História Drink My Blood - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yui Komori, Yuma Mukami
Tags Ayato Sakamaki, Estrupo, Hentai, Interativa, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Vampiros, Violencia
Exibições 96
Palavras 1.073
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Harem, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie monstrinhos ❤❤

Acordei sentindo a falta de vocês e resolvi postar mais um hj ><

Boa leitura ❤

Capítulo 8 - I'm not afraid


Fanfic / Fanfiction Drink My Blood - Capítulo 8 - I'm not afraid

Elizabeth on


Observei intensamente a adaga em minhas mãos. Pelo visto Subaru quer morrer


Olhei para minha frente que era onde o albino estava, sim, "Estava", ele não está mais aqui... 


Olhei pela a vidraça da janela, hoje o clima está gelado, exatamente do jeito que eu gosto 


Ainda sentada sobre uma espécie de sofá encostei minha cabeça no vidro observando a chuva bater sobre ele e deslizar sobre o mesmo, como eu disse a chuva para mim é como uma música triste 


Agora seria uma boa hora para refletir sobre o vazio que eu chamo de vida... Hum.. E sem dúvidas seria um momento perfeito para um suicídio  perfeita... Aii pena que eu tenho uma promessa a cumprir 


Olhei em volta ao corredor escuro porém assustadoramente luxuoso, parei o olhar no mordomo, escondi a adaga entre as almofadas vermelhas, Reiji me encarava balançando a cabeça negativamente, no mesmo momento revirei os olhos obviamente ele estaria aqui pela conversa de ontem... Algo sobre ratos de laboratório, pelo jeito ele passou de mordomo a cientista maluco 


(Reiji)- Você já deve imaginar porque eu estou aqui - me olhou sério com a mesma posição de mordomo de sempre


(Eu)- Sim Reiji eu sei... Rata de laboratório... - revirei os olhos e me levantei 


Acompanhei Reiji até a mesma sala de antes, acho que vou passar a chamar isso de escritório do Harry Potter 


(Reiji)- Senti-se por favor - apontou para uma cadeira branca perto de uma mesa cheia de seringas e frasquinhos 


Não, não eu não estou com medo, acho que o minha "Vida" se resume em seringas, mordidas e facas


(Reiji) - Eu não vou aplicar nenhum tipo de anestesia - falou pegando uma das seringas -  Já fiz isso com algumas noivas - andou ficando em minha frente - Elas berravam feito cabras - sorriu - É muito admirável seu comportamento calmo... Sabe eu precisei prender as outras em camisas de força 


(Eu)- Se isso foi um elogio obrigada - revirei os olhos para uma simples pintura 


Reiji pegou meu braço e limpou um pequeno lugar com álcool e algodão, pegou a seringa e aplicou em mim, mordi o lábio para não gemer de dor com aquele simples beliscão 


Senti uma leve tontura e tudo apagou 


Dream/Elizabeth on


 Senti um ventinho frio bater contra o meu rosto, abri os olhos lentamente e foi ai que eu percebi que eu não estava em casa, eu estava deitada na grama, não sei descrever ao certo onde eu estava, sei lá era uma espécie de campo estava de noite e também era muito nublado, não dava para ver muita coisa 


Me levantei e esfreguei os olhos com a esperança de conseguir ver algo o que foi uma tentativa sem sucesso. Optei por andar sentindo o leve vento frio me esfriar 


(Eu)- Aiii - disse depois de tropeçar em uma pedra ou seja lá o que aquilo seja,  sentei na mesma para descansar mesmo não estando cansada 


Enquanto eu estava conferindo meu pé senti uma leve respiração perto do meu ouvido esquerdo, o que me deixou arrepiada 


(?????)- Elizabeth -  alguém sussurrou no mesmo ouvido


No mesmo tempo olhei para o meu lado e não havia nada, comecei a olhar para os lados, mesmo com a visão fraca eu vi vultos passando rapidamente ao meu redor


(Eu)- Fique quieto para eu poder te ver! - murmurei e de repente os vultos pararam e eu só vi a sombra de dois caras a mais ou menos um metro de distância de mim 


(Eu)- Quem são vocês? - me levantei me aproximando 


(?????)- Carla Tsukinami e esse é o meu irmão mais novo Shin...


Perae Carla não é nome de mulher? 


Uma claridade invadiu o local e eu finalmente vi os rostos, então olhei em volta e vi que esse tempo todo eu estava em um cemitério 


(Eu)- O que querem comigo? - perguntei olhando para os dois desconfiada 


(Shin)- Você é bem mais bela do que a outra - Nossa ele usa um tapa olhos que assustador


(Eu)- Não foi isso que eu perguntei - neguei com a cabeça, aqueles dois e aquele local me davam arrepios 


(Carla) - Você é uma sobrevivente - falou me encarando com seus belos olhos cor de ouro 


(Tipo olho de cobra :V ) 


(Eu) - Hum... Não tô afim de ajudar tchauzinho - revirei os olhos e virei de costas para eles andando 


Shin se transformou em lobo e correu para minha frente, cai por conta do susto que levei e ele ficou por cima de mim monstrando seus dentes super afiados


Calma cachorrinho calma


(Carla)- E quem disse que você tem escolha? - se aproximou de Shin e eu - Acho que ela entendeu Shin - olhou para o irmão e o mesmo saiu de cima de mim 


(Eu) - Eu não posso acreditar nisso, isso não pode ser real  - me sentei e encostei minhas costas em um túmulo 


Carla sorriu e Shin o olhou ainda em forma de lobo ou seja lá o que essa coisa seja


(Carla)- Deixe uma pequena marca de despedida na nossa futura hóspede Shin - o lobo caminhou até mim lentamente e por algum motivo eu recuei um pouco. Será que eu estava sentindo medo? 


 Shin rasgou minha blusa na parte da minha barriga e logo fez um rasgo bem visível na minha barriga. 


Os dois me olharam e desapareceram 

Olhei para o rasgo, não estava doendo muito. Senti gotas de água cairem sobre minha cabeça e logo foram caindo mais e mais até eu estar completamente molhada, me encolhia por conta do frio, minha barriga doia a cada movimento, olhei para frente havia um túmulo que sem dúvidas era um dos mais sinistros que tinha neste lugar, o mesmo estava rodeado de rosas vermelhas, a chuva o deixava mais belo... E quem seria o felizardo em ter um túmulo tão belo? Eu não sei porque o mesmo estava longe demais para ler o que estava escrito... Pisquei os olhos e voltei a admirá-lo, o problema é que agora não havia apenas o túmulo, Cordelia, Cordelia estava lá me olhando e sorrindo sem mostrar os dentes, ela não falava nada apenas me encarava sorrindo, seu corpo não estava molhado pois o mesmo estava sendo protegido pelo guarda-chuva preto, havia uma rosa em sua mão, ela apenas a deixou cair ainda me olhando e sorrindo. Meu coração batia forte, mas meu ego não queria acreditar que eu estava com medo.


Não eu não estou com medo... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...