História Dream School (Interativa) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias AOA, ASTRO, Bangtan Boys (BTS), Got7, IMFACT, Monsta X, Sistar
Personagens BamBam, Bora, Chanmi, Choa, Dasom, Eunwoo, Hyejeong, Hyoryn, Hyung Won, I'M, Jackson, JB, Jeup, J-hope, Jian, Jimin, Jimin, Jin, Jinjin, Joo Heon, JR, Jungkook, Ki Hyun, Mark, Min Hyuk, Mina, MJ, Moonbin, Personagens Originais, Rap Monster, Rocky, Sang, Sanha, Seolhyun, Show Nu, Soyou, Suga, Taeho, Ungjae, V, Won Ho, Youkyung, Youngjae, Yugyeom, Yuna
Tags Aoa, Astro, Bts, Escola, Got7, Imfact, Monsta X, Romance, Sistar
Exibições 31
Palavras 2.617
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Volteeeeeeei!!
Trouxe mais um capitulo pra vocês e espero que gostem!
Já que agora eu terminei de fazer os trabalhos da escola, tenho mais tempo, e iclusive, já estou escrevendo o outro.

PS: LEIAM AS NOTAS FINAIS!

Capítulo 12 - Te guardar num potinho...


Fanfic / Fanfiction Dream School (Interativa) - Capítulo 12 - Te guardar num potinho...

Erika pov's on

- Você pode ir indo pro auditório. Eu vou passar no meu dormitório e depois vou pra lá, ok? - JooHeon falou e eu assenti.
Eu, a Anny e a Chanmi saimos juntas da sala, mas logo se separaramos, fazendo caminhos diferentes e eu passei a andar sozinha.
Celular e fones de ouvido em mãos, comeback lacradores dos meus grupos favoritos e eu não estava mais entediada.
- Ei Erika! - Alguém gritou por meu nome, não consegui reconhecê-la bem por causa dos fones de ouvido então os tirei. - Me espera! - Era JB! Eu conhecia bem aquela voz. Esperei um pouco, mas logo ele me alcançou. - Está ocupada? - Sorriu. E que sorriso lindo!
- Na verdade não... Estou indo pro auditório ensaiar com o Jooheon. E você? - Sorri.
- Estou indo ensaiar também. É o mesmo caminho que o seu...
- Vamos juntos, então... - Sorri.
- Claro! - Sorriu de volta. - O que você está achando da escola?
- Nossa! Aqui é tudo tão... Incrível! Ainda não acredito que estou aqui... - Falei.
- Com o talento que tem, você já devia até ter debutado!
- Awn que fofo! Obrigada! Você também canta MUITO bem! - Falei tímida.
- E o que está achando das pessoas?
- É bom conviver com pessoas que tem os mesmos sonhos quem o meu. Poder trocar dicas e críticas com vocês, poder me apresentar em um palco pela primeira vez, poder evoluir, conhecer pessoas famosas no ramo da música, e quem sabe um dia, poder debutar... Eu estou adorando tudo isso!
- Sem contar a parte que você faz novos amigos! - Completou.
- Realmente! Posso ter o prazer de conhecer pessoas de vários lugares do mundo.
- E ainda ser o appa e a omma delas! - Rimos.
- Verdade... - Sorri parando em frente a porta do auditório.
- Então... Você fica aqui né? - Apontou pra porta e eu assenti.
- Foi bom conversar com você, oppa. Até mais! - Falei sorrindo e entrei no auditório.
Sentei e cima do palco e fui ver algumas redes sociais. O grupo "Amost stars" tinha mais de mil mensagem, que com certeza, eu não iria ler naquele momento. Simplesmente mandei um "Vão estudar!"
Uns 2 minutos depois o Jooheon chegou.
- Cheguei! Desculpa a demora. - Falou ao entrar.
- Tudo bem... - Sorri.
Ele se sentou do meu lado.
- Tive umas idéas... Você quer ouvir? - Ele perguntou e eu assenti com a cabeça. - Que tal ***** ****** **** ** *****? - Ele riu.
- Você não acha um pouco pesada? - Ri junto.
- Rappers não tem medo de arriscar. - Arqueou a sobrancelha e sorriu de lado, mostrando sua covinha. (A: Covinha mais linda do mundo!! s2)
- Você tem razão. - Sorri. - Não posso me prender ao "normal" pra sempre...
- Então vamos com essa?
- Com certeza! - Sorri.
- Que ótimo! - Sorriu e se levantou erguendo sua mão pra me ajudar a levantar.
- Vamos deixar a coreografia ousada também? - Perguntei.
- Isso depende de você. Por mim tudo bem.
- Por mim também. - Sorri. - Vamos ensaiar o rap primeiro, certo?
- Sim, claro... - Falou enquanto mexia em alguns papéis.
Ocorreu tudo bem enquanto ensaiavamos. Nos ajudamos em partes que tinhamos dificuldade e assim conseguimos um bom resultado.
Repassamos mas umas 5 vezes e agora só nos restava praticar.
Tinhamos uma hora de sobra. Mas não era o bastante pra pegar uma coreografia inteira, até porque estávamos sem vontade.
- Ei você quer comer alguma coisa? - Falou olhando as horas no relógio. - Ainda está cedo...
- Vamos! Você vai querer pedir alguma coisa ou vai querer ir em alguma lanchonete?
- Eu... - Meu celular tocou ao som de Lifted, da CL, interrompendo a fala do Jooheon.
- Desculpa, preciso atender. - Falei, ele fez que sim com a cabeça e então eu saí do auditório.
Quem tinha me ligado era minha mãe e eu sabia que daria merda a tal ligação, então poupei o Jooheon de ouvir essa discusão.

~CHAMADA ON~
- Oi, mãe! - Falei grosso.
- Onde você está, Erika? - Ela gritou.
- De novo com isso? Você não precisa saber agora, então desista!
- Eu sou sua mãe! Você deve me contar onde está! - Ela berrou.
- Eu já tenho 20 anos! Eu me sustendo com meu próprio dinheiro. Não lhe devo satisfações!
- Eu cuidei e dei amor pra você a sua vida inteira, e é assim que você me retribui?!
- Se você chama prender e impedir sua filha de fazer qualquer coisa de amor, então você está certa.
- Eu sempre te dei tudo que você quis, Erika! Você sempre teve luxo, estudou nas melhores escolas... Sempre teve do bom e do melhor!
- E você sabe que não era isso que eu queria! Eu queria carinho e liberdade pra poder realizar meus sonhos, como todas as adolescentes. Não queria ficar presa em casa fazendo vários nadas! Você nem se quer deixava eu sair pra uma festa com minhas amigas!
- Você sempre participava de festas que tinham em casa! Sempre lhe ofereci festas de aniversário!
- As festas nas quais eu tinha que aguentar aqueles seus amigos idiotas, ouvir música clásica e ter que me vestir como uma princesa... Eu não gosto disso! Nunca gostei!
- Se você não gostava, porque não me disse antes?!
- Mas, mãe! Eu falava a cada 5 minutos!
- Erika! Apenas me diga a onde e com quem você está...
- Pra você destruir a vida dele igual fez com a do Shin?!
- Ele precisava daquilo. Te levou pro mau caminho.
- Se você continua pensando que querer cantar rap é coisa de "favelado", como quer que eu conte pra você a onde e com quem eu estou?!
- Isso é tão triste e frustante... Somos uma familia de classe, você não pode ser uma rapper qualquer.
- Como você consegue ser tão... Tão idiota?! Você só pensa em reputação?! Eu sou sua filha! Você não pode ao menos me apoiar no que eu preciso?
- Foi com essa reputação que eu consegui dinheiro pra te dar todo aquele luxo.
- O luxo que eu nunca fiz questão de ter...
- Você tem certeza que não vai me contar?!
- Vai fazer o que?
- Você vai passar o resto da sua vida sem apoio dos seus pais! - Eu ri.
- Nossa... Vai fazer muita diferença na minha vida. Que grande idéia você teve! - Falei irônica.
- Se você acha que eu não te apoiava... Agora você vai ver o que realmente e ser desprezada! - Ri.
- Tudo bem! Eu te provarei como eu posso me tornar bem sucedida fazendo rap. Não se preocupe, não usarei o sobrenome da família.
- Só não se esqueça que quando você perceber que esse sonho é uma besteira, não vai ter meu colo pra chorar.
- Cuidado pra não se arrepender, mãezinha! Você vai ver...
- Ver o que?
- Vai ME ver em outdoors, na televisão, em jornais e revistas e vai lembrar de tudo isso que eu estou te falando agora. Vai querer ir em meus shows quando eu estiver em turnê, mas vai ter vergonha de mostrar a cara depois de tudo isso. Vai ouvir minhas músicas e se arrepender de não ter me apoaiado... Quer que eu continue?
- Eu realmente tenho pena de você por ser tão iludida.
- Existe uma diferença entre ilusão e sonho. Ilusão é o que você tem, achando que com essas suas chantagens eu vou voltar pros seus braços. Sonho é o que a base pra viver. O que eu tenho, e o que eu vou realizar. - Ela riu.
- Claro! Você sabe de tudo, não?! É o orgulho da familia. - Falou irônica.
- Ainda não. Mas vou ser! Tenho que desligar. A gente se ver... Não pera, só você vai me ver, não é?! - Ri. - Tchau omma! - Desliguei o telefone antes que ela respondesse.
~CHAMADA OFF~

Erika pov's off
JB pov's on

"Eu passei mal. Não vou poder ensaiar hoje... Desculpa! Depois eu te ligo pra marcarmos de novo, ok? Desculpa mesmo!" - Choa.
Recebi essa mensagem da Choa quando eu estava a caminho do local do ensaio.
Todos estavam ensaiando e ocupados, então eu resolvi ir ao cinema ou a alguma lanchonete.
Fiz todo o caminho de volta, mas quando passei pela frente do auditório, ouvi a voz elevada da Erika.
Eu iria até ela pergunta se algo tinha acontecido, mas notei que ela estava falando com alguém no telefone... Me escondi em um canto pra ouvir a conversa. Sou bem desses mesmo!
Ela gritava coisas como: "Eu já tenho 20 anos! Eu me sustendo com meu próprio dinheiro. Eu não lhe devo satisfações!" e "Se você chama prender e impedir sua filha de fazer qualquer coisa de amor, então você está certa."
Eu não sabia o que fazer. Se eu falasse com ela sobre isso, ela ia saber que eu ouvi toda a conversa dela; Por outro lado, eu não queria vê-la assim, triste, estressada, seja lá o que for.
Decidi ir até ela, afinal, qualquer um podia ter ouvido a conversa e contado pra escola inteira, e eu só queria ajudar.
- Erika... Você tá bem? - Falei.
- Uhum... - Falou falsamente.
- Olha, você não precisa mentir pra mim. Pode confiar  se quiser desabafar... - Ela suspirou.
- Você tem certeza?
- Absoluta! - Sorri e então caminhamos para um banco e sentamos. Ela só olhava pra mim sem dizer nada. - Vamos lá! Me conte o que aconteceu.
- É a minha mãe... Meu pai... Minha familia... - Pausou. - Eu realmente não sei por onde começar...
- Que tal do começo? - Perguntei irônico e ela riu.
- Eu fui criada numa familia rica e cheia de classe.
- Não vejo problema nisso... - Sorri.
- Essa não é a parte ruim. O problema é que eles não me deixavam fazer nada.

JB pov's off
Erika pov's on

~FLASHBACK ON~
- Mãe, eu não quero ficar o resto da minha vida só tocando música clássica. Não é disso que eu gosto! - Falei enquanto uma das empregadas penteava meu cabelo.
Depois de uma aula de piano cheia de chatice, eu estava decidida que música clássica não era pra mim. Eu já tinha 15 anos, poderia responder pelo menos por meu gosto musical.
- E o que você quer, filha? - Ela perguntou enquanto mexia no celular, sem dar a minima pro que eu dizia.
- Eu quero cantar pop, mãe! Quero ser uma rapper famosa! - Falei empolgada e ela me fitou rindo.
- Para de falar besteira, Erika! Se arrume, você tem que ir pra escola. - Voltou a mexer no celular.
Revirei os olhos e terminei de me preparar para a escola.
Os 2 primeiros horários foram uma bosta. Tudo que ele estava ensinando eu já sabia. Não quero me gabar, eu só sabia de "tudo" porque meus pais contratavam professores particulares pra mim. Achavam que a escola não era o suficiente.
O terceiro horário foi mais... Interessante.
Vi um de meus colegas, o shin, fugindo da sala, provavelmente pra matar aula... De novo!
Ele era conhecido como "O drogado que mata aula".
Sou muito muito curiosa... Sempre quis saber se esses boatos eram verdade.
Tinha duas opções: Perseguir o Shin pra saber quem ele era realmente; ou "participar" da aula de matemática com o satanás que era meu professor... Opção 1,  é claro!
Segui o Shin até uma fabrica abandonada. Mas... O que ele faria lá?!
Me aproximei mais pouco para ver o que Shin iria aprontar, mas parece que ele não era o único ali.
Assim que ele chegou, pegou um microfone e começou a fazer rap enquanto outras pessoas dançavam e outras cantavam.
Achei aquilo tudo incrivel! Era o tipo de coisa que eu sempre quis partipar, mas meus pais não me deixavam se quer cantar alguma coisa que não seja música clássica.
Sem perceber, comecei a me aproximar e quando percebi já era tarde. Todos pararam o que estavam fazendo e olharam pra mim, que fiquei sem reação, achando que algo me aconteceria.
Shin veio até mim com um olhar furioso, e claro, fiquei com receio. Até ele abrir um lindo sorriso, o que me aliviou e me fez entender o que ele queria.
- Eu prometo guardar segredo disso tudo se você me enturmar e fazer com que eu me torne uma rapper! - Pronunciei séria e ele riu.
- Não vou tornar uma filhinha de papai  rapper! - Riu mais e eu fiquei em silêncio apenas o encarando.
- Ah, Shin! Deixa de ser chato! Vamos dar uma chance a menina! - Uma garota falou me puxando pelo braço e me guiando até o microfone. - Nos mostre o que você sabe.
Agora Shin me olhava com olhar duvidoso de que eu seria realmente boa. Por sorte eu ouvia algumas musicas de kpop e era fluente em coreano.
- Vou cantar Crooked, do GD! - Falei firme e a garota assentiu.
~FLASHBACK OFF~

- No fim o Shin acabou me ajudando e em questão de meses eu consegui me tornar uma rapper. - Suspirei. - Meus pais acabaram descobrindo tudo isso e me proibiram de participar de qualquer coisa que envolvia rap, kpop, hip hop e coisas do tipo. Eles deduraram o Shin pra mãe dele, que matriculou o menino em um internato. Eu me culpo muito isso. - Pausei. - Eu não podia fazer nada por ser menor de idade. Então me segurei por alguns anos juntando dinheiro, e quando eu fiquei sabendo das audições da HSP, eu não pensei duas vezes antes de vir pra cá. Daí minha mãe vive me ligando pra perguntar onde eu estou, e eu acho que não devo contar pra ela... Meus pais são capazes de mandar o exército do Japão inteiro aqui pra me buscar! - Falei ele riu.
- Olha, não precisa se preocupar. Se eles mandarem virem te buscar aqui, eu te guardo num potinho e te protejo! - Sorriu.
- Você promete? - Rimos.
- Estarei aqui para o que você precisar. Amigos são pra isso, não?! - Eu assenti com a cabeça.
- Ei! Não iamos sair, Erika?! - Jooheon falou saindo do auditório. - Ah, oi JB! Você não vai ensaiar com a Choa? - Fitou o garoto.
- Na verdade, ela está doente... - JB respondeu.
- Podemos sair nós 3, não é? - Falei sorrindo.
- Quer dizer que eu vou ficar de vela? - Jooheon nos fez rir.
- Vamos logo! - Me levantei e sai na frente, os dois meninos vinham logo em seguida.
Achei bom poder sair pra comer e respirar um pouco. Eu precisava pensar no que faria, afinal, não poderia me esconder da meus pais pra sempre.
Aqueles dois palhaços iriam me fazer rir, pelo menos no fim daquela tarde.
É bom ter amigos pra te divertir e te apoiar em horas ruins. Pessoas com quem você pode dividir momentos bons e distribuir vários sorrisos. É bom ter pessoas que, apesar de não nos conhecermos a muito tempo, sermos bastante próximos.
Eu queria muito ter o apoio dos meus pais pra fazer o que eu gosto, mas também não vou desistir dos meus sonhos porque eles querem que eu siga o caminho deles.
Eu realmente quero chegar no topo e provar pra eles que eu sou feliz fazendo rap e NADA vai me fazer mudar de idéia!


Notas Finais


Oi de novo!!

PRIMEIRAMENTE... A NOSSA MUSICA, NÃO É?! recomendo SkyWay do GOT7! Gente, deêm muito amor ao GOT7 e o comeback deles. (FIGHTER TAMBÉM!) Sério, tá tudo muito perfeito! Ah, também recomendo o comeback do BLACK PINK que ta tão lacrador quanto wistle (Boombayah é um hino!).

SEGUNDAMENTE: Comeback do ASTRO ta chegando! Estou ansiosa pacas!! Soube que IMFACT vai lançar comeback esse ano ainda, mas não sei a data ao certo... Em falar nisso, hoje é aniversário do Taeho! <3

TERCEIRAMENTE: Já votaram no MAMA? Me falem em quem vocês votaram, please! To sabendo que vai um MAMA pra cada membro do EXO e que até o Kris, o Tao e o Luhan vão sair (mds) ganhando... São muito divos mesmo!
Sobre o GOT7 ficar em 3° em todas as categorias que ele participa, eu não aceito isso!
E AOA em ultimo, então?! Me poupe!

Tá, chega de falar besteira.

AGORA VAMOS PRA ASSUNTO SÉRIO:
Eu decidi que vocês vão me ajudar na separação dos grupos! E é bem simples: Apenas comentem (se quiserem, é claro) uma sugestão pro nome do grupo e o conceito dele!
Eu tive algumas idéias, mas quero saber de vocês também. Por favor, não me deixem no vácuo!
I love you so much!
Beijo na bunda!
~YoundGay


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...