História Dream. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Romance, Sasusakur
Exibições 50
Palavras 572
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Seinen, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi gente!
Então, ontem assisti o último episódio de Naruto (crying) e como a nostalgia bateu com força e dolorosa, resolvi fazer essa one bem curtinha e rapidin só pra matar a saudade do meu couple (CANON) favorito. <3

Capítulo 1 - Único.


O que nós somos?

Realmente há um sentido para nossas vidas?

Por que tanto sofrimento?

O que há com esse mundo tão distorcido?

 

...

Palavras e mais palavras. Eu tento ordená-las, mas é impossível. Esta dor de cabeça estranha embaralha minha visão. Suspirei e estiquei os braços enrijecidos. Depois de algumas horas sentada na mesma posição escrevendo é natural o corpo ficar rígido.

Meu pescoço doeu de um jeito bastante incômodo quando virei na direção do criado-mudo. O relógio apontava alta madrugada. Eu não percebi. Eu quase nunca percebia quando estava trabalhando. Ainda assim, o fato do hospital exigir muito de mim nas últimas semanas é algo bom, me ajuda a esquecer de certas coisas.

Levantei, indo até a sacada do meu pequeno apartamento. A vila dormia profundamente noite adentro. Todos podiam relaxar tranquilos e seguros. O medo já não lhes assombrava mais... Só a mim.

Se ele estivesse aqui seria mais fácil. Por que ele não volta? O que ele deve estar fazendo por aí? Será que ele corre perigo? E se ele nunca mais retornar?

Essas perguntas me assombram constantemente, e em momentos de solidão elas se tornam espinhos no meu coração. Eu sou uma mera humana afinal, cheia de incertezas, ansiosa e apaixonada. Já faziam mais de seis meses desde sua última carta, apenas uma nova noticia dele, qualquer que fosse já apaziguaria meu espírito. Mas...

O Sasuke-kun não é esse tipo de pessoa, certo? E em realidade, nem eu sou mais a mesma. Balancei a cabeça para expulsar tais pensamentos.

Não, Sakura, você não pode hesitar agora! Não depois de tudo.

Ele vai voltar, eu sei. Quando suas dúvidas forem sanadas ele regressará. E eu vou estar aqui o esperando como sempre fiz, e como sempre farei. Olhei para a lua que brilhava no céu de Konoha. Fechei os olhos e fiz uma promessa. Me deixei inundar pelas lembranças, por uma em especial.

O... que... você diria se eu te... dissesse... que eu quero... ir... também?

É o meu caminho de redenção. Você não tem nada haver com os meus pecados.

Você diz... que eu não tenho nada haver...

 

 

Até a próxima vez.

Obrigado.

 

Sim, isso é uma promessa.

xxx

 

– Sakura?

Essa voz. Eu estava deitada em algo bastante confortável, e alguém mexia no meu cabelo, mas eu me recusava a abrir os olhos. A sensação era tão boa! Eu sentia todos os meus membros completamente relaxados. Talvez esse seja o céu, mas quando eu morri?

– Você está sorrindo querida. – aquela voz grave soou no meu ouvido novamente.

Desta vez eu a reconheci. Ela faz parte dos meus sonhos todas as noites. Isso era um sonho então?

– Planeja abrir os olhos? – ele falou com um tom meio malicioso – Eu sei que está acordada, Sakura.

Sem escapatória, lentamente abri os olhos absorvendo a luminosidade devagar. O brilho se dissipou e levei cerca de dois segundos para focalizar no rosto a minha frente. Um rosto incrivelmente bonito. Um rosto cético, duro, charmoso, um rosto perfeito.

– Você está sonolenta hoje. Teve um sonho bom? – ele perguntou enquanto corria os dedos pela minha face, acariciando delicadamente.

– Parece que sim. – sussurrei.

Capturei sua mão e entrelacei nossos dedos. Ele me observou com curiosidade. Sua pele era quente e familiar. Senti uma lagrima solitária escorrer pelo local onde seus dedos há pouco me tocaram. Antes que ele me interrompesse, eu trouxe nossas mãos unidas até o meu coração:

– E eu espero nunca mais acordar.

 


Notas Finais


Obrigada por ler, e desculpa qualquer erro. hihi
Agora bora ouvir Adele e chorar pelo fim de Naruto.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...