História Drive - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias NCT 127
Tags Yusol Yuta Hansol
Exibições 24
Palavras 494
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


uma coisa minúscula ao som de Miley Cyrus

Capítulo 1 - Capítulo Único


E tudo que queria naquela noite era encontrá-lo. Por mais que o outro lhe argasse com o coração partido, o queria, e sempre iria querer.

Como se houvesse voltado dois meses no tempo Hansol se encontrava em frente a boate, aquela na qual sempre ia, pelo simples prazer de admirar o garoto que dançava sorridente com os amigos na pista, ao som de qualquer música, que logo depois viria a si, lhe pagaria um drink, lhe daria beijos, e no fim da noite, o foderia no banco de trás de um carro, como se já se conhecessem a anos. E no dia seguinte, acordaria cheio de dores, mas com o garoto mais bonito do mundo ao seu lado. Mal lembrava-se do nome do outro, com poucos flashs da noite anterior lhe vindo a cabeça, mas era uma boa sensação.

Provavelmente apenas sairia dali bêbado, com Taeyong lhe carregando, dizendo que não deveria ter voltado. E então abraçaria um poste, e rodaria ao seu redor, como se fosse a coisa mais divertida do mundo, mas era só seu jeito de tentar não chorar.

O lugar continuava o mesmo. Adolescentes dançando ao som da música alta, enquanto luzes de diversas cores impediam o lugar de ficar numa total escuridão. Se direcionou ao bar, o mesmo banco no canto, onde sempre ficava, apenas esperando o japonês aparecer, lhe oferecer um drink, e fazer com que seu ritual acontecesse mais uma vez.

E esperou. Esperou até começar a ficar zonzo pela bebida. Esperou até o último fio de esperança que havia em si se romper. E lá estava ele. Yuta caminhava em sua direção, sorriso no rosto, copo na mão. E não conversaram. Hansol apenas se deixou levar pelo outro e quando percebeu, já estavam aos beijos dentro do carro.

Entre carícias e suspiros, palavras eram trocadas. Nada como um "eu te amo" ou "fico feliz que tenha voltado", apenas um "senti sua falta". E Hansol entregou-se ao outro mais uma vez, mesmo tendo jurado a si mesmo que nunca mais o faria. Mesmo sabendo que estava sendo idiota por achar que Yuta ficaria daquela vez. E entre gemidos, escapavam-lhe lágrimas, parte de prazer, parte de dor, pois sabia que na manhã seguinte, quando acordasse, e a sensação de paz fosse tomar conta de si, Yuta iria embora, lhe deixando vazio mais uma vez.

E então, o outro, exausto, caiu por cima de si. Corações acelerados, respirações fora do ritmo. Passaram minutos, se não horas ali, deitados, sem trocar palavras. E então o mais novo saiu de cima de si, indo para o banco da frente, ligando o carro. Mais uma vez, iria para o apartamento de Yuta, dormiria abraçado  com ele e na manhã seguinte, o outro iria embora.

Mas daquela vez, quando acordou, Yuta não estava lá. Não havia abraço, não havia sensação boa, apenas o vazio de sempre. E em cima da mesinha ao lado da cama um bilhete.

"Por favor, não volte para mim"
 


Notas Finais


Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...