História Dope (Imagine BTS) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine
Visualizações 231
Palavras 1.345
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem se haver algum erro e se estiver curto.

Boa leitura!

Capítulo 8 - Capítulo 8 - Jungkook!


Fanfic / Fanfiction Dope (Imagine BTS) - Capítulo 8 - Capítulo 8 - Jungkook!

Meus pais estão em uma viagem... O que eu acho ótimo. Pois posso andar no carro de luxo do meu pai.

Entro no carro do meu pai, e passo a andar nas ruas de Busan... Encontro algumas amigas no caminho, e aceno para elas... O que acabo me distraindo um pouco.

Não acredito! Agora meu pai me matar! Bati com o carro dele, e está feia a situação. E pra piorar... Chamaram a policia.

Policial: O que aconteceu aqui?

Eu: Eu bati meu carro... Perdi o controle.- Mas que policial gato.

Policial: Deixa eu ver seus documentos...- Lhe dei e ele os olhou.- Como você é de menor... Vou ter que te levar para a delegacia, e chamar seus pais.

Eu: Mas policial...- Parei para admirar sua beleza.- Você é tão lindo!- Falei baixo.

Policial: O que disse?

Eu: Quero dizer... Meus pais estão fora do país.

Policial: Sinto muito... Então você vai passar o resto da noite na delegacia.

Eu: Mas...

Policial: Sinto muito!.- Falou pegando em meu braço.- Quero que me acompanhe!- Afirmei com a cabeça.

Andamos até a viatura, e ele me botou no banco ao lado do motorista... Depois entrou e se ajeitou no carro.

Eu: Não me botou lá atrás com medo que eu fuja?- Ele sorriu de leve.

Policial: Não lhe conheço... Então melhor previnir!- Soltou um sorriso lindo.

Eu: Não seja por isso... Prazer, me chamo (S/N)... Tenho 18 anos.- Falei o comprimentando com a mão.

Policial: Sou Jungkook... Tenho 20 anos... O prazer é todo meu!- Sorriu e senti um pouco de malicia em seu sorriso. Mas pode ser coisa da minha cabeça.

Ele ligou o carro e saiu rumo a delegacia. Passamos o caminho todo, jogando olhares... Eu olho para ele e ele vira a cara, e quando ele me olha, eu que viro o rosto. Até que uma hora, nossos olhares se encontraram, e senti um arrepio percorrer por todo meu corpo, fazendo com que eu solte um sorriso mínimo de timidez.

Jungkook: Chegamos!- Ele abriu a porta para mim sair.- Pode sair!- Falou delicado.

Eu: Obrigada.

Entramos, e a delegacia está quase vazia, restando apenas um policial, que parece já está saindo.

Jungkook: Jimin... Para onde você vai?- Será que nessa delegacia só tem policiais gatos?

Jimin: O chefe me liberou.

Jungkook: Enquanto à mim?

Jimin: Vai ter que ficar... Por que ele já foi também.- Ouvi Jungkook resmungar.

Jungkook: Ok então.- Falou soprando.

Nós entramos e o outro policial saiu, nos deixando a sós... Com isso veio varias coisas em minha mente... Nunca tinha ficado com um policial, e muito menos ter transado com um na delegacia, o que seria muito excitante.

Eu: Está quente aqui...- Falei me abanando com as mãos.

Jungkook: Vou ligar o ventilador!- Será que ele não percebeu que estou lhe querendo? É melhor deixar para lá.

Ele me levou até uma cela, me trancando lá, e sentando na cadeira na frente da cela. Passaram-se alguns minutos, e eu quero muito ir ao banheiro.

Eu: Posso usar o banheiro?

Jungkook: Vai ser rápido?

Eu: Vai sim... Que nem uma gozada!- Ele olhou para mim, e arregalou os olhos.- Desculpa pela palavra... É que esses dias ando necessitada!- E o vi sorrir.

Jungkook: Acho meio difícil você levar só dez segundos...- E piscou o olho para mim. E eu entendi o que ele quis dizer, safado!

Ele me tirou da cela, e me levou até o banheiro. Eu entro e faço minha necessidades, saio e lavo meu rosto na pia do banheiro, e enxugo logo em seguida. Saí e ele permanecia parado perto a porta, e pareceu pensativo.

Eu: Pronto!- Falei lhe dando um susto.- Já pode me levar.- Ele afirmou com a cabeça.

Jungkook: Disse que você não iria levar só dez segungos...- Sorriu safado, me fazendo o acompanhar.- Bote suas mãos para frente.- E eu fiz o que me pediu.

Ele pegou uma algema, e colocou em mim. E eu o olhei sem entender nada, se antes ele não fez isso... Por quê agora?

Eu: Por quê isso?

Jungkook: Shhhii...- Falou colocando o dedo em minha boca.- Só me acompanha...

Ele começou a andar e eu estou logo atrás, ele abre a cela onde eu estava, entra e me puxa pela a algema, me fazendo soltar um grunido de leve, e parece que ele gostou, pois me olhou com a cara mais safada.

Eu: Eu...- Ele não me deu tempo de falar mais nada... E me beija.

Jungkook: Vamos brincar um pouco!- E eu me arrepiei, por que senti que não é uma brincadeira normal?

Eu: Como seria?

Jungkook: Eu tiro suas roupas e as minhas... Te boto de 4, e soco meu membro por inteiro em você, depois escuto você gemer meu apelido favorito "Kookie", que eu adoro ouvir... Te faço gozar, e depois gozo dentro de você bem gosto.- Ele falou tudo isso próximo ao meu ouvido, e eu só conseguia escutar calada, e ficar cada vez mais excitada.- E nós dois saímos satisfeitos.- Deu um risinho anasalado.

Eu: E se eu não aceitar?

Junkook: Vai se arrepender!- Senti firmesa em sua voz. Não falei mais nada, apenas me aproximei e lhe beijei.- Boa garota... Agora vamos para a parte mais interessante!

Tirou minha algema, e depois meu vestido, e eu me senti um pouco envergonhada, mas logo passou, pois ele foi destribuindo beijos por todo meu corpo, e junto, passava sua língua, me dando um prazer muito gostoso de se sentir. Agora tirou meu sutiã, e quando foi tirar a calcinha, tirou vagarosamente, para me provocar... Ele sabe como me deixar excitada, e continua a fazer. Coloca novamente a algema em mim, e pede para me ajoelhar, e assim fiz. Ele desabotoa sua calça e desce junto a sua cueca, me dando a visão maravilhosa e excitante.

Jungkook: Quero sentir sua boca bem aqui.- Falou apontando para seu membro.

E com minha mãos juntas, por conta das algemas, seguro seu membro, e ele me encara, e eu passo a língua por todo seu membro, fazendo ele soltar um gemido mínimo de prazer... Ele agarra os fios do meu cabelo, e começa a gemer mais alto, me levanta com um pouco de brutalidade. Me deita na cama da cela, e começa a me beijar, e vai descendo e chega próximo a minha intimidade, abre minha pernas, e olha para ela, dando um sorrisinho e logo começa a chupar, e eu me reviro na cama, é muito prazer! Seguro seus cabelos e o subo, e ele me encara.

Eu: Mete em mim agora... Por favor Kookie!- Pedi manhosa. E ele sorri.

Ele segura seu membro e mete devagar, me fazendo sentir, o quão bom isso está sendo, solto um gemido em seu ouvido, e ele aperta minha pernas... Suas mãos sobe para meus seios e os aperta, me fazendo revirar os olhos, e ele não para de socar... Eu já estou perto do. meu orgasmo... Ele estoca mais fundo e forte, e com isso, gozo em seu membro, o que me faz gemer bem proximo ao seu ouvido, e derramar meu líquido nele. Ele sai de dentro de mim, segura minha cintura, e me bota de 4... Começa a meter devagar, mas fundo, e eu só consigo gemer... Sinto uma palmada em minha bunda.

Eu: Pensei que policiais não batessem em mulheres...- Sorri olhando para ele.

Jungkook: Nessas horas... Não me considero um policial!- E eu me arreiei. E suas mãos apertam minha citura, e ele vai mentendo cada vez mais fundo e gostoso... Me fazendo gemer manhosa. Sinto suas unhas passarem por minhas costas, e eu me arrepio. Ele me estoca mais algumas vezes... E depois escuto seu gemido prolongado, avisando que ele tinha gozado, e sinto minha intimidade quente por conta de seu gozo.

[...]

Eu já tomei um banho, junto a ele, e estou na minha cela... Mesmo depois disso tudo, tenho que permanecer aqui!

Eu: É sério que tenho que permanecer aqui?- Perguntei fazendo carinha de criança, e ele ri.

Jungkook: Não...

Eu: E por que ainda continuo aqui?- Perguntei sem entender nada.

Jungkook: Depois dessa... Não vai sair nunca mais!- Com suas palavras, senti um misto de prazer com felicidade.

"Como um pequeno grão

De areia

Que flutua no ar

Se eu fosse a neve que voa pelo vento

Eu poderia

Te alcançar mais depressa

Passado o fim deste frio inverno

Até que a primavera venha de novo

Até que as flores floresçam de novo

Fique aí um pouco mais

Fique aí..."


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim... E se sim, gostaria de saber suas opiniões!

Se você é novo e gostou dessa fic, me segue e você ficará por dentro quando eu postar mais estórias... Ok!?

Annyeong!👋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...