História Dores do amor - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 2NE1, 4Minute, Big Bang, Crush, GRAY, HyunA, Jay Park, LOCO, Simon D., Super Junior, Zico
Personagens Cho Kyuhyun, Choi Siwon, Cl, Crush, D-Lite (Daesung), Ga Yoon, G-Dragon, GRAY, Heechul, Henry Lau, Hyun A, HyunA, Jay Park, Ji Hyun, Ji Yoon, Lee Chaelin "CL", Lee Donghae, LOCO, Minji, Park Bom, Park Jungsu, Personagens Originais, Sandara Park, Seungri, Simon Dominic, So Hyun, T.O.P, Taeyang, Yesung, Zhou Mi, Zico
Tags Amorerrado
Exibições 10
Palavras 2.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoinhas lindas agradeço por lerem, está sendo uma experiência muito legal fazer fic mais enfim.. se poderem compartilhar eu agradeceria mais ainda.

Ah e boa leitura!!
De ja desculpem os erros se ou ver algum..kk!!

Capítulo 3 - Seoul, Coréia Do Sul.


Respirei fundo e um sorriso bobo se fez em meus lábios ali meus sonhos iriam se realizar finalmente iriam.

...

Se passam mais de 10 horas de viagem e logo ao meu destino o avião pousa e já que a ansiedade estava tão grande que acabei dormindo o vôo quase todo, acordava algumas vezes por causa de algum movimento não desejado do avião, mais nada que preocupasse.

Acabo que acordada pela aeromoça ao meu lado cutucando meu ombro devagar.

Aeromoça:
-Moça? Moça? Acorda acabamos de chegar!
Ela sorri levemente.

Logo aos poucos me desperto melhor e vejo que só havia eu e a aeromoça ali no avião no salto levanto e pego minha bolsa de mão e saio em disparada do avião até o portão de desembarque indo direto pegar minha mala pego minhas duas malas e como não sou uma menina de músculos grandes pego um carrinho e coloco as mesmas.

Parei um pouco pra observar bem o lugar aonde estava, e até que fico um pouco admirada.

Nossa então estou mesmo em Seoul, nossa que grande pelo menos o aeroporto é como será a cidade? Grande? Moderna? Ou pequena? E antiga? Nossa se a acalma Iza, nada de nervosismo.

Penso, e suspiro fundo logo me lembrando que tinha que procurar minha tal família adotiva, já que eu estava com uma blusa com Bandeira do Brasil e Coreia ficava até mais fácil de me verem.

Aí meu santo GD espero que eles falem inglês porque se não vou acabar por me comunicar com o celular e isso não é tão legal.

Revirando os olhos e um sorriso fraco a fez ao passar meus pensamentos e medos sobre ainda a tal forma de comunicação com as pessoas de olhinhos puxados.

Vai dá tudo certo Iza se acalma .. relaxa.

Enquanto me perdia nos pensamentos e respirando e expirando fundo acabo que sendo cutucada de novo, oh mania desse povo cutucar as pessoas, affz!

Me viro e dou de cara com quem menos acredito que seja a pessoa e parece que pra minha surpresa maior ele me olha e parece que fala algo porque nem eu consigo falar nada, isso mesmo eu mais uma vez fiquei perdida nos pensamentos só que não tinha pensamentos não ali porque eu estava mais que chocada.

Ele passa a mão várias vezes pela frente do meu rosto e nada de sinal pra Izabelly na terra estava tão longe que nem Marte seria possível está.

Ele acaba que por me beliscar só assim sinto uma dor e meu sistema acaba avisando minha mente que deve acordar do transe e voltar a terra a tão amada e querida terra só assim Eu Izabelly volto.

Balanço a cabeça um pouco e dou um sorriso pequeno e pelo visto imagino que minhas bochechas estão vermelhas pela tal vergonha sentida por causa do transe repentino.

Ele mais uma vez me cutuca e pergunta.

...:
-Oi? Tá tudo bem? Você tá bem moça?
Ele fala em coreano o que me fez fiar com a cara e a mente mais perdidas do que cego em tiroteio.

Eu:
-Desculpa eu não estou entendendo?!!
Falo em inglês e ainda olhando o moço.

...:
-Ah me desculpe você não fala coreano.
Ele dá um leve sorriso e que por sinal muito lindo o sorriso dele acabo que concordando com a cabeça pro mesmo.

...:
-Então eu perguntei se estava tudo bem com você? Porque você ficou ai parada uns minutos pensei que tava passando mal.
Ele falou em inglês e passou a mão pelos cabelos que fez com que eu me derretesse por total e aquele sorriso senhor me ajuda.

Eu:
-A claro..quero dizer não, eu estou bem só me assustei.

...:
-Sou tão feio assim?
Fez cara de surpreso.

Eu:
-Ah não não claro que não eu só .. É que você me assustou .. Não digo.. Ah é que você me assustou me cutucando.
Dei um sorriso leve e de lado ele logo sorriu como a nada acontecesse.

...:
-Ah claro então, você é a estrangeira que veio fazer intercâmbio?
Ele me olhou fixamente e com o sorriso fofo.

Eu:
-Ah sou sim..pôr que? Você é da família que me "adotou"?
Fiz aspas em adotou e dei um olhada de lado nele.

...:
-sim sou sim, eu percebi que era pela blusa, meus pais disseram que era do Brasil então deduzir ser você e me desculpe pelo susto da próxima eu ligo pra avisar que estou atrás de você.
Sorriu de lado.

Eu:
-Ah claro, pelo menos assim já não vai me matar de susto.
Ri junto com ele.

...:
-Ah propósito sou Hyuk Woo mais conhecido como..

Eu:
-Loco!
Acabei por interromper ele o fazendo ficar até surpreso e dá um sorriso de lado.

Loco:
-Então foi por isso que você ficou estátua indagora.
Sorriu e cruzou os braços.

Eu:
-É.. foi..
Disse meia tímida ainda lembrando do momento transe indo a outro planeta.
Logo ele descruzou os braços e já me olhou.

Loco:
-Então é um prazer conhecer-lá senhorita...??
Me olhou curioso.

Eu:
-Izabelly, mais pode me chamar de Iza se for melhor pra você.
Mais uma vez ficando vermelha não sabia se era de vergonha, ou por esta corada e animada em saber que iria morar com um dos meus K-idols mais preferidos e famosos é claro.

Loco:
-Iza.. hum.. Belo nome gostei, agora vamos indo? Antes que meus pais pensem que eu acabei te levando pra algum bar.
Sorriu de lado e passou a mão pelos cabelos de novo.
-quer ajuda com as malas Iza?
Me olhou

Eu:
-Ah se não for incômodo sim..
Sorri pidona.

Loco:
-Ah claro que não vem.
Pegou minhas malas e ja foi na frente me guiando até o carro eu o segui calada ainda estava um tanto chocada logo vi um carro que deduzir ser um pouco caro, ele colocou as malas no porta malas e já fui abrir a porta e acabei sentindo a mão dele na minha.

Loco:
-Ah não não eu abro pra você querida Iza.
Sorriu de novo e que sorriso mais fofo dava vontade de apertar ele todinho.

Eu:
-Tu-tudo bem..
Sorri tímida e ja me sentindo até corada entrei e ele fechou deu a volta e entrou no Banco do motorista e ja deu partida saindo até onde deduzir ser a casa aonde iria morar.

Ja fazia alguns minutos ali e nada de palavras ou conversa eu estava tão nervosa que meus dedos batiam constantemente na Minh coxa eu observava cada detalhe da cidade muito curiosa.

Era uma cidade bem grande e bonita bem iluminada ah e eu cheguei era noite ja acho que marcava umas 8 horas p.m (da noite).

Logo me despertei dos sonhos e ouvi uma música que deduzir ser dele no carro baixinho, olhei pra ele e sorri levemente ele somente deu umas olhadas rápidas, eu por minha vez comecei a cantar a música bem baixinho, no meio ele me acompanhou e de vez enquanto algumas olhadas se faziam entre nós dois até que por fim a música acabou e ele não quis voltar ao silêncio horrendo.

Loco:
-Então pelo visto ja me conhece neh?
Ele me olhava de vez enquanto por conta de prestar atenção no trânsito.

Eu:
-Ah sim.. Eu sou sua fã..
Dei um sorriso tímido e senti as bochechas ficarem quentes e ja olhei pra frente.

Loco:
-É um prazer ter uma fã como hóspede na casa dos meus pais, espero que goste da moradia.

Eu:
-Ah vou sim sei que vou.. na verdade ja estou gostando.
O que ? Cala e as boca Iza vai acabar até assustando ele.
-Ah eu quero dizer ..

Loco:
-não tudo bem Iza, eu já entendi.
Ele sorri e acabo que abaixando a cabeça de vergonha o que foi que eu disse senhor me ajuda. Respiro fundo e logo olho pra frente.

Logo me calo talvez por ainda está com a cara de vergonha maior do mundo e seguimos assim em silêncio até que chegamos na casa que deduzir ser dos pais dele, pois era um tipo de casa simples não tão elegante e me parecia aconchegante, acolhedora paramos e ele estaciona e quando vou saindo mais uma vez ele abre a porta.

Eu:
-Obrigado..
Sorriso leve.

Loco:
-De nada linda.
Bem ai meu mundo caiu, pronto pode trazer o caixão e me enterrar. Ouvir isso me fez ir aos céus e não voltar mais. Porém não estou sonhando é realidade logo sair e fui pra calçada esperei ele pegar as malas insistir pra que eu levasse uma delas mais ele não deixou e ja levou pra mim o que me fez ficar mais nervosa e tímida logo segui ele até a entrada o mesmo abriu com uma certa dificuldade e ja entramos.

Era uma casa média podia-se ver, acho que só pra dia ou três pessoas no máximo fiquei até admirada pela decoração moderna e muito bonita as cores das paredes brincavam juntas eram vermelho com Branco e azul com Preto muito lindo mesmo.

Loco:
-Eu vou chamar a omma e ja volto viu fique a vontade é sua casa agora.
Sorriu se curvou eu fiz o mesmo e ele saiu.

Fiquei ali observando tudo sem sair do lugar ja que podia ver bem e pelo que me parecia podia ser ali a sala de visitas.

Omma:
-Annyeonghaseyo!
Ela se curvou e eu fiz o mesmo e ja respondendo a mais velha.

Eu:
-Annyeonghaseyo!
Sorri pequeno.

Omma:
-Bem vinda querida.
Ela falou em coreano e já nem entendia mais fiquei meia que perdida ali e olhei Loco do lado dela e fiz um sinal de desentendimento ele já entendeu.

Loco:
-Ah omma ela não fala coreano só inglês .. por enquanto.

Omma:
-how.. Ah desculpe querida, eu não sabia, bem eu disse seja bem vida!
Ela falou em inglês e ja acenti e sorri.

Eu:
-obrigado senhora.

Omma:
-opa! Senhora não pode me chamar de omma ou de mama você escolhe mais senhora não eu sou nova demais pra ser senhora.
Sorriu e passou a mão pelos cabelos.

E ela tinha razão nem parecia ser tão velha assim.

Eu:
-Ah.. ta bom então.. é.. mama?

Mama:
-sim sim!
Um sorriso Largo se fez e ela logo pegou minha mão e já foi me puxando.
-vou mostrar seu quarto querida.. Ah querida seu nome é?
Me olhou confusa.

Eu:
-Me chamo Izabelly mama.

Mama:
-vou chamar de querida Izi ta bom pra você?
Me olhou ja estava praticamente sendo abraçada por ela.

Eu:
-Pode..sim mama.

Ela foi subindo as escadas e eu acompanhada.

Mama:
-Woo filho traga as malas da Izi por favor.
Ela falou a virando e logo ele entendeu e subiu atrás da gente.

Logo ela me levou até uma porta abriu e pude ver um quarto grande e cor vermelha nas paredes uns papéis de parede de flores e logo um sorriso se abriu, meu quarto antigo era Branco com papéis e pôsteres de cantores espalhados.

Mama se virou pra mim.

Mama:
-entre esse é seu quarto fique a vontade viu? Qualquer coisa é só me chamar grite pode gritar, eu preciso ir vê o jantar se está pronto, Woo querido ajude ela até mais.
Me deu um beijo na testa o qual me fez sorrir Largo e logo entrei admirada com tudo ali uma cama um closet lindo.

Loco entrou atrás de mim e ja pós as malas no canto do quarto eu ainda admirada nem reparei ele ali o mesmo parado de longe me olhando quando me virei acabei que ficando mais corada e tímida.

Loco:
-Tudo bem eu sou feio mais não precisa fazer essa cara toda não tá..
Sorriu

Eu:
-você não é feio e desculpa eu tava voando em pensamentos desculpa.
Passei a mão pelos cabelos e sorri leve.

Logo fomos interrompidos pelo som do celular dele o mesmo atendeu e ja desligou depois de alguns minutos veio até mim.

Loco:
-desculpe não poder ficar mais preciso sair, qualquer coisa faça o que a omma disse grite não importa o que seja grite.
Ele sorriu e já se reverenciando eu fiz o mesmo ele pegou minha mão direita e beijou a mesma e logo saiu antes deu boas vindas a mim e fechou a porta.

Eu voltei e logo voltei a terra dos sonhos onde adorava visitar sempre na verdade com frequência pode-se dizer (kkk) mais enfim o que poderia fazer eu estava na casa dos pais do meu meu rapper fofo mais preferido do mundo k-pop.

Acabei que indo até a cama e me joguei ali na mesma olhando o tento enquanto continuava os sonhos...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...