História Drunk - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Personagens Originais, Suga
Tags Desabafo, Drama, Jungkook, Romance, Suícidio
Exibições 72
Palavras 663
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Minha primeira one shot aqui. Espero que gostem :3

Capítulo 1 - Bêbado o suficiente...


"Talvez eu esteja muito bêbado por estar te falando essas coisas, mas eu ainda quero que você sente e escute o que meu coração tem a dizer. Você também está bêbada e deitada em meu ombro, então se você estiver ouvindo, amanhã não irá se lembrar. E honestamente, é melhor assim.


Eu sei, eu sei. Sou um covarde por ter tomado coragem para dizer as coisas que não disse apenas quando eu estou bêbado e você dormindo. No entanto, eu acho que não gostaria de dizer tudo isso na sua cara. Eu sempre fui assim, não é?


Eu não sei como começar isso. Gostaria de dizer que é porque não sei quais palavras usar, mas a verdade é que eu sei. A questão é que elas me parecem cruéis demais para usar com alguém como você. Não que você se importe ou esteja ouvindo, claro.


Eu queria ser menos como eu, e mais como você. Você sabe o quanto eu te admiro? Você sempre foi tão forte, decidida, extrovertida, tão... Ao contrário de mim. E é por isso que eu escolhi esse momento para dizer tudo que eu quero, porque você não merece escutar algumas coisas.


Então, vamos direto ao ponto: Eu te odeio. Odeio mais do que qualquer coisa que já odiei em minha vida. E, no entanto, eu também te amo. É, eu te amo, e agora você sabe disso. Talvez assim você pare de me tratar como somente um amigo.


Quando você chega na escola feliz, eu já sei que vou chorar sozinho no auditório, porque com certeza você voltou com o Yoongi. O que você vê nele? Você o ama tanto assim para ficar com ele, mesmo sabendo que ele não está nem aí para você?


Felicidade para mim é quando você chega chorando na escola, e apesar de ser cruel, é em mim que você busca consolo. Talvez eu ainda tenha esperança de receber uma chance. Talvez eu ainda te beije algum dia...


E hoje é mais um dos dias em que você brigou com o Suga, e é por isso que você está bêbada ao meu lado, dormindo com a cabeça em meu ombro. Apesar de tudo, agradeço por ter me arrastado para cá, porque pelo menos eu estou dizendo tudo que eu tenho que dizer.


E, sabe? É realmente cruel ver você correr para outro, quando eu estou aqui, de braços abertos e pronto para te dar todo o amor que você merece, mas você simplesmente não vê. Eu sou apenas um amigo. O seu melhor amigo, a quem você confia absolutamente tudo.


E ainda que você não me veja, eu juro que vou estar aqui quando você precisar. Mesmo quando minhas pernas falharem e eu não puder mais te carregar no colo, eu ainda assim vou te levar sobre meu colo, em uma cadeira de rodas.


Mesmo quando minha memória falhar e eu não me lembrar mais do seu rosto ou quem é você, eu prometo manter um diário com todas as nossas memórias. E, mesmo quando meu coração quebrar completamente, eu prometo que não vou deixar você perceber que estou mal.


Apesar de que, ele já está quebrado e eu já estou mal, mas você não percebe. Então, acho que não preciso me esforçar para esconder o que sinto. Eu sinto muito por sentir tudo isso por você. Eu sei que não devia, eu não quero.


Mas eu ainda te amo. O coração é mesmo cruel, não é? Eu não aguento mais isso, não aguento mais viver desse jeito. Talvez eu tente me matar, talvez eu tenha sucesso. Pode ser o álcool fazendo efeito em meu sangue, e talvez eu me arrependa disso, mas por enquanto, eu não me importo. E se de alguma forma você estiver ouvindo isso e se lembrar de tudo que eu disse amanhã, não conte a verdadeira causa de minha morte a ninguém. Diga que eu morri por amor."


Esse depoimento foi ouvido por um morador que passava pelo local, antes do jovem Jeon Jungkook se jogar a frente de um carro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...