História Dream - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Camila Cabello, Elizabeth Gillies, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Elizabeth Gillies, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Camila Cabello, Camren, Lauren G!p, Lauren Jauregui
Visualizações 441
Palavras 2.361
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, Luta, Mistério, Orange, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem os erros porque eu não revisei

Capítulo 26 - Cold or hot?


           Pov Lauren 

Hoje é sábado, já é madrugada e eu ainda estou aqui na boate, pois hoje vai ter um show particular para um garoto que vai se casar. Ele está fazendo a despedida de solteiro aqui, e eu estou aqui por obrigação. Veronica saiu, já era pra ela ter voltado e eu ter ido embora, mas Veronica está atrasada, era pra ela estar aqui à horas. Quando Veronica chegar eu vou embora, porque não da pra Dinah ficar aqui sozinha, então, só posso ir embora quando vero voltar, mas aquela filha da puta não veio até agora. 

Não liguei pra minha esposa, porque uma hora dessas ela deve estar dormindo, não quero atrapalhar o sono dela, ela anda tão cansada ultimamente, a gravidez já deixa ela cansada e ela ainda trabalha, e hoje ela foi trabalhar. Estou aqui desde cedo e estou tão cansada, mas não posso sair daqui, Veronica vai me pagar por isso, o se vai. 

A porta da boate se abriu e vi a cara deslavada da minha amiga, ela sorriu na minha direção e eu senti vontade de matar ela. 

- E ai? 

- e ai? é isAgora e você me diz? só isso? 

- qual é lauren, que bicho te mordeu, em? 

- olha a hora no relógio - ela olhou no seu relógio de pulso 

- são 3:30 da manhã 

- sim! são 3:30 da manhã, e era pra você estar aqui as 00:00!

- não fica estressada também, né. Foi mal ai por isso, a Lucy digamos que anda com muita vontade de... você sabe o que, ela quer toda hora e eu não pude resistir, ela está tão selvagem na cama 

- me priva de imaginar uma cena dessas, agora eu vou embora, avisa pra Dinah que eu fui embora, e você vai ter que ficar com ela até essa festinha acabar 

- e quando vai acabar? 

- até eles quiserem, baby, até eles quiserem... - apontei para os garotos que estavam se divertindo com as meninas. Passei por eles e dei de cara com um garoto, ele era quem iria se casar, e estava aos beijos com uma das minhas dançarinas, fiz uma cara de nojo pois eu tenho nojo de traição. Como esse garoto vai olhar para sua esposa no altar? e ainda dizer: sim, mesmo tendo traido ela, ele vai ter coragem de falar que à ama? e que ela é a unica? vai ter coragem de tocar nela e de beijar seus lábios mesmo tendo beijado outra? 

Passei por ele e sai da boate, corri até meu caro e entrei, começei a pular no banco tentando me esquentar porque hoje estava tão frio... não vejo a hora de chegar em casa e ver a minha esposa, abraçar e encher ela de beijos e falar com o meu filho, começei a falar com ele ontem, e já estou com saudade de falar outra vez. 

{…}

Sai do meu elevador, fui pra frente do apartamento, tirei a chave do bolso, olhei para o lado e vi a minha vizinha 

- boa noite, Vizinha - desejei com muita mais muita ironia 

- me poupe de ouvir a sua voz - a minha vizinha é tão simpática 

- você é tão simpática... beijo - mandei um beijo no ar pra ela - Te amo - abri a porta e entrei no meu apartamento, tranquei a porta e joguei a chave na mesinha de centro. Tirei o blaizer o joguei no sofá, fui até a porta do meu quarto, abri bem devagar para não causar barulho. Dei de cara com a luz acesa, Camila estava sentada na poltrona lendo um livro 

- está acordada - sorri pra ela e ela sorriu pra mim. Fechei a porta e fui até ela, dei um selinho em seus labios e me sentei na cama - o que faz acordada até agora? 

- estou lendo um livro, estava esperando você chegar, tentei assistir TV, mas não ta passando nada que presta. Isso me ajudou a me distrair e fazer o tempo passar e você chegar logo 

- awnn... que fofa - me levantei e beijei sua bochecha - te amo - me declarei e beijei sua cabeça, voltei a me sentar na cama - Me desculpe chegar nesse horário, eu realmente não queria ter chegado agora, era pra mim estar aqui à três horas atrás. Eu e a vero fizemos um acordo, ela iria pra casa e ficava lá algumas horas, tomava banho e jantava e as meia noite ela estaria de volta na boate e eu voltaria pra casa. A Dinah não poderia ficar sozinha, e a Veronica se atrasou em voltar pra boate, então, eu tive que ficar lá com a Dinah 

- então, quer dizer que a Veronica te passou pra trás? 

- sim, aquela filha da mãe, mas isso não vai ficar assim, ela vai me pagar, o se vai... mas agora eu não quero falar dela e nem de trabalho. Quero saber de você, você ta bem? como está o nosso pequeno

- eu estou bem, Lo, obrigada por perguntar. Ele também está bem - ela passou a mão na barriga e sorriu - ele sentiu sua falta, como eu também senti 

- senti falta de vocês dois, hoje eu nem te vi direito 

- você passou muito tempo naquela boate, deve estar tão cansada... 

- acertou em cheio, estou muito cansada. Também estou com tanta fome, vou fazer alguma coisa pra mim comer. - me levantei 

- vou te fazer companhia 

- não precisa, Camz, pode ficar ai, continue lendo, aliás... você fica linda com esse oculos de grau - ela sorriu e tirou os oculos - você vai tirar só por que eu falei? 

- não, eu já ia tirar, porque não vou ler mais - ela fechou o livro, colocou o livro e o óculos em cima do criado mudo e se levantou - camz, não precisa, você deve estar cansada 

- não, eu não estou cansada, eu dormi à tarde toda, e acabei de tomar café, estou com muitas energias 


Camila é muito teimosa, mesmo eu dizendo que não precisava da ajuda dela, ela quis ajudar, e agora está me ajudando a fazer um lanche 

- Não precisava me ajudar em nada - ela estava pegando as coisas na geladeira e deixando em cima da mesa - não quero te dar trabalho, e eu sei fazer um lanche, não sei fritar um bacon mas um lanche eu sei fazer 

- quero ajudar a minha esposa, o que tem demais nisso - ela deu um selinho rápido nos meus lábios e depois voltou a me ajudar. Peguei as coisas que estavam em cima da mesa e começei a fazer um sanduíche com direito à tudo - Eita - Camila disse ao ver meu sanduíche pronto 

- Lhe apresento o sanduíche: Lauren jauregui 

- Hmm... esse sanduíche: Lauren jauregui parece estar tão bom, ta me dando agua na boca - ela ficou com a boca aberta e caiu baba de sua boca literalmente 

- camz, você ta babando - limpei seus lábios - Toma fica com esse - dei o lanche pra ela, você ta olhando meio estranho pra ele - peguei o sanduíche e dei pra ela 

- obrigada, Lo - ela deu uma bela mordida no sanduíche e fechou os olhos 

- HM... isso está tão bom... 

- percebi - ela terminou de mastigar e engoliu. Começei a preparar outro sanduíche, Camila ainda estava comendo aquele sanduíche que dei pra ela, mas do nada ela jogou o lanche em cima da mesa e saiu correndo - Amor! - corri atrás dela e entrei no banheiro que ela entrou - Hey... - ela estava vomitando, segurei o cabelo dela para não sujar - Acho que o pequeno não gostou desse meu lanche - Camila terminou de vomitar e se levantou, ela passou por mim e jogou agua em seu rosto - Camz, ta tudo bem? - dei descarga e abaixei a tampa da privada 

- Vai ficar, eu só estou enjoada. Vou escovar meus dentes, pode voltar a fazer o seu sanduíche - ela passou pasta na sua escova e começou a escovar os dentes 

- OK - fui até ela e beijei sua cabeça - fica bem - sai do banheiro e fui até a cozinha, voltei a preparar meu lanche e sempre olhava para a porta do banheiro. 

Camila saiu do banheiro e se sentou no sofá, disse que iria assistir TV. Terminei de fazer meu lanche, fui até a sala e me sentei ao lado da minha esposa, ela estava assistindo um desenho na TV e gargalhava enquanto assistia 

- Hmm... ta gostando do desenho - falei com a boca cheia 

- É muito engraçado, Lo - ela falou ainda rindo, sorri ao ver essa cena, a risada dela era tão boa de se ouvir e tão contagiante.

{…}

Algum tempo se passou, e agora Camila estava deitada em baixo de mim, eu estava por cima dela beijando todo o seu rosto 

- Linda - Dei um selinho - incrível - mais um selinho - insuperável - mais um - Tão bonita - mais um selinho - tão sexy - Mais um - tão minha - Beijei seus lábios bem lentamente, terminei o beijo com vários selinhos. Desci ficando de frente pra sua barriga que já estava ganhando forma - sua barriga está crescendo, Amor 

- você acha? 

- sim, eu acho, ela está ganhando uma forma 

- Eu não acho isso, Lo 

- claro que sim, Camz, olha bem - ela ficou olhando por alguns segundos e depois voltou a prestar atenção em mim 

- não, não está diferente, está do mesmo jeito de sempre 

- E ai, Garotão? como você ta hoje? ta quentinho ai? porque aqui fora ta tão frio. Suas mamães estão com tanto frio, sinto inveja de você por estar aqui dentro, bem que eu queria estar - Camila riu e passou a mão nos meus cabelos - você está deixando a sua mama tão cansada - olhei pra Camila e sorri - ela está dormindo em qualquer canto, literalmente... - beijei sua barriga - e quando você nascer vai ser exatamente ao contrário, você não vai me deixar dormir, sinto inveja da sua mamãe porque ela dormi e daqui a alguns meses eu não vou dormir. Mas saiba que isso não me frusta, irei adorar ninar você até seus pequenos e lindos olhos se fecharem. - dei mais um beijo na sua barriga e fiz um pequeno carinho - a sua mama birrenta, está dizendo que você não está crescendo, que a barriga dela não cresceu nada até agora - revirei meus olhos - não acredite nela, eu conheço o corpo dela como ninguem e por isso sei que a barriga dela está crescendo, tem uma pequeno saliência aqui - apontei para a barriga - porque você está crescendo ai dentro, e mesmo que ela diga que não, eu sei que ela está errada. Essa é a verdade, Pequeno, eu só te direi a verdade... 

- Hey... - olhei para a minha esposa - estou me sentindo ofendida, sabia? 

- essa não é a intenção, só estou dizendo o que anda acontecendo, estou lhe dizendo a verdade, só a verdade. - subi e dei um selinho demorado em seus lábios - mal vejo a hora dele nascer, ele vai nascer tão pequeno, terei medo de segurar ele no meu colo 

- não tenha medo, Lo, na hora você vai saber o que fazer e como segurar 

- Até agora eu não tive coragem de segurar o Noah nos meus braços, porque ele é tão pequeno, imagina segurar o meu filho - ela sorriu - vai ser uma missão difícil, porque o medo de algo acontecer com ele vai me consumir. E se eu nunca conseguir? e se eu não conseguir pegar ele no colo e se eu nunca conseguir? 

- claro que não, Olha pra mim - olhei pra ela - nada vai acontecer com ele, você vai conseguir pegar ele no colo

- Irei ser o mais gentil possível, irei segurar e balançar bem devagar, para não assustá-lo, vou fazer ele se sentir seguro, e se sentir a pessoa mais amada desse mundo 

- é tão bom ouvir você falar isso, você não tem ideia do quanto estou feliz por isso. 

O domingo passou mais rápido que o comum. Passei o dia inteiro ao lado da minha esposa, gostei tanto disso de passar o dia com ela, havíamos parado de fazer isso, bom... eu parei de fazer isso, mas o passado não importa agora, o que importa é o presente e o meu futuro. Segunda-feira e Camila me pediu para que eu não fosse trabalhar, ela não disse o porquê de pedir isso. Fiquei curiosa e logico que eu perguntei, e ela disse que eu iria saber amanhã, ela disse isso domingo que foi ontem, ou seja... hoje é segunda, o dia seguinte o amanhã, ou seja, vai ser hoje que ela vai explicar o porquê de ter feito isso. 

Eu estava deitada na cama, Camila foi ao banheiro e levou uma sacola com ela, fiquei muito curiosa em saber o que tem naquela sacola que ela levou para o banheiro. 

- Lauren - Camila me chamou, eu rapidamente me levantei 

- o que foi, Meu amor - fui até a porta do banheiro e bati duas vezes na porta 

- ta tudo bem ai? - ela abriu a porta e meu queixo caiu 

- melhor impossível - ela estava vestida com um uniforme de policial, tão sexy e tão lindo vestindo aquele traje. Sinto que agora é o meu fim, Camila vai me matar, apenas por ter usado essa fantasia, eu vou morrer sem ver o meu filho nascer 

{Estou sem saber de você, estou sem amor

Eu vou te animar quando você estiver pra baixo

E apesar de todas as coisas que tenho feito

Eu acho que te amo melhor agora

Estou escondido, perdi a cabeça

Eu faria qualquer coisa por você na hora que precisasse

E depois de todas as coisas que eu já fiz

Eu acho que te amo melhor agora

Agora - Lego house - Ed sheeran }

 


Notas Finais


O proximo capitulo é só de hots, ainda estou terminando de escrever, talvez eu poste amanhã, isso depende... Se caso eu terminar amanhã eu posto, e ele vai tar quentinho, acabou de sair do forno kkkk Até amanhã, ou não... ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...