História Dual Personality - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avril Lavigne, Ian Somerhalder, Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Morte
Exibições 7
Palavras 655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Mistério, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como eu adoro mexer com o psicológico das pessoas, lá vai um teste para você!
Quero agradecer aos novos leitores e pedir desculpas pela demora (sorry!)
@kiriaSinger (que ama minhas capas)
@bocachuja (que acha a fic irada)
@aloucadossignos (que adora o jeito que falo da doença)
@lolamaddox (que aguardava esse capitulo haha)

Capítulo 4 - The Proposal


Fanfic / Fanfiction Dual Personality - Capítulo 4 - The Proposal

~ Final da Aula

-Ei Avril? Preciso falar com você. (Dan corre ao encontro de Avril sorrindo)

-Ah, oi. (Se assusta e fecha seu livro)

-Por que não falou comigo hoje? Joguei até um bilhete para você.

(Avril olha para Emma e depois para Dan)

-Sua namorada tem ciumes da gente.

(Dan olha para Emma e diz):

-E dai? 

-E dai que... Ninguém me notava, até você vir falar comigo! Você sabe o quanto eu lutei para as pessoas me deixarem em paz? 

-Não. (fica decepcionado) Foi mal, não sabia disso, não quero atrapalhar sua vida.

-Espera. (Avril segura a mão de Dan e olha assustada para Emma, enquanto Dan sorri para ela) O que você tinha para me falar?
(O sorriso de Dan desaparece.)

-Sua mãe convidou meu pai e eu, para  jantar na sua casa hoje.
(Avril solta o braço de Dan, que estranhando pergunta):

-Não gostou da notícia?

-Não, pelo contrário. Já estou me acostumando com isso. (Avril sorri disfarçando) Alem do mais, tenho uma proposta para fazer hoje.
(E vai para casa, deixando Dan super curioso.)

~ MAIS TARDE:

-Já arrumou o seu quarto?

-Por que devo arrumar meu quarto?

-Carlos e Damen irão jantar aqui hoje.

-Que interessante.
(Blair estranha o comportamento da filha) -Não vai reclamar?

-E vai adiantar? Alem do mais.... Tenho uma proposta a fazer.
(Avril sorrir de lado e Blair fica desconfiada)

-Não é nenhuma brincadeira de mal gosto, não é?

~Din don 

-Uau, que pontuais! (Avril vai abrir a porta)

-Oi Avrilinne?

-Oi. (sorri falsamente)

(Carlos vai até Blair, que o recebe com um beijo. Avril olha triste para os dois, sem perceber a presença de Dan)

-Viu como eu estava certo?
(Avril olha para Dan e nota uma diferença)

-Nossa, sua roupa está bem diferente desde a ultima vez que veio aqui.

(Dan dá um giro e faz pose) - Tô um gato, né?

(Avril sorri) - Acho que sim.

(Dan finge que desanima) - Poxa.

Blair grita: O JANTAR ESTÁ NA MESA!

~ Tempo depois
(Avril aproveita que estão rindo e propõe algo)- Então, pessoal. Eu estou aqui para propor um acordo!

-Avril, pare com suas brincadeiras!
(Antes de levantar, Avril pede calma a mãe. Carlos percebe a intenção e ajuda a futura enteada)

-Não meu amor. Eu quero ouvir o que ela tem a dizer.

-Bom, eu proponho que façamos um teste.

-Teste?

-Sim. Carlos e Damen, vocês poderão passar um mês morando aqui. Caso vocês gostem ou eu goste, eu deixo você pedir a mão da mamãe.

(Blair fica sem palavras, Carlos e Dan se olham e concordam)

-Não, vocês não precisam participar disso! (Blair levanta brava da cadeira)

-Meu amor calma, vai ser bom pra gente. Confia em mim.

(Blair olha para todos e sorri concordando, todos comemoram)

~Fim do jantar

CONVERSA ENTRE CARLOS E BLAIR ON

-Por que você não gostou da ideia?

-Infelizmente, Avril me deu motivos demais para não acreditar nela.

-Como assim?

-É que, quando ela faz coisas boas, tem coisas ruins por de trás. Você não vai entender.

-Realmente. Se você não confiar em mim.

(Blair sorrir e beija Carlos)

CONVERSA ENTRE AVRIL E DAN ON

-Sua mãe não gostou nada da sua brilhante ideia.

-Percebi.

-Você sabe o por quê?

-Sei. Mas não vem ao caso. Preciso falar com você, mas lá fora. 

(Dan sorri de lado e segue Avril até lá fora)

~Lá fora

-O quer me dizer?

-Bom, primeiramente. Quero te pedir desculpas pelo jeito que te tratei hoje.

-Não, você tinha razão... (Avril o interrompe)

-Não eu não tinha. Estou a quase quatro anos sem nenhum amigo. 

-Por que ainda não tentou mudar isso?

-Nunca me deram chance de mudar. (fica triste, Dan percebe e coloca a mão no queixo de Avril, a deixando de cabeça erguida)

-Bom, é só contar comigo de agora em diante.
(Avril sorri e  dá um abraço em Dan, que por incrível que pareça, é verdadeiro)


Notas Finais


Não perca o próximo capítulo e desculpe a demora! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...