História Dragon head. (Imagine Suho) 7ª Temporada incesto. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Exo, Harem, Hentai, Incesto, Máfia, Romance, Suho, Tortura, Violencia
Visualizações 697
Palavras 1.654
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Josei, Luta, Romance e Novela, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá fanáticos de plantão! 👋

Vou pedir desculpas em antecipação porque vou demorar as postagens, estou sem crédito e não tenho WIFI em casa, então o negócio é crítico.

Apreciem com moderação!😘

Capítulo 19 - Members of the crime part 1.


Fanfic / Fanfiction Dragon head. (Imagine Suho) 7ª Temporada incesto. - Capítulo 19 - Members of the crime part 1.

Ela apontava a arma para JunMyeon com fúria, a jovem sentia como se o corpo estivesse em choque, sua mão tremia, como nunca havia tremido antes, mesmo com a fúria, ela poderia facilmente estourar os miolos do cabeça de dragão, sem nenhum esforço.

__ Não tenho nada pra conversar, JunMyeon! Eu te avisei, mas não me ouviu, agora vou te matar! _ela esbravejou mirando o jovem líder, que permaneceu neutro.

__ Se está aqui porque mataram sua família, veio para o lugar errado... não mandei matar eles! _respondeu friamente, então ela deu uma risada nervosa.

__ Não tente subestimar minha inteligência... eu vi, ele tinha a marca da 14k!

__ A 14k está em um processo de demissão de funcionários traidores e aquele que foi na sua casa, era um deles!

__ Mentira, mentira sua... você queria me matar, queria que eu morresse, porque também sou uma herdeira... _sua voz estava embargada, ela queria chorar e gritar ao mesmo tempo.

__ Não, S/N! Eu não matei sua família! _ele levantou sério.

__ ENTÃO QUEM FOI C******!!! _gritou desesperada.

__ Sua mãe! _a jovem arregalou os olhos, piscou algumas, tentando assimilar o que acabara de ouvir. __ Eu só soube que estava na Costa Rica, algumas semanas atrás! _respondeu, então alguns de seus homens entraram na sala de janta, mas JunMyeon sinalizou para que saíssem. __ Por mais que tivesse se aposentado, ainda tinha inimigos e Luísa é o pior deles! _S/N deu um passo para trás. __ Eu sinto pela sua perda! Sinto mesmo, mas pessoas como nós, não podemos nós dar ao luxo de uma família! _ela o encarou já com a arma abaixada. __ Se realmente quer vingança, fique comigo e descubra quem são os traidores. _ ele respirou fundo. __ Eu juro que não te procurei todos esses anos, porque sabia que se fizesse isso, você viria pessoalmente atrás de mim, como fez agora! _S/N encarou JunMyeon e lhe deu as costas.

__ Resolva sozinho o problema com seu reinado, porque da minha mãe cuido eu! _disse isso e saiu da propriedade sem ser barrada.

Não existe pior ser na face da terra do que uma mulher em busca de vingança e essa era ela, não podia compreender como aquilo chegou naquela magnitude, sua própria mãe tentando lhe matar, não parecia a mesma mulher que um dia amara, mas S/N não queria saber, se Luísa era má, ela era muito pior.

No seu esconderijo planejou como encontraria a ruiva, esta se escondia muito bem, estava sob os cuidados de outra máfia da Tríade, com certeza os que queriam tomar o poder de JunMyeon, ela era esperta, se aliou com os mais barras pesadas e S/N conhecia cada um deles, já que o próprio JunMyeon havia lhes dado os nomes anos antes.

Então essa era sua intenção?!

Foi aí que tudo se encaixou na mente da jovem, JunMyeon lhes deu os nomes de propósito para que fossem usados futuramente, o Cabeça de dragão tinha planos para eliminar a concorrência e todos aqueles que queriam tomar o poder, o jovem líder deu alvos para S/N.

Muito esperto!

[...]

Ele caminhava de um lado para o outro, arrependido de ter deixado S/N sozinha, devia tê-la seguido até a Costa Rica, assim poderia ter impedido que Luísa matasse sua família, mas não, preferiu lhe deixar em paz.

Luísa um dia antes da morte da família da jovem, lhe mandou um vídeo de S/N com o marido e filho felizes, aquilo meio que deixou o rapaz desconfortável, principalmente porque sentia algo desconhecido por ela, mas a ruiva deixou claro suas reais intenções, demorou um pouco para que ele descobrisse o paradeiro dela, mas foi tarde.

No silêncio de seu quarto ele pensou em uma forma de impedir S/N de ir atrás de Luísa, pois sabia que a mesma se escondia com outra máfia da Tríade, seria suicídio fazer aquilo, então ele parou de andar bruscamente.

__ Espera... ela não pode! _sim, aquilo era uma missão kamikaze. __ Preciso parar ela!

Pov. S/N

Ajustei o vestido cubinho enquanto entrava na receção, era aniversário do maior empresário da indústria de armamentos, toda a Tríade, máfia russa, italiana e outras estavam para prestigiar aquele homem influente.

Peguei uma taça de champanhe e me encostei em uma coluna observando tudo ao redor, então vi algo que fez meus punhos se fecharem, era JunMyeon entrando de braço dado com ela, os dois sorriam como se fossem melhores amantes.

Eu tinha razão, eles planejaram tudo juntos, o desgraçado pôde fugir ileso quando fui o matar, mas não cometeria o mesmo erro duas vezes, por sorte estava disfarçada, ninguém saberia quem era eu ali, nem mesmo JunMyeon.

Ele olhava para os lados como se procurasse alguém, provavelmente a mim, mas claro que não acharia, meu disfarce era perfeito, garota loira, olhos azuis, cabelos longos, vestido cubinho rosa, com um decote pra lá de provocativo e lábios pintados de vermelho intenso, nem parecia eu e essa era a intenção.

Depois de horas de espera, vi a ruiva se distanciar das pessoas, então discretamente lhe acompanhei, a mesma passou por uma porta que dava acesso a um corredor, continuei lhe seguindo, claro que estava armada até os dentes, daquela noite ela não escapava.

Lhe segui por um tempo, até que de repente meu corpo foi puxado para dentro de uma das portas, me debati, mas uma mão segurava minha boca e outra a cintura, então fui encurralada contra a porta e no meio da escuridão vi a silhueta de um homem.

__ Então é você! _reconheci aquela maldita voz. __ Quase que não te reconheci! _me remexi para pegar a arma no decote, mas o desgraçado foi mais rápido, colocando a mão e a tirando. __ Você é muito esperta! _sorriu de lado e tirou sua mão da minha boca.

__ Me solta desgraçado! _rebati.

__ Pra quê? Pra se matar? Sinto muito, mas isso não vai rolar! _arregalei os olhos. __ Eu sei o que veio fazer e é suicídio!

__ E daí? A vida é minha e faço dela o que quiser! _respondi, então senti seu corpo contra o meu.

__ Não enquanto eu viver! _respondeu, então lentamente foi descendo sua mão no meu corpo até chegar na barra do vestido, JunMyeon foi o levantando até conseguir o que queria. __ Sua vida me pertence agora! _tirou a outra pistola que estava presa na minha coxa.

__ Porquê? Vai me entregar pra sua amante? _perguntei em deboche e ele sorriu de lado.

__ Não entendo como alguém tão esperta pode ser tão burra em relação a mim! _franzi o cenho. __ Eu só vim com ela, porque queria te achar! Por mim aquela bruxa pode queimar, mas eu tinha que garantir sua segurança! _ri nervosa.

__ E por quê minha segurança é tão importante? _JunMyeon deu aquele olhar superior e sem aviso me levantou no seu colo, colocando minhas pernas ao redor da sua cintura.

__ Porque eu sou um desgraçado que gosta de brincar com a irmãzinha caçula! _sussurou com o rosto próximo ao meu. __ E porque eu sou o rei dessa p**** toda! _franzi o cenho, então senti uma picada no pescoço. __ Só vai morrer, quando eu disser que pode!

[...]

Acordei um pouco grogue, minha visão estava meio embaçada, toquei meu pescoço que doía um pouco, eu havia sido dopada, então abri os olhos por completo e olhei ao redor, com um suspiro deduzi estar no quarto de JunMyeon, o desgraçado conseguiu me capturar de novo.

__ Dormiu bem? _tomei um susto ao vê-lo na minha frente sentado em uma poltrona.

__ Ora seu... _fui interrompida pelo som de algemas, olhei para meu braço e eu estava algemada à cama. __ Você me algemou? _lhe encarei incrédula e ele deu de ombros.

__ É para sua própria proteção... na verdade a minha, já que você é o perigo aqui! _dei uma risada fraca e depois lhe encarei séria.

__ Me solta P****!!! _esbravejei, mas JunMyeon só cruzou os braços.

__ Só vou te soltar, depois que discutirmos nossa relação! _franzi o cenho.

__ Quê?? Que relação? Nós não temos nenhuma relação! _me mexi.

__ Tudo bem! Já que não quer discutir a relação, vamos aos negócios! _franzi o cenho e ele levantou respirando fundo. __ Você quer a Luísa morta e eu quero aquela maldita bruxa em uma fogueira, então chegamos a um denominador comum... precisamos formular um plano para tirá-la das asas do Xiang...

__ Ela está com o Xiang? _JunMyeon me encarou com um sorriso.

__ Olha só, está querendo colaborar? _revirei os olhos.

__ Vai se foder! _respondi.

__ Só se for você!

__ Quê???

__ Xiang tem um ponto fraco e é aí que você entra! _franzi o cenho. __ O neto dele, Zhang Yixing! Jovem promissor, estava estudando fora e voltou para ajudar o avô nos negócios...

__ O que eu tenho haver com isso?

__ Luísa está de olho no futuro chefe! _respondeu. __ Você tem provas o suficiente para saber que a ruiva é sedutora o suficiente para induzir o rapaz à matar o avô e tomar o trono. _arqueei uma sobrancelha. __ Garanta que quem fará isso, será você! _sorriu de lado.

__ Quer que eu seduza ele, antes dela? _assentiu. __ E se eu me recusar?

__ Vai perder a chance de matar a bruxa! _respirei fundo.

O plano JunMyeon não parecia tão complicado, seduzir homens era meu forte, ou melhor, da Dandara, mas não poderia usar a mesma técnica com alguém jovem e com certeza Luísa também usaria o mesmo truque, então tinha que estar um passo à frente.

__ Certo, eu faço! _respondi séria e ele assentiu. __ Agora pode me soltar? Quero fazer xixi! _JunMyeon caminhou em minha direção e se pôs ao meu lado para tirar as algemas, então aproveitei a oportunidade e o puxei contra a cama ficando por cima de seu corpo e agarrada ao colarinho de sua camisa social.

__ Nunca confie em mim! _disse com um sorriso sádico, JunMyeon iria aprender a não se meter comigo, foi então que senti algo duro em baixo de mim, então ele agarrou meus quadris me prendendo contra seu corpo.

__ Agora vamos discutir a relação? 


Notas Finais


Joguei a bomba e saí correndo... Boa sorte!

Vejo vocês nos comentários! 😉

💋💋💋 no ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...