História Dreaming - Imagine BTS(Hot) - Capítulo 31


Escrita por: ~ e ~Moon_MinAh

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Bts, Got7, Hentai, Hot
Visualizações 137
Palavras 1.810
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Armorinhas lindas da minha vidaaaa!!!
Aqui estamos com mais um lindo capítulo dessa linda fic.... sei que estão ansiosas pela volta da Dreaming...
Mas acalmem-se que logo logo ela volta.... falta poucoo.... usahushaus
Enfim... segurem esses forninhos... quem perdeu o forninho nas outras fics, bora pras casas bahia comprar um novo... uashauishuia
Eita lele....
Boralá

Boa leitura!!

Capítulo 31 - Dragon


Fanfic / Fanfiction Dreaming - Imagine BTS(Hot) - Capítulo 31 - Dragon

 

 

Zarit P.O.V

 

 

 

A Deusa dormia rodeada pela proteção dos braços de seu Deus, que desperta a observando enquanto ela descansava em seu sono tranquilo. Um aviso interno o faz tirar sua atenção de cima de sua esposa e ele, cuidadosamente, se levanta da cama, vestindo-se e saindo do quarto, parando brevemente para dar uma ultima olhada naquela que era a mulher de sua vida.

Seus passos suaves iam em direção ao grande salão do grande Deus Zarit. Vozes altas ultrapassam as grandes portas e logo uma em particular o chama a atenção. Ele entra sem hesitar ao reconhecer tal voz, encontrando seu irmão exilado dentro do grande salão. O mais alto o olha sorrindo e caminhando em sua direção, abrindo seus braços para abraçar seu irmão que retribui a contra gosto.

 

Nj – Irmão, quanto tempo. – A voz grave do mais alto ecoa pelo salão.

J – É sim, muito tempo. Por que voltou? – Jin o olhava sério, claramente não estava muito contente com o retorno do irmão.

Nj – Nosso pai me pediu para voltar. Parece que não está muito contente com meu retorno. – O fita com um olhar entristecido.

J – Só não acho seguro o deixar próximo de minha esposa. – Ele o olha profundamente e ameaçadoramente.

Nj – Não sou mais assim tão destrutivo.

J – Não posso arriscar. – Jin caminha em direção ao grande Deus Zarit. – Ele deve ser mantido longe de Zarau. E ela não deve saber que somos irmãos.

Nj – Por que isso irmão? – Namjoon caminhava em sua direção incrédulo. – O que eu te fiz?

J – Apenas acho melhor assim. – Jin se volta para seu pai que acaba assentindo.

V – Namjoon permanecerá como conselheiro de Zarit. Assim nossa querida Zarau não desconfiará. – Jin assente ainda contrariado, porém mais conformado.

J – Agora se me derem licença, preciso retornar para meus aposentos.

 

Ele voltava caminhando perdido em seus pensamentos. Tinha medo de que se sua esposa descobrisse a existência de seu irmão ela acabasse se descobrindo feita para ele. Jin se vê interrompido quando Namjoon corre parando em sua frente.

 

Nj – Podemos conversar irmão? – Jin bufa concordando e apontando para a grande sala de reuniões.

J – Fale. – Diz se sentando em uma das cadeiras que contornavam a grande mesa.

Nj – Por que tem tanto ódio de mim irmão? – Sua expressão era de pura tristeza, pois tudo o que sempre quis foi o amor de seu irmão gêmeo.

J – Não tenho ódio. Apenas temo por minha esposa. Como sabe ela foi feita para mim, mas somos gêmeos, nascidos do mesmo broto. Quem me garante que ela também não se encante por ti?

Nj – Jamais a tiraria de ti irmão. Tudo o que desejo é que voltemos a ser como antes, bons amigos.

J – Você é muito perigoso pra ela. – Jin continuava procurando motivos para manter Namjoon longe de Zarau.

Nj – Eu não sou mais tão perigoso. – O mais alto começa a se irritar. – EU JÁ SEI CONTROLAR MINHA FORÇA! – Soca a grande mesa de mármore, a rachando ao meio. Um sorriso de lado se molda nos lábios de Jin que se levanta e caminha até a porta, se virando para seu irmão ao alcançar a mesma.

J – Não chegue perto de minha esposa.

 

Ele volta a caminhar em direção aos seus aposentos, as mãos nos bolsos de sua calça clara e um sorriso satisfeito no rosto. Ele adentra o quarto se deparando com sua esposa despida ajeitando os cabelos em frente ao espelho. Jin se perde na beleza daquela que era sua mulher, apreciando suas curvas e já a desejando em seus braços.

 

s/n – Vai ficar aí parado por muito tempo? – A voz doce e suave dela o tira de seus pensamentos e ele se aproxima dela a abraçando. – Pensei que o combinado era ficarmos despidos dentro do quarto.

J – Já resolvo isso agora mesmo. – Ele retira suas peças lentamente mantendo seu olhar fixo ao de sua mulher.  – Já disse o quanto você é linda?

s/n – Se dissesse o contrário eu estranharia, fui feita pra você, esqueceu? – Um sorriso sapeca brota em seus lábios enquanto ela envolve seus braços no pescoço do Deus o puxando para um beijo lento e quente.

 

Jin desce suas mãos até as pernas de sua esposa e erguendo em seu colo e roçando seu membro na intimidade dela, caminhando até a grande janela que dava de frente para a árvore deles. Ele para na beirada da grande varanda a colocando sentada sobre a mureta ajeitando-se entre suas pernas. Seus olhos vão de encontro aos dela, olhando no fundo dos mesmos de maneira apaixonada.

 

J – Nunca me deixe. – Sua voz era rouca e baixa.

s/n – Jamais meu amor. Eu sou sua, só sua. – Um sorriso apaixonado se forma sendo logo substituído por um gemido arrastado quando ele a penetra lentamente, a fazendo sentir cada centímetro invadindo sua intimidade.  Zarau afunda suas unhas nos ombros fortes de Jin jogando a cabeça para trás desfrutando daquela sensação de preenchimento que a tomava.

 

Ele movimentava-se lentamente dentro dela, observando cada expressão de prazer que se formava no rosto da Deusa, enquanto os gemidos da mesma se tornavam mais intensos. Seus olhos se direcionam para o jardim onde Namjoon parara ao ouvir o som dos dois amantes. Jin o fita intensificando seus movimentos dentro da mesma e a puxando mais para si, demonstrando para o irmão o quanto ela o pertencia. Namjoon abaixa a cabeça acelerando os passos e adentrando na ala dos criados do castelo, já que agora ele não passava de mais um.

 

 

 

 

A Autora (Nixie) P.O.V

 

 

 

A loira observava da janela sua irmã mais velha conversando com Jin e Yoongi no jardim. A inveja dominava a garota que ainda desejava ter o mais velho em sua cama. Obviamente seu coração não era puro, e ela sabia que jamais poderia ajudar eles a trazer de volta a tal Deusa. Aliás, ela desejava que nunca conseguissem trazê-la de volta.

 

Jb – A inveja é um sentimento muito forte. – O rapaz para ao lado da garota de brincava com seu colar.

Al – Devo dizer o mesmo para você. – Fala sem o olhar.

Jb – Por que acha isso?

Al – Vejo como olha para eles. Você queria ser um deles. Você queria ter o poder que eles têm. – O olha de lado ouvindo um riso soprado do mesmo.

Jb – E você queria o poder, a beleza e ser tão encantadora quanto suas irmãs.

Al – É, queria. Elas ficaram com o melhor. E eu? Não passo de um resto. Nem encantar o tal do Deus eu não consigo.

Jb – Sério? Eu posso te ajudar. – A garota o olha quase implorando para que ele a conte como seduzir Jin. – Mas antes, me diga, quando você disse que sua irmã, Aurora, - Gesticula para a morena que estava no jardim – Era a pessoa mais ambiciosa que existe, o que quis dizer com isso? – Um sorriso malicioso brota nos lábios da loira.

Al – Aurora domina a luz, a água e a terra. Ela ambiciona ser reconhecida como uma Deusa suprema.

Jb – Mas vocês já são deusas.

Al – Sim, perseguidas na terra, mas Aurora deseja estar acima de todos os seres. Ela quer o poder supremo, ser reverenciada.

Jb – Jamais imaginaria isso dela.

Al – Ninguém imagina. Ela acha que agindo com gentileza e bondade um dia ela conseguirá se por acima de todos.

Jb – Interessante. – Jb volta a olhar na direção da morena. – Muito interessante. Ela é realmente encantadora. – Aleina o olha perplexa. – Mas no momento to mais focado em outra pessoa. - Ele a puxa pela cintura colando seus corpos. – Quietinha. Eu te ajudo se você me ajudar a me vingar deles. – Um sorriso de lado se forma nos lábios da loira.

Al – Com todo prazer. – Seus lábios se encontram em um beijo rápido e Jaebum a puxa para seu quarto.

 

A porta é trancada enquanto a loira olha ao redor observando os utensílios sádicos ali expostos. Ela caminha até o expositor de açoites pegando um deles e estendendo para o mais velho que pega sorrindo satisfeito. Ela retira sua roupa rodeando a cama e se ajeitando de quatro sobre a mesma, sinalizando para o homem a açoitar. Ele passa a língua nos lábios os umedecendo e se aproximando dela.

Tirando suas roupas, Jaebum rodeia a cama analisando a pele branquinha pedindo para ser marcada intensamente. Ele sobe na cama alisando o corpo da loira antes de dar a primeira investida com o açoite, observando uma marca avermelhada se formar na pele clara da garota que sorria com prazer. 10, 15, 20 açoitadas e ele não se aguenta, jogando o objeto longe e a penetrando brutamente, mal dando tempo para a garota respirar, começando a investir rapidamente.

 

Al – Aah Jaebum. Você é muito bom... – Ela geme arrastado enquanto ele a puxa pelo cabelo, a fazendo arquear as costas para trás.

Jb – Sou é? Melhor que os mestres?

Al – Muito melhor... – Ele ri satisfeito a empurrando, fazendo ela deitar a cabeça no colchão, deixando-a bem empinada.

 

Ele logo acerta seu ponto G a fazendo gritar. Ele ri satisfeito por descobrir seu ponto sensível focando naquele mesmo ponto incontáveis vezes, fazendo o corpo da loira estremecer anunciando seu ápice. Jaebum continua investindo forte e fundo, ignorando as súplicas da loira que o pedia para ir mais devagar. Seu membro pulsa e ele se desfaz derramando sua goza nas costas de Aleina, que apenas deixa seu corpo cair na cama enquanto ele sai em direção ao banheiro.

 

Jb – Você precisa de um banho. – Ele chama de dentro do cômodo. Com dificuldade ela se levanta indo em direção ao local.

Al – Agora me diga, como irá me ajudar?

Jb – Jin adora salvar donzelas em perigo. Apenas precisamos a colocar em alguma situação de risco e ele virá como um pequeno abestado pra te salvar. – Ele ri debochado.

Al – Você quer arriscar a minha vida?

Jb – Não se preocupe, ele virá te salvar. – Se inclina tomando os lábios da loira de maneira bruta.

 

Aleina sai do quarto olhando o corredor se assegurando que ninguém a veja saindo dali. Seus passos aos poucos vão tomando mais confiança a medida que ela se aproxima de seu quarto.

 

Nj – Não confie nele. – Ela pula assustada ao ouvir aquela voz grave.

Al – Do que está falando? – Franze a testa tentando disfarçar.

Nj – Só escute o que falo. Não confie nele. – O mais alto vira indo em direção ao grande salão de música.

 

A loira permanece parada no corredor pensando no que ele disse. Mas sua ambição era tão grande que ela preferiu o ignorar. Ela entra em seus aposentos indo para sua cômoda e ajeitando seus cabelos. Caminha até a janela que dava de frente para a biblioteca, onde sua outra irmã ria com outro mestre sentada à janela. Bufando, se afasta e se joga na cama. Ainda não acreditava que conseguiria ser tão encantadora quanto suas irmãs. Elas eram belas, poderosas e encantadoras. Algo que ela jamais seria.


Notas Finais


Eitaaa Jin... alerta de ciúmes.... alerta de ciúmes...
Pobre Nam... Só queria a amizade do irmão...
Essa Aleina, já não gostava dela... agora mesmo... hein...
Lembrando que foi a Dreamer que levou o Jb de volta pro passado...
Logo teremos um P.O.V dela.... Spoilerss.... aushauishaushu...
Então não deixem de conferir sempre hein....
Espero que tenham gostado e não esqueçam daquele comentário lindo que só vocês sabem deixaaarr..

A unnie Mel e a cloninha @Moon_MinAh amam vocês!! Beijãaaoo!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...