Musica, Musical, Romance, Sam Evans, Shelby Corcoran, Will Schuester
Exibições 76
Palavras 12.388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Escolar, FemmeSlash, Festa, Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Pansexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sufilena: Olá! Gente, eu juro que estamos tentando muito postar nos dias certos, mas não está dando muito certo. Ainda mais que eu vou entrar em semana de provas. Literalmente, acabamos de escrever o capítulo. Deu trabalho? Pakas. Estou tão cansada e com fome que nem sei mais o que dizer direito. Acho que nos vemos nas notas finais.

Gaby: Então, e a Sufi temos conversado e é possível que essa fic e a fic Fairy Tale sofram alterações nos dias de postagem pra gente conseguir manter um compromisso e uma coisa de qualidade pra vocês. Quando decidirmos melhor, nós diremos. Esperamos que entendam. No mais, divirtam-se com esse capítulo ❤

Capítulo 9 - Disney


Fanfic / Fanfiction Don't Stop Believin - Interativa - Capítulo 9 - Disney

Setembro, Semana 1, Segunda-Feira

 

- Evans… Você enlouqueceu de vez? - Josh perguntou, olhando chocado para Sam na mesa da sala dos professores. O outono tinha começado, as folhas das árvores estavam começando a secar e cair. Naquela segunda-feira era dia do trabalho, e Josh queria mais que tudo estar na rua aproveitando o desfile, mas não. Estava ali. Na escola. Ouvindo loucuras saindo da boca de Sam.

- Por favor… Por favor Josh, Shelby, por favor.

- Não! - o moreno respondeu. - Em quantas línguas eu vou ter que dizer “não” pra você entender? Não. No. Not. Iie. Nitch. Pas…

- Ok, ok. Entendi. Não.

Sam cruzou os braços e recostou na cadeira, sentindo o papel que segurava se amassar em sua mão. O papel era a lista de inscrições para os testes de Mulan. Nos musicais da escola, Sam cuidava da atuação, Shelby da música e Josh da coreografia, então todo o esforço de reescrever um roteiro mais adulto para o musical infantil fora responsabilidade de Sam. Ele passara dias fazendo isso para, uma semana depois de colocar a lista de inscrições no mural, ela estar quase vazia.

Não sabia exatamente onde estava o problema, mas tinha que concordar com Josh que Mulan Jr. provavelmente não era um musical muito atraente. Então teve a ideia de fazer uma semana com a temática Disney nos corais. Quem sabe isso animaria os alunos? Depois de muito chiar e bater o pé acabou convencendo Shelby e Josh de colocar Disney como a temática semanal, mas faltava um pequeno detalhe para que tudo saísse como tinha planejado, e Josh estava sendo insistentemente contra.

- Josh. Por favor…

- Não, Evans! Eu não vou, nunca, nunquinha, cantar o backing vocal de uma hiena enquanto você se apresenta para os alunos como um leão golpista de um filme infantil!

- Eu pago seu almoço por três dias. - Josh continuava sério. - Ah, qual é Josh… Por favor vai, nós acabamos de fazer uma semana inteirinha de dança só porque você pediu, o que custa isso?

- Eu não te pedi pra dançar Pequena Sereia comigo!

- É Rei Leão.

- Ah, quem se importa?

- RAPAZES! - Shelby interviu. Sam e Josh se calaram, olhando para ela ainda levemente emburrados. - Tudo bem, Josh e eu vamos cantar a parte das hienas com você.

- O quê? - Josh perguntou indignado.

- “O que” o quê, Josh? O objetivo disso tudo é que os alunos parem de brigar, mas se a gente não parar também não vai adiantar de nada. E depois, é só uma música, pelo amor de Deus.

- Isso! - Sam comemorou, se levantando de um salto. - Você não vão se arrepender!

Josh grunhiu um bocado de palavrões em voz baixa. Ele já se arrependera.

 

(...)

 

Mais tarde, no auditório, quando Sam anunciou o tema da semana, a maioria dos alunos ficou olhando para ele como se ele tivesse expressado um desejo de ser passado por baixo de um rolo compressor.

- E agora, Evans? - Josh perguntou, entre os dentes, vendo que o ânimo dos alunos era tão grande quanto o seu próprio.

- Eles só precisam de incentivo. - Sam comentou. - Ok! Eu, Shelby e Josh temos algo que pode animar vocês. Todo mundo, no fundo, gosta de Disney gente. Disney não é pagação de mico, ou coisa de criança. Isso aqui - Sam disse, indicando a lista de inscrições para o musical. - precisa de mais nomes até o fim da semana. Esperamos que cantar Disney possa incentivá-los a participar da nossa montagem adolescente de Mulan.

Dito isso, Sam colocou o papel de lado e pegou microfones e pedestais se ajeitando no palco com Shelby e Josh. O moreno ainda estava bastante irritado, e Shelby parecia conformada e desnorteada. Sam sentiu que precisava a todo custo fazer a semana dar certo. Se falhasse, talvez os dois nunca mais confiariam nele…

Sem pressão, claro.

Ele respirou fundo e deu sinal à banda.

 

Be Prepared - The Lion King

 

[Sam:]

I know that your powers of retention

Are as wet as a warthog's backside

But thick as you are, pay attention

My words are a matter of pride

It's clear from your vacant expression

The lights are not all on upstairs

But we're talking kings and successions

Even you can't be caught unawares

So prepare for a chance of a lifetime

Be prepared for sensational news

A shining new era

Is tiptoeing nearer

 

[Shelby:]

And where do we feature?

 

[Sam:]

Just listen to teacher

I know it sounds sordid

But you'll be rewarded

When at last I am given my dues!

And injustice deliciously squared

 

[Sam, Shelby e Josh:]

Be prepared!

 

[Josh:]

Yeah, we'll be prepared.

Be prepared for what?

 

[Sam:]

For the death of the king.

 

[Josh:]

Why, is he sick?

 

[Sam:]

No, fools. We'll kill him. And Simba too!

 

[Shelby:]

Great idea! Who needs a king?

 

[Shelby e Josh:]

No king, no king, la la la la la la.

 

[Sam:]

Idiots! There will be a king!

 

[Josh:]

Hey, but you said, uh...

 

[Sam:]

I will be king. Stick with me, and you'll never go hungry again!

 

[Josh and Shelby:]

Yay! All right!

Long live the king!

Long live the king!

It's great that we'll soon be connected

With a king who'll be all-time adored

[Sam:]

Of course, quid pro quo, you're expected

To take certain duties on board

The future is littered with prizes

And though I'm the main addresse

The point that I must emphasize is

You won't get a sniff without me

 

[Sam, Shelby e Josh:]

So prepare for the coup of the century

 

[Sam:]

Be prepared for the murkiest scam

 

[Shelby e Josh:]

(Oooh!)

 

[Sam:]

Meticulous planning

 

[Shelby e Josh:]

(We'll have food!)

 

[Sam:]

Tenacity spanning

 

[Shelby e Josh:]

(Lots of food)

 

[Sam:]

Decades of denial

 

[Shelby e Josh:]

(We repeat)

 

[Sam:]

Is simply why I'll

 

[Shelby e Josh:]

(Endless meat)

 

[Sam:]

Be king undisputed

 

[Shelby e Josh:]

(Aaaaaaah!)

 

[Sam:]

Respected, saluted

 

[Shelby e Josh:]

(Aaaaaaah!)

 

[Sam:]

And seen for the wonder I am

 

[Shelby e Josh:]

(Aaaaaaah!)

 

[Sam:]

Yes, my teeth and ambitions are bared

 

[Sam, Shelby e Josh:]

Be prepared!

 

Yes, our teeth and ambitions are bared

Be prepared!

 

Uma coisa era saber que Sam era bom com imitações. Outra totalmente diferente era ver isso acontecendo. Por três minutos foi como se Scar em pessoa estivesse no palco, nas ações, no sotaque, no trejeito… E não apenas os alunos estavam surpresos, como também Josh e Shelby.

Ninguém conseguia falar nada. Sam se perguntava se isso era um bom sinal.

- Bem. - o loiro disse, voltando a ser ele mesmo como se nada tivesse acontecido. - Não vamos determinar absolutamente nada. Podem se juntar em grupos, ou não. Podem dançar, ou não. O importante é que cantem músicas de filmes da Disney, qualquer um que seja. Então… Podem se dividir.

Dita essa frase, foi como se uma onda de choque passasse sobre os alunos e todos começaram a se virar um para o outro procurando grupos. Ella, particularmente, estava de olho em Jacob. Ele se sentara mais para a esquerda naquele dia, e estava ao lado de Ariana. Desde a semana anterior, Ella começara a ficar de olho na ruiva. Algo não lhe cheirava bem. Ao ver que eles pareciam estar acertando alguma coisa, a morena se levantou e foi até Jacob, parando de pé ao seu lado e dando um grande sorriso amarelo para Ariana.

- Então, nós vamos cantar alguma coisa?

Ariana, que tinha começado a discutir músicas com Jacob, ficou tão embasbacada que não conseguiu dizer que já tinham se juntado em uma dupla. Jacob também não.

- Ótimo! - Ella disse. Quem cala consente, certo? - Tenho ideias muito boas. Podemos começar a ensaiar hoje mesmo e amanhã…

- Não quero me apresentar amanhã! - Ariana disse, no susto. Ella tinha acabado de, deliberadamente, se enfiar em seu dueto com Jacob? Como poderia desconvidá-la educadamente?

- Podemos ensaiar amanhã e então conversamos sobre isso. Ok? - Jacob sugeriu, e Ariana percebeu, decepcionada, que não podia mais desconvidar a garota. Eram um trio agora.

- Ok. - Ariana concordou. Agora precisava pensar em músicas para três.

 

(...)

 

Mais tarde, no ensaio dos Duly Noted, Josh estava fazendo o possível e o impossível para não raspar a cara no chão de tanta raiva. Imaginara que ganhara 4 dançarinos medianos. Estava errado. Dois eram medíocres, e dos outros dois um não gostava de dançar e o outro era tão delicado quanto um jogador de futebol E boxeador podia ser. Estava há uma hora inteira tentando fazer com que o quarteto de novatos acertasse um passo estupidamente fácil e a única coisa que conseguira era arrancar risadas de Jason e dos outros veteranos.

- JÁ CHEGA! - ele gritou, irritado. - Querem saber? Já deu pra mim! Se estou com vocês quatro, então estou, e vocês VÃO dançar direito, nem que seja a última coisa que eu faça! - Josh enfileirou os novatos lado a lado. - Temos seletivas em alguns meses, e não posso ficar perdendo tempo com quem não sabe dançar. Estão vendo aquilo ali? - ele perguntou apontando para a estante de troféus. - Duly Noted são vencedores, e vocês não vão, de forma alguma, estragar isso. POSTURA! - ordenou. Chocados com o súbito regime militar, os novatos assumiram a postura de dança que tinham aprendido. - Agora tentem me acompanhar. Veteranos, vocês também. - Josh ligou o som com o álbum mais próximo que, coincidentemente, era Mulan Jr. Vinha ouvindo pra tentar coreografar alguma coisa.

 

I’ll Make a Man Out Of You / Lesson Number One - Mulan Jr.

 

[Josh:]

Here’s your test

I will hold on to one end of this rope

Each soldier will take a turn on the other end

The first man to capture the flag will be a true soldier

 

Let's get down to business

To defeat the Huns!

Did they send me daughters

When I asked for sons?

You're the saddest bunch I’ve ever met

But you can bet before we're through

Mister, I'll make a man out of you!

 

[Josh e Duly Noted:]

Tranquil as a forest

But a fire within

Once you find your center

You are sure to win

 

[Josh:]

You're a spineless pale pathetic lot

And you haven't got a clue

Somehow I'll make a man out of you

 

[Connor:]

I'm never gonna catch my breath

 

[Dean:]

Say goodbye to those who knew me

 

[Jacob:]

Boy was I a fool in school for cutting gym

 

[Jason:]

This guys got 'em scared to death

 

[Kyle:]

Hope he doesn't see right through me

 

[Jason:]

Even lucky crickets can’t make her a him

 

[Josh:]

Be a man

 

[Duly Noted:]

We must be swift as a coursing river

 

[Josh:]

Be a man

 

[Duly Noted:]

With all the force of a great typhoon

 

[Josh:]

Be a man

 

[Duly Noted:]

With all the strength as a raging fire

Mysterious as the dark side of the moon

 

[Josh:]

Like a rock

 

[Duly Noted:]

Huh, huh!

 

[Josh:]

You must be hard!

 

[Duly Noted:]

Huh, huh!

 

[Josh:]

Like an oak

 

[Duly Noted:]

Hmmm-mah!

 

[Josh:]

You must stand firm!

 

[Duly Noted:]

Huh, huh!

 

[Josh:]

Cut quick

 

[Duly Noted:]

Fsssh…

 

[Josh:]

Like my blade!

Think fast

 

[Duly Noted:]

Huh, huh!

 

[Josh:]

Unafraid!

 

Na sala de coral das Troubletones, Shelby coordenava o ensaio das garotas. Estava ensinando um novo passo para elas, corrigindo movimentos muito rígidos, ensinando a serem firmes, mas suaves. Fortes, mas delicadas.

- Nós temos como vantagem nossa feminilidade, e temos que usar isso. Corais femininos pecam no tom muito agudo dos vocais, e se não usarmos de todas nossas armas vão tentar nos derrubar por sermos garotas. - Shelby disse, apontando a estante de troféus das Troubletones. - Aquilo tudo que conquistamos foi às custas de bastante suor, e de sempre nos mantermos firmes e em cima do salto. Josh pode dizer que perfeição é tudo que importa, mas para mim, é mais que isso. Temos que ser… Naturais.

 

[Shelby:]

There must be another way

 

Like a cloud

I am soft

Like bamboo

I bend in the wind

Creeping slow

I'm at peace because I know

You need both together

 

[Josh:]

One alone is not enough

You need both together

 

[Shelby:]

One alone is not enough

 

[Josh e Shelby:]

You need both together

 

[The Troubletones:]

Like a cloud

I am soft

 

[Duly Noted:]

Like a rock (Huh, huh!)

You must be hard! (Huh)

 

[The Troubletones:]

Like bamboo

I bend in the wind

 

[Duly Noted:]

(huh!)

Like a oak (Hmmm-mah!)

You must stand firm! (Huh)

 

[The Troubletones:]

Creeping slow

I'm at peace because I know

 

[Duly Noted:]

(huh!)

Cut quick (Fsssh…)

Like my blade!

 

[The Troubletones:]

You need both together

 

[Duly Noted:]

Think fast (Huh, huh!)

Unafraid!

 

[Josh, Shelby, The Troubletones e Duly Noted:]

Time is racing t'ward us

Till the huns arrive

Brother stands with brother

And we will survive

We’re prepared to face the rage of war

And we know just what to do

 

[Josh:]

I knew I’d make a man out of you

 

[Josh e Duly Noted:]

Be a man

 

[Shelby e The Troubletones:]

We must be swift as a coursing river

 

[Josh e Duly Noted:]

Be a man

 

[Shelby e The Troubletones:]

With all the force of a great typhoon

 

[Josh e Duly Noted:]

Be a man

 

[Shelby e The Troubletones:]

With all the strength of a raging fire

 

[Josh, Shelby, The Troubletones e Duly Noted:]

Mysterious as the dark side of the moon

 

Setembro, Semana 1, Terça-Feira

 

Naquela terça-feira, Clary ia se apresentar. Ela e Robin tinham decidido não cantar juntas dessa vez para não parecer que estavam grudadas demais (na verdade, foi ideia de Clary, e Robin seguiu sem se importar) e então Clary acabou sozinha, escolhendo um solo para si. Ela já tinha o palco para si e olhou para Robin na platéia que sorria encorajadoramente.

Sentiu uma espécie de comichão no estômago. “Seria bom que Robin não demonstrasse tanto interesse”, pensou, mas não tinha o que fazer. Era melhor só cantar logo e acabar com isso.

Ela deu o sinal para a banda e começou sua música.

 

Once Upon A December - Anastasia

 

[Clary:]

Dancing bears, painted wings,

Things I almost remember,

And a song someone sings

Once upon a December.

 

Someone holds me safe and warm.

Horses prance through a silver storm.

Figures dancing gracefully

Across my memory…

 

Someone holds me safe and warm.

Horses prance through a silver storm.

Figures dancing gracefully

Across my memory...

 

Far away, long ago,

Glowing dim as an ember,

Things my heart used to know,

Things it yearns to remember...

 

And a song someone sings

Once upon a December

 

Houveram aplausos, mas um pouco menores. Havia quem aplaudisse mas algumas pessoas murmurando entre si. Clary ergueu a sobrancelha. O que tinha feito de errado?

- Sim, sim, ela está de parabéns. - Sam elogiou, se levantando e parando os aplausos. - É uma música muito bonita, e foi um arranjo bem executado, Clary.

- Ah. Obrigada.

- Mas ao contrário do que se pensa no senso comum, Anastasia não foi produzido pela Disney.

Silêncio. Clary ficou feliz de ver caras surpresas na plateia, indicando que não havia sido só ela quem se confundira com isso.

- Anastasia é um filme de 1997 e é da Fox. - Sam explicou. - Não apenas Anastasia, mas vários outros filmes de outras produtoras são frequentemente confundidos com filmes da Disney. É um engano comum, Clary - o loiro continuou. - mas ainda assim você vai ter que cantar outra coisa.

- Ah! - ela disse, saindo do estado de choque. - Ah… Tá, que seja.

A loira desceu do palco, indignada. Fox, Disney, era tudo a mesma coisa, pelo amor!

- Próximos! - Sam chamou. Jason se levantou e os veteranos do Duly Noted foram atrás dele. Os rapazes pegaram seus microfones e se ajeitaram no palco.

- Depois de um visível desastre… - Jason começou, soltando uma risadinha na direção de Clary. - ...vamos salvar os ouvidos de vocês, não se preocupem.

Robin viu que Clary tinha começado a ficar muito vermelha, e sabia que não era vergonha. Era raiva. Queria ir até lá, acalmá-la, mas sabia que não podia. Respirou fundo.

- Com vocês, um arranjo de uma música clássica e, certamente, da Disney. - o rapaz anunciou, limpando a garganta e pegando o microfone. Ele e os veteranos se ajeitaram no palco e Jason começou a música.

 

Circle Of Life - The Lion King

 

[Jason:]

Nants ingonyama bagithi Baba

Sithi uhm ingonyama

 

Nants ingonyama bagithi baba

Sithi uhhmm ingonyama

Ingonyama

 

Siyo Nqoba

Ingonyama

Ingonyama nengw' enamabala

 

Oh yeah.... Oh yeah!

 

From the day we arrive on the planet

And blinking, step into the sun

There's more to see than can ever be seen

More to do than can ever be done

There's far too much to take in here

More to find than can ever be found

But the sun rolling high

Through the sapphire sky

Keeps great and small on the endless round

 

It's the Circle of Life

And it moves us all

Through despair and hope

Through faith and love

'Till we find our place

On the path unwinding

In the Circle

The Circle of Life

 

It's the Circle of Life

And it moves us all

Through despair and hope

Through faith and love

'Till we find our place

On the path unwinding

In the Circle

The Circle of Life

 

Josh nem mesmo tentou esconder o sorriso de vitória ao final da apresentação. Enquanto uma das garotas da Troubletones nem sequer acertara o filme em sua escolha, seus alunos dos Duly Noted tinham acabado de apresentar um acapella perfeito de um clássico maravilhoso da Disney. Shelby fechou a cara para aquele sorrisinho idiota no rosto de Josh. Como ele era insuportável! Jason e os veteranos, como usual, agradeceram aos aplausos com mesuras divertidas e desceram do palco aos gritos e em algazarra. “Parecem um bando de animais”, Shelby pensou, e talvez por isso tinham ido tão bem cantando Circle of Life.

Ela colocou um sorriso amarelo no rosto. Josh tinha vencido a batalha dessa vez.

 

(...)

 

Jacob se perguntou pela milionésima vez como tinha chegado naquela situação.

- Hércules? - ele sugeriu.

- Não gosto de Hércules. - Ella respondeu.

- O Corcunda de Notre Dame?

- Detesto. - dessa vez foi Ariana.

- Pequena Sereia?

- SIM! - Ariana respondeu. - Kiss The Girl é ótima, não acha?

- Ótima para um trio? Nem pensar. - Ella discordou.

Jacob deitou a cabeça na mesa, frustrado. Não tinha tempo para perder com esse tipo de bobagem, devia estar estudando física! Por que elas não podiam simplesmente concordar em alguma coisa?

- Nós já estamos aqui há duas horas sem sair do lugar. - o garoto disse. - Eu cansei. Preciso ir pra casa, eu devia estar trabalhando.

E estudando”, completou mentalmente.

- É você que está complicando as coisas, Ariana! - Ella brigou. - Eu já sugeri muitos filmes e você recusou todos!

- Você fala como se não tivesse feito a mesma coisa! Jacob e eu poderíamos ter chegado em um acordo se você não tivesse entrado no meio!

- Não me lembro de vocês me impedirem de formar um trio na segunda…

- CHEGA! - Jacob gritou. Duas horas. Duas horas de Ella cutucando Ariana e Ariana respondendo como podia, apenas de não ser naturalmente irritadiça. Ele estava cansado. Tinha tanto para se preocupar! Não sabia mais pra que lado olhar, era como tentar segurar cinco coisas caindo ao mesmo tempo sendo que só tinha duas mãos para tal.

Ia enlouquecer.

- Jay - Ariana chamou. - tudo bem, podemos fazer algo que ela queira. - ela cedeu. Percebeu que a briga estava incomodando Jacob e sua natureza bondosa não queria que isso acontecesse.

- Vocês duas se virem com isso. - ele decidiu. - Não posso lidar com isso agora, eu preciso ir pra casa.

E antes que uma das duas pudesse impedi-lo, ele saiu.

 

Setembro, Semana 1, Quarta-Feira

 

Durante a última aula do dia, Jacob se esforçava para prestar atenção. As aulas de física eram umas das mais difíceis. Não que tivessem matérias mais fáceis para ele. Todas eram difíceis para falar a verdade.

A última coisa que o Mr. James fez foi entregar um teste que os alunos já haviam feito. Era um dos primeiros testes do ano e Jacob já começara mal. Havia tirado um D. D era uma nota muito ruim.

Quando o sinal tocou, todos os alunos, incluindo o professor, saíram da sala. Apenas Jay ficara lá, analisando o seu teste, tentando entender onde tinha errado. Com a sua demora para ir para a sala de coral, duas garotas perceberam a sua ausência.

- Ah, você está aqui. - disse Ariana entrando na sala juntamente de Ella. - Estávamos esperando por você na sala de coral.

- O que aconteceu? - perguntou Ella.

Jacob não respondeu. Apenas ficou encarando a sua prova, ainda um pouco preocupado. Com isso, Ella toma o papel das mãos do garoto e começa a lê-lo.

- É com isso que está preocupado? Fica calmo. É o início do outono ainda. Tem muito ano pela frente. Você tem que esquecer os seus problemas.

- Esquecer os problemas? - disse Ariana para si mesma. - É isso!

- É isso o quê? - perguntou a morena.

- A nossa música. Não tínhamos decidido antes, mas agora eu já sei qual pode ser!

- Qual? - pergunta Ella, curiosa.

- Venham comigo. - a ruiva saiu da sala e foi seguida somente por Ella. Voltou logo em seguida ao perceber que Jacob não ira atrás delas. - Vamos. Vai ser legal.

Com isso, a líder de torcida ajudou o moreno a guardar o resto de suas coisas e levou ele com ela e Ella para a um ensaio rápido da música que escolhera.

 

(...)

 

Jacob não tinha ânimo nenhum quando pegou o microfone para cantar, mais tarde, naquele dia. As brigas no dia anterior, sua nota, estava se sentindo sugado, como se sua energia estivesse se esvaindo toda simplesmente por respirar. Era terrível. Ariana tivera uma ideia excelente de última hora e ele só queria cantar e acabar logo com tudo isso pra poder se afastar um pouco das confusões e esfriar a cabeça, ou ia pirar.

Tinha que agradecer à ruiva depois. Ela descera do céu com a música ideal para eles. Ariana era uma garota legal e bondosa, e internamente Jay estava feliz por ela estar ali para ajudar, mesmo que não fosse admitir isso. Era orgulhoso demais para tal.

- Prontos? - Ariana perguntou.

Os dois concordaram, e Ariana sinalizou para que a música começasse.

 

Hakuna Matata - The Lion King

 

[Ariana:]

Hakuna Matata

What a wonderful phrase

 

[Ella:]

Hakuna Matata!

Ain't no passing crazy

 

[Ariana:]

It means no worries

For the rest of your days

 

[Ariana e Ella:]

It's our problem-free philosophy

 

[Ariana:]

Hakuna Matata!

 

[Jacob:]

Hakuna Matata?

 

[Ella:]

Yeah, it’s our motto!

 

[Jacob:]

What’s a motto?

 

[Ariana:]

Nothing what’s the motto with you?

 

[Ella:]

You know what? These two words will solve all of your problems!

 

[Ariana:]

That’s right!

Take Pumba for example

When he was a young warthog

 

[Ella:]

When I was a young warthog

 

[Ariana:]

-Very Nice

 

[Ella:]

-Thanks

 

[Ariana:]

He found his aroma lacked a certain appeal

He could clear the Savannah after every meal

 

[Ella:]

I'm a sensitive soul though I seem thick-skinned

And it hurt that my friends never stood downwind

And, oh, the shame

 

[Ariana:]

He was ashmed

 

[Ella:]

'Thoughta changin' my name

 

[Ariana:]

Oh, what's with the name?

 

[Ella:]

And I got downhearted

 

[Ariana:]

How did you feel?

 

[Ella:]

Ev'rytime that I…

 

[Ariana:]

Pumba! Not in front of the kids

 

[Ella:]

Ah, sorry!

 

[Ariana e Ella:]

Hakuna Matata

What a wonderful phrase

Hakuna Matata!

Ain't no passing craze

 

[Jacob:]

It means no worries

For the rest of your days

 

[Ariana e Jacob:]

It's our problem-free

 

[Ella:]

Philosophy

 

[Ariana e Ella:]

Hakuna Matata!

 

[Ariana:]

Welcome to our humble home!

 

[Jacob:]

You live here?

 

[Ariana:]

We live wherever we want

 

[Ella:]

Yeah! Home is were our lomb rests

 

[Jacob:]

It’s beautiful

 

[Ella:]

I’m starving!

 

[Jacob:]

I’m so hungry I could eat a hole zebra!

 

[Ariana:]

Aaah… We’re fresh out of zebra

 

[Jacob:]

Any antilope?

 

[Ariana:]

Na-ha

 

[Jacob:]

Hipo?

 

[Ariana:]

Nope! Listen, kid. If you’ll live with us, you’ll have to eat like us

Hey! This looks like a good spot to rustle up some grub

 

[Jacob:]

What’s that?

 

[Ariana:]

Grub. What does it look like?

 

[Jacob:]

Grose!

 

[Ariana:]

Tastes like chicken

 

[Ella:]

Slimy, yet satisfying

 

[Ariana:]

These are rare delicacies

Picant… With a very posing crunch

 

[Ella:]

Try it out, it’s good!

 

[Ariana:]

I’m telling you kid, this is the great life

No rules, no responsabilities…

Uh! A little creamy kind

And best of all, no worries!

Well, kid

 

[Jacob:]

Oh well, hakuna matata!

Slimy… Yet satisfying!

 

[Ariana:]

That’s it!

 

[Ariana e Ella:]

Hakuna Matata

Hakuna Matata

Hakuna Matata

 

[Jacob:]

It means no worries

For the rest of your days

 

[Ariana, Ella e Jacob:]

It's our problem-free philosophy

Hakuna Matata!

Hakuna Matata!

Hakuna Matata!

Hakuna Matata!

 

Jacob mal prestou atenção nos aplausos, que foram muitos. Hakuna Matata era algo que todo mundo amava, e se Sam queria fazer com que Disney ganhasse carisma com essa semana, tinha acabado de conseguir. Ainda assim, Jay não prestou atenção. Era a maior ironia de sua vida que tivesse acabado de cantar uma música sobre esquecer problemas exatamente enquanto pensava neles, e tinha muita coisa para resolver. Ao descer do palco, apenas se sentou em uma cadeira, tentando esvaziar a cabeça.

Logo após a apresentação de Ariana, Ella e Jacob, foi a segunda de Clary. Dessa vez tinha certeza de que a música que escolhera era de um filme da Disney. Quando o trio desceu do palco, foi a sua vez.

Ajustou o suporte do microfone para que ficasse na sua altura e esperou que a música começasse a tocar.

 

Beauty and the Beast - Céline Dion

 

[Clary]:

Tale as old as time

True as it can be

Barely even friends

Then somebody bends

Unexpectedly

 

Just a little change

Small, to say the least

Both a little scared

Neither one prepared

Beauty and the Beast

 

Ever just the same

Ever a surprise

Ever as before

Ever just as sure

As the sun will rise (Oooh, Oooh)

 

Ever just the same

Ever a surprise

Ever as before

Ever just as sure

As the sun will rise (Oooh, Oooh)

 

Tale as old as time

Tune as old as song

Bittersweet and strange

Finding you can change

Learning you were wrong

 

Certain as the sun

Rising in the east

Tale as old as time

Song as old as rhyme

Beauty and the Beast

 

Tale as old as time

Song as old as rhyme

Beauty and the Beast

 

Beauty and the Beast

 

Como sempre, sendo aplaudida de maneira animada pelos novatos, principalmente por Robin, e de maneira educada pelos veteranos.

Clary não sabia direito se gostava ou não de Bela e a Fera. Bela conseguiu ver a beleza por trás da Fera, coisa que muitas pessoas, principalmente as que fizeram mal à loira, não conseguiram ver. Por isso, Clarisse se tornou a garota que é hoje. Por isso, Clarissa não existe mais.

Por algum motivo, quando terminou de cantar e vira Robin aplaudindo animada, ela se sentia como a Fera e como se Robin fosse a Bela. Bem, Rob era bonita (linda aos olhos de Clary) e conseguira ver a “beleza” por trás de toda a arrogância dela. Além do mais, perto da morena, Clary se sentia outra pessoa. Se sentia mais feliz.

Agora sabia que gostava de Bela e a Fera porque o conto definia ela e Robin juntas. Definia o que sentiam uma pela outra.

Quando Clary desceu do palco, foi a vez de uma dupla de meninas das Troubletones. Quando a vez delas terminou, foi a vez de Clemence.

Clemence iria cantar uma música de um dos seus filmes favoritos da Disney: Descendents.

 

Rotten to the Core - Descendents

 

[Clemence]:

They say I'm trouble

They say I'm bad

They say I'm evil

And that makes me glad

 

A dirty no-good

Down to the bone

Your worst nightmare

Can't take me home

 

So I've got some mischief

In my blood

Can you blame me?

I never got no love

 

They think I'm callous

A low-life hood

I feel so useless

Misunderstood

 

Mirror, mirror on the wall

Who's the baddest of them all?

Welcome to my wicked world, wicked world

 

I'm rotten to the core, core

Rotten to the core

I'm rotten to the core, core

Who could ask for more?

I'm nothing like the kid next, like the kid next door

I'm rotten to the, I'm rotten to the

I'm rotten to the core

 

Call me a schemer

Call me a freak

How can you say that?

I'm just unique!

 

What, me? A traitor?

Ain't got your back?

Are we not friends?

What's up with that?

 

So I'm a misfit

So I'm a flirt

I broke your heart?

I made you hurt?

 

The past is past

Forgive, forget

The truth is

You ain't seen nothing yet!

 

Mirror, mirror on the wall

Who's the baddest of them all?

Welcome to my wicked world, wicked world

 

I'm rotten to the core, core

Rotten to the core

I'm rotten to the core, core

Who could ask for more?

I'm nothing like the kid next, like the kid next door

I'm rotten to the, I'm rotten to the

I'm rotten to the core

 

Original

Unusual

 

You can say what you want

But we will aways be

Rotten To The Core, rotten to the core

Rotten to the core

Who could ask for more?

I'm nothing like the kid next, like the kid next door

I'm rotten to the, I'm rotten to the

 

I'm rotten to the core, core

Rotten to the core

I'm rotten to the core, core

Who could ask for more?

I'm nothing like the kid next, like the kid next door

I'm rotten to the, I'm rotten to the

I'm rotten to the core

 

Diferentemente dos novatos, Clemence foi recebida com aplausos animados por parte das Troubletones e alguns por parte do New Directions. O resto foram apenas por pura educação. Alguns integrantes do Duly Noted nem aplaudiram, incluindo Jason.

 

(...)

 

Antes que o dia de aula acabasse e todos os pudessem ir para as suas respectivas casas, Dean chamara Parker para que ele pudesse ajudar ele e Connor com a música. A música que cantariam teria uma parte no piano. Nenhum dos dois sabia tocar piano, mas Dean sabia que Parker tocava, por isso, o chamou.

Park pensava que seria uma boa ideia ajudar o amigo, mas depois de alguns minutos no ensaio, sentiu como se tivesse voltado no tempo para a semana anterior e estivesse no ensaio com Robin e Clary, só um pouco diferente.

Robin e Clary não eram um casal (na cabeça de Parker pelo menos), mas ficavam se encarando o tempo todo. A diferença era que Dean e Connor eram um casal agora e ficavam se beijando e murmurando coisas um para o outro.

O garoto começou a pensar que as pessoas estavam o confundindo com um candelabro. Rob e Clarisse não eram um casal, mas PJ percebera algo a mais nos olhares que as duas trocavam. Mas, isso era só coisa da sua cabeça, certo? Clary não gostava de moças. Ao que sabia, ela gostava de homens.

Deixando esse assunto de lado, resolveu interromper o casal.

- Então, que música irão cantar? - confessou para si mesmo que logo após dizer isso, sentiu um pequeno déjà vu.

- Ah, sim. - Dean disse se separando do moreno. Parker pôde perceber que Connie tinha passado a manga da jaqueta pelos lábios vermelhos. - Pensamos em uma música que tem piano, mas não sabemos tocar piano e eu sei que você sabe tocar.

Quando o loiro terminou de dizer isso, Parker se sentou na banqueta do piano que tinha naquela pequena salinha de música e começou a tocar o instrumento. Ao soar das notas, os outros dois garotos começaram a cantar a parte deles na música.

Quando terminaram a música, os dois se beijaram mais uma vez. PJ não iria ficar dessa vez. Queria ir para sua casa e ver sua mãe.

Pegou a sua mochila e se despediu dos meninos da sala, que nem notaram seu sumiço.

 

(...)

 

Kyle tinha chegado em casa já fazia um tempo. Ele estava em seu quarto, treinando a música que cantaria. O único instrumento que sabia tocar era guitarra, mas dessa vez optou por tocar violão. Para a música que faria, violão era perfeito. Até preferível.

Quando tocava a melodia da música e cantava alguns versos, sua mãe, Constance, entrou no quarto.

- Quer que eu traga algo para você, filho?

- Não, obrigado, mãe. - disse ele, nem tirando os olhos da melodia da música para tentar acompanhar.

- Não te vejo assim, tão concentrado, já faz um tempo. - diz a mulher se sentando na cama. - Qual é o nome dela?

Kyle deu uma risada curta e sem humor. Não sabia se se surpreendia ou não com a sua mãe saber tanto sobre ele.

- Ella. - ele responde, agora olhando para ela.

- Já gosta dela faz muito tempo?

- Não muito. Só algumas semanas.

- Já chamou ela pra sair?

- Não.

- Kyle! Tem que deixar essa timidez de lado. Se não fizer isso, outro vai chegar antes. - Constance disse, já se levantando da cama e indo em direção à porta, mas antes viu a música que o filho estava praticando. - E ótima música. Deveria dizer que está cantando pra ela.

 

Setembro, Semana 1, Quinta-Feira

 

De maneira geral, as manhãs na casa de Robin eram tranquilas. Seus pais viviam brigando, gritando dizendo que queriam se divorciar, mas nunca o fizeram de verdade. A maioria das brigas aconteciam durante as noites e Robin e Will, seu irmão, algumas vezes já chegaram a ver eles dormindo em quartos separados.

Naquela manhã foi diferente.

Rob tinha acordado ouvindo gritos. Depois que já tinha se acostumado com o ambiente e com a claridade, reconheceu as vozes de seus pais. Não queria nem se dar o trabalho de ouvir sobre o que estavam discutindo.

Passou as mãos pelo rosto, cansada. Estava cansada de sempre ouvir seus pais discutindo. Não sabia o que poderia acontecer se eles se separassem. Se se separassem, ela teria que morar com um dos dois ou então eles fariam uma guarda compartilhada. Não queria nem pensar na possibilidade de ter que se mudar de novo. Não queria pensar na possibilidade de deixar o coral, deixar seus amigos, deixar Clary. Clary foi a primeira garota que ele teve um romance, não queria deixá-la. Além do mais, se sentia feliz perto dela.

Parou de pensar em tais coisas e resolveu se arrumar. Seus pais não tinham se separado antes. Por que o fariam agora?

Se vestiu rápido, pegou um waffle na cozinha e sua mochila na sala e saiu de casa. Seus pais nem notaram a sua saída. Não teria porque interromper a briga de ambos para dizer que ela estava de saída. Ia a pé para a escola.

Como tinha chegado um pouco cedo, foi até o campo de futebol. Apenas olhava para a grama verdinha do ambiente. Logo sentiu a presença de alguém ao seu lado e pôde saber quem era só por causa do perfume de rosas e os tênis brancos que as líderes de torcida normalmente usam.

- Percebi que você está meio cabisbaixa hoje. - disse Clary. Se não estivessem em um lugar público, ela pegaria na mão da morena, mas como não estavam... Por mais que não tivesse ninguém no campo, não poderia se arriscar.

- Não, é que… Meus pais vivem brigando e dizendo que querem se divorciar.

- Eles vão se divorciar?

- Eu não sei. Já é quase uma rotina. Eu odeio ver eles brigando. Eu saí de casa hoje vendo eles brigando. Nem perceberam que eu saí. Também. Por que eu vou interromper a briga deles só pra avisar que estou saindo?

- Acalme-se, Robin. Vai dar tudo certo. - dito isso, Clary puxou Rob para um abraço. Era apenas um abraço. Amigas se abraçam. Ninguém iria desconfiar de nada.

Robin se sentiu bem melhor depois do abraço da loira. Foi algo realmente reconfortante. Agora, estava mais calma.

 

(...)

 

Como todos os dias, depois das aulas vinham os ensaios compartilhados dos corais. Robin ainda estava feliz por ter sido reconfortada por Clary. Agora sabia que ela era um ótimo consolo quando fosse precisar.

Era a sua vez de cantar. Subiu ao palco, um pouco confiante. Se posicionou em frente do microfone e começou a cantar.

 

My Jolly Sailor Bold - The Pirates of The Caribbean

 

[Robin]:

Upon one summer's morning

I carefully did stray

Down by the Walls of Wapping

Where I met a sailor guy.

 

Conversing with a young lass

Who seem'd to be in pain,

Saying, William, when you go

I fear you'll ne'er return again.

 

My heart is pierced by Cupid

I disdain all glittering gold

There is nothing can console me

But my jolly sailor bold.

 

His hair it hangs in ringlets

His eyes as black as coal

My happiness attend him

Wherever he may go.

 

From Tower Hill to Blackwall

I'll wander, weep and moan

All for my jolly sailor

Until he sails home.

 

My heart is pierced by Cupid

I disdain all glittering gold

There is nothing can console me

But my jolly sailor bold.

 

My father is a merchant

The truth I now will tell

And in great London City

In opulence doth dwell.

 

His fortune doth exceed

300,000 gold

And he frowns upon his daughter

Who loves a sailor bold.

 

A fig for his riches

His merchandise and gold

True love has grafted my heart

Give me my sailor bold.

 

My heart is pierced by Cupid

I disdain all glittering gold

There is nothing can console me

But my jolly sailor bold.

 

Should he return in pov'rty

From o'er the ocean far

To my tender bosom

I'll press my jolly tar.

 

My sailor is as smiling

As the pleasant month of May

And often we have wandered

Through Ratcliffe Highway

 

Many a pretty blooming

Young girl we did behold

Reclining on the bosom

Of her jolly sailor bold.

 

My heart is pierced by Cupid

I disdain all glittering gold

There is nothing can console me

But my jolly sailor bold.

 

My name it is Maria

A merchant's daughter fair

And I have left my parents

And three thousand pounds a year

 

Come all you pretty fair maids

Whoever you may be

Who love a jolly sailor

That plows the raging sea

 

While up aloft in storm

From me his absence mourn

And firmly pray arrive the day

He's never more to roam.

 

My heart is pierced by Cupid

I disdain all glittering gold

There is nothing can console me

But my jolly sailor bold.

 

My heart is pierced by Cupid

I disdain all glittering gold

There is nothing can console me

But my jolly sailor bold.

 

Por alguma razão que Robin não conseguiu explicar, se sentiu bem melhor depois de cantar a música. Sentiu como se tivessem tirado um peso se suas costas. Se sentiu mais leve, de alguma maneira.

Parker estava verdadeiramente agradecido por, finalmente, chegar a vez de Dean e Connor se apresentarem. Não que não quisesse ajudar, só estava cansado de segurar vela para os dois, e até cansado de ensaiar por dois, uma vez que vinha fazendo isso por conta do ensaio de sua própria apresentação. Ao menos era uma música fácil no piano. Ele se sentou ao instrumento e testou algumas notas. Então esperou Dean e Connor se ajeitarem ao lado dele, e começou.

 

You Are The Music In Me - High School Musical 2

 

[Parker:]

Na na na na

na na na na yeah

You are the music in me

You know the words once upon a time

make you listen

there's a reason

 

[Parker e Connor:]

When you dream

There's a chance you'll find

A little laughter

Or happy ever after

 

[Dean e Connor:]

Your harmony to the melodies

It's echoing inside my head

 

[Connor:]

A single voice

 

[Dean:]

Single voice

 

[Connor:]

Above the noise

 

[Dean e Connor:]

It's like a common thread

 

[Dean:]

Hmm you're pulling me

 

[Connor:]

When I hear my favorite song

I know that we belong

 

[Dean:]

Oh You are the music in me

It's living in all of us

 

[Connor:]

It's brought us here because

 

[Dean e Connor:]

You are the music in me

 

[Connor:]

Na na na na

 

[Dean:]

Oh

 

[Connor:]

Na na na na

 

[Dean:]

Yeah yeah yeah

 

[Connor:]

Na na na na

 

[Dean e Connor:]

You are the music in me

 

[Connor:]

It's like I knew you before we met

 

[Dean:]

Before we met

 

[Connor:]

Can't explain it

There's no name

 

[Dean:]

No name for it

 

[Dean e Connor:]

I said the words I never said

 

[Dean:]

And it was easy

 

[Connor:]

So easy

 

[Dean:]

Because you see the real me

 

[Dean e Connor:]

As I am

You understand

And that's more than I've ever know

 

[Connor:]

To hear your voice

 

[Dean:]

Hear your voice

 

[Connor:]

Above the noise

 

[Dean e Connor:]

I know I'm not alone

 

[Connor:]

Oh you're singing to me

 

[Dean e Connor:]

When I hear my favorite song

I know that we belong

You are the music in me

It's living in all of us

It's brought us here because

You are the music in me

Together we're gonna sing

We got the power to sing

 

[Dean:]

What we feel

 

[Connor:]

What we feel

 

[Dean:]

Connected to me

 

[Dean e Connor:]

Can't keep it all inside

 

[Parker, Dean, Connor e novatos:]

Na na na na oh yeah

Na na na na oh yeah

Na na na na

You are the music in me

Na na na na oh yeah

Na na na na oh yeah

Na na na na

You are the music in me

 

[Connor:]

When I hear my favorite song

 

[Dean:]

Favorite song

 

[Parker, Dean e novatos:]

I know that we belong

 

[Connor:]

We belong

 

[Parker, Dean, Connor e novatos:]

You are the music in me

It's living in all of us

It's brought us here because

 

[Connor:]

Here because

 

[Dean:]

You are the music in me

 

[Parker, Dean, Connor e novatos:]

Na na na na

oh yeah

Na na na na

oh yeah

Na na na na

You are the music in me

 

Os aplausos foram enérgicos. Os novatos gritavam das arquibancadas, e o trio desceu do palco extremamente contentes quanto ao seu sucesso. Barry sentiu o estômago afundar. Não importava o quão boa sua montagem tinha ficado, não ia ganhar do carisma daquilo.

Ele e os veteranos do New Directions se ajeitaram no palco com seus pedestais e o garoto sinalizou para a banda quase sem esperar os aplausos terminarem de parar. Estava frustrado e irritado, e queria acabar com tudo de uma vez, mas ia acabar bem. Barry não ia passar vergonha de novo, essa apresentação ia ser perfeita.

 

Hoist The Colours - Pirates of the Caribbean

 

[Barry:]

The king and his men

Stole the queen from her bed

And bound her in her bones

The seas be ours

And by the powers

Where we will, we'll roam

 

Yo-ho

All hands

Hoist the colors high

Heave ho

Thieves and beggars

Never shall we die

 

Now some have died and some are alive

And others sail on the sea

With the keys to the cage

And the devil to pay

We lay to Fiddler's Green!

 

Yo-ho

Haul together

Hoist the colors high

Heave ho

Thieves and beggars

Never shall we die

 

The bell has been raised

From it's watery grave

Hear it's sepulchral tone

A call to all

Pay heed the squall

And turn your sails to home!

 

Yo-ho

Haul together

Hoist the colors high

Heave ho

Thieves and beggars

Never shall we die

 

Yo-ho

Haul together

Hoist the colors high

Heave ho

Thieves and beggars

Never shall we die

 

Yo-ho

Haul together

Hoist the colors high

Heave ho

Thieves and beggars

Never shall we die

 

The king and his men

Stole the queen from her bed

And bound her in her bones

The seas be ours

And by the powers

Where we will, we'll roam

 

Perfeita seria, e perfeita foi. Barry estava cansado de ser feito de palhaço. Passou tardes inteiras com o restante do coral, mas as vozes estavam perfeitamente harmonizadas, o ritmo, até a coreografia simples que tinha montado, colocando batidas firmes dos pés de todos para acompanhar o ritmo.

You Are The Music In Me era uma música carismática. Hoist The Colors era uma música vencedora.

Ele poderia pegar o microfone e dizer que estava cansado de ser feito de idiota, e que esse ano os New Directions IAM GANHAR, mas não tinha necessidade. O recado já fora bem dado.

 

(...)

 

Por mais que tenham se passado dois dias, Ariana não conseguiu esquecer da nota baixa que Jacob tirara em física. Era do tipo que gostava de ajudar as pessoas e não tinha dificuldades na matéria. Percebera que Jay precisava de ajuda.

Antes que todos os alunos fossem para os ensaios particulares de seus respectivos corais, Ari chamara Jacob para uma conversa rápida.

- O que quer falar comigo? - disse o moreno, percebendo que quase todos já haviam saído do auditório.

- Percebi que você está com dificuldades em física. Esta é uma das matérias que não tenho dificuldade, então, se quiser, posso lhe ajudar a estudar nas partes que tem mais problemas.

- Não, obrigado. - Jacob disse de imediato, fato que deixou Ariana surpresa. Era orgulhoso afinal de contas.

- Como? - a ruiva disse, ainda perplexa pelo garoto ter rejeitado a sua ajuda.

- Eu não quero a sua ajuda. Agradeço, mesmo, mas não quero. - ao dizer isso, o jogador de futebol saiu do auditório. Não queria se atrasar para o ensaio do Duly Noted. Josh já estava furioso com ele por mal saber fazer os passos. Um atraso era pedir para sair do coral.

Logo depois de Jay sair, ele foi seguido por Ariana, que foi para a sua sala de coral. Entre as pessoas que já tinham saído da sala de coral, Ella não era uma delas. Tinha ficado até todos saírem e tinha escutado a cena perfeitamente. Sorriu vitoriosa e saiu do teatro.

Quer dizer que Jacob não aceitou a ajuda de Ariana?”, pensou ela, “Isso vai ser bom”.

 

Setembro, Semana 1, Sexta-Feira

 

Parker agradecer por ter tido tempo de poder ensaiar com os outros membros do seu coral para a sua própria apresentação. Aquele era o dia em que iriam apresentar. Já estavam com a letra perfeitamente dividida, pelo menos em seu ponto de vista, e com uma coreografia simples, que apenas ele e Janet fariam, e uma parte mais complexa, que apenas Sebastian e Hazel fariam.

Os quatro subiram ao palco e Sam sorriu com a cena. Os quatro novos integrantes de seu coral já estavam mais entrosados. Se posicionaram e ajustando seus microfones para que ficassem ao seus gostos e Hazel deu um sinal para a banda, que logo começou a tocar.

 

Prince Ali - Aladdin

 

[Hazel, Janet, Parker e Sebastian]:

Make way for Prince Ali

Say hey! It's Prince Ali

 

[Sebastian]:

Hey! Clear the way in the old Bazaar

Hey you!

Let us through!

It's a bright new star!

Oh come!

Be the first on the block to meet his eye!

 

[Parker]:

Make way!

Here he comes!

Ring bells! Bang the drums!

Are you gonna love this guy!

 

[Janet]:

Prince Ali! Fabulous he!

Ali Ababwa

Genuflect, show some respect

Down on one knee

 

[Hazel]:

Now try your best to stay calm

 

[Janet]:

Brush up your Sunday salaam

 

[Hazel]:

Then come and meet his spectacular coterie

 

[Janet]:

Prince Ali!

Mighty is he!

Ali Ababwa

Strong as ten regular men, definitely

 

[Parker]:

He faced the galloping hordes

 

[Hazel]:

A hundred bad guys with swords

 

[Sebastian]:

Who sent those goons to their lords?

 

[Hazel, Janet, Parker e Sebastian]:

Why, Prince Ali!

 

[Parker e Sebastian]:

He's got seventy-five golden camels

 

[Hazel e Janet]:

Purple peacocks

He's got fifty-three

 

[Sebastian]:

When it comes to exotic-type mammals

 

[Parker]:

Has he got a zoo?

I'm telling you

 

[Hazel, Janet, Parker e Sebastian]:

It's a world-class menagerie!

 

[Sebastian e Parker]:

Prince Ali! Handsome is he! Ali Ababwa

 

[Hazel e Janet]:

(There's no question tis Ali's alluring)

 

[Sebastian e Parker]:

That physique! How can I speak?

 

[Hazel e Janet]:

(Never ordinary, never boring)

 

[Sebastian e Parker]:

Weak at the knee

 

[Hazel e Janet]:

(Everything about the man just plain impresses)

 

[Sebastian e Parker]:

Well, I get out in that square

 

[Hazel e Janet]:

(He's a winner, he's a whiz, a wonder!)

 

[Sebastian e Parker]:

Adjust your veil and prepare

 

[Hazel e Janet]:

(He's about to pull my heart asunder!)

 

[Sebastian e Parker]:

To gawk and grovel and stare at Prince Ali!

 

[Hazel e Janet]:

(And I absolutely love the way he dresses!)

 

He's got ninety-five white Persian monkeys

 

[Sebastian e Parker]:

(He's got the monkeys, lets see the monkeys)

 

[Hazel e Janet]:

And to view them he charges no fee

 

[Sebastian e Parker]:

(He's generous, so generous!)

 

[Hazel e Janet]:

He's got slaves, he's got servants and flunkies

 

[Sebastian e Parker]:

(Proud to work for him)

 

[Hazel, Janet, Parker e Sebastian]:

They bow to his whim, love serving him

They're just lousy with loyalty to Ali! Prince Ali!

 

Prince Ali!

Amorous he!

Ali Ababwa

 

[Hazel]:

Heard your princess was a sight lovely to see

And that, good people, is why

He got dolled up and dropped by

 

[Hazel, Janet, Parker e Sebastian]:

With sixty elephants, llamas galore

With his bears and lions

A brass band and more

With his forty fakirs, his cooks, his bakers

His birds that warble on key

Make way for Prince Ali!

 

- Muito bom, muito bom! - Sam aplaudiu, entusiasmado por ver os integrantes de seu coral juntos e tão bem coordenados. Barry rangeu os dentes. Estava, talvez, enciumado pela atenção, mas não ia admitir. Sam marcou os nomes dos quatro na lista que tinha de quem já tinha apresentado e a leu de cima a baixo. - Com isso… Falta apenas um. Kyle, certo?

O garoto engoliu em seco, pegou seu violão e se levantou. Era tímido e se apresentar sozinho era um desafio e tanto. Ele se sentou em um banco e deu uma afinada rápida em algumas das cordas.

Kyle olhou para a plateia, percorrendo um rosto de cada vez com o olhar. Era só não olhar para ninguém em específico. Olhar para o horizonte. Isso, para o horizonte, não para alguém, muito menos Ella.

 

Gotta Find You - Camp Rock

 

[Kyle:]

Everytime I think I'm closer to the heart

Of what it means to know just who I am

I think I've finally found a better place to start

But no one ever seems to understand

 

I need to try to get to where you are

Could it be you're not that far

 

You're the voice I hear inside my head

The reason that I'm singing

I need to find you

I gotta find you

You're the missing piece I need

The song inside of me

I need to find you

I gotta find you

Oh yeah

Yeah, yeah

 

You're the remedy I'm searching hard to find

To fix the puzzle that I see inside

Painting all my dreams, the color of your smile

When I find you it will be alright

 

I need to try to get to where you are

Could it be you're not that far

 

You're the voice I hear inside my head

The reason that I'm singing

I need to find you

I gotta find you

You're the missing piece I need

The song inside of me

I need to find you

I gotta find you

 

Being feeling lost, can't find the words to say

Spending all my time, stuck in yesterday

Where you are is where I wanna be

Oh, next to you

You next to me

Oh, I need to find you

Yeah

 

You're the voice I hear inside my head

The reason that I'm singing

I need to find you

I gotta find you

You're the missing piece I need

The song inside of me

I need to find you

I gotta find you

 

You're the voice I hear inside my head

The reason that I'm singing

I need to find you

I gotta find you

You're the missing piece I need

The song inside of me

I need to find you

I gotta find you

 

Yeah, yeah

I gotta find you

 

Talvez porque Kyle fosse muito tímido, à exceção dos coachs que haviam ouvido sua audição, ninguém mais parecia esperar que ele soubesse cantar tão bem. Houveram aplausos menos comedidos do que o esperado, e Jason parecia subitamente interessado, afinal, o garoto estava em seu coral, não estava?

- Isso encerra a semana. - Sam anunciou, se levantando. - Obrigado, Kyle.

O garoto se retirou do palco com seu violão e voltou a se sentar na plateia. Sam pegou a lista de inscrições para o musical e mostrou aos alunos. Houveram pequenos sorrisos vencidos.

Durante a semana, vários alunos do coral foram se animando com a ideia de um musical da Disney, e agora a lista tinha quase frente e verso.

- As audições acontecerão na semana que vem. Pra quem participa aqui dos corais, podem unir as audições à lição da semana para não precisarem cantar mais de uma vez. Obrigado a todos. Foi uma ótima semana. - ele disse, com um sorriso largo.

Josh e Shelby acompanharam, conformados, a pequena horda de aplausos que se seguiu. Sam tinha razão, no fim das contas. Mais uma vez, ele tinha.

 

(...)

 

Particularmente feliz por ter ouvido que Jacob recusara a ajuda de Ariana, Ella foi falar com o moreno antes que aquele dia de aula se encerrasse.

Jay foi apenas fora guardar algumas coisas em seu armário antes de ir embora. Quando fechou a portinha, pôde ver o rosto de Ella atrás dela. Algumas vezes, a garota o assustava.

- O que foi, Ella? - pode ter parecido grosso, mas estava cansado e mais do que nunca, queria voltar para casa.

- Calma. Eu só vim dizer que vamos no Breadstix nesse sábado.

- Vamos? Não me lembro de ter te dito nada.

- Ah, Jacob. Para com isso. Vai ser só um encontro.

- Eu tenho que trabalhar aos sábados. - o moreno disse piscando várias vezes, o que é uma coisa que faz quando mente.

- Um dia sem trabalhar não vai te matar. Além do mais, você me disse que nunca comeu lá e, como eu sei que as comidas de lá são maravilhosas, acho que já está na hora de uma primeira vez. Acredite, o Breadstix é um máximo!

Jacob procurava uma maneira de recusar sem parecer grosso. Não queria sair com ela. Não queria nem estar a sós com ela. Ella o assustava de certa maneira. Ariana ouvia a conversa dos dois e logo pôde perceber que Jay não queria ir ao compromisso que Ella estava o invocando a fazer. Por mais que ele tivesse recusado a sua ajuda, não iria vê-lo sofrer indo em um encontro com Ella. Ainda ajudava os amigos, custe o que custar. Chegou perto dos morenos e disse:

- Breadstix? Eu adoro o Breadstix! Que horas vamos nos encontrar?

Essa frase gerou sentimentos completamente diferentes nos dois.

Ella ficou furiosa. Não queria Ariana interrompendo o “encontro” dela com Jacob. A ruiva já atrapalhava demais nem estando “entre eles”. Mas, ela não podia reclamar de nada. Foi exatamente o que ela fez com o dueto que ambos iriam fazer.

Jacob já sentia vontade de beijar Ariana. Ela tinha o salvado de uma grande furada. Ella era uma garota decidida e sabe o que quer, mas quando o assunto é querer ele, ela ficava parecendo uma maníaca. Ariana era uma garota legal ao contrário da morena. Se estivesse sozinho com Ella estaria perdido, mas Ari estaria lá para ajudá-lo.

- Acho que às oito está bom. - foi a vez de Jacob dizer. Ella olhou para ele, um pouco indignada, esperando que ele não falasse nada, esperando ela cuidar da situação. Qualquer um diria que Ariana e Jay tinham feito um pacto, somente para irritar a morena.

- Então nos vemos às oito. - Ella disse, vencida, e saiu de perto dos outros dois.

Ariana e Jacob trocaram sorrisos de cúmplices e logo depois riram da situação.

 

Setembro, Semana 1, Sábado

 

O silêncio no carro era tão intenso que Tyler se perguntou sinceramente se era sua culpa. Sair com sua irmã e o atual interesse romântico dela, por quem era apaixonado, não era sua ideia de programa ideal para sábado. Mas eles tinham insistido, principalmente Leo.

A verdade era que Leo estava aterrorizado com a ideia de que sair com Hilary fosse de alguma forma afastá-la do irmão, e aquele passeio a três era sua forma de mostrar que podia sair com a loira e ser amigo do colega de quarto sem que isso interferisse em nada no relacionamento de irmãos dos dois.

Esperava sinceramente que fosse funcionar.

- Então, - o loiro começou, tentando quebrar o gelo de alguma forma. - onde é que estamos indo? - ele perguntou. Podia até ter sido insistente com a coisa da saída em grupo, mas a escolha do local ficara totalmente por conta de Hilary, que era também dona do conversível vermelho maravilhoso que estava dirigindo. Ela parou o carro no sinal e passou o celular para o loiro.

- Dá uma olhada aí. Eu escolhi em um aplicativo que recomenda restaurantes perto de você. Tinha um com nota cinco, e eu escolhi. Chama… Como se chama? Alguma coisa com bolo e palitos? Cakestix?

Leo ficou pálido.

- Breadstix? - ele perguntou. - Está nos levando pro Breadstix?

- Ah, isso, esse mesmo! - ela respondeu. - Você parece meio pálido, Leo. Não comeu antes de sair?

- Hills. - ele disse, se virando para ela e procurando uma forma delicada de dizer que a ideia havia sido muito, muito ruim. - Não é um bom plano.

- Por que não? - ela perguntou. - Não gosta de pão? Desculpe, pensei que fosse gostar. Tem macarrão lá, e depois do italiano eu achei que…

- Eu adoro massas, o problema é o lugar, especificamente. O Breadstix é ponto de encontro do McKinley High School, provavelmente foram os alunos de lá que deixaram todas as avaliações positivas.

- Tá. E…?

- E os alunos do McKinley odeiam a gente, os alunos da Carmel. Especialmente os do coral. Se alguém do coral me reconhecer do ano passado, isso não vai acabar bem.

Ela parou o carro, já no estacionamento do restaurante.

- Só estamos indo lá pra comer. - Tyler comentou. - Eles não podem fazer nada, o restaurante é público.

Leo segurou um resmungo na garganta. Ainda assim, era muito arriscado, mas não queria estragar o passeio. Tinha planejado tudo para que Tyler e Hilary se divertissem!

- Ok. - ele concordou. - Mas vamos com calma, ok? Não deixa de ser território inimigo.

Hilary deu de ombros e desceu do carro, indo restaurante adentro. A comida prometia ser boa, o ambiente era agradável e era noite do karaokê. O que poderia dar errado?

 

(...)

 

Ella mal podia acreditar que Ariana tinha se intrometido no meio de seu encontro com Jacob. Foi a primeira a chegar e ficou esperando os dois na porta do restaurante.

Tinha se vestido de maneira bem extravagante, para que Jacob olhasse apenas para ela e não para Ariana. A ruiva chegou logo em seguida, com uma roupa mais simples, ao contrário de Ella.

- Boa noite! - ela cumprimentou, animada.

- Boa noite. - a morena disse, seca. Ficou apenas encarando a outra garota com os olhos semi-cerrados, o que começou a assustar a ruiva.

- A noite está linda, não? - disse tentando tirar aquele clima pesado do ar.

- Estaria mais bonita ainda se você não estivesse aqui. - Ella disse, parando de olhar para Ari.

Ariana até responderia, mas Jacob chegou bem na hora. Se entreolharam e perceberam que agora estavam quites. Ela o salvara de se encontrar a sós com Ella e ele a salvara de uma possível discussão com a mesma.

Sem dizer mais nada, o trio entrou no restaurante e se acomodando em uma das mesas.

 

(...)

 

Leonard precisou de dez minutos para esquecer os receios e começar a se divertir.

Não era sua culpa. Os gêmeos eram simplesmente muito fáceis de lidar, e algumas garfadas de raviolli depois Leo já tinha se esquecido de todos seus medos, até porque, parecia que nenhum veterano de coral do McKinley estava ali essa noite.

E, convenhamos, a comida era boa.

- Por que vocês dois não vão um pouco no karaokê? - Hilary perguntou aos rapazes.

- Vocês deveriam ir. - Tyler retrucou.

- Nem pensar, eu já escolhi minha música. Além disso, vocês dois cantam bem juntos, eu gosto de ver. - Hilary comentou, retocando o batom. Tyler tentou não chorar da ironia decadente que era o comentário dela quando ele estava tão apaixonado por Leo.

O loiro se levantou, terminando seu prato.

- Ok, não vejo problemas. Acho que tenho uma música pra nós.

Ty abriu a boca para retrucar, mas não disse nada e apenas seguiu Leo. A fila do karaokê estava um pouquinho grande, e demorou algumas músicas para que chegasse a vez dos dois. Quando aconteceu, Leo foi até o computador começar a escolher a música.

Ele percebeu que Tyler parecia um pouco travado.

- Tudo bem Ty? - perguntou. Não gostava de ver o amigo desconfortável.

- Eu… Bom, não faz tanto tempo que eu aprendi a cantar. E não cantei em público ainda. Além disso, nem canto tão bem assim.

Leo abriu um sorriso leve, entregando um microfone a Tyler. Pousou as mãos em seus ombros, olhando nos olhos dele.

- Você vai arrasar. Eu sei disso. Você é incrível, Ty. E olha só, tá cheio de cara bonito aqui hoje. Vai ver você não descola alguma coisa?

Tyler sentiu um bolo de nervosismo na garganta.

- Eles não são todos McKinley?

- Vai saber. Talvez não sejam.

Leo se ajeitou no palco com Tyler e apertou o play.

- Só relaxa e canta. Você nasceu pra isso, Ty. Eu sei disso.

 

Play My Music - Camp Rock

 

[Tyler:]

(Music)

 

[Leonard:]

Turn on that radio as loud as it can go

Wanna dance until my feet can't feel the ground

 

[Tyler:]

(Feel the ground)

 

[Leonard:]

Say goodbye to all my fears

One good song, they disappear

And nothing in the world can bring me down

 

[Tyler:]

(Bring me down)

 

Hand clapping

Hips shaking

Heart breaking

Theres no faking

What you feel when you right at home, yeah

 

[Leonard e Tyler:]

Musics in my soul

I can hear it

Everyday and every night

It's the one thing on my mind

 

Musics got control

And I'm never letting go, no no

I just wanna play my music

 

[Leonard:]

(Music)

 

[Tyler:]

Got my six string on my back

Don't need anything but that

Everything I want is here with me

 

[Leonard:]

(Here with me)

 

[Tyler:]

So forget that fancy car

I don’t need to go that far

And what's driving me, is following my dreams, yeah

 

[Leonard:]

Hand clapping

Earth shaking

Heart breaking

There's no faking

What you feel when you're on a roll, yeah

 

[Leonard e Tyler:]

Musics in my soul

I can hear it

Everyday and every night

It's the one thing on my mind

 

Musics got control

And I'm never letting go, no no

I just wanna play my music

I just wanna play my music

 

[Leonard:]

Can't imagine what it'd be like

 

[Tyler:]

(What it’d be like)

Without the sounds of all my heroes

Singing all my favorite songs

 

[Leonard e Tyler:]

So I can sing along

 

[Tyler:]

Musics in my soul

I can hear it

Everyday and every night

It's the one thing on my mind

 

[Leonard e Tyler:]

Musics got control

And I'm never letting go, no no

I just wanna play my music

 

Musics in my soul

I can hear it

Everyday and every night

It's the one thing on my mind

 

Musics got control

And I'm never letting go, no no

I just wanna play my music

All night long, yeah!

 

-Tyler! - Leo exclamou, tentando fazer a voz se sobrepor à horda incrível de aplausos que tomou o lugar. - Isso foi incrível! Você foi incrível!

- Ah! É, você também. Obrigado!

Leo abraçou o amigo. Tyler hesitou um pouco, mas devolveu o carinho, e logo os dois desceram do palco, Leo aos pulos e Tyler ainda um pouco atordoado.

- Vocês foram demais! - Hills disse, batendo a mão com a do irmão e roubando um selinho estalado de Leo. - Viu só, eu disse que podiam cantar. O público amou vocês!

- E eu ainda estou vivo, o que quer dizer que em plena noite de karaokê não tem veteranos do coral  do McKinley aqui. Quem diria! Ou eles não me reconheceram. Pelo bem ou pelo mal… Você tinha razão Hills, é um lugar ótimo.

- Obrigada. Agora, se me dão licença, eu vou ao banheiro, e depois é minha vez de cantar. - ela disse, mandando um beijinho no ar para os dois e deixando o local.

- Com todo o respeito, Ty - Leo disse, ao ver Hilary indo embora. - sua irmã é maravilhosa.

Tyler bebeu um pouco de seu refri para disfarçar a angústia ao ouvir o comentário.

- Ela é. - ele respondeu, afinal, realmente, Hilary era.

 

(...)

 

Durante toda a noite, Ariana e Jacob conversavam animadamente, o que deixava Ella com muita raiva. Era pra ser o seu encontro com Jacob, mas aparentemente, Ari tomou o seu lugar. Tinha se vestido de maneira tão chamativa, mas nem fez diferença. Jay só reparou no que a ruiva estava vestindo.

- Eu vou ao banheiro. - Ella disse, se levantando da mesa. O “casal” à mesa nem notou a saída da morena.

Chegando no banheiro, bufou de raiva olhando para o espelho. Estava linda. Como Jacob não reparara nela?

- Que ódio! - disse.

- Problemas com o cara? - uma garota loira perguntou.

- Problemas com uma intrometida que veio também.

- Esse tipo é um perigo.

- E ele nem sequer notou a minha presença. Só sabe olhar para aquela… - Ella se calou. Tinha mil xingamentos para Ariana na sua mente, mas não conseguiu dizer nenhum.

- Ih! Se ele nem percebe que você está na mesa, é porque ele sente alguma coisa pela outra. - a loira disse, já se aproximando da porta do banheiro.

- Nem ouse dizer isso.

- Acredite, sei o que digo. Tenho experiência. A propósito, Hilary. - disse se apresentando.

- Ella.

- Prazer em te conhecer, Ella.

Dito isso, Hilary saiu do banheiro e, não demorando muito, sendo seguida por Ella. Resolveu que iria encarar aquele encontro.

 

(...)

 

Voltando do banheiro, foi a vez de Hilary no karaokê. Escolheu uma música perfeita. Estava até trajada a caráter. Vestido vermelho e curto com bolinhas brancas, uma faixa branca na cintura fazendo um laço atrás, saltos pretos e batom vermelho. Escolheu uma música de um dos seus filmes favoritos e que fazia total sentido no momento.

 

Falling For Ya - Teen Beach Movie

 

[Hilary]:

The day started ordinary

Boys walking by

It was the same story

Too fresh or too shy

I'm not the kind

Too fall for a guy

Who flashes a smile

(It goes on for miles)

When usually swoon

But I'm over the moon

(He was just too cool for school)

 

And now I'm

Falling for Ya

Falling for Ya

I know I shouldn't but I

I just can't stop myself from

Falling for Ya

Falling for Ya

Can't hold on any longer

And now I'm falling for you…

 

Feels like I tumbled from another world

Into your arms and it's so secure

Maybe I'll stumble but I'll know for sure

Head over heels

I'm gonna be your girl

 

Hilary era uma boa dançarina, mas ao tentar fazer um giro no meio do palco, percebeu que não tinha espaço e acabou tropeçando em seus próprios pés. Por um momento, pensou que ia cair e quebrar alguma coisa, mas Leonard saiu correndo e conseguiu segurá-la em seus braços. Tyler assistiu a cena, sentindo um nó na garganta, como sentiu a noite inteira.

 

And now I'm

Falling for Ya

Falling for Ya

I know I shouldn't but I

I just can't stop myself from

Falling for Ya

Falling for Ya

Can't hold on any longer

And now I'm falling for you

 

Ao final da música, Hilary roubou um beijo de Leo em agradecimento.

- Salvou minha vida. - disse a loira.

- Eu só te segurei pra não cair.

- Mesmo assim, continua sendo o meu herói.

Leo abriu um pequeno sorriso encabulado. É. Ela era mesmo maravilhosa.

 

Setembro, Semana 1, Domingo

 

Jacob gostaria de saber o que tinha acontecido no dia anterior, mas havia sido um acontecimento inesperado atrás do outro. Não esperava que fosse gostar do encontro. Não esperava que fosse gostar da comida do Breadstix. Não esperava que fosse, quem diria, gostar de passar um tempo com Ella. A garota não era de todo ruim, só era muito enérgica e determinada quando queria alguma coisa. Isso, Jacob achava, era uma característica louvável que lhe faltava, e muito. Só que, quando a coisa que Ella queria era ele (e Jacob ainda nem sabia o que tinha feito para que ela o achasse tão interessante), era um pouco assustador. Ella era uma garota incrível, disso tinha certeza, mas vibrava em uma frequência diferente da sua.

Ariana, por outro lado… Ah, Ariana! Aquilo havia sido outra coisa inesperada e adorável. Talvez Jacob simplesmente preferisse brilhos foscos a brilhos fortes demais, pois se fosse descrevê-las, seria assim. Ella tinha aquela característica forte de sempre chamar atenção, mas Ariana era como uma joia discreta que vista com atenção se tornava incrivelmente linda.

Ele não esperava que a ruiva fosse se mostrar tão bela e tão disposta, e amigável, e… E…

Jacob se levantou da cama. Precisava sair de casa, espairecer um pouco.

Sim, estava interessado em Ariana, mas não queria magoar os sentimentos de Ella. Ela estava tentando tanto, o que era mais do que muitas outras garotas na vida dele. Seria Jacob um garoto ruim por não ser capaz de retribuir a paixão dela como Ella merecia? Era um vilão por ter, simplesmente, se apaixonado por outra garota?

Ele não sabia mais o que fazer. Além de tudo isso, tinha que se preocupar com suas notas. O ano mal começara e já estava tudo desandando, e além disso, tinha seu trabalho, e além disso tinha o time de futebol e os Duly Noted e…

Céus, não podia colocar uma garota no meio disso tudo! Não ia acontecer! Ella ou Ariana, tinha que deixar as duas para lá!

Mas… Conseguia? Tinha adorado Ariana, mas seria mentira dizer que não se acostumara com o jeito firme de Ella por perto. Ella seria uma boa amiga, tinha certeza disso. E Ariana… Ariana…

Jacob percebeu que tinha caminhado até a escola.

Ele suspirou e se sentou na arquibancada do campo de futebol. Por que as coisas não podiam ser simples por uma vez em sua vida? Ele ficou algum tempo parado ali e pegou seu celular, colocando fones de ouvidos e ouvindo algumas músicas no aleatório, o que significou bastante Disney, uma vez que ele tinha enchido o celular de Disney para facilitar na escolha da música da semana..

Quando se levantou para ir embora, ele decidiu passar por dentro do prédio da escola e, sem prestar atenção no que fazia, quase que instintivamente, cantou a música que ouvia de seu celular.

 

Scream - High School Musical 3

 

[Jacob:]

The day door is closed,

The echo's fill your soul.

They wont say which way to go,

Just trust your heart.

 

To find what you're here for,

Open another door.

I'm not sure anymore.

It's just so hard.

 

The voices in my head,

Tell me they know best!

Got me on the edge,

they're pushin', pushin',

they're pushin'

 

I know they got a plan,

While the balls in my hands!

This time its man-to-man,

I'm droppin', fightin' insider.

 

Whole worlds upside down, speeding faster,

What do I do now? Without you!

 

I don't know, where to go, what's the right team?

I want my own thing. So bad I'm gonna Scream!

I can't choose, so confused! What's it all mean?

I want my own dream. So bad I'm gonna Scream!

 

I'm kickin' down the walls.

I gotta make 'em fall!

Just break through them all!

I'm pushin', crashin', I'm gonna

Fight to find myself,

Me and no one else!

Which way I get down, searchin',

Searchin', can't find a

Road that I should take,

I should, tomorrow left us!

Like nothing works without you!

 

I don't know, where to go, what's the right team?

I want my own thing. So bad I'm gonna Scream!

I can't choose, so confused! What's it all mean?

I want my own dream. So bad I'm gonna Scream!

 

Yeah we're cooks, running down,

hear the crowd gettin' loud!

I'm consumed by the sound!

Is it hurt? Is it love?

Can the music ever been enough?

Gotta work it out, gotta work it out!

You can do it, you can do it!

 

I don't know, where to go, what's the right team?

I want my own thing. So bad I'm gonna Scream!

I can't choose, so confused! What's it all mean?

I want my own dream. So bad I'm gonna Scream!

 

I don't know, where to go, what's the right team?

I want my own thing. I want my own thing!

I can't choose, so confused! What's it all mean?

I want my own dream. So bad I'm gonna Scream!


Notas Finais


Música 1: https://www.youtube.com/watch?v=XkU23m6yX04
Música 2: https://www.youtube.com/watch?v=XW23VCgrbjk
Música 3: https://www.youtube.com/watch?v=XR6imPYq4_0
Música 4: https://www.youtube.com/watch?v=GibiNy4d4gc
Música 5: https://www.youtube.com/watch?v=xB5ceAruYrI
Música 6: https://www.youtube.com/watch?v=pgYEJHJXFB4
Música 7: https://www.youtube.com/watch?v=-kv66hKVU34
Música 8: https://www.youtube.com/watch?v=ASe0q5D2Ubs
Música 9: https://www.youtube.com/watch?v=cfUCH0Na7mE
Música 10: https://www.youtube.com/watch?v=1EyM2jcBTW0
Música 11: https://www.youtube.com/watch?v=aEryAoLfnAA
Música 12: https://www.youtube.com/watch?v=2mQy5E6ugSs
Música 13: https://www.youtube.com/watch?v=3_xaoYQ9bSA
Música 14: https://www.youtube.com/watch?v=o4Q6_cJruN8
Música 15: https://www.youtube.com/watch?v=FL087NPEGls

Sufilena: Então, o que acharam? Gostaram? Odiaram? Se puderem comentar o que acharam, vão fazer essas autoras ficarem muito felizes! E aí estão mais shipps para vocês! Espero que tenham gostado desses e mais pra frente tem muito, MUITO, mais! Beijinhos e me dá licença que eu tô com fome! Amamos vocês ❤

Gaby: Gente, essa teve música hein? Hahaha ❤ Esperamos que tenham gostado, e por favor, comentem. Prometemos que vamos resolver essa coisa de data de postagem da forma que for melhor pra todo mundo. Amamos vocês ❤

NOSSAS OUTRAS HISTÓRIAS:
Sufilena:

BFFs (Originais, one-shot)

https://spiritfanfics.com/historia/bffs-6933333

The Children Of Fairy Tales (Contos de Fadas, interativa, co-autoria com Gaby_Amorinha):

https://spiritfanfics.com/historia/the-children-of-fairy-tales--interativa-6773955

Gaby_Amorinha:

Os Gêmeos Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter - 1ª temporada de "Gêmeos Potter", encerrada):

https://spiritfanfics.com/historia/os-gemeos-potter-e-a-pedra-filosofal-285426

Os Gêmeos Potter e a Câmara Secreta (Harry Potter - 2ª temporada de "Gêmeos Potter"):

https://spiritfanfics.com/historia/os-gemeos-potter-e-a-camara-secreta-501121

Destino (Naruto):

https://spiritfanfics.com/historia/destino-476076

The Children Of Fairy Tales (Contos de Fadas, interativa, co-autoria com Sufilena):

https://spiritfanfics.com/historia/the-children-of-fairy-tales--interativa-6773955

E confira aqui minha página no facebook:

https://www.facebook.com/autoragabyfraga

Um conto que participou de um concurso no wattpad (ganhou menção honrosa. Fiquei emocionada):

https://www.wattpad.com/story/59821909-a-guerreira-de-zhorel

E links para comprar meus contos originais na Amazon!

[+18] Os Contos de Will e Richard - 1. Antes:

https://www.amazon.com.br/Antes-Contos-Will-Richard-Livro-ebook/dp/B01FK6SW44

[+18] Os Contos de Will e Richard - 2. Sete Anos:

https://www.amazon.com.br/Sete-Anos-Contos-Richard-Livro-ebook/dp/B01J4GLDOM


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...