História Dragon City: A New World - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Dragon City
Personagens Personagens Originais
Tags Batalhas, Dragões, Dragon City
Exibições 24
Palavras 1.307
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Shounen, Super Power, Universo Alternativo

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Um Novo Mundo


Fanfic / Fanfiction Dragon City: A New World - Capítulo 2 - Um Novo Mundo

Eles correm desesperadamente em meio a campina, e o dragão continuava vindo. Quando chegam próximo a um penhasco, que na surpefície abaixo dele havia uma cachoeira e um grande lago.  Jake pensa rápido e diz:

- Temos que pular.

- Ficou louco? Eu não sei nadar! Isso deve ter uns seis metros.  – Retrucou Anne

- Droga! Eu sou muito novo pra morrer agora! – Reclamou Nathan, já ofegante.

- Não temos escolha. Quando eu disser três, pulamos. – Disse Jake.

Ele está vindo! – Falou Anne, olhando para trás e vendo o grande dragão vermelho se aproximar.  Eles dão as mãos e Jake começa a contar...

- Um... Três! – Eles se lançam do penhasco, caindo na água.

Jake e Nathan rapidamente emergem,  olham para os lados e procuram Anne,a garota estava agarrada a uma pedra. A correnteza já começava a os levar para a outra margem.

- Socorro! – Gritou Nathan.

- Precisam de ajuda? – Uma voz feminina e suave se apresenta.

- Por favor! – Gritou Anne.

Uma mulher jovem e de cabelos castanhos aparece, parecia estar com algo semelhante a um  pendão ela toca na margem do rio e de repente um ponte de terra se forma na água. Ambos conseguem sair da água após isso.

- Obrigado... Senhora... – Falava Jake.

- Lily. Esse é o meu nome. Quem são vocês?  - Indagou a moça.

- Eu sou o Jake.

- Anne.

- Meus pais dizem que não bom falar com estranhos, mas  como você nos salvou, meu nome é Nathan.

- Pais? O que são pais? – Indagou Lily.

- Você não sabe o que são pais? – Anne se espantou.

- Bom, eu fui criada por Deux. E estou aqui para cuidar da incubadora da terra. – Rsepondeu Lily.

- Quem é Deux? – Indagou Jake, curioso.

- Ele criou este lugar e os dragões. Ele é uma boa pessoa. – Revelou Lily.

- Ótimo. Estamos presos em um mundo com dragões. – Retrucou Nathan.

- Espere, se ele criou esse mundo então ele pode nos mandar de volta. – Disse Jake.

- Bem, eu não garanto isso. Mas a única forma de chegar até ele é passar pelas  ilhas dos elementos.

- Ilhas dos elementos? – Indagou Anne.

- São os habitats dos outros dragões. Cada ilha tem uma incubadora. – Disse Lily.

- Incubadora? – Indagou Jake.

- É o lugar onde se chocam os ovos dos dragões. De tempos em tempos um ovo eclode, mantendo assim o equilíbrio dos dragões de cada elemento. Venham comigo, vou mostrar a incubadora desta ilha.- Falou Lily, começando a andar em direção a um castelo, relativamente, pequeno, possuía uma torre no centro, e uma espécie de ninho no topo, lá havia um ovo de cor marrom, não era liso como um ovo de galinha, era denso e irregular.

- Se cada ilha tem uma incubadora, então nós estamos em qual elemento? – Indagou Jake.

- Esta é a ilha do elemento terra. – Respondeu Lily.

- Isso é incrível. – Comentou Anne.

- Incrível? Sabe o que seria incrível? Nós sairmos deste lugar e voltarmos pra casa. – Retrucou Nathan.

- Aproveite um pouco, talvez essa seja um oportunidade única. – Disse Jake, continuando a andar.

- “Ou permanente.” – Pensou Nathan.

Eles entram no castelo, e chegam próximo ao topo. E ao subirem as escadas, podem observar o ovo rachar.

- Está chocando. – Comentou Anne.

Então foram vocês que abriram aquele portal no céu.  Pelo que eu sei apenas Deux pode fazer algo assim.  Este mundo foi criado há dois mil anos, mas ainda há poucos dragões.

- Por que?  - Indagou Jake.

- Quando Deux criou este mundo, seu irmão Devix tinha quase os mesmos poderes que ele. Porém, enquanto Deux era bom e justo, Devix tinha maldade em seu coração e queria destruir o irmão para tomar o seu lugar como Mestre dos Dragões. Por isso Deux o prendeu na ilha que seu irmão havia construído para tirar o poder de Deux e controlar tudo, e até hoje Devix está contido lá, por causa da briga entre os dois, a criação dos dragões atrasou um pouco.

- E não tem como ele sair? – Perguntou Nathan.

- Não. A não ser que... Vejam, o ovo chocou. – Disse Lily

Os garotos voltaram o olhar para o ovo, que ecodirá, revelando um filhote de dragão de terra.

- Grrraa... – Dizia o pequeno dragão.

- Ele deve estar com fome. – Disse Lily, pegando-o nos braços e descendo com os garotos até a saída do castelo.

- O que dragões comem? – Indagou Jake, curioso.

- Nós plantamos a comida deles ali. A fazenda possui campos férteis que servem para o cultivo.

- Ah... Aquelas frutas. – Disse Anne.

Lily leva o dragão até a fazenda, para se alimentar enquanto Jake observa atento, juntamente com Anne, enquanto Nathan cruza os braços. A medida que o dragão vai comendo as frutas ele cresce rapidamente, para surpresa deles, que ficam surpresos. O dragão de terra atinge o tamanho médio em poucos minutos.

- Huaaarr ... – O dragão ficou satisfeito.

- Como é possível ele crescer tão rápido? – Indagou Jake.

- As frutas para dragões são feitas com a energia fornecida por Deux. – Repondeu Lily.

- Impressionante. – Comentou Anne.

- E vocês, estão com fome? – Perguntou Lily, trazendo uma cesta com alimentos, lá estavam pães, tortas e frutas.

- Você ainda pergunta? Mal te conheço, mas já te adoro. – Comentou Nathan.

- Parece que o Nathan, está gostando do lugar. – Disse Jake, para Anne.

Depois de ficarem satisfeitos, Lily mostra-os um grande mapa que revela o caminho até o Templo de Deux. E os leva até a fronteira da ilha, próxima a um porto que possuía um grande navio.

- Bem... a próxima ilha é a de água. Vocês terão pegar um dos ovos que eclodirem em cada ilha, para chegar até lá.  – Disse Lily.

- Precisaremos passar por mais quatro até chegarmos ao templo de Deux. – Falou Jake.

- Então vamos logo. – Disse Nathan, apressado.

- Você vem com a gente Lily? – Indagou Anne.

- Não. Preciso ficar aqui, sou uma guardiã. Tenho a função de cuidar desta ilha. Mas podem levar o dragão com vocês. Existe uma profecia que diz que aqueles com coração puro serão os escolhidos para domar os dragões e se tornarem os novos Cavaleiros da Luz.

- Cavaleiros da Luz?

- Agora eu preciso ir. Vão...  e Bem-vindos a um  novo mundo. – Disse Lily, sorrindo para eles.

Eles embarcam no navio e acenam com as mãos para Lily.

- Tchau! Até logo! – Dizia Jake.

- Obrigada! – Agradeceu Anne

Nathan apenas acenou com a cabeça.

 

Terra – Cidade de Sunset ( Laboratório do Dr. Stan)

No laboratório, Stan Brendon estava muito aflito, seu neto e os amigos dele haviam simplesmente desaparecido com a máquina dimensional.

- Papai? – Era Martha Brendon, mãe de Jake e filha de Stan.

- Sim... Minha filha, o que foi? – Indagou Stan.

- O Jake estava aqui? – Indagou Martha.

- Sim... Mas... Ele está na casa da Anne, estudando. O experimento vai ter que esperar mais um pouco.

- Ah... Certo. Eu e o Will temos que sair, diga a ele que não esqueça de limpar a casa. – Disse Martha, retirando-se.

- “ E agora? Como vou traze-los de volta? Eles podem ter ido parar em qualquer lugar, não tenho como rastrear a freqüência, não tenho nenhum sinal energético... Droga! Não sei nem se eles estão bem! Preciso encontrar um jeito, mas dentro de quarenta e oito horas qualquer portal aberto vai se fechar eles ficarão em algum lugar desconhecido para sempre. – Pensou Stan, levando as mãos a cabeça.

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...