História Drácula (Ziall Au! Adaptação) - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Larry, Niall Horan, One Direction, The Originals, Tvd, Zayn Malik, Ziall
Exibições 126
Palavras 2.955
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


E então chegou o último capítulo de Drácula, obrigado todos que leram, comentaram, vcs são uns amores <3



Estou com uma nova adaptação, é Narry, então ara quem gosta, ou não do couple, dê uma chance, está no meu perfil, e vou deixar o link abaixo, nas notas finais.

Um grande beijo!

Capítulo 26 - Drácula Always and Forever V


Fanfic / Fanfiction Drácula (Ziall Au! Adaptação) - Capítulo 26 - Drácula Always and Forever V

 

 

 

E então o diabo roubou suas memórias

E se você morrer hoje

Espero que o céu seja o lugar em que descanse .

Afire Love – Ed Sheeran

 

 

 

           

            Zayn olhava pela janela do castelo já na Romênia, o Niall estava de olhos fechados, não acordou desde a noite anterior, quando o transformou: dando do seu sangue e o alimentando com sangue de um humano.

            Após se alimentar, o mais novo foi ficando mais e mais silencioso e sonolento, até que não acordou mais. Zayn dormiu com ele no mesmo caixão, e durante a noite, enquanto lutava para velar o sono profundo do novo vampiro, pedia a Deus, ao universo, a todos, que não o tirassem dele.

            Quando acordou após o amanhecer, com a respiração fraca do Niall em seu pescoço após dois dias de transformado, chorou. Ele ainda não havia acordado.

            Não estava com febre, nem agitado, seu coração batia normalmente, mas estava imóvel, e não abria os olhos.

            - Onde eu errei Niall?_ perguntou passando a mão por seus cabelos e olhando para aquele rosto sereno e tranquilo, alheio a seu sofrimento._ Por que não está acordando? O sangue humano não estava envenenado, e mesmo se tivesse, você é um vampiro, se curaria, e eu fiz tudo certo, assim como fiz com Liam, então por que não acorda? Hum? Me responda Niall.

            “Não ouse partir, não faça isso comigo, pois se você for dessa vez, será para sempre, você é o ultimo Horan. A linhagem de sua família acabará em você, e mesmo se não fosse, eu não quero te perder uma terceira vez, eu não aguento, eu não posso. Eu-nunca-mais-te perderei._ exclamou desesperado, sacudindo seus ombros.”

            - Não faça isso._ o mais novo reclamou entreabrindo os olhos devagar, sorrindo fraco ao ver o vampiro sentando na beirada da cama.

            -Niall!_ exclamou abraçando o mais novo, enquanto chorava de felicidade._ Você acordou!

            - O que isso?_ perguntou assombrado, o empurrando._ Que barulho é esse?

            - É o meu coração._ respondeu envergonhado, pois seu coração batia acelerado._ O meu e o seu.

            Niall tocou no peito do vampiro mais velho e no seu também, fechando os olhos e sorrindo ao constatar que era verdade. O barulho estrondoso vinha do coração de ambos.

            - Por que dormiu tanto?_ Zayn perguntou, tocando no ombro dele, para atrair sua atenção.

            - Não sei, eu apenas sonhava e sonhava, tentava acordar, mas não conseguia._ respondeu voltando a deitar, encarando o lustre acima de sua cabeça, e sorrindo, tudo era diferente, mais brilhante. Ele estendeu a mão, querendo tocar.

            - Preciso buscar sua comida, e me alimentar._ falou segurando a mão do mais novo, que o olhou assombrado, voltando a sentar na cama e a abraçá-lo.

            - Não vá.

            - Precisamos comer, ou vamos ficar tão famintos que mataremos o primeiro humano que passar num raio de 1Km.

                - Não demore._ pediu, o apertando, Zayn o abraçou apertado também, aliviado._ Volte.

            - Eu volto. É uma promessa.

            - Eu sei._ falou sorrindo e voltando a se deitar, hipnotizado pelo lustre.

            Zayn passou uma hora fora, se alimentou e trouxe a comida do Niall em garrafas, pois o mais novo quase matou o humano na noite anterior, Zayn precisou dar seu sangue para curá-lo, e o Niall lhe fez prometer que não o deixaria matar ninguém.

            - Você demorou!_ Niall reclamou, estava de pé olhando pela janela, mas assim que viu Zayn, sem nem perceber, correu e se jogou nos braços do vampiro mais velho, que cambaleou um pouco, afinal o Niall não era mais um humano leve.

            - Não demorei tanto._ falou estendo uma das garrafas para o Niall, que sentou na cama com as pernas cruzadas, sorrindo feito uma criança olhando para um sorvete. Ele virou a garrafa pelo gargalo e estendeu a mão querendo as outras. Zayn sorriu e lhe entregou, que na mesma rapidez, as secou também.

            - Você demorou sim._ reclamou mais uma vez, depois de alimentado.

            - Mas voltei, como sempre lhe prometi.

            - Sempre mesmo._ Niall falou se lembrando da primeira noite que passou com ele. Depois disso, sempre que se despediam, Zayn prometia voltar e sempre cumpria. Mas gostava de ouvi-lo repetindo a promessa.

            - Sim. Há 700 anos prometi também._ deixou escapar, mas Niall não o interrompeu, estava hipnotizado por seus lábios e sua voz, queria que ele falasse por horas, para poder admirá-lo._ “Nath, não posso te levar, mas prometo que sempre vou voltar pra você. Nem que seja do inferno.” Foi o que lhe prometi. Lembro como se fosse hoje. E eu voltei do inferno, voltei como um mostro, Nath, mas eu voltei.

            Niall deitou a cabeça para o lado, tentando ler Zayn e ignorar a mão que depois de anos voltou a queimar com força, mais do que todas as outras vezes.

            - Você me fez prometer não importasse o que acontecesse, ou para onde fosse, que eu voltaria, que deveria voltar._ disse tocando no rosto dele._ Então eu voltei da morte. Por você.

            Niall sorriu e segurou a mão do maior, chamando a atenção dele para si. O vampiro se desconcertou, pois acabou falando disso com ele, mas o menor apenas sorriu e falou:

            - “Eu prometo Zayn, que passe o tempo que passar, minha alma e meu coração sempre serão seus.” Essa foi a minha promessa.

            - O que disse?_ o vampiro mais velho perguntou arregalando os olhos._ Nath, digo, Niall, o que acabou de dizer?

            Niall despertou do transe e o olhou confuso.

            - Eu não sei, de repente essas palavras saíram da minha boca, e eu estava em outro lugar, numa floresta, a floresta que eu sonhei enquanto dormia e não conseguia acordar. O que está acontecendo comigo?_ perguntou aflito, olhando para a mão.

Niall levou as mãos à cabeça ao ver o Zayn vestido como um lorde do século passado, e depois o vendo de capa em algum castelo, mas sem nenhuma eletricidade, o castelo era iluminado pelas tochas nas paredes, e imagens do Zayn em uma igreja antiga e lugares diferentes continuavam a aparecer em sua mente.

- Zayn! Faça parar!

            Niall chorava, com os olhos fechados, enquanto o mais velho assistia sem saber o que fazer, tão confuso quanto. Mas ao vê-lo chorar tão desesperado, segurou em seu rosto com as duas mãos. E encostou devagar sua testa na dele.

            - Respira._ disse suavemente, respirando junto com o mais novo, e então se dando conta do que estava acontecendo, e o porquê dele ter demorado a acordar: estava se lembrando.

            - Não passa._ o mais novo falou chorando, só que mais controlado.

            Zayn levantou a mão onde cortou centenas de anos atrás, e Niall estendeu a mão devagar em sua direção.

            Timidamente se aproximou e tocou, e a principio não sentiu nada, apenas alivio, sua mão não queimava mais. Zayn entrelaçou seus dedos, e então Niall voltou a sentir sua mão queimar, e então todo seu corpo queimava, e com os olhos em órbita assistiu se apaixonar-se pelo Zayn há mais de 700 anos, apenas ao vê-lo, foi o que bastou para se apaixonar: o ver.

            Assistiu seu primeiro beijo, sua fuga, sua primeira noite amor, as várias outras noites de amor, assistiu a partida dele para a África com o pai, seu regresso, suas promessas, o próprio casamento, a morte dele, seu suicídio. Chorava enquanto relembrava, e mesmo sendo impossível, sentia que era ele, que viveu aquilo tudo.

            As memórias não paravam, reviu o Zayn outra vez, na entrada da igreja, e se apaixonou por ele mais uma vez, foi beijado no altar, foi possuído pela primeira vez no altar também, e depois em um castelo, foi possuído por ele, incontáveis vezes, teve o corpo queimado, adoeceu, entrou em depressão por não ter noticias do vampiro que supostamente havia sido queimado, mas que retornou, o culpou e partiu, e então, sem fôlego, sem esperanças, foi assassinado.

            Morreu com a esperança de renascer, e mais uma vez se apaixonar, não importava quantas vezes fosse, se fosse preciso morrer dez vezes para poder ter a chance de amá-lo novamente, faria.

            E fez, mas Zayn não aparecia. Renascia, mas sempre morria de velhice, mas sem sentido, sem rumo, incompleto.

             E então, o reencontrou uma terceira vez. E só de olhar em seus olhos, sua alma o reconheceu, seu coração, seu desejo, tudo que havia nele o reconheceu. Apenas a mente, teimosa, insistia em resistir.

            Mas quando Zayn o transformou, sua mente humana e limitada se transformou e conseguiu enfim se lembrar quem o vampiro, e ele próprio eram.

            - Nath?_ Zayn perguntou cauteloso, quando o mais novo sorriu para ele. O mais novo apenas concordou com a cabeça._ Nath! Eu não acredito. Como? Você se lembra de tudo? Você é o meu Nath?

            - Sim, não, não sei._ falou confuso._ Eu sou o Niall, não o Niall assassinado, mas esse Niall, mas com as lembranças deles. Entende?

            - Sim, acho que sim.

            - E eu me lembro de tudo, todas as outras vezes que vivi sem você. Isso é mesmo possível?_ perguntou com os olhos ainda vermelhos, pois havia chorado enquanto recordava do passado.

            - Sim, é possível.

            - Isso é tão louco.

            - Eu sei Niall, mas tenho certeza que você ficará bem, e se acostumará com essas lembranças._ falou beijando a testa suada dele.

            - Eu te amei em todas as vidas que te conheci.

            - E eu te amei em uma única vida._ falou sorrindo.

            - Mas uma vida sua valeu por 10 das minhas._ falou sorrindo também._ Se eu tivesse alguma duvida que você era a pessoa certa para mim, essa duvida com certeza iria embora após isso.

            - Agora você é só meu Nath.

            - Nath?_ o mais novo o provocou, e agora entendia o porquê dele sempre o chamar pelo nome de seu gato.

            - Sim. Nath você é só meu._ respondeu apontando para o gato que havia acabado de entrar no quarto._ Meu gatinho lindo, meu Príncipe Nath.

            - Esperto, mas agora você está ferrado, pode ir conseguindo outra desculpa, e boa sorte em tentar conseguir._ brincou.

            Niall deitou, e Zayn o seguiu, e com uma de suas pernas sobre ele, começou a beijar o mais novo, que o empurrou.

            - Pode esquecer.

            - Só por que eu errei seu nome? Me desculpe Niall, eu sou seu ok? Do Niall Horan._ ele respirou cansado e continuou:_ Do Niall Horan do século XXI.

            - Eu sei._ falou sorrindo, Zayn se aproximou outra vez, tentando beijá-lo, mas dessa vez ele virou o rosto._ Eu sei, mas eu sou um homem também do século passado, onde sexo somente após o casamento era uma virtude.

            - Mas você está em 2018. Pare de graça._ falou beijando o pescoço dele.

            - Um anel aqui, como já dizia a Rainha Beyoncé._ falou mostrando a mão esquerda e apontando na direção do anelar, o Zayn sorriu, e o abraçou._ É apenas o que peço.

            - Eu quero ficar com você Niall, para sempre, e até mesmo casar com você. É tudo o quero, e só não fiz antes porque queria te transformar primeiro. E você acabou de acordar após um susto, acabou de recuperar muitas memórias, mas eu terei um momento melhor para lhe propor, prometo.

            - Suas promessas..._ falou fechando os olhos e suspirando._ Eu as amo. E vou esperar, por toda minha vida se for preciso. Pois agora tenho todo o tempo do mundo, e com você. Você é meu Zayn e para sempre

            - Sim Nath, agora sou seu. E você também é meu._ Zayn ficou sem graça por ter confundido o nome, e abaixou o olhar.

            - Zayn, eu compreendo._ falou beijando rápido sua boca._ E eu Nath/Niall do passado/Neville/Nicolas/Zeca/Niall atual, não importa o meu nome, todas às vezes eu fui seu. E serei eternamente._ Zayn sorriu o abraçou, mas sentiu uma cotovelada na costela e olhou intrigado para ele._ Sei que é tudo muito épico e romântico essa história de passado, almas gêmeas, e eu compreendo que por enquanto você possa se confundir, mas continue errando meu nome, que eu farei greve de sexo de 10 anos para cada erro.

            Zayn o olhou ansioso e concordou rapidamente, porém Niall apenas riu da cara dele, e então o Zayn sorriu também.

            - Eu falo sério._ Niall disse voltando a ficar sério._ Você sem esse corpinho imortal.

            - Pare de me provocar babe._ disse ficando em cima dele, imobilizando suas mãos._ Você acabou de ser criado, tenho muito mais força._ falou invadindo a boca do mais novo, que só resistiu no começo, e então, de boa vontade se rendeu a ele.

 

 

            Ainda 2018...

            Zayn e Niall caminhavam no outono de Nova York pelo parque, já chegando próximo ao local que tinha virado um local deles: onde haviam se beijado pela primeira vez, depois de muitos e muitos anos.

            - Você tem mesmo que continuar viajando a trabalho?_ Niall reclamou quando o Zayn chegou de mais uma viagem, enquanto havia ficado, era professor noturno de uma escola de música. Nem sempre podia ir com ele.

            - Temos que ocupar nosso tempo, e eu gosto do que faço. Sem contar que precisamos de dinheiro. Todas as casas e castelo que ficamos quando viajamos, são do Liam. A única que é minha é o apartamento que comprei para moramos de frente ao Central Park. E sem contar que gastei muito nessa viagem.

            - Eu imagino. Mas bem que podíamos ver uma maneira mais rápida de conseguir dinheiro fácil.

            - Como o que? Bater carteira dos aposentados assim que saírem do banco?

            - Pode ser também._ respondeu com um sorriso sapeca._ Mas prefiro assaltar um carro forte.

            - Sua criança levada._ Zayn sorriu, mas o puxou pela orelha, enquanto fingia bater na bunda dele.

            - Com o que gastou tanto nessa viagem?_ perguntou depois do namorado o abraçar, voltando a caminhar.

            Zayn apenas sorriu e continuou andando, até parar no lugar simbólico e se virar para o mais novo feliz e ansioso. Ele pegou o celular e mostrou uma foto de um violino para ele.

            -Meu Deus! É um Stradivarius.

            - Chega amanhã, mas não consegui me segurar.

            Niall pulou em seu colo e o Zayn o rodou, o ouvindo chorar e sorrir.

            - Nath._ começou a falar e o mais novo desceu do seu colo com uma expressão séria, fazendo Zayn começou a sorrir._ Brincadeira.

            - Você está estragando seu presente perfeito, e de propósito?_ perguntou o empurrando, mas ainda assim sorrindo.

            - Sim, desculpa. Mas também gastei com outra coisa Niall._ disse sério, olhando no fundo de seus olhos, fazendo o coração do loiro acelerar.

            - Niall Horan II._ Zayn respirando fundo, e segurando em suas mãos, continuou._ Eu quero casar com você. Não apenas porque vive me pedindo, mas porque eu quero. Quero poder te olhar dormindo, ou caminhando, ou sorrindo, ou ate mesmo se alimentando, e pensar: Esse é meu marido. Meu marido.

            - Você me ama?_ perguntou já emocionado com as palavras do Zayn._ E eu não estou dizendo sobre amar meus ancestrais. Você ama esse Niall?

            - Que Niall? Esse medroso, meloso, inseguro, chorão, péssimo gosto para filmes? Você está dizendo desse Niall?

            - Sim._ concordou chorando, enquanto o mais velho agarrava sua cintura e o beijava.

            - Eu amo esse Niall sim, amo demais. Mesmo se eu não tivesse vivido essa historia quase milenar de amor, mesmo se eu fosse um humano comum, que te conheceu num café, na rua, no elevador, ou outro lugar qualquer, eu te olharia e te amaria.

            - Então me ama como eu te amo? Independente do passado?

            - Sim, Niall Inseguro Horan. Independente de qualquer coisa. Sempre é tão fácil amar você. E você me faz tão feliz, que me dá medo. Então Niall, você, minha alma gêmea..._ falou ajoelhando, não antes de conferir se tinha alguém olhando, pegou duas alianças douradas do bolso, e continuou._ Quer casar comigo?

            Niall só concordou com a cabeça, incapaz de falar, mesmo sendo ele agora, era como se o Nath, e o antigo Niall, como se os três estivesse se unindo para poder enfim chegarem nesse momento, suas lágrimas não era só dele, nem a felicidade que explodia dentro do coração era só dele.

            Zayn colocou a aliança em seu dedo e se levantou, entregando a outra a ele, o mais novo, ainda chorando e sorrindo, colocou devagar a aliança em sua mão, e levou aos lábios, a beijando. Zayn fez o mesmo, e depois segurou em sua mão, entrelaçando seus dedos.

            - Eu nos declaro: marido e marido._ falou limpando as lágrimas dele._ Posso beijar o noivo?_ Niall concordou e ele então se aproximou, e antes que  Zayn lhe beijasse, o mais novo colocou o dedo indicador em seus lábios, o afastando um pouco.

            - Eu amei, achei lindo, inesquecível. Mas não pense que vai fugir de uma cerimônia com os amigos mais íntimos.

            - Merda. Achei que tivesse te distraído desse assunto._ resmungou desanimado.

            - Agora que está ciente, pode beijar o noivo.

            Zayn sorriu vencido, e depois de mais de 700 anos beijou o Nath como marido. Também achou o lugar que o Nath tanto quis: onde pudessem ser o que se quisessem, onde pudessem se amar sem medo, sem barreiras. Demorou muitos anos, tempo demais, mas o dia da promessa cumprida enfim chegou.

 

            The End.

 

 

Baby, me segure em seus braços como fez na noite passada.

 

Poderia olhar em seus olhos até o nascer do sol

E nós estamos envolvidos pela luz, pela vida, pelo amor

Coloque seus lábios nos meus e lentamente deixe-os fechar

Pois eles foram feitos para estarem juntos.

Com seu corpo perto do meu, nossos corações vão bater como um só

E nós estamos iluminados, nós estamos em chamas de amor

Afire Love – Ed Sheeran

 

 

-x-x-x-

 

#ForçaChape </3


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...