História Dramione Um amor proibido. - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Arthur Weasley, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Jorge Weasley, Lilá Brown, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Severo Snape, Viktor Krum, Vincent Crabbe, Zacharias Smith
Tags Harrypotterdramione
Visualizações 76
Palavras 1.720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 31 - A descoberta.


Fanfic / Fanfiction Dramione Um amor proibido. - Capítulo 31 - A descoberta.

Gina que até então estava sentada com seus amigos, correu até o banheiro para ver o que estava acontecendo com a castanha:

_ Mione. Grita Gina ao entrar no banheiro.

_ Estou aqui. Responde a garota com sua voz arrastada, em meio a ancia.

Gina se aproximou da amiga, vendo que ela não estava bem, decidiu tomar uma atitude:

_ Vem comigo. Pede a ruiva.

_ Pra onde ? Pergunta Mione curiosa.

_ Vamos até a ala hospitalar, por sorte o medibruxo esta em Hogwarts hoje em período integral, precisa urgentemente de uma consulta, precisamos saber o que está acontecendo. Adverte Gina a encarando.

_ Agora não dá, temos aula daqui a pouco, pensando bem estamos atrasadas. Informa a castanha indo para a sala apressadamente.

Ao chegarem na porta da classe Gina barra Hermione, antes de entrarem:

_ Ta serto, mas depois da aula nós vamos, e sem falta. Garante a ruiva dando espaço para a amiga entrar na sala.

Ambas entraram na mesma, para o azar era aula de poções com o professor Snape, assim que ambas entraram o mesmo as encara com um olhar severo:

_ Desculpe- me pelo atraso professor, estavamos resolvendo um assunto importante. Justifica a castanha.

_ Espero que seja por uma razão importante mesmo Senhorita Granger, sabem perfeitamente que não tolero atraso, agora sentem-se, estão atrapalhando a aula. Adverte Snape rude como sempre.

Os alunos sentados todos em dupla, como na maioria das aulas, só haviam dois lugares na sala, por conhecidência era ao lado de Draco Malfoy. A ruiva vendo que não tinha alternativa deixou sua amiga sentar-se primeiro, assim não ficaria perto do loiro.

Após essa distração, a aula seguia normalmente, até Snape levantar-se de sua poltrona:

_ Atenção alunos,  vou passar uma prova semana que vem, ela será feita em duplas que eu vou escolher, as duplas teram uma semana para estudar, por isso não quero desculpas. Agora vejamos, a primeira dupla, Ginerva Weasley e Neville Longboton. Informa o professor. Snape caminhava pela sala entre os alunos para escolher as duplas.

Ao ouvir essas palavras, Gina se tranquilizou, antes fazer prova com Neville que ja era seu amigo, do que com alguém da Sonserina, a ruiva deu um suspiro de alívio e olhou para seu amigo com um sorriso fraco:

_ Outra dupla, Harry Potter e Simas Finnigan. Ronald Weasley e Romilda Vane.... E assim Snape foi escolhendo cada dupla até chegar em Mione. _ Hermione Granger e.... Draco Malfoy. Informa o professor.

Ao ouvir essas palavras Hermione sentiu seu sangue ferver, estava nervosa, agindo por impulso levantou-se da cadeira, nunca havia reagido daquela maneira:

_ O que ? Está brincando, não vou fazer dupla com o Malfoy, tanta gente para escolher e foi me colocar justo com ele, o Senhor sabe tudo o que aconteceu, pelo amor de Merlin professor. Não posso fazer com outra pessoa ? Qualquer outra. Pede a castanha alterada.

_ Está renegando uma ordem minha Senhorita Granger ? Pois eu sinto muito, não mudarei as duplas por sua causa, não pode deixar sua vida pessoal interferir nos estudos, terá de fazer dupla com Malfoy, essa é minha ultima palavra. Ordena Snape severamente.

_ Professor, eu também gostaria de fazer dupla com outra pessoa. Confessa Draco com sua pose orgulhosa.

_ Eu lamento Senhor Malfoy, mas como eu expliquei a Granger, as duplas não serão alteradas. Responde Severo o encarando.

Hermione bufou em sinal de negação, ela sabia que estar na presença de Draco, a lembrava de tudo o que o garoto havia feito, ela estava furiosa com a decisão do professor, até que começou a se sentir mal novamente:

_ Está tudo bem Mi ? Pergunta Gina preocupada, vendo que a face de sua amiga estava completamente pálida.

_ Não estou bem não, que sensação estranha. Ao terminar sua frase, Hermione desmaia no meio da sala.

_ Meu Merlin, professor ajuda aqui. Pede Gina nervosa e preocupada.

Snape caminhou até lá carregou Hermione até a ala hospitalar, antes que saísse da sala deu ordens para todos ficarem em silêncio, Gina o acompanhou, precisava de alguém para ficar junto da garota.

_ Wesley não demore, se não terei que descontar pontos da Grifinória. Adverte o professor voltando para a sala.

_ Ela vai ficar bem doutor ? Pergunta a ruiva passando suas mãos na cabeça da garota.

_ Me conte exatamente o que ela vinha sentindo nesses últimos dias. Pede o medibruxo.

_ Não sei ao certo, mas ela vem sentindo vários enjoous frequentemente, e agora deamaia do nada. Isso é grave ? Pergunta a ruiva novamente.

_ Ela vai ficar por um tempo em observação, vou passar um soro para ela melhorar. Também vou pedir alguns exames. Informa o médico.

Gina não queria deixar sua amiga sozinha, mas teve de voltar para sala, chegando na mesma a ruiva pediu licença e caminhou até seu lugar, sua mente estava voltada em sua amiga. Dava para ouvir alguns alunos perguntando sobre Hermione para ela.

_ Silêncioooo. A Senhorita Granger apenas desmaiou, logo vai melhorar, agora voltem todos a seus afazeres. Ordena Snape friamente.

Draco estava preocupado com a castanha, temia que fosse alguma coisa grave, o loiro não suportaria perdê-lá, ainda mais agora que tinha certeza que há amava.

Após a aula, Harry Gina e Rony foram até a ala hospitalar, mal prestaram atenção na aula preocupados com a amiga. Ao entrarem na mesma a castanha ja estava acordada terminando o soro, mas ela teria de ficar para fazer os exames.

_ Minha nossa Mione, nunca mais nos assuste dessa maneira. Está melhor ? Pergunta Rony preocupado.

_ Estou, mas foi horrivel, fiquei estressada com o professor Snape e começei a me sentir mal, e foi ai que vo tudo rodando. Informa a castanha pensativa.

_ Eu não queria dizer nada, mas acho que não se trata de alguma doença, pode ser uma coisa um tanto delicada. Confessa Harry a encarando seriamente.

_ Do que está falando ? Pergunta a castanha curiosa.

_ O que estou querendo dizer é..... Antes que Potter terminasse de falar o medibruxo o interrompe.

_ Senhorita Granger, vamos lá, é hora de fazer os exames. Preciso que seus amigos saiam por alguns minutos, não se preocupe são exames simples. Informa o médico.

Os garotos apenas assentiram e foram esperar ao lado de fora da ala. Passando vinte minutos Hermione saiu da sala.

_ Como foi ? Pergunta Rony ajudando-a caminhar, ela ainda estava um pouco fraca.

_ Estranho, primeiro fizeram um exame de sangue, depois uma ultrassom. Puxa, não era necessário estou bem. Garante a castanha.

_ Aé, não é o que está parecendo, além do mais precisava mesmo fazer uns exames. Adverte Gina seriamente.

Os quatro foram até o pátio, Mione precisava de ar puro.


No dia seguinte.....


Hermione acordou mais cedo do que  de costume, seus enjoous já haviam passado, a mesma fora direto para o consultório da escola, o medibruxo começará seu plantão mais cedo ja que estaria pela escola somente no período da manhã:

_ Ja tem os resultados dos meus exames doutor ? Pergunta Mione curiosa e aflita.

O médico apenas sorriu entregando os resultados para a garota. Hermione não entenderá a reação do mesmo:

_ Meus parabéns Senhorita Grange. Foi tudo que o médico disse, deixando Mione confusa.

A castanha abriu o envelope ao qual estava o exame, ao lê-lo a mesma ficou paralizada, mudando até de cor, estava assustada, seus olhos arregalados:

_ Não pode ser. Diz a garota chocada.

Hermione saiu apavorada do consultório, estava preocupada, não era para menos ja que estava esperando um filho, e ainda por cima do homem que brincou com seus sentimentos e que a enganou, um filho de Draco Malfoy:

_ Ele não pode saber nunca que esse filho é dele, vai tirá-lo de mim, além do mais não quero ter nenhum tipo de contato com ele. Pensa a castanha desesperadamente.

A castanha caminhava pelos corredores, estava tão pensativa que mal notou um serto loiro colocando-se a sua frente.

_ Hermione. Diz Malfoy.

A mesma ao vê-lo parado ali a sua frente ficou novamente estática, tão branca quanto o papel que estava em suas mãos, tentou disfarçar seu nervosismo:

_ O que você quer Malfoy ? Pergunta a castanha friamente.

_ Eu sei que pode não ser a melhor hora, mas quero pedir minhas sinceras desculpas por todo o mal que lhe causei, no inicio era pir conta de uma vingança boba, eu nunca imaginei que iria me apaixonar dessa forma por você, mas aconteceu, esse amor que eu carrego dentro de mim é a única coisa sincera que eu falei. Estou arrependido, pode  não acreditar mas eu mudei muito, e graças a você, e se vim te procurar passando por cima do meu orgulho é por que não quero te perder, ontem quando desmaiou tive medo de não vê-la nunca mais. Confessa Malfoy com sinceridade.

_ Como você pode ser tão cara de pau, acha mesmo que vou acreditar nessa ensinaçao barata, teve a coragem de vir até mim e pedir perdão, você me feriu profundamente, mas agora ja não me importa, eu quero que saia da minha vida, me deixe em paz. Diz a castanha o encarando friamente.

_ Eu vim aqui abrir meu coração a você e é assim que me trata, quer saber de uma coisa ? Cansei de implorar por seu perdão, não vou ficar me humilhado por ninguém, não vale a pena. Ainda mais mais por uma sangue ruim feito você, quer saber de uma coisa, agora sou eu que não quero saber mais nada de você, adeus Granger. Responde Draco friamente virando suas costas saindo dali.

Os olhos de Hermione se encheram de lágrimas, passou suas mãos em seu ventre, agora não estaria mais sozinha, seu filho seria sua razão de viver.

No quarto de Lilá Brown, a mesma se preparava para tomar seu banho matinal, acordara com um péssimo humor, após seu término com Rony, a garota mal se cuidava, nem ao menos dava importância para o filho que estava esperando. Ligou o chuveiro e distraiu-se com seu banho, até notar sangue escorrendo pelo meio de suas pernas, sua barriga começará doer profundamente:

_ O que está acontecendo comigo, está doendo, que dor insuportável, aiiiiii. Não posso perder esse filho, é minha única esperança de voltar com o Rony, não pode ser. Grita a morena em meio as dores.

Lilá embrulhou-se em uma toalha, deitou expremida em sua cama até a dor passar, tomou um remédio para a mesma. Alguns minutos depois não haviam mais sinais de dor, a garota vestiu seu uniforme e começou a se arrumar. Ela sabia que havia perdido seu bebê, mas não contaria para ninguém, pois isso à afastaria ainda mais de Rony.



Notas Finais


Eai pessoal, o que estão achando ?
Essa história terá um desfecho que mudará o rumo de muitos personagens.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...