História Dramione Um amor proibido. - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Argo Filch, Arthur Weasley, Cassandra Trelawney, Cho Chang, Draco Malfoy, Fred Weasley, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Lilá Brown, Lucius Malfoy, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Olívio Wood, Percy Weasley, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Severo Snape, Viktor Krum, Vincent Crabbe, Zacharias Smith
Tags Harrypotterdramione
Visualizações 42
Palavras 1.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Descobertas e mudanças.


Hermione estava deitada em sua cama, a mesma havia se trancado, não queria ver ninguém e muito menos Rony. O ruivo por outro lado, estava decepcionado com a castanha, por conta de sua falta de confiança, afinal ele acreditou nela, e o que a mesma fez ? Não confiou nele.

Harry odiava a situação, não queria ter que escolher um lado, os dois eram seus melhores amigos. Mas o mesmo também desconfiava de Rony . Ele por um impulso, decide procurar Hermione.

_ Mioneee, está tudo bem ? Abre essa porta. Grita Harry, chamando por sua amiga e dando uma ordem.

_ Vai embora Harry, não quero ver ninguém, preciso ficar sozinha. Responde a castanha chorando.

_ Mione eu sei que está chateada com o Rony, talvez ele não tenha feito por mal, o mesmo te adora. Diz Harry tentando justificar a situação.

_ Desculpa Harry, mas eu não vou abrir, preciso de tranquilidade, por favor, vá embora. Responde a castanha ainda chorando.

Harry percebeu que não adiantava, naquele momento sua amiga precisava ficar só com seus pensamentos, e entender o que de fato havia acontecido. O mesmo decide voltar para seu quarto, ele estava triste de ver a amiga tão mal, e não poder fazer nada.

No outro dia, Hermione foi solicitada a comparecer na diretoria junto dos demais monitores. A mesma chegará pontualmente, afinal, para ela seria bom distrair sua mente com trabalho:

_ Eu os chamei aqui por que já averiguei todos os trabalhos, devo dizer que estou satisfeita, foi difícil escolher somente um. Mas desde já dou meus parabêns a todos. Teve um em especial que me chamou a atenção. Hermione, Draco meus parabéns, o projeto de vocês foi o escolhido, ambos terão de passar mais tempo juntos, serão responsáveis pelos alunos e o patrimônio da escola. Diz Minerva satisfeita e orgulhosa dos dois.

_ Muito obrigada Diretora Minerva, mas devo dizer que tudo isso é mérito da Granger, foi ela quem deu as ideias. Acrescenta Draco dando um sorriso para Hermione, que estava seria.

_ Preciso que começem a organizar alguma de suas propostas, todas seram cumpridas. Eu gostaria também que antes de tudo, fizéssemos um baile. Adverte Minerva.

_ O que ? Mas diretora, justo agora. Responde Hermione um pouco triste e meio nervosa.

_ Vocês vão conseguir, já me provaram que juntos formão uma bela dupla .Adverte Minerva.

Hermione olha meio cem jeito para Draco, que não para de encarala desde que entraram na sala:

_ O que vocês dois estão esperando? Podem começar com os preparativos, vão. Ordena Minerva.

Ambos saem da sala e vão para o Salão Comunal,  mal se falaram, até que o loiro decide puxar assunto:

_ Eu fiquei sabendo o que aconteceu com você e o Weasley, acredite, sinto muito. Diz Malfoy tentando parecer convincente.

_ Olha não quero ser mal educada, mas não quero falar sobre este assunto. Responde a castanha meio cabisbaixo.

_ Não precisa ficar assim. E que tal começarmos  os preparativos para o baile ? Pergunta o loiro tentando animar Hermione.

_ Tem razão, vamos, não posso deixar  uma briga idiota atrapalhar meu trabalho como monitora. Adverte a castanha que estava triste, porém mais segura de si.

_ Essa é a Granger que eu conheço. Responde o loiro dando um sorriso para Hermione.

Ambos foram para a biblioteca, começar as preparações para o baile. Chegando lá, ambos se deparam com Rony sentado no sofá, lendo um livro, mas não era um livro qualquer, e sim o preferido da castanha. A mesma lembrava do que havia acontecido nos dias anteriores, tentava segurar as lágrimas. Malfoy, percebeu que Granger ficou abalada ao ver Rony ali sentado:

_ Podemos ir para outro lugar se você quiser. Diz o loiro.

_ Não, vamos ficar aqui mesmo. Responde a castanha desviando seu olhar de Rony, que estava entretido, e mal percebeu a presença dela ali.

Ambos se sentaram em uma das mesas que havia ali. Hermione sentou-se de costas para o sofá onde estava Rony. Os dois começaram pesquisando algumas ideias para o tema do baile, quando Lilá aparece sentando-se perto de Rony:

_ Olá Ron. Comprimenta a morena.

_ O que você quer aqui ? Pergunta o ruivo alterando a voz.

_ Calma, eu vim conversar, quero te pedir desculpas por aquela noite. É que eu tentei, mas não consigo te esquecer. Ron você é muito importante para mim. Confessa Lilá olhando nos olhos do ruivo.

Hermione que até o momento estava oculpada com os preparativos para o baile, olha para trás e percebe Lilá e Rony conversando.

_ Eu não estou acreditando nisso. Diz a castanha alterando a voz, e desapontada.

Quando Rony olha para a direção da mesa, encontra o olhar de Hermione junto do seu, a mesma estava com os olhos tristes e vazios.

_ Vamos sair daqui Malfoy. Diz a castanha levantando-se da mesa, e pegando as coisas que eles iriam usar.

_ Está bem. Responde Draco concordando.

Ambos saíram da biblioteca, Hermione antes que saise encarou Rony com expressão de chateada. Rony ficou mexido com a situação, e como se já não bastasse as ideias absurdas que o ruivo estava pensando, Lilá faz questão de soltar seu veneno novamente:

_ Você percebe Ron, aqueles dois, estão bem proximos ultimamente. Diz a morena.

_ Mas é claro, são monitores, e fazem dupla por onde da Minerva. Adverte o ruivo.

_ Não está na cara, A Granger só precisava de um motivo para terminar com você. E pelo visto conseguiu. Responde a garota.

_ O que está ensinuando ?  Pergunta o ruivo.

_ O pior cego, é aquele que não quer ver. É obvio Ron, eles dois estão tendo um caso. Adverte Lilá tentando convencer o garoto.

_ Isso não. Hermione não seria capaz de fazer isso. Responde o garoto com convicção.

_ Está bem se pensa assim, eu já vou, e lembre-se, pode contar comigo sempre. Diz a garota acenando para Rony e saindo dali.

Por causa do acontecimento na biblioteca. Draco e Hermione decidiram que continuariam os preparativos no dia seguinte. A castanha ainda estava pensativa, por conta de ter visto Rony:

_ Está entregue Granger. Diz Malfoy.

_ Obrigada por me acompanhar. Responde a castanha agradecendo Malfoy.

_ Não se esqueça Granger, sempre poderá contar comigo. Adverte o loiro se aproximando de Hermione. A mesma fica um pouco nervosa com a aproximação. Quando ela está para entrar em seu quarto. Malfoy segura em seu braço.

_ Até mais Granger. Diz o loiro perto de seu ouvido. A mesma sente um calor percorrer pelo seu corpo.

Antes de ir Draco deposita um beijo em sua testa. Deixando a castanha ali parada na porta de seu quarto.

_ Coitada da Granger, será que exagerei com minha vingança, afinal, ela não tem culpa de nada. É o Weasley que deve sofrer, mas ela é tão inteligente e me parecia sempre tão forte, a vi quase aos prantos. O que é isso Draco. Não deve sentir pena de uma sangue ruim, pare de ser tão fraco. Pensa o loiro a caminho de seu dormitório.

Hermione já em seu quarto, pensava em tudo o que acabará de acontecer durante esse dia. E não pode deixar de notar como Malfoy estava diferente, pelo menos com ela. Ele poderia ser carinhoso, compassivo e bondoso, e não apenas um garoto mimado e preconceituoso como ela pensava. 

O que a castanha não sabia, é que a partir desse dia, sua vida tomaria um caminho diferente.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...