História Dragon City - Os Segredos de Deux - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon City
Tags Dragões, Enviados, Família, Guerreiros, Invocação, Lendários, Poder, Runa, Traição
Exibições 6
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Capítulo 9 - Os Dragões Heroicos


''Ele está aqui, não tem saída'' Pensa Tank, enquanto sonha com o esquisito dragão de Zaith tinha despertado. O dragão de aura brilhante se levanta para atacar o azul, o fazendo despertar desesperado. 

- Não me mate!

Grita o dragão, chamando a atenção de Sideral.

Sideral: Tank!! Você está bem? Está dormindo há três dias...

Tank: Três...? O que acontec- Argh...

Tank percebe que sua asa está completamente imobilizada.

Sideral: Sua asa... estava danificada demais. Você sabe, a asa de u-

Tank: A asa de um dragão não pode ser curada... bem, eu não gostava muito de voar...

Sideral encara Tank, um pouco preocupada. Mas o gentil dragão sorri sem demonstrar mágoa.

Tank: Pelo menos... eu estou vivo. Achei que iria morrer ali mesmo, por causa daquele dragão..

Sideral: Dragão?

Tank: Sim, um dragão enorme que... tinha uma aura muito forte... era azul e parecia algo mecânico. Não tinha asas, mas parecia muito resistente. Eu nunca vi um dragão ter uma aura..

Sho Tsu: Então a lenda era verdadeira. Foi esse dragão mesmo que você viu?

Tsu entra no quarto, olhando diretamente para Tank com uma expressão triste.

Tank: Eu juro que sim, mestre Tsu.

Sho Tsu: Então é pior do que pensávamos... Relina morreu no nascimento de Zaith por causa de um poder sombrio muito forte. Tínhamos certeza que ele estava corrompido, mas não conseguir ver antes que tudo isso acontecesse. Eu fracassei em manter a luz no corpo de Zen. Já era tarde demais...

Sideral: O Zen... nunca foi um iluminado...?

Tsu olha para Sideral com uma expressão vazia, confirmando sua pergunta. Logo, o velho dragão pega um pergaminho antigo e se vira para Tank.

Sho Tsu: Tank, quero que volte para casa e entregue esse pergaminho para Sephin por mim, ele vai saber o que te contar.

Tank: Entendo, então vou agora mesmo.

Sideral: Que? Você ainda está fraco, não pod-

Tank: Sideral, vem comigo...

Sideral: Eu não sei se... Tank, eu não entendo isso...

Tank: Bem, então eu vou sozinho.

O dragão pega sua bolsa e se despede de Tsu. A dragão verde fica sem reação, sem saber o que decidir. O senhor puro balança a cabeça para Sideral.

Sho Tsu: Eu acho que chegou a hora do seu destino mudar, minha querida. Vá, não se prenda na sua solidão.

Sideral: Tsu eu... eu vou! Tank!!

A dragão corre em direção ao seu amigo, dando pequenas broncas. Tank fica muito feliz coma decisão de Sideral, sabe que vai se sentir melhor com essa mudança.

Tank: O velho disse para vir comigo ou..?

Sideral: Tem certeza que não vão me achar esquisita?

Tank: Ha! Nem um pouco, Chronocos vai adorar te conhecer. O palácio é realmente bonito. Sinto tanta saudade do meu pai...

Sideral: Legado é mesmo seu pai...?

Tank afirma balançando sua cabeça.

Sideral: Pode me contar sobre todos eles...?

Tank: Claro que sim! Me perdoe ter que fazer você andar tudo isso..

Os dois dragões conversam durante quatro dias de caminhada sem pausa. Sideral começa ficar animada sobre a família de Tank, querendo chegar cada vez mais rápido. Enquanto isso, o dragão azul pensa em como aquela notícia iria afetar a vida de todos que vivem ali. O que era aquele dragão...? Pelo pô-do-sol, os dragões entram no Jardim dos Cristais, onde Chryshalys os recebe emocionada. Chronocos vê tudo pela sua torre e corre para espalhar a notícia. Desesperado, Sephin corre para a sala principal do palácio onde encontra Tank machucado.

Sephin: Meu f-filho!!

O velho Legado abraça o dragão azul, deixando lágrimas correr em seu rosto. Não esperava que seu filho iria passar por algo tão terrível a ponto de perder uma asa.

Sephin: O que houve? Quem te fez isso?

Tank: Pai, temos que conversar... ah, essa é Sideral. Ela me ajudou com todos o curativos. Ela não tem casa fixa então.. ela pode morar aqui?

Sephin: A bela dama pode se acomodar como quiser. Você tem a honra de ficar.

Chronocos: Que dragão diferente! Eu nunca vi nada parecido... venha querida, você deve estar cansada.

Sideral: Obrigado... pessoal...

Tank e Sephin ficam sozinhos para ter a conversa que o azul tanto deseja. Ao retirar o antigo pergaminho de sua bolsa, Legado se assusta e começa a suar frio. 

Sephin: Não me diga que...

Tank: Tsu me mandou trazer isso, ele me disse que você contaria tudo.

Sephin: Você viu o dragão?

Tank afirma com a cabeça.

Sephin: Eu encontrei esse pergaminho junto com Tsu. Ele conta a história de uma linha de dragões da espécie heroica, mas não diz como surgiram. As letras são muito antigas e de uma língua diferente. Esta escrito que eles surgem em torres altas, como se fossem invocados por alguma magia desse mundo.

Tank: O dragão que eu vi estava dentro de uma caverna...

Sephin: Talvez ele já estivesse invocado nesse mundo há anos... É dito que outros iguais vão aparecer caso esse dragão que você enfrentou acorde...

Tank: O que vamos fazer então...?

Sephin: Temos que esperar a próxima torre e recuperar o ovo que for invocado nela. Tank... isso não vai ser fácil. Ir contra a aura desses dragões vai te matar mais rápido...

Tank: Eu estou pronto, pai. Essa é minha missão.

Sephin: Filho eu... Sephin fecha seus olhos e respira fundo.

Sephin: Vou aceitar sua decisão. Mas tenha cuidado...

 Tank: Eu vou ajudar nosso mundo, pai. Quero que você continue vivo nele, mesmo que isso signifique minha morte. Agora vamos, temos uma convidada para alegrar.

Tank sorri para seu pai, mesmo muito preocupado com a situação atual. Legado faz questão de satisfazer a vontade de seu filho, pois a próxima batalha não está muito distante. O lendário verde sabe que a verdade é inevitável.


Notas Finais


O cap de hoje saiu tarde, mas chegou! \o/
O que sera que acontece agora? Hmhmhmh... Obrigado pela paciência.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...