História Dracula's Blood - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chloë Grace Moretz, Drácula, Fifth Harmony, Lily Collins, Saga Crepúsculo, Shawn Mendes, Zayn Malik
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Jasper Hale, Lauren Jauregui, Lily Collins, Normani Hamilton, Personagens Originais, Shawn Mendes, Zayn Malik
Tags Clã, Crepusculo, Drácula, Hentai, Lobisomem, Luta, Sangue, Vampiro
Exibições 450
Palavras 575
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Canibalismo, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoal, mais uma fanfic para ganhar o tempo que passei sem escrever.
Gostando favorite, e deixe sua opinião, é importante para o andamento da fanfic, dando tudo certo, farei segunda temporada.
PARA QUEM QUISER O STYLE ESTÁ NAS NOTAS FINAIS.

Capítulo 1 - Proposta


Fanfic / Fanfiction Dracula's Blood - Capítulo 1 - Proposta

Moramos em Transilvânia uma cidade pequena, um pouco rústica. Não há muitos habitantes. Minha casa é afastada da cidade devido à muitos motivos, porém não é como todos pensam, não ela não tem cara de mal assombrada.

 Sou uma garota fiel ao meu pai, deis de que minha mãe morreu no meu parto, ele é sozinho e só tem a mim e meu irmão mais velho. Não concordo com todas suas opiniões, mas tenho que me opor. E um dia talvez eu canse de concordar com ele em tudo.

Hoje ele chegou feliz em casa, fiquei desconfiado e logo fui vê-lo.

– Que felicidade é essa? De onde provém?

– Você lembra de sempre eu e seu irmão lhe contar sobre um ritual?

– Sim...

Começou mal, eu não estava gostando do rumo dessa conversa.

– Pois bem. Há cada mil anos, nos precisamos tomar sangue humano, pra manter nossa força, afinal, se alguém quiser arrumar uma guerra nós estaremos prontos. Os Lobisomens não são de confiança, e logo nosso contrato será desfeito.

– E o que tem? Já ouvi isso um milhão de vezes papai.

– Enfim... Encontrei alguém para ser voluntário... Não que ele saiba.

– Papai...

Eu parei com indignação. Era só dá minha cabeça ou meu pai estava tentando pra que eu beba seu sangue?

– Silêncio. Temos motivos para o fazer. Ou você quer perder eu e seu irmão? Precisamos de forças.

– Não eu Não... Mais... Mais isso é errado papai, eu não aceito essa idéia, tradição... Que seja, eu não vou fazer parte disso. Eu sempre concordo com tudo que o senhor faz, mesmo sendo errado. Só que isso... Já basta.

– Suba para o seu quarto.

Mesmo estando com muita raiva, era difícil discutir algo complexo, manter nossa vitalidade? ou morrer?

– Alô?!

– Sim?

– Aqui é o Senhor Dimitry, está tudo certo, ela aceitou, amanhã venha para minha residência, vamos nos conhecer melhor.

– Que ótimo, até amanhã então.

Nosso dinheiro sempre mantinha meu pai ocupado, o que era difícil conversar. Eu não queria aceitar aquela ideia hipócrita. E estava fora de questão que ele aceitaria uma Drácula que não bebesse Sangue.

– Jasper...

– Diga.

– O papai veio com uma história estranha hoje. Estou preocupada com o que pode acontecer.

– Eu ouvi.

– Nunca me acostumo com suas habilidades irmão.

Jasper, meu irmão mais velho, sempre sério, mas muito responsável. Rapaz forte, alto, pele pálida, em forma, olhos claros, e de grande caráter. Admito que se não fosse meu irmão, eu o namoraria.

– E?

– Não concordo que devemos fazer tal coisa.

– Esquece, é um assunto... complicado para você.

Disse ele com certa preocupação.

– Não sou mais criança... E devo saber de tudo.

Fiz bico como uma garota mimada. Ele sempre cai em minhas birras.

– Com essa atitude? Sim, você é.

– Tudo bem, vai apoiar ele então?

Virando com suspiros, seu olhar ficou triste.

– O que á para fazermos?... Nada.

Essa era a realidade, somos vampiros, e isso não mudaria nunca.

Aos poucos aquela ideia foi me deixando cada vez mais inquieta. A pesar disso, eu não queria perder minha família.

Na manhã seguinte, me levantei e me arrumei, como uma verdadeira Vlad se vestiria, que deveria andar como tal. Cabelos loiros enrolados e médios, caídos em meus ombros, pele pálida, vestido vermelho e preto com corpete.

Eu ia conversar com meu pai, e tentar expressar minha opinião. Talvez ele me ouviria. Pelo menos é o que eu achava.

– Papai!!!

Meus olhos tremeram ao ver um senhor grisalho e um rapaz muito novo, que se espantou ao me ver.

O que significava aquilo? 


Notas Finais


Qualquer dúvida, me perguntem, estarei aqui para esclarecer. ;3
Os capítulos não serão muito extensos para não cansar vocês. rsrs
Beijos até o próximo cápitulo.
LINK DO TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=gvHtu-gq7Yw&t=15s
LINK DO STYLE: https://spiritfanfics.com/personalizar/style/originais-draculas-blood-fanfic-7180302


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...