História Dupla Personalidade, Kim Tae Hyung - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 83
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Volteeeeiiii!!!
Eu sei que eu demorei uma vida pra postar o segundo capítulo e não vou prometer que o próximo seja mais rápido, mas pra quem esperou, ele chegou.
Boa leitura.

Capítulo 2 - Notícia


Fanfic / Fanfiction Dupla Personalidade, Kim Tae Hyung - Capítulo 2 - Notícia

Naquela manhã, tudo aconteceu normalmente. Eu e Tae saimos em direção ao cursinho juntos e voltamos quando já era metade da tarde. Sempre fazíamos isso, todos os dias. Acordar, sair, estudar, comer, estudar, voltar pra casa e se não tivesse mais nada pra fazerem a gente passava a tarde toda conversando, ao vivo ou pelo Kakao Talk.

No entanto, quando chegamos ao conjunto e cada um foi para sua casa, recebemos a mesma notícia.

Mãe: Yuri, Taehyung te contou?

Yuri: Contou o que?

Pai: Os pais dele ganharam uma viajam com estádia para ilha de Jeju, durante uma semana, com todas as despesas pagas.

Yuri: Wow. Sério? Daebak!!! Aquele traíra nem me contou.

Pai: Acho que deve estar recebendo a notícia agora.

Yuri: Como eles ganharam isso?

Mãe: Foram numa loja de eletrodomésticos que abriu a pouco tempo comprar um liquidificar novo e acabaram sendo a milésima venda. Foi muita sorte e liquidificador deles ter quebrado assim.

Yuri: E quando eles viajam? E as crianças?

Mãe: Aparentemente eles viajam próxima semana e quanto as crianças eles não explicaram ainda, mas disseram que viriam jantar aqui hoje. Então a gente pergunta, porque qualquer coisa a gente cuida deles.

Caminhei até meu quarto, me esparramei na cama e peguei meu celular dentro da mochila. Disquei o número de Tae e antes que eu pudesse chamar recebi uma ligação dele.

~ligação on~

Tae: Yuri-ah, você não vai acreditar. Meus pais ganharam uma viagem.

Yuri: Na verdade eu acredito sim. Meus pais já me contaram.

Tae: Ah, que chata. Eu queria dar a notícia.

Yuri: Eu percebi o quanto você está empolgado. Então você também vai viajar?

Tae: Ainda nem sei. Esqueci de perguntar.

Rimos juntos.

Yuri: Tudo bem então. Vou me arrumar pro jantar. Ai a gente descobre juntos.

Tae: Pode ser.

~ligação off~

Demorei alguns minutos deitada na cama pensando em nada e olhando pro nada, até ter coragem de sair dela e ir tomar banho naquele frio enorme que fazia em Daegu na época. Era começo de ano e o frio parecia nunca ter sido mais forte.

Finalmente me levantei e fui me banhar. Ter que lavar o cabelo foi o martírio, mas o quentinho do secador e o aquecedor do quarto fizeram os arrepios e bater de dentes durante o banho valerem a pena.

Coloquei uma camisa branca de mangas curtas e vestido preto de alças por cima. Pus também um par de meias médias cinzas.

Quando ia me aproximando da sala, a campainha tocou e minha mãe me mandou abrir a porta.

Por ela entraram Taehyung, seus pais e seus irmãos. Os pequenos logo depois e de darem um beijo em cada bochecha, começaram a correr pela casa procurando meu gato. Tae e eu demos nosso high five e depois eu cumprimentei seus pais me curvando, lhes pedindo pra entrar e depois retirando seus casacos para pendurá-los.

O jantar já estava pronto sobre a mesa e todos começaram a se acomodar sem cerimônia após os cumprimentos. Meu pai sentou à ponta da mesa de frente ao pai de Tae na outra ponta. Ao lado esquerdo de meu pai se encontrava minha mãe, a irmãzinha e a mãe de Tae. De frente a minha mãe estava eu, ao meu lado Tae e seu irmão.

Yuri: Ahjumma, ahjusshi que sorte vocês deram.

Mãe do Tae: Pois é Yuri. Nunca iríamos imaginar.

Mãe: Sim. E as crianças, vão viajar com vocês? Porque se precisarem a Yuri ficar levando comida lá e ajudando Taehyung.

Yuri: Ei! Por que eu?

Tae: É verdade. Vocês ainda não disseram se nós iríamos com vocês e eu sei cuidar das crianças.

Pai do Tae: Até parece Taehyung. Você não sabe cuidar de casa. Não dá pra confiar em você para isso.

Tae: Isso quer dizer que realmente não vai dar pra nós irmos?

Mãe do Tae: Infelizmente sim. A viagem é só para o casal e por isso estamos aqui. Eu queria pedir um favor...

Mãe: Claro que nós podemos cuidar das crianças.

Pai do Tae: Na verdade, nós não queremos dar muito trabalho para vocês.

Pai: Imagina. Seria um prazer.

Pai do Tae: De toda forma, a avó deles já se ofereceu para cuidar deles, então não precisam se preocupar com isso. Mas tem um problema. A casa dela é muito longe, ficaria impossível para Taehyung vir todo dia para o cursinho... e como eu disse antes- ele deu uma pausa dramática e levantou o indicador quando Taehyung ameaçou falar algo. -meu filho não saberia se cuidar sozinho em uma casa. Então nós queríamos pedir que abrigue nosso filho por esses dias, por favor.

Pai: Claro, não temos como negar.

Mãe: Sim. Taehyung é como um filho nosso, é o melhor amigo de Yuri desde sempre. Então nem precisava perguntar.

Mãe do Tae: Muito obrigado. Ele pode dormir na sala mesmo. Ele é jovem.

Tae fez uma cara surpresa e eu ri. Nossas mães nos repreenderam silenciosamente.

Mãe: Imagina só. Claro que não. Yuri tem uma cama de casal e colchão de ar. Não vou deixar ele dormir no frio da sala, enquanto nos quartos tem aquecedor. A gente enche o colchão e ele dorme no quarto.

Pai do Tae: Não seria muito incômodo para Yuri?

Todos pararam olhando pra uma Yuri/eu um pouco sem reação.

Parei para pensar um segundo. Eu e Tae já aviamos dormido na mesma sala durante uma excursão da escola. Mas não estávamos sozinhos. Mas Tae era somente meu amigo. Para mim, não fazia diferença, era o mesmo que dormir com uma amiga.

Yuri: Por mim tudo bem. Eu não me importo. Vamos poder conversar e assistir filme.

Tae: Tem certeza? -perguntou o um pouco atordoado e talvez corado Taehyung e eu apenas acenei um sim com a cabeça que o fez relaxar mais.

Mãe: Eu imaginei. Eles são amigos demais para terem segundas intenções um com o outro.

Mãe do Tae: Sim, perdi as contas de tanto que tentei juntá-los e não deu certo.

Tae e Yuri: Yaaa!!!!

Agora ambos estávamos corados, enquanto os outros na mesa riam. Sempre tínhamos essa reação quando tocavam nesse assunto delicado. Mas parecia que Tae sempre era mais afetado. Eu imaginava que fosse por todo esse pudor coreano.

Após o jantar, subimos Tae e eu para meu quarto, como de costume. Ele deitou em minha cama e eu deitei sobre seu braço estendido também como sempre fazíamos. Ficamos parados olhando pro teto sem falar nada. As vezes parecia que o clima entre nós podia esquentar a qualquer segundo, mas na verdade nunca acontecia de fato. Parávamos naquela posição até o braço dele ficar dormente e eu insistir pra ficar ali e começar a discutir como dois idiotas, mas hoje ele resolveu falar antes.

Tae: Yuri, tem certeza que não vou incomodar você?

Yuri: Claro que não, você já vem todo dia aqui. Não vai ser nenhuma novidade.

Tae: Huuuum.

Yuri: “Huuuum” o que?

Tae: Não sei. Só estava pensando no que poderíamos fazer juntos esses dias.

Yuri: O que sempre fazemos, ora.

Tae: Ah não faz isso. É um momento especial. Temos que fazer algo especial.

Yuri: O que você tem em mente?

Tae: Um passeio


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpem qualquer erro.
Espero que também não desistam de mim e nem da história, eu prometo que ela promete kkk
Até mais.
Bjuuu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...