História Dream - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Senhora Shermansky
Tags Amor Doce, Castiel, Kevin, Romance, Violencia
Exibições 26
Palavras 2.112
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpe a demora

Capítulo 17 - "Fique longe dela"


Fanfic / Fanfiction Dream - Capítulo 17 - "Fique longe dela"

    Corremos o mais rápido que pudemos para não ficarmos gripados, já estávamos muito molhados e iriamos gripar rápido.

– vamos ficar doentes-Kevin falou.

– é eu sei-falei e ele riu.

– isso foi realmente má sorte-falou – foi começar a chover bem na pior hora...-antes dele continuar falando eu escorreguei em uma poça de água e caí sentada nela, fiquei toda suja de lama e mais encharcada do eu já estava, ele começou a rir da minha cara – que droga hein-falou rindo.

– ah porra...-falei e ele me ajudou a levantar.

– vê se não cai de novo hein-falou rindo e eu dei um soco de leve em seu ombro.

– vamos logo a minha casa não está muito longe-falei e continuamos correndo.

(...)

Chegamos na minha casa e por sorte meu irmão não estava na sala.

– eu vou fazer chocolate quente-falei indo até a cozinha e ele foi atrás.

– eu ainda não tive chance de conhecer seu irmão-falou.

– nem queira porque não é uma boa idéia-falei me virando para ele – ele é muito ciumento e não esquece que ele é um psicopata-falei e ele deu de ombros.

– tanto faz, eu tenho que conhecer o responsável da minha namorada-falou e eu arregalei os olhos e abri a boca em um sorriso.

– e desde quando eu sou sua namorada?

– desde quando você falou que queria ser-provocou.

– ah... aquela parte de "só quero sua mão na minha cintura e o gosto do seu beijo"?-falei e ele assentiu com a cabeça – tanto faz-falei me virando novamente, ele se aproximou e chegou perto do meu ouvido.

– quer sentir minha mão na sua cintura assim?-sussurrou no meu ouvido colocando a mão na minha cintura, me arrepiei toda na hora – quer sentir o gosto do meu beijo? Você tem uma chance de fazer tudo acontecer, desta vez não desperdice-falou e eu sorri. Me virei e sem deixar ele falar nada beijei ele de língua, ele me colocou sentada no balcão da cozinha e ficamos nos beijando. Mordi seu lábio inferior e ele sorriu entre o beijo – esse truque é meu-gente que garoto sexy! NO QUE EU FUI ME METER DESTA VEZ?!

– agora é meu também-falei mordendo seu lábio novamente, continuamos nos beijando até escutarmos alguém arranhar a garganta, desci do balcão rápido e fiquei do lado do Kevin com os braços para trás e com os olhos arregalados. Era a Rosalya com cara de WTF.

– Oi Bethany... e Kevin-falou e eu sorri forçado.

– Oi...-falei olhando para o Kevin com cara de "diz alguma coisa para disfarçar" ele entendeu e me respondeu com uma cara de "você quer que eu diga o que?", pisei em seu pé com força e ele apertou os lábios, ele me deu uma cotovelada no braço e eu arregalei os olhos para ele.

– gente... eu não entendo mímica-falou – peguei os dois no flagra.

– ah é...

– não... é que... hum-falamos ao mesmo tempo e ela começou a rir.

– gente podem admitir... vocês estão juntos-falou feliz e sorridente.

– ah...-abri a boca para falar alguma coisa mas acabei não falando nada.

– que lindo... foi hoje não foi?-Rosa perguntou.

– Bethany... o chocolate quente-Kevin me cutucou e eu corri de volta para continuar fazendo.

(...)

Terminei o chocolate quente e entreguei para eles, sentamos no sofá e bebemos juntos.

– e aí, estão namorando?-Rosa perguntou.

– é... sim-Kevin falou e eu fiquei nervosa.

– faltavam cinco minutos para vocês transarem no balcão da cozinha-Rosa falou e eu corei.

– e-eu... vou tomar banho-falei me levantando e deixando o chocolate quente na mesinha de café.

– ótimo, Kevin vai lá com ela...

– NÃO!-eu e Kevin falamos ao mesmo tempo.

– eu tomo banho no banheiro do corredor-Kevin falou indo comigo, entrei no quarto do Ian e peguei uma roupa dele para emprestar para o Kevin, entreguei para ele e ele entrou no banheiro.


    Entrei no meu banheiro e tomei um banho quente e demorado, vesti um top cinza e um short branco curto de moletom, penteei meus cabelos e saí e a Rosalya estava sentada na minha cama me olhando com um sorriso.

– vocês finalmente se pegaram-falou e eu revirei os olhos.

– não nos pegamos tanto assim foram só alguns beijos...

– alguns beijos nada vocês deram um amasso, e na cozinha.-falou batendo palminhas – estou tão feliz por vocês.

– é... pra falar a verdade eu também...-antes de eu continuar falando o Kevin entrou no quarto só com uma bermuda do Ian e sem camisa – eu jurava que eu tinha te dado uma blusa.

– é você deu... mas do nada bateu um calor e eu quis ficar sem camisa-falou provocando, fiquei mais vermelha que o cabelo do Castiel no momento – tem algum problema?

– n-não... acho que prefiro você sem camisa-pensei alto e cobri minha boca com a mão.

– bom saber, vamos assistir um filme na sala?-falou e nós três fomos para a sala.


    Pegamos um filme de terror para vermos, fizemos pipoca e ficamos no sofá, abrimos o sofá cama e ficamos deitados, fiquei com a cabeça aconchegada no peito do Kevin e ele me abraçando.


    Eu tomava muito susto com o filme, fiquei feliz por um momento porque lembrei que eu ia tirar o gesso amanhã. Kevin deu um beijo em minha cabeça e me abraçou mais forte.


    Eu me sinto  segura ao seu lado, quando eu estou perto dele sinto que não podia ter lugar melhor para estar no momento. Rosa já tinha dormido então a sala era só para nós dois.

– tá gostando do filme?-perguntou.  

– tô sim-falei – mas eu estou muito cansada, vou dormir-falei fechando meus olhos.

(...)

Acordei e o filme já tinha acabado, Kevin também já estava dormindo, dei um selinho nele e continuei deitada no sofá com eles dois pensando na vida e talvez na morte da bezerra. Até que Ian chegou e olhou para o chão cheio de lama e ficou puto da vida.

– ah porra...-falou fazendo bico, fechei os olhos e fingi que estava dormindo mas não adiantou, comecei a rir que nem uma louca – Bethany você finge muito mal

– eu sei-falei rindo.

– você pegou chuva não foi?

– foi, mas eu já tomei banho então fica tranquilo

– e esse garoto aí deitado do seu lado

– ah... é o Kevin, Ian ele é um garoto legal seja gentil com ele-falei e ele bufou.

– tá bom mas com uma condição 

– e qual é essa "condição"?

– você que vai passar o rodo no chão-falou e eu levantei e peguei o rodo na cozinha.

– feliz?

– muito, quando ele acordar eu vou dar a minha bênção-falou subindo as escadas. Limpei o chão e guardei o rodo, me deitei novamente e fiquei fazendo cafuné na cabeça do Kevin.

– acho que eu já até sei porque eu escolhi você e não a Debrah-Kevin falou de olhos fechados e eu sorri.

– não seria boa idéia pegar a Debrah-falei e ele riu e abriu os olhos – bom dia bela adormecida.

– boa noite você quer dizer-falou olhando para a janela e já estava de noite.

– é... você viu o filme até o final?-perguntei.

– não-falou e eu ri – você dormiu na metade

– eu estava cansada-falei bocejando –  a Rosalya também-falei passando a mão em seu abdômen – eu to começando a desconfiar da Rosalya e do Ian

– por quê?

– sei lá, talvez tenha acontecido mais alguma coisa naquela roda gigante

– tô boiando-falou e eu ri.

– hoje fomos em um parque de diversões e o último brinquedo que fomos foi a roda gigante, eu fui com o Alexy só para deixar o Ian e a Rosalya sozinhos de sacanagem

– e... por que você acha que eles estão juntos?

– sei lá, eu acho que aconteceu mais coisa naquela roda gigante-falei e ele deu um beijo na minha testa.

– você tá bem não tá?-perguntou de brincadeira e eu ri.

– deixa pra lá-falei e ele deu de ombros – que merda... amanhã tem aula-falei em um gemido.

– ah merda-Kevin falou bufando.

– já tá ficando calor aqui-falei tirando a coberta.

– ah não, tá frio-falou puxando a coberta de novo.

– tá calor-falei tirando a coberta.

– tá frio-falou puxando de novo.

– calor-tirei.

– frio-puxou.

– calor-tirei.

– frio-puxou. Ficamos nessa babaquice até a Rosalya acordar e nos olhar.

– gente, se vocês vão brigar por causa de coberta briguem para outro lado-falou bufando.

– eu vou dormir agora, de novo-falei me deitando – ah e Kevin, tá frio-falei puxando a coberta e sorrindo para ele – boa noite

– boa noite-falou e me deu um selinho.
 

    Acordamos ao mesmo tempo e depois acordamos a Rosalya, tomei um banho rápido e fui para o meu closet de toalha, coloquei uma calça jeans, uma blusa preta sem  estampa nenhuma e um Allstar vermelho.


    Nos arrumamos rápido e eles foram para a escola, eu fui tirar  o gesso e depois vou direto para a escola.

(...)

Eu já estava atrasada para a escola, uma hora atrasada para a aula, mas o bom lado é que eu estou sem gesso agora. Cheguei na escola que nem uma maluca e corri para a aula de química. Eu tenho essa aula com o Kevin e ele não apareceu até agora, eu estou começando a ficar preocupada, ele pode só estar matando aula com o Castiel e fazendo palhaçada mas do mesmo jeito tô preocupada.


    Pedi para ir ao banheiro e saí rápido da sala, comecei a andar que nem uma maluca no corredor e sem olhar por onde eu andava bati de frente com o Castiel.

– ei garota olha por onde anda-falou grosso.

– você viu o Kevin? Ele sumiu, ele estava matando aula com você no porão?-perguntei preocupada.

– não, você tem idéia de onde ele pode estar?-perguntou.

– na verdade não, por isso que eu queria pedir sua ajuda para procurar ele-falei e ele assentiu com a cabeça.

Kevin POV'S <ON>

Um cara apareceu do meio do breu e me imprensou na porta de um dos armários.

– cara o que você quer?-perguntei tentando me soltar mas ele era mais forte.

– eu quero você longe da Bethany

– e quem é você para me manter longe dela?-perguntei e ele fez uma cara nada boa.

– sou o irmão dela ô palhaço, fica longe dela 

– acho que ela tinha razão quando falou que você é um psicopata-falei e ele empurrou minha cabeça mais forte na porta do armário – qual é a sua cara...-na hora ele puxou um facão de dentro de sua jaqueta e posicionou em minha artéria do pescoço, eu estou tão ferrado.

Bethany S.P POV'S <ON>

Olhamos em volta mas ainda não tínhamos achado nada, até que eu vi ele no fim do corredor em uma cena inacreditável.

– Bethany...-na hora interrompi o Castiel.

– me dá sua arma-falei estendendo a mão e ele arregalou os olhos para mim.

– que arma?

– não temos tempo para isso! Eu sei que você tem uma arma aí, agora passa-falei e ele revirou os olhos e meteu a mão dentro do casaco e tirou uma pistola.

– só não conta pra ninguém que eu tenho armas na escola-falou nervoso.

– eu guardo segredo-falei e sorri.

– sabe usar uma arma?

– eu do um jeito-falei chegando perto e carreguei a arma, parece que o Ian escutou e olhou nervoso para mim – larga a faca agora-falei franzindo o cenho.

– Bethany larga essa arma...-Ian falou nervoso.

– larga você a faca-falei ainda com a arma apontada. Ele na hora largou a faca e ela caiu do chão, ele largou o Kevin e colocou as mãos para cima.

– Bethany eu posso explicar...- Ian falou e eu interrompi.

– explicar o que? Que você tentou matar o meu namorado na escola?-falei ainda com a arma apontada.

– ah fala sério, você não vai atirar, você nem deve saber usar esse treco-Ian falou, e eu na hora atirei no chão perto dele e ele se assustou, carreguei a arma mais uma vez mas desta vez não atirei – TÁ BOM!-falou ficando de joelhos, na hora eu puxei o alarme de incêndio e escondi a arma, na hora todos saíram da escola desesperados incluindo nós.

(...)

Ian dirigiu e ninguém deu nenhuma palavra até chegarmos em casa. Quando chegamos eu joguei a arma no sofá e o Ian olhou para mim nervoso.

– Bethany eu não quis...-antes do Ian continuar falando eu dei um tapa em sua cara que fez seu rosto virar.

– você é problemático, idiota, estúpido e é um filho da puta do cacete-falei e o Kevin segurou o riso – eu estou a dois segundos de te dar um chute no saco-falei irritada.

– Bethany... calma...

– como que eu vou ficar calma Ian?! V-você acabou de tentar assassinar o meu namorado!-falei e ele revirou os olhos – como você pode? E eu já achando que estávamos nos acertando-falei começando a chorar.

– você não briga comigo, você quase me deu um tiro hoje e tá me dando sermão...-antes dele continuar falando eu dei outro tapa na cara dele e seu rosto virou novamente.

– vai pro inferno, Kevin a gente se vê amanhã-falei subindo até meu quarto.

Continua...


Notas Finais


Desculpem a demora e os erros ortográficos, gente eu fiz um jornal dos 4 melhores vilões das minhas fanfics espero que vcs gostem se chegarem a ler, bjs e até o próx cap ❤️❤️❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...