História Duas vidas,Um Destino. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Hailee Steinfeld, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Hailee Steinfeld, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Shawn Mendes
Tags Amizade, Amor, Mistério, Romance, Shailee, Shawmila
Exibições 20
Palavras 1.138
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Me conte tudo


Pov. Hailz

Já estava meio tarde, então resolvemos ir embora. Deixamos a Camila em casa e agora estamos indo em direção a minha, ainda bem que o Shawn tava de carro, porque nem eu, nem a Camila íamos aguentar volta a pé.

Ele estacionou em frente a minha casa e nós descemos.

- Já vai entrar? - Ele pergunta.

- Eu tó um pouco cansada. - e ainda tem essa dor de cabeça que tá me matando.

- Amor - amo quando ele fala assim - Fica aqui comigo, só um pouquinho, por favor.

- Tá bom - falo colocando os braços ao redor do seu pescoço - Não tem como te dizer não.

Ele coloca as mãos na minha cintura e eu selo nossos lábios. Foi um beijo calmo, suave, estava com saudade disso.

Conheci o Shawn na escola, ele tinha acabado de chegar na cidade e não conhecia ninguém. Ele era muito quietão dava até certo medo, mas mesmo assim me aproximei dele. Tudo aconteceu muito rápido, de colegas pra melhores amigos, éramos inseparáveis, nos falávamos todos os dias, saía juntos, eu tinha quase certeza que estava apaixonada por ele.

Naquela época tinha uma festa na escola e nós fomos nunca pensei que tudo mudaria a partir dela. Estávamos nósdivertindo bastante e ele me puxou pra uma dança, no começo era uma musica agitada, mas depois ela ficou lenta e naquele clima acabamos nos beijando. Nosso primeiro beijo. Ficamos uns dias afastados, mas naquela semana ele me convidou pra um jantare se declarou. Desde então estamos juntos.

- Eu te amo. - Digo quando nós afastamos.

-Eu também te amo.

Era 1 da manhã quando entrei em casa. Minha cabeça continua doendo e ainda tem aquilo que a Camila me falou.

Entrei no meu quarto e deitei na cama. Meu Deus! Quanta informação, a Camila veio pra cá por causa de uma vingança e eu ainda disse que vou ajudar. Preciso falar com ela, tenho muitas perguntas e preciso de respostas.

...

Acordei com os raios de sol atravessando as frestas da cortina. Nem sei que horas eram quando eu consegui dormir.

Peguei meu celular e verifiquei a hora 10h24min, ainda bem que hoje é sábado. Levantei da cama, fiz minha higiene matinal e desci as escadas em direção a cozinha, meu pai ainda estava lá.

- Bom dia, filha! - Dou a volta na mesa e te dou um abraço.

- Bom dia, pai! Ainda aqui. - Estranho ele ainda não ter ido trabalhar.

- Hoje não vou trabalhar.

- Os negócios vão bem? - fiquei um pouco preocupada.

- Estão indo muito bem, só queria um dia de descanso. - Ele sorri.

- Hm, que bom que aceitou meu conselho, você tem trabalhado demais.

- Eu sei, mas e você? - Ele me olha - Esta tudo bem? - Eu devo tá com uma cara bem ruim pra ele pergunta assim.

- Tá sim pai, só alguns problemas.

- Se quiser eu posso te ajudar.

- Obrigado pai, mas não precisa - Não quero preocupar ninguém.

- Se precisar eu vou estar aqui.

- Eu sei - Sei que meu pai não pouparia esforços pra me ajudar, me espelho nele a cada dia. Sei que tudo que ele conquistou não foi fácil.

Terminei o café e saí pra correr, precisava ficar um tempo sozinha. Corri uns trinta minutos e resolvi voltar pra casa.

Cheguei em casa , tomei um banho e desci pra sala . Resolvi ligar pra Camila preciso falar com ela ainda hoje.

Ligação ON

-Camila preciso falar com você, você pode vir aqui em casa?

-Não seria melhor a gente conversar em outro lugar?

-Pode ser no café aí da esquina? 16hrs

-Pode.

Ligação OFF

Subi para o meu quarto, e resolvi assistir um filme.

Ainda era 15h30min não conseguia mais ficar esperando a hora passar em casa, então sai de casa e fui até o Café. Pra minha surpresa a Camila já estava lá.

POV. Camz

Estou um pouco ansiosa, com certeza a Hailee quer falar sobre o que eu disse ontem. Será que ela desistiu de me ajudar?

Ou pior vai querer me dar lição de moral. Espanto meus pensamentos e olho ao redor do café é um lugar muito bonito, confortável e reservado, perfeito pra nossa conversa. De repente a porta do Café se abre, é ela.

- Oi - Ela diz quando se senta. - Não pensei que chegaria cedo.

- Não consegui esperar.

- Tudo bem, eu vou ser direta - ela diz colocando as mãos sobre a mesa. -Eu pensei muito sobre o que você me disse ontem..- ela para um pouco - mas antes de dar a minha conclusão eu quero te fazer algumas perguntas.

- Pode perguntar - foi à única coisa que eu disse.

- Há quanto tempo isso aconteceu?

- Tem um ano.

-Eu sei que é difícil, mas eu quero que você me conte tudo sobre o acidente. - vai ser difícil mais vamos lá.

- Meus pais eram advogados, eles vinham muitas vezes pra Londres e nesse dia eles teriam que vir só que já estava um pouco tarde e lembro-me de ter pedido pra eles não irem, mas eles disseram que voltariam rápido e que enquanto eles não voltassem eu cuidaria da minha irmã. Percebi que eles estavam demorando muito, então resolvi telefonar, só dava na caixa postal. Percebi que algo estava errado e depois de uma hora recebi a noticia de que eu e a Sophia estávamos órfãs de mãe e pai - Quando terminei de contar estava banhada em lagrimas. - A policia descobriu que o carro que atropelou meus pais, estava a caminho de Londres e em alta velocidade, mas eles pararam de investigar disseram que não havia provas suficientes. - Eu Não entendo, porque eles pararam de investigar, sei que se eles continuassem com certeza encontrariam o culpado.

- Desculpa Camila, mas eu precisava saber. - ela diz passando as mãos no cabelo.

- Já esclareci o que você queria agora me diga a sua conclusão.

- Camila eu não desisti de te ajudar e agora mais que nunca eu quero te ajudar, mas eu não quero que se iluda. Talvez não encontremos o culpado ou quem sabe ele nem esteja vivo.

- Eu sei que isso pode acontecer, mas tenho certeza que o assassino vive e vai pagar pelo que fez.

- É isso que me preocupa- ela suspira - você não pensa na sua irmã?

- É claro que eu penso. Ela é a pessoa mais importante pra mim. - a única que importa.

- Faz tempo que você não a vê?

- Um pouco.

- Tenho um convite - Ela sorri - Quer ver sua irmã?

- Hailz é o que eu mais quero.

- Então, vai ser um prazer realiza-lo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...