História Dumb Boy - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~Livutions

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Chrollo Lucilfer, Feitan, Franklin, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Kalluto Zoldyck, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight, Machi, Nobunaga Hazama, Phinks, Shalnark
Tags Killugon, Kirugon
Visualizações 40
Palavras 1.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OI MINHA PRIMEIRA FIC AAA nao sei o que botar aqui
desculpa por ser generico colocando icon de cartoon e fazendo fanfic de anime rs

pronto é isso, agora podem ler

Capítulo 1 - Bem vindo ao Inferno



Killua P.O.V.
     "Quero ir embora" pensei nisso antes mesmo de entrar naquele edifício. Aquilo nem parecia uma instituição de ensino de tão deprimente. Não sei o porquê dos meus pais me obrigarem a estudar, já que já sei o suficiente. Vi muita gente entrando e fiquei surpreso, já que a escola não parecia ser acolhedora, na verdade, parecia mais um monte de blocos de concreto empilhados de uma forma randônica.
     Entrei no edifício, e fui procurar onde era minha sala. O lugar internamente era um pouco melhor do que a primeira impressão que tive. Um pouco. Ainda tinham coisas que me incomodavam, como as paredes descascando ou algumas sem reboco. Sinceramente, eu acho que deveriam fazer uma reforma nessa escola, porque aqui é muito mal acabado. Quando, finalmente, cheguei na minha sala, já fui sentando na última cadeira porque não queria interação com ninguém. Ainda não havia iniciado a aula, então peguei meu MP3 e coloquei uma música no máximo, pra não escutar as pessoas gritando na sala. Até que chegou um menino moreno, de cabelos pro alto e com uma mistura de verde e preto nele. Ele tentou se enturmar, mas ninguém queria ele nos "grupos de amigos". Ele sentou do meu lado, mas foi se divertir com os outros. Não sei nem porque estou reparando isso. Não quero manter uma relação com ninguém nessa escola.
     No momento em que a professora chegou, todos se acomodaram rapidamente em suas carteiras. Ela começou se apresentando, e dizendo pra eu ir lá na frente me apresentar.
     – Meu nome é Killua Zoldyck, tenho 15 anos, vim estudar aqui pela vontade dos meus pais porque já sei o suficiente. É isso. – falei apressado, porque todos já estavam me achando estranho.
     Depois foi a vez do menino de cabelos espetados.
     – Meu nome é Gon Freeccs! Tenho 15 anos e vim estudar aqui por vontade própria, já que meu pai também estudou aqui... Queria saber o que o fez estudar aqui... É isso! – depois de falar, voltou sorridente pra sua cadeira. Não sei como consegue, na minha primeira impressão não gostei daqui.
     A aula de geografia tava muito chata. A professora só falava sobre coisas chatas que eu já sabia. O Gon, que estava sentado do meu lado, tinha perguntado o que estava escrito no quadro. Por algum motivo eu respondi, ao invés de ignorá-lo como eu faria com todos. Havia alguma coisa que não me deixava ignorar ele, mas eu não sei o que era.
     Quando as primeiras aulas terminaram, começou o recreio. Obviamente, fiquei sozinho, já que não tinha feito nenhum amigo. Peguei a fila da cantina, que tava um horror de tão grande, e lá encontrei o Gon de novo. 
Gon P.O.V.
     Esse primeiro dia de aula tá um saco, eu não consigo fazer ou puxar nenhum assunto... Acho que a única pessoa com quem eu realmente falei nessa escola foi o Killua... Ele é novato também, queria conhecê-lo, já que ele estava tão sozinho lá na sala. Talvez ele tenha vontade de falar comigo também, mas não sei... ele parece com quem não fala com ninguém na escola, mas quando aparece alguém que impressiona ele ele cede por essa pessoa... Será que essa pessoa sou eu?? Pelo que eu vi, umas duas garotas foram dar em cima dele e ele as ignorou... Não, talvez ele tenha falado comigo porque estava com pena de mim... 
     Peguei meu lanche na cantina e, quando me virei, vi que ele estava lá. Em uma fração de segundos, corei e meu coração acelerou. Saí andando rápido da cantina, nervoso com ele. Não sei qual o motivo disso ter acontecido, sendo que mal conheço ele direito, ou pior, nem conheço ele. Talvez eu esteja nervoso por conhecer alguém novo e da minha idade... mas isso nunca aconteceu, eu sempre fui bem simpático.
     
     Passado algum tempo, vi ele sentado em um dos bancos espalhados pelo colégio inteiro. Já que não havia nada pra fazer, fui puxar um assunto com ele pra ver no que dava. 
     – O-olá, m-meu nome é G-Gon Freeccs... – falei nervoso, ele parecia intimidador mais de perto.
     – Eu já sabia disso... – falou arrogante.
     – Hmm, certo... Como você vai? – falei deixando o nervosismo de lado.
     – Hm... Bem, por quê?
     – Por nada... Bem, reparei nesse MP3 aí... De que tipo de música você gosta? – perguntei tentando mudar de assunto.
     – Eu gosto de indie rock, indie pop, um pouco de folk...
     – Quase os mesmos tipos de música!
     – Hm... Legal.
     – Bem, vou andar por aí... Se quiser falar mais comigo, não vou te ignorar...
     – Ok.
     
     QUE TIPO DE DIÁLOGO FOI ESSE, GON?? Certo, nem tudo está perdido, ele não me ignorou e talvez ele fale comigo nas próximas aulas, ou quando formos pro dormitórios... Não sei o que esperar deles, se a escola já é toda mal acabada externa e internamente, imagine os dormitórios... Não quero nem pensar. 
     Quando eu estava correndo por um corredor, esbarrei em um garoto loiro, de olhos pretos e que aparentava ter 17 anos.
     – Desculpe... eu estava correndo distraído até que esbarrei em você... – falei, passando a mão na minha cabeça.
     – Não tem problema... Eu estava distraído também, haha...
     – Qual o seu nome?
     – Kurapika... aliás, você viu um homem que aparenta ter 30 anos. chamado Leorio, andando por aí?
     – Não me lembro... Quer que eu te ajude a procurá-lo? Não tenho nada pra fazer mesmo.
     – Eu ficaria grato.
     Conversamos bastante sobre as aulas e a estrutura do colégio, e procuramos bastante, mas não achamos o tal do homem. Até que o sinal do recreio bateu, e nós fomos para as nossas salas. Acho que fiz uma amizade com o Kurapika.
     Chegando na sala, vejo Killua mexendo no seu celular e os outros alunos fazendo alguma coisa de inútil. Sentei na minha carteira e deitei minha cabeça em cima da mesa. Fiquei olhando pro Killua discretamente, e percebi que ele também me observava de vez em quando. Será que ele realmente quer uma amizade comigo ou só colegas mesmo? 
     
     Depois de acabar a última aula, de física, a rádio da nossa sala tocou, dizendo que nós iríamos dormir nos dormitórios a partir de hoje, e que poderíamos voltar aos finais de semana. Olhei pro Killua e ele parecia surpreso, será que ele leu o que tinha escrito no contrato? De qualquer forma, peguei minhas coisas e fui aos dormitórios.
Killua P.O.V.
     Quando cheguei aos dormitórios, fiquei surpreso mas também as peças foram encaixando na minha cabeça. Os dormitórios eram a parte mais "rica" do colégio, nem parecia aquele monte de bloco de concreto que eu vi quando cheguei aqui. Eram salas climatizadas, com comida de sobra, tudo rebocado e pintado com as melhores tintas... Acho que é por isso que tanta gente vinha pra cá, pra ter um canto onde dormir e ter o que comer. Agora tudo faz sentido! Peguei algumas cobertas e tirei minha blusa, ficando só com minha blusa de mangas compridas e deitei na beliche.
     Me peguei pensando no Gon, o jeito que ele veio conversar comigo... Não consegui não responder, as minhas respostas saíam no automático, era como se eu não tivesse controle dos meus atos... O que seria isso?
     Dormi pensando no que iria acontecer amanhã, se ele viria conversar comigo de novo ou se eu fui muito arrogante e ele não vem mais falar comigo... Esse negócio de amizade é difícil.
 


Notas Finais


gente desculpa se ficou ruim ne rs minha primeira fanfic, mas é isto, nao sei quando o proximo capitulo sai

abraços <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...