História Dope - Capítulo 53


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Anjos, Bts, Criaturas Misticas, Demonios, Dope, Dragões, Jikook, Kookmin, Lobos, Menage A Trois, Mistério, Namjin, Policial, Sugamonjin, Taeseok, Trheesome, Vampiros, Vhope, Yaoi, Yoonamjin, Yoonjin
Exibições 604
Palavras 976
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Peguem os membros do BTS e coloquem na frente já que eles são aprova de balas, pq vcs vão precisar

Capítulo 53 - Swinhan. (51)


Fanfic / Fanfiction Dope - Capítulo 53 - Swinhan. (51)

☀ ☀ ☀ Jung Hoseok Ponto De Vista ☀ ☀ ☀


Senti o frio do toque percorrer todo o meu corpo me causando um leve arrepio de susto, automaticamente me viro com rapidez e minhas lágrimas são levadas pelo vento logo dou de cara com a pessoa que eu menos imaginava que estaria ali, com certeza eu fiquei com uma cara de boboca olhando fixamente para ele ainda pasmado pelo ocorrido.

- Que foi Hoseok? - Ele sorri transparecendo suas presas um tanto avantajadas. Que fofo. - Parece que nunca me viu... Por que você está chorando? O que fizeram para você meu pequeno humano? 

- Zyoon! -
Eu não sei o porquê eu fiz isso, simplesmente meu corpo mandou abraça-lo, eu era muito menor que ele então eu abracei a região do seu tronco por baixo dos braços enquanto enterrava o rosto em seu peito deixando lágrimas correrem involuntariamente pelo meu rosto junto de alguns soluços.

Ele pareceu ficar surpreso com o ato mas logo me abraçou em seguida, acariciando meus cabelos com aquelas mãos frias e unhas um tanto compridas. - Também senti sua falta meu pequeno humano...Mas me diz o que fizeram com você...

Fiquei em silêncio um bom tempo, ainda chorando então tomei coragem para falar. - Nada, não me fizeram nada... Acontece que eu sou um imbecil só isso...

- Não diga isso, você não é um imbecil... Confia em mim... 

- Jin disse que vampiros não são confiáveis...

- Esse tal Jin deve ser um babaca, você pode confiar em mim quando quiser. -
Ele sorri novamente.

Suspiro. - Tudo bem... Bom, eu sou homossexual... Desde pequeno eu já meio que seguia esse rumo, não sou de pintar a unha e me cuidar todinho, frufru aqui e ali, apenas sinto atração por meninos... E eu sempre tive uma atração de leve por Taehyung, mas depois daquele dia... - Suspiro cortado, meu coração doía. - Minha paixão cresceu muito e virou amor... Mas acho que Taehyung não corresponde da mesma forma, ele nunca foi com a minha cara mas custava pelo menos me falar sobre ele? Eu tentaria ajudar... Pois eu o amava mesmo não sendo correspondido... Quando Yoongi iria atirar nele ele disse que me amava, mas com certeza foi para Yoongi ter pena... Eu não sei...

Ele pareceu pensar cuidadosamente em suas resposta, planejando-as para algo. - Taehyung é um babaca, ele sempre foi assim... O que você disse sobre esse tal Yoongi ter pena dele foi totalmente verdade, ele mente para escapar das coisas e sempre funciona... Ele sim não é um vampiro de confiança. Mas você pode confiar em mim, pra tudo!

- ... -
Comecei a chorar mais ainda, e um pouco confuso pois o Tae era humano ainda quando me disse aquilo... Enfim, abracei o maior com mais força e ele retribuiu.

- Hey, meu pequeno. Olha para mim. - Viro minha cabeça para ele ainda em prantos enquanto ainda não o largo. - Eu vou cuidar de você... - Ele sussurra em meu ouvido logo apertando minha cintura.

Dou um gemido baixinho de dor misturado com um outro sentimento que eu não faço mínima ideia de qual seja, olho em seus olhos como se fossem rubis e fico enfeitiçado sobre seu poder de ser extremamente lindo e então isso me faz fechar os olhos e me aproximar lentamente até que ele entende o recado e nossos lábios se juntam começando um beijo quente e meio salgado e molhado por conta das minhas lágrimas e da saliva de nossas línguas, logo o ar falta em meus pulmões e interrompo o beijo para respirar, logo colocando minha testa sobre a sua e ele continua a me acariciar.

- Olha meu pequeno humaninho... Agora eu preciso ir para a casa antes que seja tarde demais...

- Não vai... -
Me afasto e ele enxuga minhas  lágrimas com a sua manga. 

- Desculpe mas é preciso, também não queria ficar longe de você...

- ... Espera! Lembra o que você me disse aquela noite? Sobre o tal Boseung querer me ver? Você se lembra o motivo? Quem é? Eu posso ir com você? Agora eu quero!

- Ow! Manera' nas perguntas. -
Ele ri tão fofo. - Parece a primeira vez que nos vimos. Enfim, eu não sei especificamente o motivo dele querer te ver. Eu não posso revelar quem é, e também é  melhor você não ir... É arriscado e eu não sei oque ele quer com você, melhor você ficar por Busan até eu descobrir o que ele planeja certo?

- Tá bom... Mas, você vai voltar? 

- Se ele não arrancar minha cabeça, que tal essa madrugada?

- O quê?! Não! E-ele não pode...

- Sim ele pode, mas relaxa que eu dou meu jeito...
- Ele beija minha cabeça e afaga meus cabelos. - Até a madrugada pequeno.

Ele some com um vulto, achei que ia virar um morcego ou algo assim, mas isso é coisa da minha mente infantil. - Até... - Encaro o horizonte do rio, algo lá me chama, não sei o que é... Mas parece ser tão distante...

Fico mais uns minutos admirando a paisagem e então vejo que já está ficando tarde e resolvo ir para a casa, caminhando a pé pelas quelas ruas vagas enquanto a brisa batia lentamente em meu rosto corado por lembrar da cena anterior... Chegando em casa fecho a porta e então vou em direção ao banheiro tomando um bom banho, logo saio de lá já vestido com roupas confortáveis e quentes pois estava um tanto frio. Desço em direção a cozinha e pego algo para comer na geladeira e subo para meu quarto me jogando na cama enquanto procuro algo para assistir na TV, eu estava um tanto ansioso.

☀ ☀ ☀ Jung Hoseok Ponto De Vista ( Inativo ) ☀ ☀ ☀
 


Notas Finais


Ai ai ai ai ai ai ai ai ai ai ai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...