História Duas Paixões e uma Escolha - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~Iamkarlla3

Postado
Categorias The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Alaric Saltzman, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Damon Salvatore, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Liz" Forbes, Elizabeth "Lizzie" Saltzman, Finn Mikaelson, Freya Mikaelson, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Jenna Sommers, Jeremy Gilbert, Josette "Josie" Saltzman, Katherine Pierce, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Lexi Branson, Lilian "Lily" Salvatore, Malachai "Kai" Parker, Personagens Originais, Rebekah Mikaelson, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood, Vicki Donovan
Tags Klaroline
Visualizações 38
Palavras 945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - • Simplesmente Aconteceu...


Fanfic / Fanfiction Duas Paixões e uma Escolha - Capítulo 4 - • Simplesmente Aconteceu...

Mas o que eu estou fazendo ? Eu devia ser forte e parar aquela cena. Mas meu amor por ele foi mais forte que eu, não pude evitar. Enquanto eu pensava em parar, já estava tirando a minha blusa e me deitando com Klaus. 

Fomos andando até o meu quarto, enquanto nos beijava - mos. Chegando lá, encosto a porta com uma das minhas mãos. O beijo intensificou, tiro sua camisa rapidamente ainda o beijando, sorrio e continuo a te beijar, arranhando suas costas, dando mordidas em seu lábio e algumas mordidas em seu pescoço. 

Nos deitamos na cama e ali ficamos. O dia amanhece, com o sol batendo na quina da cama, peças de roupas jogadas pelo chão e eu deitada na cama com o lençol me cobrindo. 

Vou acordando aos poucos, assim que fico com meus olhos totalmente abertos, olho para o lado e dou um leve sorriso. Por saber que Klaus ainda estava lá. 

Assim que olho para ele desvio meu olhar para o teto do quarto. Estava me sentindo estranha, como se algo quisesse me dizer. 

Começo a me levantar devagar e olhar para o redor do quarto. 

- Meu Deus ! Falo comigo mesmo colocando a mao na boca de tão impressionada que fiquei. Após ver aquela imagem, tudo desabou em minha cabeça. 

Levantei rapidamente me enrolando no lençol, e comecei a tirar aquelas roupas do chão. Toda peça de roupa que eu encontrava jogava na cama, e as do Klaus eu a jogava em cima dele com ele dormindo. Eu jogava em desespero em que alguém entrasse e visse aquilo. 

O que iriam pensar de mim ? Klaus acaba acordando com as jogadas de roupas que ele sentia em seu corpo. 

- Caroline, o que está fazendo ? Fala ele acordando naturalmente.

 - Klaus, veste suas roupas e saia daqui. Agora ! Falo rapidamente desesperada.

 - Mas o que ta havendo ? Diz ele levantando da cama e colocando sua calça que eu a joguei. 

- O que está havendo ? Isso está havendo Klaus ! Falo apontando minhas mãos para todo o quarto. Assim que ele termina de vestir sua calça. 

Ele começa a procurar sua camisa. 

- Caroline depois que você tirou minha camisa ontem a noite, onde foi que deixou ? Pergunta ele com sorriso sínico.

 - Klaus como pode brincar em uma situação dessa ? Falo olhando séria para ele. 

Me abaixo e fico de joelhos no chão para ver se encontrava sua camisa. Assim que olho nos lados da cama encontro ela e a entrego. 

- Aqui, pegue ! Falo entendendo minha mão com sua camisa. Assim que estendo minha mão ele estica seu braço e pega sua camisa. 

Termino de pegar as roupas do chão e entro no banheiro para me trocar. 

Demoro uns 10 minutos no banheiro, precisava jogar uma água no corpo. Assim que termino, coloco minha roupa, escovo meus dentes e saio de lá. 

Após eu abrir a porta do quarto, estava tudo diferente. A cama estava toda arrumada, tudo em seu devido lugar. Chamo pelo Klaus, pois não havia visto desde que entrei no banheiro.

 - Klaus ?... Klaus ? Chamo pelo seu nome e ninguém aparecia. Repito novamente seu nome mais só que um pouquinho mais alto. 

- Klaus !?. Assim que chamo aparece Josie e Lizzie. 

- Quem está chamando mamãe pergunta Josie com suas pantufas de panda. 

- Ningu... Quando tento terminar de falar, Lizzie interrompe perguntando 

- Quem è Klaus ?. Pergunta Lizzie como se nunca tivesse visto ele. 

- Como assim quem è Klaus Lizzie ? O amigo da mamãe, o de ontem. Falo com um sorriso forçado para que elas não se lembrassem do acontecimento entre Klaus e Stefan. 

- Eu não lembro ! Fala Josie colocando o seu dedo no queixo tentando lembrar 

- Eu também não ! Fala Lizzie olhando para mim. Fico olhando elas por alguns segundos e estranhando, como assim elas não se lembram do Klaus ? Josie aponta para minha cama e pergunta. 

- O que é isso mamãe ? Olho para trás e vejo uma carta em cima da minha cama. Ando até ela, pego a carta e leio. A carta dizia assim : 

« Não deu nem tempo de nós dizer bom dia, estava preocupada demais para dar atenção. Te perdoou por esse acontecimento frágil e deselegante. Hipnotizei suas filhas para esquecer aquele conflito de ontem a noite. Pode me agradecer depois.»

« By : Seu Klaus »

 

Depois de ler a carta fiquei calada por um tempo e veio Josie perguntar. 

- O que è mamãe ? Assim que Josie pergunta veio a sapeca da Lizzie dizer 

- È do namoradinho dela ! As meninas começam a rir e eu acabo rindo junto. 

 - È pessoal e não tem nada a ver de namoradinho não tá ! Dou um sorriso e cólico a carta no meu bolso. 

Ao colocar decido conversar com Bonnie, faz tanto tempo que não à vejo. 

- Bom meninas è hora de descer vou fazer o café de vocês. Vou descendo com as meninas lá pra baixo. Assim que entro na cozinha mando mensagem para Bonnie no celular.

 ~ ~*Bonnie, preciso falar com você me liga.*~ 

Coloco um coração no final e envio. Assim que faço panquecas para as meninas, escuto elas dizer alguém. 

- Papai !!!

Me viro de frente falando. 

- Meninas que papai vocês então falan... Quando eu ia terminar a frase vejo Stefan e acabo deixando os pratos de panquecas das meninas caírem no chão. 

Olho para o Stefan e fico frustrada sem conseguir dizer se que uma palavra ao menos o nome dele. 

- Stefan !..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...