História Drácula (Ziall Au! Adaptação) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Larry, Niall Horan, One Direction, The Originals, Tvd, Zayn Malik, Ziall
Exibições 556
Palavras 1.246
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello pessoas lindas, amantes e simpatizantes de Ziall.
Resolvi adaptar essa fanfic para esse casal foda, lindo, maravilhoso, e mais importante, real.


Terei que dar muitos avisos e explicações nas notas e iniciais, por isso peço a paciência de vcs, e leiam, pois será importante.

Algumas considerações da autora sobre a fic:
N/A: Fic inspirada em várias historias de vampiros, mas principalmente no livro da Anne Rice "Entrevista com o Vampiro"
Me inspirei no livro para criar as características dos vampiros, a única coisa que a Anne Rice não disse e eu coloquei, foi sobre beber o sangue do vampiro e se curar, mas o resto, tudo foi de lá.

Na primeira parte da fic, alguns personagens terão outros nome, então:
Nath: Niall
Liam: Leon

Acho que por enquanto é só.

Enjoy it!

Capítulo 1 - Drácula Begins


Fanfic / Fanfiction Drácula (Ziall Au! Adaptação) - Capítulo 1 - Drácula Begins

Por quanto tempo eu vou te amar?
Por tanto tempo quanto as estrelas estejam acima de você
E por muito mais tempo, se eu for capaz.
Por quanto tempo eu vou te querer?
Por tanto tempo quanto você quiser que eu queira
E por muito mais tempo
How Long Will I Love You Ellie Goulding

No ano de 1600 uma região da Europa Oriental era assombrada por uma lenda: a existência de vampiros.

A Pensilvânia sempre foi alvo de muitos murmúrios, a constante morte de pessoas por causas estranhas como a total falta de sangue e dois pequenos furos no pescoço, foi o que fizera a lenda se espalhar.

E nos últimos anos, o aumento do número de mortos dessa causa estranha e temida fez os rumores aumentarem outra vez.

Os moradores já não saiam à noite de suas casas, assim que o sol se punha não se via mais uma viva alma pelas ruas, todos temiam os como eram chamados, demônios chupadores de sangue, a cidade a noite era uma cidade fantasma.

Até a Igreja da cidade fechava as portas no toque de recolher, feito pelos próprios moradores, antes os padres se negavam a fecharem as portas, dizendo que esses demônios não podiam penetrar no local santo, mas com a morte de dois sacerdotes, a igreja, que era contra esse medo que a população sentia, resolveu fechar as portas também.

Igreja, comércio, escola, nada funcionava, e ainda assim, mortes aconteciam quase todas as noites, senão na cidade, nas cidades vizinhas e vilarejos próximos a ela.

Às vezes o marido adormecia ao lado da esposa e quando esta acordava na manhã seguinte, o lado da cama estava vazio, e horas depois era achado mais um corpo completamente sem sangue, e com as tais marcas no pescoço.

Os moradores não entendiam, pois se protegiam de todas as formas possíveis_ físicas e espirituais_ mas ainda assim, pessoas continuavam a desaparecer no meio da noite.

Quando o padre da cidade faleceu, de causas naturais, o povo não deixou de temer.

- Foram os chupadores de sangue, tenho certeza._ uma vendedora ambulante falava para seus colegas e clientes.

- Mas ele tinha todo o sangue e as gorduras do corpo, e põe gordura nisso, o Padre Peter era muito gordo._ um menino que estava com sua mãe falou.

- Você não sabe de nada criança!_ a vendedora voltou a falar querendo toda a atenção para si, pois todos já começavam a concordar com ele._ Eles causaram a morte de uma maneira ou de outra, talvez tenha sido envenenado, alguma coisa do inferno, como bruxaria das bravas, do mesmo jeito que fazem para entrar em nossas casas protegidas e trancadas.

Todos concordaram com a vendedora outra vez, que encheu o peito, orgulhosa.

- E se cuidem amigos, nem os homens de Deus foram poupados, nós seremos menos ainda._ terminou o discurso de forma dramática._ Por isso levem mais alho, mais água benta vinda direto do Vaticano, sal grosso, e bala de prata.

- Bala de prata é pra lobisomem._ uma voz saiu por trás da pequena multidão.

O dono da voz era um jovem de no máximo uns 20 anos, lindo. As mulheres seguraram a respiração enquanto ele se aproximava devagar, observando rosto por rosto, até parar no da vendedora._ E por que está vendendo água benta se tem na igreja de graça para todos? E o alho está muito caro, não o estraguem, o usem em suas comidas e o sal grosso não o desperdicem, sua utilidade nada mais é do que para salgar suas carnes e não estragá-las. Voltem para suas casas, deixem de tolas superstições, apenas rezem o terço e peçam a misericórdia do bom Pai.

E assim, o jovem desapareceu outra vez, da mesma forma misteriosa que chegou. Ele se enfiou em uma viela e foi andando admirado de si mesmo por ter convencido os ouvintes, ou pelo menos ele pensou que sim, pois assim que ele virou as costas todos compraram os produtos supersticiosos da vendedora ambulante.

O jovem retirou uma carta do bolso e a releu pela milésima vez.

"Caro Niall,

Parabéns pela consagração, fico feliz por ter te guiado no começo de sua vida eclesiástica, esses anos de estudo foram apenas o começo, a vida que você escolheu é uma vida de eterna rendição e negação, negando a si mesmo e se rendendo ao bom Pai e às ovelhas.

Sei que fará bem, apesar de suas dúvidas em seguir esse caminho, afinal foi uma promessa que sua mãe fez antes de você ter nascido.

E sobre sua nova paróquia, sinto que tenham te encaminhando para um lugar tão cheio de problemas no seu começo de pastoreio, se eu soubesse antes teria impedido, mas se você está aí são os planos celestiais, não convém a mim mudá-los.

O que posso te aconselhar é chegar em segredo, sim, se misture com os locais, escute o que dizem, tente influenciá-los como se fosse um igual, se camufle por um mês e então sim, assuma a liderança.

Não sei se sabe, mas acho que já deve ter se informado dos rumores sinistros dessa região. Dizem que é uma região perturbada por chupadores de sangue.

Misericórdia! Está queimado! Se Deus é por nós, quem será contra nós. Amém.

Não podemos provar e nem negar, afinal nenhuma vítima saiu viva para comprovar a história.

Então, investigue cada morte, veja a família, as últimas pessoas a vê-los, e se Deus que me defenda, haver alguma morte, vá imediatamente ver o corpo.

E por enquanto é só, tenha fé e trilhe o caminho que lhe foi ordenado, se precisar de mim venha me visitar.

P.S: leve muita água benta, ande sempre com um crucifixo de madeira, alho, e sempre rogando por proteção em pensamento.

Seu superior, professor, amigo

Padre Justin."

 


Niall terminou de ler já perto da igreja, e entrou pela porta da sacristia, indo direto para o pequeno quarto, que cheirava a alho, que era algo que ele odiava, mas era melhor um quarto fedido do que morrer sugado.

Apesar de todo rumor, ele ainda duvidava da existência desses monstros, se prevenia, mas ainda assim duvidava, e se existissem mesmo tais demônios, acreditava em algo maior que eles.

Tomou banho, colocou suas roupas de dormir e se enrolou na grossa coberta, rezando para não ter nenhuma morte estranha no primeiro dia em que estava na cidade.

 

-x-

E a oração do padre funcionou, não apenas nesse dia, mas ele já estava na cidade há dois meses, e as únicas mortes foram de uma senhora que morreu de velhice, e uma criança de pneumonia, Niall nem precisou ficar o mês inteiro disfarçado, em quinze dias foi descoberto, discrição não era seu forte.

Foi apresentado aos fiéis que o recebeu de braços abertos, todos aliviados por terem um padre jovem e ainda espadachim, além de fazer suas obrigações religiosas, também ensinava as crianças a lutar.

Todos o amavam, pois com ele veio a tranquilidade. As mulheres o amavam ainda mais por ser belo e educado, elas e até mesmo alguns rapazes, caiam de amores por ele, mas sempre pecando em pensamento, pois tinham medo de desviar o religioso dos caminhos do Senhor e os demônios voltarem a assolar a cidade.

Niall, mesmo calmo e satisfeito, sentia uma leve apreensão no ar, como se a qualquer hora alguma coisa fosse acontecer, sem contar que sentia um incômodo com a quantidade de castelos abandonados pela região, por isso catalogou os desabitados e começou a visitá-los.


Notas Finais


O capítulo ficou com muita história e pouco diálogo, mas era necessário, prometo que no próximo terá mais ação, mais brigas, mortes

Só para relembrar, a fic não é minha e sim da Leelyh


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...