História DUFF - Hiatus - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Stiles Stilinski
Exibições 151
Palavras 1.101
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Esse capítulo é mais para deixar a relação do Stiles e Derek em um plano mais suave (aquela carinha de lua).
Não vou pedir desculpa pela demora. Tirei umas férias em Paris u.u hahahahahahahahaha
DESCULPA CARALHO POR DEMORAR <3 Tem muita gente maravilhosa que eu tenho que agradecer por todo amor e carinho. Anderson <3 Sandro <3 meus amores da vida. E tem as manas dos comentários, sem vocês eu não estaria aqui.

Capítulo 11 - Ele não está tão afim de você


Ele não está tão afim de você

_ O que está acontecendo? _ perguntei assustando.

Scott e Isaac davam risada de mim e eu não sabia o motivo disso. Eu juro que tentava entender, mas não conseguia. Aos poucos várias pessoas formaram uma rodinha ao meu redor, todas rindo e tirando fotos com o celular.

_ Mandou bem _ disse Derek, que apareceu do nada na minha frente _ eu sabia que você estava desesperado para se livrar do rotulo de Duff, mas não pensei que faria isso.

Isso o que em nome de jesus?

Minha voz não saia mais.

_ Stiles, numa pensei que você faria isso _ disse Brett, que também apareceu do nada.

Olhei para baixo e vi do que eles estavam falando. Eu estava vestido igual a Miley Cyrus. DE BEBÊ. COM FRALDA E BABADOR.

Dei um grito forte e acordei caindo da cama.

Meu pai abriu a porta bruscamente e me segurou pelos ombros.

_ Foi só um pesadelo, respira.

Suor e lágrimas lutavam por espaço no meu rosto. Mas aos poucos uma vontade de rir tomou conta de mim e eu ri tanto que meu pai foi até a cozinha pegar um copo de água para mim.

Eu sabia que não deveria ter escutado o novo álbum dela.

 

Meu pai insistiu que eu não deveria dirigir hoje e por isso tive que vir com ele de viatura. Às vezes eu odeio ser o centro das atenções, só às vezes mesmo. Na balada é uma coisa e na escola é outra.

_ Você deve estar com frio, coitadinho _ disse meu pai, colocando a mão na minha testa _ tá até de cachecol.

Cambridge também era conhecida pelas melhores boates. Ah, bons tempos. Para um Duff até que eu beijei bastante.

_ Pai, eu estou ótimo.

Dei um beijo no rosto dele e sai do carro. Algumas pessoas ainda estavam no pátio conversando. Cumprimentei uma e outra e fui para a minha sala. Faltei na escola por dois dias e meus amigos não vieram falar comigo. Tá, eu também poderia ter mandando mensagem para eles, mas sou chato e orgulhoso mesmo.

Falando no diabo, os dois estavam encostados na porta da sala. Senti um aperto no meu coração, mas não deixei isso me abalar. Continuei andando até a sala. A conversa morreu assim que passei por eles.

Ah, quem eu quero enganar? Senti uma vontade de chorar muito forte. Mas não chorei!

Sentei no meu lugar de costume. Malia estava no lugar dela, ao meu lado, não fui digno do olhar dela. Deus, quanto drama adolescente.

_ Oi _ falei, querendo me dar uns tapas por ser tão burro.

“Orgulhoso”

Ela acenou com a cabeça, mas não me dirigiu o olhar.

Nem insisti.

A aula foi uma verdadeira tragédia. Não consegui prestar atenção em nada. Eu podia sentir certos olhares em mim.

O resto do dia também não foi muito bom. Na hora do intervalo eu optei por me esconder na biblioteca. Minha cabeça precisava de um tempo.

_ Você parece a Sai, sempre fugindo da Federal _ disse Theo, sentando do meu lado no banquinho da biblioteca.

_ Fugindo? Mas você sempre me acha.

Ele sorriu e me deu uma barra de chocolate.

Nesse tempo que fiquei fora eu troquei muitas mensagens com o Theo e descobri que somos muito parecidos.

_ Cara, a Allison não para de me chamar pra sair _ disse ele, suspirando.

_ Mas ela não tinha ficado com o Scott?

Theo deu uma mordida no chocolate dele e segurou meu braço.

_ Você não acredita _ começou ele, mastigando _ ela disse que fez isso pra me provocar.

Tapei a boca com as mãos para abafar o barulho do riso. Theo ficou vermelho de tanto rir e quase engasgou.

_ Stiles _ uma voz arrogante e sexy me chamou.

Virei o corpo e vi Derek Hale me encarando sem expressão. Típico.

_ Olá _ disse Theo, ainda se recuperando.

Derek acenou com a cabeça e continuou me encarando.

_ Precisamos conversar em particular _ declarou ele.

Dei um sorriso para o Theo e disse que já voltava.

Derek me levou até o vestiário do time que estava vazio. Ele não respondeu nenhuma das minhas perguntas durante o caminho.

_ Vai me falar de uma vez por todas o que está acontecendo? _ perguntei, enquanto ele fechava a porta.

_ Você tem que parar com isso _ disse ele, como se isso respondesse tudo.

_ Parar com o que? _ perguntei, cruzando meus braços.

Ele suspirou e sentou em um dos bancos.

_ Isaac está péssimo e Scott também. Você tem noção? Eu quase peguei o Isaac, mas não fiz isso por que ele estava bêbado e só falava do quanto sentia sua falta e do quando Scott ficava vendo seu Facebook para saber o que você tem feito sem eles.

Fiquei sem saber o que falar.

_ Eles sentem a sua falta e isso já está irritante. Quando eu finalmente consigo me resolver com um deles você vem e estraga tudo.

O QUE?

_ Eu estrago tudo? Olha me desculpa se você só consegue pensar com a cabeça do pau e por isso não vê o óbvio _ explodi em fúria _ mas eu já entendi o seu ponto de vista! Sou a porra do Duff e tenho que ser o submisso que aceita ser pisado pelos outros.

Derek me encarava com espanto.

_ Duff? Você não esqueceu disso ainda? _ perguntou ele, rindo _ Stiles, pensei que você fosse inteligente.

_ É eu ainda não esqueci disso e nem vou esquecer!

Comecei a andar em direção a porta, mas Derek segurou meu braço com força, me obrigando a ficar.

_ Olha, eu não sabia que esse lance de Duff te deixava assim. Me desculpe _ tudo o que ele falava parecia muito sincero e isso me desarmou.

_ Você não é feio, só é desajeitado.

Revirei os olhos. Ele sorriu.

_ Me desculpe.

Concordei com a cabeça e Derek soltou devagar o aperto.

_ Vou falar com eles.

Finalmente livre! Um problema resolvido e agora só faltam 99.

“Para com isso”.

Parei de andar e fiquei em silêncio.

‘É sério! Alguém pode nos ver”.

Era uma voz conhecida. Fui andando devagar até a parte de trás da arquibancada.

De longe eu pude ver duas pessoas bem próximas.  

Um cara de cabelo preto estava beijando desesperadamente quem quer que fosse ali.

“Para”.

Meu. Deus. Do. Céu.

Essa voz.

Tapei a boca com a mão e sai dali o mais rápido possível.

Eu não acredito nisso.

Isaac estava beijando um cara!

 

 


Notas Finais


Um beijo e um queijo no coração de vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...