História Dreams - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias After
Tags Dreams, Fanfic, Romance
Exibições 3
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Samantha está entrando em uma nova fase de sua vida, conhecendo coisas novas, fazendo coisas que não fazia antes. Melissa está decidida de que agora é a hora de ser feliz, de viver intensamente, de aproveitar as chances que a vida está dando. Isso com certeza vai ajudar Sam, que diferente de Mel, não tem tanta coragem assim.

Capítulo 3 - Capítulo três


Fanfic / Fanfiction Dreams - Capítulo 3 - Capítulo três

Fomos até a mesa de bebidas. John pegou um copo que tinha um líquido transparente e me deu. Pegou outro para ele, colocando vodka no copo. Ele pôs um pouco no meu copo, e fez um sinal com a cabeça, para que eu bebesse. Engoli de uma vez todo o líquido que havia no copo, me arrependendo logo depois. Senti a bebida descer pela minha garganta, queimando. Uma vontade enorme de vomitar. John parecia achar graça da situação, pois não parava de rir. Seu sorriso se transformou em uma gargalhada, tornando aparente as covinhas em seu rosto. Seus dentes alinhados com uma precisão incrível. Ele era muito bonito, e naquele momento senti vontade de beija-lo.

John pegou minha mão, e me arrastou para fora da casa. Minha cabeça estava doendo, eu nunca havia bebido antes. Andamos até o jardim, então eu parei. Minha visão começava a falhar, minha cabeça estava girando. Senti minhas pernas falharem, estava sem força alguma. Eu podia ouvir a voz de John chamando meu nome, mas não conseguia responder. Senti alguém me levantar, então tudo ficou escuro.

Acordei na minha cama, ainda com a roupa da noite anterior. Minha cabeça ainda doía, como se eu tivesse ganhado uma pancada. Me sentei, a fim de tentar entender tudo que havia acontecido. Havia um bilhete ao lado da minha cama, estava escrito com caneta vermelha.

"Você passou mal ontem, fiquei sem saber o que fazer. Peguei a chave da casa na sua bolsa, pois achei melhor não acordar a sua mãe, espero que não se importe. Deixei meu número gravado no seu celular, me ligue assim que estiver melhor. Ah, você estava linda ontem.

Ass, John."

Saí da cama e fui até a minha bolsa. Peguei meu celular, e liguei para o contato que estava gravado com seu nome. Ele atendeu no terceiro toque.

--- Olá, que bom que ligou. ---Disse John, com entusiasmo na voz.

--- Oi... --- Respondi.

--- Está melhor? Fiquei muito preocupado ontem. Desculpa ter feito você provar aquela bebida. --- Ele disse, parecendo preocupado de verdade.

--- Estou com dor de cabeça, mas estou bem. Não precisa se desculpar, não foi sua culpa, só não estou acostumada com isso. --- Respondi, tentando acalma-lo.

--- Pedi para Justin levar Mel em casa, parece que eles se deram bem. --- John disse, e pude imaginar o sorriso em seu rosto ao dizer aquilo.

Meu Deus, tinha me esquecido de Melissa. Preciso falar com ela, saber o que houve ontem, o motivo de ter sumido da festa sem me avisar nada.

--- Obrigada, preciso desligar. Obrigada por ontem, mesmo. --- Disse, me apressando.

--- Por nada, Sam. --- Ele disse, e desligou.

Fui procurar a minha mãe. Seu quarto estava vazio, ela não estava na sala, nem na cozinha. No banheiro não havia ninguém. Quando desci para tomar café vi um papel na geladeira, era dela.

"Fui ao mercado, não demoro para voltar."

Subi para o meu quarto, para ligar para Mel. Assim que peguei meu celular, ela mandou uma mensagem. "Me encontre no shopping em uma hora. URGENTE."

Fiquei nervosa, o que ela tinha de tão urgente para me contar? Seja lá o que for, eu precisava saber. Troquei de roupa, coloquei um short jeans, uma camiseta e um tênis. Peguei minha bolsa e saí.

Cheguei no shopping em 30 minutos. Fui dar uma olhada nas lojas que eu gostava, para esperar o tempo passar. Depois de 40 minutos, Melissa mandou uma mensagem, pedindo que eu a encontrasse na livraria do shopping. Quando cheguei, Mel veio logo me abraçar, parecia empolgada.

--- Precisamos conversar. --- Ela disse, sem parar de sorrir.

--- Precisamos mesmo. Pode começar contando o que foi aquilo com o Justin. E o nosso combinado? --- Perguntei, sem dar chance para que ela entrasse em outro assunto.

--- Ah, aquilo. Menina, não sei o que aconteceu. Quando eu vi já estávamos nos beijando, e foi ótimo. Eu sei que combinamos, mas... Foi diferente. Sinto que ele é diferente, sabe? Conversamos muito ontem. Ele faz faculdade na universidade para qual fizemos prova. Está terminando de cursar informática. Ele é super inteligente, amiga. Muito doce, nossos assuntos não acabam. --- Ela falava sem parar. --- Depois que você passou mal, ele me levou até em casa, e antes que eu saísse do carro, ele me beijou. Não foi um beijo qualquer. Marcamos de ir ao cinema hoje. Eu sei que as coisas estão acontecendo rápido e tudo mais, mas acredito que agora seja a hora de olhar para frente, e encontrar uma nova felicidade.

Eu não sabia o que dizer. No fundo, estava muito feliz por ela.

--- Tudo bem, Mel. Você está certa. Só toma cuidado, não faz nada sem pensar, por favor. --- Disse, sendo sincera.

--- Eu sei. Obrigada por entender. --- Mel disse, me abraçando.

20 minutos depois Justin chegou. Nos cumprimentamos, e eu fui embora. No caminho de volta para casa eu não parava de pensar nas coisas que Melissa tinha dito para mim. Ela estava certa, tinha que admitir. Eu passara a minha vida toda me preocupando com meus estudos. Em ser a melhor aluna da classe, ter as melhores notas, passar para a melhor universidade. Nunca me dei a chance de aproveitar de verdade a vida. Nunca me dei a chance de viver. Não queria passar o resto da minha vida lamentando pelas coisas que deixei de fazer. Talvez fosse mesmo a hora de procurar uma nova felicidade.

Cheguei em casa e fui direto para o banheiro. Precisava de um banho. Estava calor, então deixei que a água fria fizesse um tour pelo meu corpo, esfriando cada parte dele. Deixei minhas preocupações serem levadas junto com a água que caía. Saí do banho, vesti um pijama e me joguei na cama. Eu estava exausta. A noite de ontem foi bem agitada para mim, apesar de eu não ter aproveitado tanto --- tanto quando Melissa ---.

Não percebi quando peguei no sono. Acordei com o toque do meu celular. Sem ver de quem era a ligação, atendi.

--- Alô. --- Disse, me sentando na cama.

--- Te acordei? Desculpa. --- Era john.

--- Tudo bem, o que houve? --- Perguntei, tentando descobrir o motivo de sua ligação.

--- Queria saber se está livre esta noite. --- Sua voz era calma.

--- Depende, quais as suas intenções caso eu esteja? --- Perguntei, em tom de brincadeira.

--- Surpresa. Passo na sua casa às 18 horas, esteja pronta. --- Ele disse e desligou.


Notas Finais


Espero que estejam curtindo a história, de verdade!!!! <3

Tenho uma conta no Wattpad também: https://www.wattpad.com/user/Estermerencio_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...