História Double Feeling - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Got7, Jackson, Mark, Markson, Yaoi
Exibições 114
Palavras 693
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi voltei.

Gente eu queria dizer que vou fazer capítulos menores porque quando tento fazer eles ficarem maiores ele ficam chatos eu acabo estragando os capítulos.

Capítulo 21 - Naked


Parei o carro na frente da minha casa.

Mark continuava agindo como uma criança de cinco ou seis anos.
Eu realmente não sei se fico encantado com ele estar tão fofo ou puto porque no nosso primeiro encontro ele ficou bêbado(se bem que a culpa foi minha).

Sai do carro dando a volta e abrindo a porta de Mark.

— Vamos querido. — Levantei ele pelo braço logo em seguida pegando Mark no colo. — Você é pesado.

— Você está me chamando de gordo Jackson Wang? — Ele disse serio mas logo em seguida caiu na risada.

— Estou. — Peguei a chave no meu bolso(fiz uma espécie de malabarismo pra pegar a chave) abri a porta entrando então em minha casa.

— Nossa Jack você mora nessa casa enorme? A minha casa parece dois cômodos perto da sua. — Jack……

Por mais que tivesse adorando o jeito que Mark estava me tratando resolvi não me iludir, porra ele estava bêbado.

Coloquei Mark no chão para nos dois subirmos as escadas e com um pouco de ajuda ele ficou em pé.
Mark era um bêbado muito kawai, o Bambam quando esta bêbado vomita dois litros de ácido gástrico.

Subimos e escadas e fomos direto ao banheiro.

— Aah — Bateu na própria testa. — Saquei, eu te vi de cueca box agora é sua vez de me ver.

— Vou filmar essas coisas pra mostrar pra você amanhã. — Entramos no banheiro coloquei Mark no chão ele se sentou e começou a rir de alguma coisa aleatória, acho que da pia.
Aproveitei pra ir até meu quarto pegar alguma coisas como toalhas e uma camiseta velha minha.

Voltei ao banheiro e Mark continuava rindo da pia. Coloquei as coisas todas no chão, levantei Mark que cambaleou um pouco antes de ficar em pé.

— Você vai tomar banho comigo? — Eu arregalei os olhos.

— Olha querido eu adoraria mas aposto que você iria odiar acordar amanha e saber que tomou banho comigo. — Ouvi Mark fungar e quando me virei o mesmo estava chorando, como uma criança. — O que foi? Que foi Mark — Ele não respondia. — É porque eu disse não? — Droga ele não parava de chorar. — Tudo bem eu tomo banho com você, só por favor pare de chorar. — Mark parou de chorar.

— Legal! — ele deu um soco no ar. Revirei os olhos.
Eu estou me esforçando pra não fazer nada que Mark possa não gostar mas esse bêbado não esta facilitando.

Mark tirou a camiseta com um pouco de dificuldade.

— Sua vez. — Ele apontou.
Eu tirei a minha camiseta e minha calça junto o tênis. Mark praticamente me engoliu com os olhos, eu estava começando a achar que ele não estava bêbado coisa nenhuma.

— Anda Mark entra no chuveiro antes que o efeito da bebida acabe e você tente me esfaquear. — Mark tirou a calça e ficou de boxer igualmente a mim.

— Jack a agua esta fria. — Isso é assédio.
Peguei o frasco de shampoo derramando um pouco do líquido na minha mão e comecei a esfregar no cabelo do menor.

— Querido me lembra de não deixar você beber outra vez. — Assim que terminei de esfregar o cabelo dele ele abaixou a cabeça e começou a tirar a espuma da cabeça.

— Jackson eu to vendo esse volume subindo na sua cueca seu tarado. — Na mesma hora arregalei os olhos e cobri o local com as mãos.

— Acho melhor a gente sair chega de banho. — Desliguei o chuveiro e sair do box depressa.

Peguei uma toalha enrolando em minha cintura.
Mark saiu do box rindo de alguma coisa sem sentido, coisa de bêbado.

Colocou a camisa do Guns N' Roses que eu deixei em cima da pia, a camisa ficou um pouco grande, bom ninguém mandou ser pequeno, e como eu não tenho nenhum short que caiba no Mark ele vai dormir de boxer mesmo. Por sorte eu tinha uma boxer de uns dois anos atrás caso contrário Mark dormiria pelado mesmo.

O que eu adoraria mas é aquele ditado.


Notas Finais


Desculpa qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...