História Dreams And Nightmares - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys (bts), Bruxas, Hoseok, Jimin, Jin, Jungkook, Lobos, Namjoon, Romance, Taehyung, Vampiros, Yoongi
Exibições 40
Palavras 1.247
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


- Nos perdoem qualquer erro ... e espero que goste ... um aviso os primeiros capítulos são meio chatos ( na minha opinião ) por ser o inicio e por estamos construindo cada canto com uma precaução...para que possa ter seu diferencial... ~ Hobizinha

- Essa é muito interessante, por favor tenham paciência para que as coisas legais aconteçam, dêem muito amor e carinho para a nossa fic, não vão se arrepender de tirar um tempinho pra ler, e obrigada por ter lido esse cap. ~Park_Leeh

- Queria pedir primeiro paciência e compreensão de vocês pois estamos começando agora....E é errando  que se aprende né, queria agradecer por vocês ter tirado um tempinho pra ler, não vai se arrepender, garanto.....saiba que fizemos com bastante amor......Espero que gostem ♡....Boa leitura.  ~Small_kookie

Leia as notas finais ...

Capítulo 2 - Capitulo 1


Morar em Seul era um sonho, sempre pedi ao meu pai que fossemos, eu, mamãe e ele, até ela nos deixar . Foi um choque quando ela gritou e saiu de casa, meu pai foi tão rápido quanto a sua ex.

Pronto meu sonho tinha se realizado estava em Seul com ele mas, não com o meu pai e sim um responsável, se bem que nem isso ele era. Vivia dormindo fora sempre viajando a trabalho, namorando mulheres diferentes a cada mês. E eu só queria uma família normal como tinha a os meus cinco anos.

A cada vez que o via nessa situação eu sabia que era para esquecer minha doce mãe, ele sempre a amou fez tudo por ela até mesmo brigou com o irmão e veio morar na cidade da amada. Meu pai queria esquecer tudo ligado aquela mulher, inclusive eu.

Sabia que um dia isso ia acontecer sempre via o desprezo que tinha de mim em seus olhos, sua arrogância aumentava a cada palavra dita.

Isso só podia ser um pesadelo. Mas onde estava todo aquele sonho ???

- Filha liguei para seu tio. Eles iram cuidar muito bem de você - O homem disse sem ao menos vira para me ver, estava de costas o tempo todo mexendo na papelada. Fração de segundo eu podia ver a calma em seu rosto quando mudava de posição.

- Pai eu não quero ir. irei atrapalhar a família dele - Disse choramingando para o ser na minha frente. O mesmo se virou com uma sobrancelha levantada.

- Pensa nos outros, mas e no seu pai ? Sabe que está atrapalhado a minha vida não sabe ??? - Já tinha dúvidas se eu realmente tinha um pai, agora tinha certeza que nunca tive. Ele só amou ela, mais ninguém, nem mesmo o fruto desse "amor" ele suportou. - Porque diabos está chorando ?? - Levantei as mãos em direção às lágrimas tentando evitar que continuasse me humilhando .

- Eu te odeio - Levantei meu olhar encontrando o seu sem nenhum sentimento visível - Você nunca amou a minha mãe só amou o conto de fadas que criou com ela, seu mostro - Mordo minha língua, as lágrimas não paravam de cair - Espero realmente que alguma vadia que você come, tome todo seu dinheiro de merda - Sua mão não me puxou para um abraço confortante de fim de tarde, recebi um tapa em minha bochecha, me fazendo cair esbarrando nas malas que estavam no meio da sala.

- Apesar da sua insolência irei ligar para um táxi - Virou colocando um cigarro na boca e soprando uma nuvem do mesmo - Já ia me esquecendo - Apontou com a cabeça para a mesa - Aquele é o endereço dos seus tios espero que não me ligue. Irei mandar sua mesada todo mês.

...

Queria me socar, correr, gritar, matar, só não queria acabar em uma cidade pequena onde não conhecia ninguém. E que a mesma nem consta no mapa de Seul.

Estava indo pro fim do mundo, e sem passagem de volta.

Até mesmo meus tios eu não me lembrava das feições, nem o da minha prima Hai Ming que era uma criança amedrontada por tudo . Oque eu iria fazer com essa família? ?? Atrapalhar sua rotina, as conversas paralelas, tudo.

Mas ele não se importava, e isso estava claro.

...

Uma cidade que em plena segunda, não possuía um carro ou qualquer indivíduo na rua não seria uma cidade fantasma??? Quando saí do ônibus e olhei ao redor, não avia ninguém a não ser a mulher que estava no ponto para conferir se tudo estava ok.

Era brincadeira não era ??

- Por favor?? - Chamei sua atenção recebendo um olhar curioso - Ahh ... Pode me disse onde tem um táxi ??- Perguntei esperando uma resposta agradável da mulher a minha frente .

- Desculpe, mas tem certeza que está na cidade certa? - Olhei no papel que meu pai tinha me deixado na mesinha da sala, e conferi o endereço, estava certo - Bom lamento mas não tem esse tipo de serviço aqui.

Ela se virou e entro na sala fechando a porta.

Ótimo! Como vou chegar na casa dos meus tios??

O único barulho que fazia naquelas ruas era da minha mala no asfalto. As casas eram quase todas de dois andares e da mesma cor. Elas eram separadas por muros pequenos e outros por cercas que eram de certa forma fofas .

Virei a esquina me deparando com várias árvores e poucas casas. Tinha pedido informações para uma criançinha que saía de uma loja de doces que se fechou assim que me aproximei, o pequeno ser tinha dito que era nessa direção.

Se não for eu vou atrás daquela criança e a mato.

Assim que avistei a casa que tinha um marrom desbotado, fui até a porta e bati na mesma.

Um .... nada
Dois ... nada
Três ... nada
Quatro....

A porta abre, mostrando uma menina fofa de cabelos nos ombros, mas não tinha olhos puxados, era como os meus, a mesma era um pouco mais baixa e tinha um Milk Shake nas mãos.

A garota tomou mais um pouco da bebida e fechou a porta assim que abri a boca para perguntar se era mesmo a casa que eu estava a procura.

Meu pai me jogou aqui só para se livrar da filha imprestável???

Ashiii...

Me virei deixando os degraus, parei quando escutei uma voz fina me chamar.

- Oque você quer ? - Me deparei com uma outra garota e essa possuía olhos puxados mas não era fofa, ela tinha os olhos fixos em mim com feições sérias.

- Eu... Ah... - Engoli em seco. Mas que merda era essa ?? O que eu tinha ?? Estava com medo de uma garota ???

- Diga seu nome menina! - Disse autoritária serrando os olhos. Limpei a garganta e a observei, não iria ficar com medo de uma garota qualquer.

- Meu nome é Tayná - Suspirei - E eu... - Antes que terminasse a frase a menina fechou a porta rapidamente e pulou nos degraus ficando na minha frete.

- Você disse Tayná ?? - A garota perguntou e eu concordei com a cabeça sem entender sua reação. A menina que vestia uma blusa preta e Short branco abriu um sorriso enorme e me abraçou. Oi ??

- Mas... pera... Quem é você ?? - Digo empurrando a mesma de leve. Ela suspira e sorri para mim.

- Sou eu... Hai Ming - Ela deu um mini pulo - Prima estou tão feliz em te ver.

Oook...

Levei um tempo encarando a figura a minha frente. Ela era bipolar ou algo assim ?? Em um minuto está quase me matando de medo com o olhar e no outro num abraço junto a um sorriso sufocante. Mas que diabos...

- Hai Ming ?? É você ?? - Pergunto custando a acreditar. Ela dá outro pulo e me puxa.

- Vem ! Essa cidade é muito assustadora para uma garota como você. É melhor entrarmos - Pega minha mala com uma mão e com a outra me arrasta para dentro da casa.

Um lado meu estava feliz por encontrar minha prima, por outro algo me incomodava. Não só a cidade, como tudo, a minha vinda , a garota fofa, a outra bipolar, e sua frase meio estranha no final.

Mas vai ficar tudo bem agora. Eu acho.


Notas Finais


Esperamos que tenha gostado ¤ . ¤
Foi isso por hoje , mas logo iremos posta mais ...
E essa finc e postada no wattpad por nos em nossa conta la ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...