História Dude, eu sou Gay - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~ftjimin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais, Suga, V
Tags Collab, Jimin, Shoujo, Yoongu
Visualizações 81
Palavras 903
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Antes de tudo eu gostaria dar uns avisos:
- Essa fic não é inteiramente Yoonmin, na real, ela nem é Yoonmin, é hetero (sorry pra quem estava procurando Yoonmin).
- Minha intenção é em momento A L G U M ofender alguma sexualidade contida na fic, foi uma ideia da @ftjimin e eu apenas segui.
- Todos os créditos da história é pra ela szsz.
- O primeiro capitulo saiu curtinho, mas é mais porque é a introdução e tal tal, os próximos serão maiores, eu juro.
- EU VOLTEI HAHAHA, logo, voltarei com minhas outras fics.
E não menos importante: Espero que gostem <33

Capítulo 1 - Chapter one


Na vida eu sempre tive duas certezas: A primeira é de que sou gay, bem gay. Gay mesmo, daqueles gays que você olha e pensa "nossa, que gay". A segunda é de que, eu reforço a primeira ideia.  

Sou tão gay que até um namorado eu tenho; E eu amo Yoongi, disso podem ter certeza. Tê-lo para mim era como ter tudo, era como se sentir realizado e sortudo, Yoongi sempre me trouxera coisas boas, não havia um único momento do qual ele me trouxe algum de ruim. Quer dizer, nunca houve até o momento em que ele a trouxe.  

Exatamente, ela. "Mas ah Jimin, quem é ela?". Ela é o real significado de maldade, manipulação e... E... Pensem tudo o que for de ruim, sim é ela. Podem apostar.  

Ok, eu posso explicar melhor: Minha vida vivendo e morando com o Yoongi era a melhor possível, era calmo, sem bagunças (tá que tínhamos as vezes as nossas bagunças) e eu não duvidava de nada. Mas eis então que, meu ilustre namorado, me aparece dizendo que, uma amiga distante dele estava necessitando um lugar para meio que morar, já que ela conseguiu um estagio em uma faculdade por aqui e de sua casa para cá é um bom percurso. E eu, como o bom coração de Maria, só que sem ser Maria concordei. Claro, tudo bem, foi garantido que ela ajudaria com as despesas.  

Foi dai então que meu desespero começou: no dia em que conheci Mina (sim, o nome do capeta disfarçado de mulher era Mina) o tempo não estava lá um dos melhores, na verdade ele estava horrível, era como se ele me dissesse "ei, fica esperto Jimin, algo de ruim vai te acontecer" e eu como o ingênuo carneirinho nem notei. Antes da garota chegar, eu tive que passar no meu trabalho para pegar alguns papéis e bem, na volta mais uma vez fui avisado, mas o que fiz? Novamente ignorei e então resumindo: Na volta pra casa peguei uma chuva maravilhosa.  

Praguejei os raios, os céus e mares, mas de nada adiantava afinal, eu já me mantinha por completamente ensopado. Ok, ok, todo esse papo ainda continua sem sentido para vocês, certo? Estamos quase no X da questão! Continuando... Bem, cheguei em casa morto, literalmente cansado já que, corri tentando não me molhar - se é que havia como - mais ainda, cheguei parecendo um pinto molhado e no lixo. Eu já nem sabia mais o que era meu suor e o que era água da chuva!  

Assim que boto - na verdade me jogo - meus lindos pés para dentro de casa acabo por interromper uma conversa um tanto animada. Como nos filmes de terror, vou levantando os olhos lentamente. Um par de tênis brancos femininos, nike, calça jeans escura, pernas não tão finas e nem tão grossas, ok. Camisa larga, muito larga, mas pelo menos contrastava de uma forma bacana com o restante. Ao ver por fim seu rosto me assustei, mas não foi porque ela era feia como algum monstro de filmes de terror, mas sim porquê a garota era estupidamente bonita. E então, para sair daquele momento completamente constrangedor eu fiz o que faço de melhor: Abri minha maldita boca.  

  

— Uh, você deve ser a amiga de Yoongi, certo? - murmurei me aproximando de ambos, sem claro, é tropeçar em um tipo de degrau invisível que sempre aparece pra te fazer passar alguma vergonha da frente de desconhecidos – Eu sou Jimin, prazer em conhecê-la - estendi a mão, completamente nervoso.  

"Ah Jimin, mas por quê nervoso?" É simples: Ela era uma garota e garotas sempre me deixam nervoso, não importava o contexto em qual elas se encaixavam, eu ficava envergonhado, mesmo eu sendo bem viadão.   

— O prazer é meu, Jimin – sorriu me fazendo ficar um pouco corado. Mas que diabos ela tinha que ter um sorriso tão bonito?  — Yoongi me falou muito sobre você, devo dizer que fazem um casal lindo.  

Sim, ainda tinha mais essa, falar sobre meu relacionamento com Yoongi também me deixava um tanto encabulado, mesmo eu sendo gay assumido, eu ainda tinha algumas dificuldades e Yoongi não perderia a oportunidade em tirar uma comigo.  

— Aé, não se preocupem que eu tentarei ao máximo não tentar escuta-los e deixá-los com suas privacidades – murmurou mordendo a língua, envergonhada. Meu namorado? O bastardo apenas ria como se tivesse ouvido a piada mais infame de sua vida, enquanto minha vontade era a de virar um avestruz e enfiar a cabeça em um buraco.  

— Quanto a isso não se preocupe – murmurou um Yoongi risonho, passando o braço pelos ombros da garota, puxando-a para um meio abraço — Jimin gosta de ser sigiloso nesses momentos – e piscou, fazendo tanto eu quanto a garota ficarmos vermelhos.  

— Yoongi! - quase gritei por conta da vergonha, mas que diabos eu podia sentir minhas orelhas queimarem — Não seja assim, idiota.  

— Mas em momento algum eu menti – riu nasalado — Vá se secar, não o quero doente, amor. - murmurou saindo dali arrastando Mina junto de si enquanto dizia um "Ele é muito tímido, o que eu faço com esse garoto?"  

  

Subi para o quarto sentindo as roupas geladas e molhadas grudarem em meu corpo, dando-me a sensação de que aquilo era extremante incomodo e nojento. Sim, muito nojento aliás.  

Já na porta do banheiro do quarto pude chegar à uma conclusão sobre tudo isso: Eu vou acabar me ferrando com essa história toda.


Notas Finais


YAAH, não sei como vai ser essa fic, confesso que estou um pouco com medo dela (já que não vi nenhuma outra assim aqui, se tiver, desculpa sdkjdsk).
Bom, ai deve ter alguns erros, peço para que ignorem, já que uma hora eu vou voltar para revisar melhor, bom, é isso!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...