História Dramione: Opostos mas Iguais - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Aberforth Dumbledore, Abraxas Malfoy, Alastor Moody, Alvo Dumbledore, Alvo Potter, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Barão Sangrento, Bellatrix Lestrange, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cho Chang, Córmaco Mclaggen, Daphne Greengrass, Dino Thomas, Dobby, Draco Malfoy, Duda Dursley, Fleur Delacour, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Godric Gryffindor, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Lilá Brown, Lílian Evans, Lílian L. Potter, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Parvati Patil, Percy Weasley, Personagens Originais, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Remo Lupin, Ronald Weasley, Rose Weasley, Rúbeo Hagrid, Salazar Slytherin, Scorpius Malfoy, Severo Snape, Sibila Trelawney, Sirius Black, Ted Lupin, Theodore Nott, Tiago Potter, Tiago S. Potter, Tom Riddle Jr., Valter Dursley, Viktor Krum
Tags Draco Malfoy, Dramione, Harry Potter, Hermione Granger
Exibições 250
Palavras 1.582
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIÊ!!
fiz esse ep, para vocês saberem um pouca do passado da Carry!
Tadinha.. </3

Capítulo 33 - O passado sombrio de Carry Malfoy


POV – Carry

                - Oi! – Eu cumprimentei um Ruivo, pois nos deixara a sós –

- Olá, prazer sou Rony. – Ele respondeu educadamente, ticamos em silêncio por algum tempo e já estava começando a ficar meio desconfortável – você vai mesmo estudar em Hogwarts?

- Ah sim, ei, Draco me disse que lá existem casas, pode me explicar como funciona? – Perguntei –

- Bom, as casas são separadas pela sua personalidade – Eu escutava atentamente – Tem a Grifinória que é a casa dos corações indômitos, homens de coragem, a Sonserina é a casa dos astuciosos, que estimam o poder acima de tudo, e fazem qualquer coisa para chegar ao seu objetivo, a Corvinal é a casa dos inteligentes, eles presam o conhecimento, e a Lufa-Lufa é a casa dos.. dos.. bom..( N/A: Desculpa... ;-; ) provavelmente você não ficará lá então... Também existe muita inimizade entre duas casas: Sonserina e Grifinória. Se você estivesse na escola ano passado iria entender. – Ele finalizou –

- Oh, isso é muito legal! – eu me animei – De quais casas vocês são?

- Eu, Hermione, Gina e Harry somos da Grifinória, Blásio e Draco da Sonserina e Luna da Corvinal. – Agora fiquei confusa –

- Mas, e a inimizade entre casas? – isso é muito contraditório! –

- Bom... Nem eu sei explicar, um dia a Hermione tacava azarações nele, no outro eles começaram a namorar.

- Olha, eu vivo falando com ele pela lareira, e eu te juro uma entre cinco palavras que ele fala é “Hermione”, ele fica parecendo um adolescente apaixonado – eu começo a ri – sinceramente eu me lembro de quando eu era assim... – eu dou uma pausa, eu não gosto desse assunto –

- Não consigo te imaginar, andando e suspirando o nome de alguém.  Disse brincalhão e eu sorri –

- Só me conhece há meia hora! – eu bati amigavelmente em seu ombro –

- Quando conheci Harry, eu sabia que seria seu amigo em menos de meia hora! – ele sorriu –

- Sei bem com o é isso... – eu disse encarando o chão, logo uma pequena lágrima se formou –

- Eh, v-você está bem? Foi algo que eu disse?! – ele disse nervoso –

- Não e-eu estou bem... – Eu dei um sorriso forçado –

- Pra um Malfoy, você é uma péssima mentirosa! – Ele disse me puxando para sentar ao seu lado em um banco em baixo de uma arvore –

- Cala a boca! – Eu disse rindo – foi só uma coisa que aconteceu, quando eu me apaixonei pela primeira vez... – Eu dei um pequeno sorriso triste –

- Ah, minha história de primeiro amor, também não é boa. – ele disse – fazemos assim, eu te conto a minha história e você me conta a sua – eu concordei – eu primeiro, meu primeiro amor foi a Hermione – eu arregalei meus olhos – ela sempre foi a sabe-tudo, seus cabelos eram castanhos e indômitos, seus olhos eram avelã, nós vivíamos brigando por motivos fúteis, mas sempre perdoávamos, é de certeza que sem ela sem eu nem Harry estaríamos vivos hoje, ela iluminava os meus dias e eu só percebi isso esse ano, ela é uma monitora-chefe, ela teve que dividir o dormitório com o Malfoy, olha.. eu anda azarando qualquer um que passasse perto de mim, mal sabia eu que ela já estava se apaixonando por Malfoy há tempos... eles  brigaram e eu aproveitei a chance para passar mais tempo com ela, e acabou que eu a convidei pro baile, ela finalmente estava se apaixonado por mim eu exalava felicidade por onde passava, mas como sempre eu tive que estragar tudo, eu estava indo de encontro a ela quando, uma garota, Lilá Brown me beijou em pleno corredor, como eu sou sortudo a Hermione passou bem nessa hora, eu iria sozinho no baile agora, eu não aceitei isso então no dia eu comecei a me embebedar, mas não foi tipo quatro doses, foram umas duas garrafas de Uísque de fogo, eu vi ela dançando com o Malfoy, e meu sangue ferveu, ela era minha Hermione e a bebida falou mais alto... eu tentei viola-la – Eu arregalei mais meus olhos, ele tinha uma cara de puro arrependimento – ela me espancou, não que eu tenha ficado bravo, eu realmente merecia aquilo, fiquei um Mês sem falar com ninguém, até que eu tomei coragem e fui implorar de joelhos por perdão, e ela aceitou, naquele momento eu percebi,  se ela está feliz com Malfoy, por que impedir? Demorou mas eu finalmente consegui me livrar desse sentimento, agora eu sei que eu realmente amo a Hermione, mas como irmã. E essa foi a minha história! – Ele terminou com um suspiro –  Olha.. Eu entendo sua reação...  – ele iria se levantar, mas eu segurei seu pulso –

- Ei! Está tentando fugir sem escutar a minha história?! – eu perguntei e ele sorriu tomando lugar ao meu lado novamente – bom... – Eu respirei fundo e comecei – Eu tinha 13 anos quando nos conhecemos. Ele foi ficando cada vez mais próximo de mim, era mais como melhor amigo. Então eu acabei gostando do modo como ele fazia graça de tudo, como ele me deixava feliz e acabei me apaixonando por ele. Um dia eu não estava aguentando mais tudo aquilo, eu só me perguntava se ele ficaria comigo se soubesse o que eu sentia, queria saber se sentia o mesmo, então eu contei tudo e ele disse que me amava. – Eu dei uma risada irônica, mas sem um pingo de humor - Nós começamos a namorar, e ficamos um ano e meio anos juntos. Mas no nosso aniversário de namoro eu o peguei na cama com a minha melhor amiga. - eu disse com os olhos cheios de lágrimas, afinal eu estava me lembrando do momento mais difícil da minha vida.- Eu me senti um lixo, achei que não tinha mais nenhum motivo para viver, e então eu acabei machucando a mim mesma achando que a dor aliviaria, e realmente aliviou, mas não tanto quanto eu gostaria. – Ele começou a acariciar a minha cabeça - Eu me automutilava e depois de um tempo tive princípio de bulimia e anorexia. Minha mãe até me internou em uma clínica, mas isso não importa mais. Eu ainda tenho algumas cicatrizes, elas servem pra me lembrar de que eu não vou enganada de novo. Draco me encontrou chorando e com os pulsos ensanguentados uma vez e ele não aguentou, foi atrás de Logan. Eu até tentei me matar quando não estava uma vez. Depois de um tempo eu percebi que não já motivos para me ferir daquele jeito. Logan me deixou no fundo do poço, mas quem nunca caiu nenhuma vez? Meu primo me ajudou a superar tudo isso, eu me lembro até hoje do que ele disse pra mim: ‘Quem não provoca seu sorriso não merece sua lágrima’. Eu sei que eu posso achar alguém muito melhor para mim. Então eu jurei que nunca mais vou me apaixonar, porque quando as pessoas entram em um relacionamento elas ficam frágeis, e eu não quero me machucar assim novamente. – Eu finalizei, o ruivo secou as minhas lágrimas com o polegar e deu um pequeno sorriso, eu nunca contei isso a ninguém, só eu Draco e Blásio sabíamos, não sei por que o contei eu só... senti que ele não me julgaria... –

- Obrigado por confiar em mim, agora somos amigos, partilhamos um segredo. – Eu sorri –

- É, amigos... – eu disse o abraçando – Agora vamos sair daqui, porque parece que vai chover - ele concordou e fomos pra debaixo de uma barraca vazia, eu olhava fundo nos seus olhos –

- Gosto do seu cabelo, quando pintou? – ele puxou assunto –

- Ah, eu sempre pinto o cabelo, você vai se acostumar – eu disse observando s minúsculas gotas de chuva que caiam sem cessar na grama do parque –

- Eu tenho uma pergunta, porque está aqui, numa cidade trouxa? – ele perguntou –

- Promete que não vai rir de mim? – ele concordou – Eu me perdi... – ele me olhou sorrindo – por que essa cara?

- nós viemos parar aqui porque ano passado, Hermione, Luna e a minha irmã se perderam também, quando chegou aqui? – ele perguntou novamente-

- Olha, alguns minutos antes de encontrar vocês. – eu disse envergonhada –

- Pode ficar no hotel com a gente. – ele sorriu –

- Ah, claro! – continuamos conversando por algumas horas e a chuva não parava, o Rony é realmente bem divertido, e engraçado, tem ótimas histórias pra contar – Agora... cadê todo mundo? – perguntei –

- É verdade, já faz algumas horas e nada deles, humm – ele parou pensativo –

- Olha eles ali! – apontei para seis pessoas totalmente encharcadas pela chuva – Que demora foi essa?! – perguntei ao loiro que andava na nossa direção –

- você não sabe o que aconteceu! Nós brigamos,  Hermione se embebedou, eu dirigi um carro!! Ficamos produzindo uma poção rápida de ressaca pra ela acordar! – eu olhei para a Hermione – E na volta começou a chover!

- Hermione... Gina.... Luna! – eu sussurrei e elas vieram em minha e direção – Agua! – eu apontei pra suas roupas, agora quase transparentes –

- Ai Merlin! – disseram cobrindo o busto com as mãos eu dei uma leve risada e murmurei um feitiço para seca-las – Obrigada....

- Por que não avisaram seus pervertidos?! – Gritou Gina –

- Nós nem percebemos... – disse Blásio assoviando –

- Mentirosos!! – Hermione deu um tapa no braço de Draco –

- Ai minha dama! – ele segurou levemente a sua mão e ela corou – é tão fácil te fazer corar, fica linda! – ele beijou sua testa –

- Vamos voltar pro hotel! Carry, você vai com agente? – perguntou Gina e eu concordei – precisamos trocar de roupa, para ir ao jantar!


Notas Finais


Gostaram? Odiaram? Sugestões? comentem! adoro lê-los! E ver sua reações ao cap. ~~^-^~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...