História Duas paixões, um só coração - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Romance
Exibições 2
Palavras 792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Bom galera estou aqui com mais um capítulo, desculpem a demora, mas sabem como é né, final de ano, provas, trabalhos, enfim boa leitura.

Capítulo 10 - Surreal


Fanfic / Fanfiction Duas paixões, um só coração - Capítulo 10 - Surreal

Eu mal sei como voltei para casa, não conseguia sentir minhas pernas direito... quando cheguei, tomei um banho e me deitei só de toalha na cama pensando no que aconteceu minutos atrás, cara... nem parecia a Joy, a minha Joy, ela mudou muito mesmo, não estou reclamando viu? Só estou comentando...

No dia seguinte

  Acordei com o som do despertador e me levantei rapidamente. Eu havia dormido de toalha e estava um pouco... molhada... se é que me entendem, vou explicar, eu estava tendo sonhos indecentes com a Joy, pois é... é a vida.

  Quando cheguei na escola fui direto para a minha sala. Joyciaine estava sentada no mesmo lugar de ontem mexendo em seu celular. Seus cabelos estavam soltos como sempre jogados sobre um ombro só, sua boca estava com aquele batom vermelho, ela estava incrível. Ouvi a porta se abrir e olhei para a mesma, era a professora de Educação Física.

- Meus queridos, hoje como a professora de história faltou eu vou ficar com vocês, bora todo mundo pro vestiário. Vamos! – Disse ela e saiu da sala para nos esperar.

  Eu particularmente odeio Educação Física, mas tudo bem né, sou obrigada a ir. Depois de ter trocado de roupa no vestiário fui direto para a quadra. Quase morri com aquela cena, mas tudo bem... Joy estava usando uma bermuda preta colada em suas coxas torneadas, uma regata branca que marcava bem os gominhos de seu abdômen e seu cabelo preso em um rabo de cavalo alto deixava à mostra uma tatuagem que ela não tinha antes... era um apanhador de sonhos pequeno, muito bonito. Ela me olhou por alguns segundos e depois desviou o olhar pois uma garota havia se aproximado dela. Era baixinha, ruiva e muito... muito bonita. Ela sorria a todo tempo enquanto conversava com a Joyciaine e os sorrisos eram perfeitamente retribuídos pela morena dos olhos verdes. Até que aconteceu uma coisa que não devia estar nos planos da Joy porque de cara ela não retribuiu. A garota ruiva a beijou no meio de todo mundo! Alguns garotos assoviaram, outros continuaram olhando a bunda da Joy porque eles não tem o que fazer da vida e o resto só continuou observando. Eu não iria deixar aquilo continuar acontecendo, não mesmo! Atravessei a quadra e esbarrei na garota ruiva “sem querer”. Ela se afastou da Joy e me olhou com uma cara de poucos amigos. Dei um sorriso falso para ela e me aproximei da Joyciaine segurando sua mão. A garota ficou nos olhando por algum tempo e depois se afastou.

- O que foi isso Emily? – Joy perguntou me encarando.

- Nada... foi sem querer. – Respondi.

- Uhum...

- Joy... eu preciso falar com você... podemos? – Apontei para o vestiário e ela assentiu meio relutante.

  Caminhamos até lá ainda de mãos dadas, mas assim que entramos ela soltou minha mão. Se encostou nos armários e me encarou.

- Pode dizer. – Disse ela.

- O que foi aquilo ontem... ? – Indaguei parada em sua frente.

- Nada demais. – Deu de ombros.

- Ah não foi nada? – Arqueei as sobrancelhas a encarando.

- Exato. – Disse me olhando nos olhos.

- Isso é surreal. – Suspirei baixo.

  Ela não disse nada. Só se aproximou de mim e me beijou. Minhas mãos foram direto para sua nuca e eu senti meu corpo se chocar contra a parede. Ela segurava minha cintura com firmeza como se nunca fosse soltar. E era o que eu queria. Isso tudo estava me machucando, mas sempre que eu a via, eu queria beija-la e esperava que nunca acabasse. Eu esperava nunca perde-la novamente.

  Ela se afastou um pouco e me olhou segurando meu rosto entre as mãos. Uma lágrima desceu por seu rosto e ela sorriu fracamente. Meu coração errou a batida e eu a abracei forte.

- Joy... eu sei que posso estar sendo egoísta, mas não me deixa... por favor. – Pedi segurando em sua blusa com firmeza com medo de que ela fugisse de mim.

- Eu não posso continuar assim Emily, acreditando em uma coisa que não vai dar certo. Eu tinha e tenho certeza do que sinto, achei que era assim com você também, mas vejo que não... que eu estava errada.

- Me perdoa. Eu faço qualquer coisa para você não partir! Qualquer coisa. – Implorei.

- Eu te perdoo, mas não é tão simples assim. Eu preciso ir. – Depositou um beijo em minha testa e depois me olhou nos olhos. – Eu espero que você seja muito feliz, mesmo que não seja eu quem vá te fazer se sentir assim. – Sussurrou e beijou o topo de minha cabeça antes de se afastar.

  Eu estava estática. Só depois fui cair na real que a minha garota se foi e então eu simplesmente desabei.


Notas Finais


Então, críticas? Sugestões? Eu estou com um pouco de dificuldade pro desenvolvimento então se alguém puder me ajudar daqui pra frente eu serei muito grata. Até a próxima, beijos da tia Jo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...