História Drown - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Legend Of Zelda
Visualizações 11
Palavras 331
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drama (Tragédia)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


* Vou postar umas oneshots de creepypasta porque deu uma vontade de repente dsjkkdsd

Capítulo 1 - Capítulo Único.


Estar se afogando; além das profundezas flutuar entre o fluxo da água cristalina. Enxergar embaçado o céu no topo do rio. Mergulhar sem escolha, ser arrastado pela força dos mares até se sufocar. Sentir a água encher seus pulmões, violando seu corpo e limpando sua alma à força.

Estar se afogando é mais do que ter que prender a respiração. É não existir o ar, é não ter para onde fugir. A água se torna sua inimiga, e a mesma, se torna tudo o que você têm.

O falta ar, o fôlego não mais existe. Não sente o próprio corpo, e sua casca mortal se tornou uma prisão para aquele que deseja a liberdade. Era só um jogo inocente, entre muitos de Zelda, como poderia fazê-lo mal? Como poderia ter ido parar no universo vasto do game? "Fui amaldiçoado e ninguém percebeu?", assim sussurrou, mas ninguém respondeu.

Sua morte foi lenta, bem mais do que no mundo humano conseguiria. Tornou-se parte do jogo, se tornou seu pior pesadelo. BEN Drowned deu um novo sentido ao Majora's Mask, e nada poderia evitar que despejasse sua revolta pelo o que passou em inocentes que se colocaram despreocupadamente em seu caminho. Tão jovens, tão cheios de vida. Ao menos acalmaria seus gritos com a ira e transformaria a juventude em seu legado; para sempre jovem assim será, e no meio dos inocentes sempre estará, pois era um garoto normal, mas o sobrenatural com ele resolveu brincar.

Dentro do mar é calmo, límpido e ligeiramente escuro. Nenhum som é ouvido, nenhum sinal de vida humana se é encontrado. Talvez BEN pudesse tornar seu lar um lugar menos solitário. Com o fruto dessa ideia em mente, começou os assassinatos. Não há barreiras no mundo só seu, e pouco poderia se questionar do que se tornou. Tornou o imenso mar seu lar, e para ele sempre iria voltar. Talvez acompanhado por mais uma vítima, que infelizmente, iria se afogar. Porque mais uma vez, a água friamente matará.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...