História "Don't Worry, Jimin... I Will Protect You!" ~ Jikook - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais
Tags Amor, Bts, Espírito, Fantasma, Jikook, Jimin, Jungkook, Lemon, Morte, Otp, Perseguição, Yaoi
Exibições 103
Palavras 651
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Self Inserction, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - ❄10❄


No dia seguinte, foi o meu primeiro dia de aula na faculdade. Sentei do lado da garota que havia me mostrado tudo antes e me tornei "amigo" de mais três meninas.

Já vi que todas elas são patricinhas e querem que o mundo dê em cima delas. Decotes até o umbigo, sutiãs de bojo maior que o próprio peito (que da para perceber e tá feio), sem contar que ficam sentando e andando de um jeito que parecem umas galinhas. Empinadas


Uma das meninas ficou falando que eu era muito fofo, a outra disse que eu era muito legal e engraçado — sendo que eu  falo quase nada — e a outra me irritou. 

Odeio que passem a mão no meu cabelo. Ainda mais uma menina que acabei de conhecer. Ela sentou no meu colo na maior cara de pau e mexeu no meu cabelo.

- Com licença, por favor! - falei empurrando ela 

- Algum problema? - ela pergunta rindo

- Sim, todo! Não te dei essa confiança! 


Levantei e vim para casa já que estava lá na faculdade depois da aula só para matar o tempo. Eu não queria chegar em casa e me sentir maluco de novo.


Até que, quando cheguei, Jimin estava sentado no meu sofá, olhando o nada para a TV e rindo. 

- Ah, Oi! Chegou meio tarde... Está quase anoitecendo! - ele fala

- É... O que está fazendo olhando para a TV desligada?

- Não está desligada... Senta aqui!


Como em um passe de mágica, quando eu sentei e ele me encostou, a TV ligou, o som também. Eu tenho que admitir que foi muito legal.

- Como faz isso? - perguntei

- Ah, sei não! 

- Você consegue ligar os objetos ou mover eles pela mente?

- Não, Jeon! Não tenho super poderes! Eu tenho que levantar ou me mover sem andar até lá e ligar o objeto. E você só consegue ver se eu quiser!

- Legal! Então eu só te vejo porque você quer que eu te veja?

- Não é bem assim... Eu não sei o porque você me vê! 

- Como assim?

- As pessoas só conseguem me ver se eu... Odeio usar essa palavra, mas é possuir elas ou deixá-las com medo de mim... Mas você não! Nem havia falado com você e você já tinha me visto! Quero saber o porquê. Na verdade, eu acho que você que é a minha "sorte"

- Sorte... 

- Sim! Olha, nesse universo em que eu vivo, também existem regras! Cada ser que está perdido tem três chances de encontrar sua sorte. Ou seja, existem três pessoas que podem me ver sem eu quiser, no caso, você é uma delas. Se essa pessoa me vê, então ela pode me ajudar à ser liberto! É tudo o que eu mais quero... Já tem dois anos que estou aqui sozinho!

- E como te ajudo?

- Tem vários jeitos, precisamos descobrir qual irá funcionar. Um deles é saber como eu morri. Outro é quem me matou, se eu fui assassinado. Outro é lembrar do passado... E assim vai

- E como vou te ajudar à lembrar do seu passado?


Ele pegou a minha mão e apertou

- Me sente? - perguntou

- Sim! 

- Sério?

- Sim! 


Ele me assoprou

- Sentiu?

- Uhum...

- Se você sentiu, só você consegue me sentir, me tocar e me fazer te sentir também. Não consigo atravessar você... Então você, de alguma forma, fez parte do meu passado! Quanto mais tempo eu ficar com você, mais eu posso lembrar! 

- Mas eu nunca tinha te visto na vida!

- Nos encontramos em algum momento, tenho certeza! 


Me levantei. Depois de conversarmos bastante sobre tudo isso, cheguei a conclusão que não pode mesmo ser coisa da minha cabeça. Nunca iria criar algo tão detalhado e curioso assim. 


Jimin existe. Eu vou ajudá-lo a sumir desse mundo e ser feliz, independente do lugar que ele vá. Pessoas acreditam mais no paraíso.


Jimin, vou te ajudar à chegar no paraíso e acabar com seu sofrimento!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...