História Dor sufocante - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bad, Drama, Perda
Exibições 19
Palavras 365
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Apenas uma homenagem ao meu parente falecido. Posto para aqueles que se identificam e se sentem da mesma forma.
Boa leitura <3

Capítulo 1 - Capítulo Único


A dor que estou sentindo após perdê-lo é uma dor sufocante, que está sempre lá para me lembrar que ele não esta mais presente.

As pessoas que dizem que a dor da morte é algo de momento, que passa, estão mentindo. Eu reconheço essa mentira. Quando perdemos alguém que gostamos muito, uma dor fica lá no peito. E essa dor não acaba nunca.

É uma dor que pode ir te matando lentamente, se não for cuidada.

Você pode chorar, gritar, ser consolado, mas nada disso vai mudar o que você está sentindo.

Eu mesma pensei no inicio que seria só por um momento a minha tristeza, que seria só por causa do repentino acontecimento. Mas não foi bem assim.

Quando vou até a sua casa, sento-me no sofá e fico lá lhe esperando. E quando percebo que não vai aparecer, lágrimas caem dos meus olhos e a dor só aumenta.

“Mas eu não quero chorar. Ele não iria gostar de me ver triste.”

Tento ser forte, e por fora até consigo, mas por dentro está um vazio que não pode ser preenchido.

Às vezes ainda me esqueço de que ele se foi e me pego pensando no que dar de presente á ele em seu aniversário que está por vir.

Quando recebi a noticia foi um tremendo choque. Eu não acreditei, achei que era só uma brincadeira, pois fora tão repentino.

Ele gostava muito de beijar minha bochecha, que sempre fora gordinha, mas eu odiava. Eu sempre corria quando ele chegava por trás me abraçando e dando bitoquinhas no meu rosto. Mas no fim percebi que eu adorava ser provocada por ele.

Esses simples contatos fazem tanta falta agora que nem consigo expressar em palavras.

Agora que você se foi, percebo o quão infantil eu fora. Eu deveria ter aproveitado mais, muito mais.

E tudo que posso fazer agora é imaginar e sonhar. Imaginar como a vida continuaria se ele ainda estivesse aqui comigo. Sonhar com ele me dando sua caricias esquisitas.

E mesmo não querendo ir tão cedo, anseio pelo dia em que reencontraremos para lhe abraçar, beijar, dar todo carinho possível. Nesse dia terei a certeza de aproveitar ao máximo cada mínimo gesto.


Notas Finais


Espero que tenham gostado... <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...