História Drink Hurt - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Desafio Dos 100 Temas, Sei Lá Mais O Que Pôr, Yoonmin
Exibições 66
Palavras 700
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Antes de qualquer coisa, eu gostaria de dizer que esse é um presente pra @Siena, que pode ser chamado de vingança por tudo o que ela me fez passar com aquela maldita (bendita) fic yoonmin (que, por acaso, estará nas notas finais pra quem quiser morrer).

Érr.. será uma short fic com três capítulos, também fazendo parte do Desafio dos 100 temas com 22. Que contenha gore;


É isso, e boa leitura.

*nem tá betado, socorr*

Capítulo 1 - I. você disse que nunca iria embora


Fanfic / Fanfiction Drink Hurt - Capítulo 1 - I. você disse que nunca iria embora

Querido,

eu não sou feito de pedra.

E isso dói.

 

 

•••

 

Os pés de Yoongi estavam molhados. O dia estava limpo quando saiu de casa pela manhã, mas depois daquela maldita mensagem de Jimin, tudo havia ficado terrivelmente mais carregado – principalmente seu peito. E, como se era esperado, choveu. Choveu tanto, mas tanto que nem sabia se aquilo era possível; e isso nem era com relação a chuva física, mas sim àquela tão subjetiva chuva que caía dentro dele.

Tudo estava escuro – tanto por dentro como por fora –, e exatamente por esse motivo decidiu olhar as horas e constatou: já era mais de meia noite. Em outros dias, isso não seria nada demais; mas naquele dia, isso significava algo muito mais doloroso do que realmente deveria: era seu aniversário. E Yoongi nunca havia odiado tanto o dia 09 de março.

Tudo parecia tão sordidamente irônico, pois havia sido justamente naquele dia que havia conhecido-o, à uns cinco anos atrás. Nesse momento, odiava-se por ter aquela cruel boa memória, que o fazia lembrar-se de todos os míseros detalhes que fizeram-no se apaixonar por Jimin. Aquela paixão que naquele momento faziam-o ter vontade de rasgar-se de dentro para fora e arrancar toda a dor que estava causando-lhe.

Toda aquela dor, por fim, enlouquecia-o, ao ponto de nem se importar com toda a chuva que escorria por seu corpo, fazendo nele morada. Sempre fora o cara que odiava chuva e que secretamente tremia de medo dos trovões; entretanto, naquele dia, toda a chuva e os relâmpagos – que cortavam o céu de fora a fora – eram tão insignificantes ante a tudo o que carregava por dentro.

As lágrimas molhavam mais o seu rosto do que as gotas d’água que caíam do céu, tornando os dois líquidos salgados em um só. E até coisas imbecilizadas como esta, fazia-o lembrar de como eles eram em um passado tão presente. Lembrava-se de todas as promessas de “para sempre” enganosas, os textos que mandavam um para o outro, os abraços apertados que davam quando as coisas atribulavam demais, das piadas idiotas de Jimin que pareciam ter um graça diferente para Yoongi. E isso era doloroso demais para ser lembrado em um momento como aquele.

Então, encolhido naquele banco de praça, sozinho, percebeu o quanto amava-o. De uma forma que nunca sequer pôde dizê-lo, simplesmente por não ser corajoso a tal ponto; sim, eles eram namorados, mas, às vezes, mesmo com um laço tão íntegro as pessoas não conseguem dizer o que realmente sentem. E Yoongi era uma dessas.

Ele havia perdido a única pessoa que o fazia ficar em pé, e nem sabia o porquê, pois a única explicação que recebeu foi através de uma mensagem de texto. Pegou, então, o celular e mesmo vendo algumas gotas caírem sobre ele, abriu na mensagem dele:

 

‘jiminie

Me perdoa… mas eu estou terminando nosso namoro, agora. Não me procura mais, eu não quero mais te ver e eu não.. posso te fazer sofrer. Só.. me esquece.

 

Ele ainda nem havia mandado uma resposta, pois sabia que de nada adiantaria. Conhecia Jimin como a palma de suas mãos, e sabia que não importava o que ele dissesse, ele jamais mudaria o que havia decidido. Yoongi só queria entender o porquê, não tinha a mínima lógica.

Não cabia em sua cabeça a ideia de ter perdido o amor da sua vida, a pessoa que fazia-o feliz, sem alguma explicação plausível. E seu coração pareceu ser despedaçado por algum monstro impiedoso, de uma hora para outra; desejou com todas as forças que aquilo não fosse real. Tinha a impressão de que o mundo estava caindo sobre a sua cabeça.

Tudo o que podia fazer era chorar, e chorar e chorar. E chorou tanto que se afogou em si mesmo. Levantou-se, repentinamente, de onde estava e andou em direção ao primeiro bar que encontrou em sua frente.

“Uma dose bem forte, por favor” pediu, enquanto perdia-se em todas as palavras ditas um para o outro, tentando encontrar alguma coisa que pudesse ter causado toda aquela dor, mas nada encontrou.

E passou a noite ali, enchendo a cara como à tempos não fazia, afogando-se na própria dor. Mal sabia ele que dores piores virão.


Notas Finais


cês num sabem do pior a metade *deixa a frase no ar*

fic da mari *pra quem quiser morrer: https://spiritfanfics.com/historia/feito-agua-6611678

comentem aí que os cap tão tudo pronto, viados. até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...